P. 1
Análise de glicose.

Análise de glicose.

|Views: 18.094|Likes:
Publicado porGesiane G. Ferreira
OBJETIVO

Analisar o resultado do nível de glicose no soro sanguíneo pelo método enzimático colorimétrico sem desproteinização, teste ao acaso.
OBJETIVO

Analisar o resultado do nível de glicose no soro sanguíneo pelo método enzimático colorimétrico sem desproteinização, teste ao acaso.

More info:

Published by: Gesiane G. Ferreira on Jun 22, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/25/2013

pdf

text

original

GESIANE G.

FERREIRA

RELATÓRIO DE BIOQUÍMICA Teste de glicose

UNIVERCIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-UNIPAC Ipatinga 2009

GESIANE G. FERREIRA

RELATÓRIO DE BIOQUÍMICA Teste de glicose

Relatório apresentado por Gesiane G. Ferreira, 3º período de farmácia.

UNIVERCIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-UNIPAC Ipatinga 2009

INTRODUÇÃO A glicose, um monossacarídeo, é o carboidrato mais importante na biologia. As células a usam como fonte de energia e intermediário metabólico. A glicose é um dos principais produtos que inicia a respiração celular em procariontes e eucariontes. As moléculas de glicose são transportadas para dentro das células por um hormônio, a Insulina. Quando a produção de insulina é deficiente, a glicose se acumula no sangue e na urina, causando deficiência nutricional às células. Este distúrbio metabólico é chamado de diabetes, e é classificada de acordo com a causa inicial da insuficiência de insulina. Em uma pessoa que não tenha diabetes, o corpo mantém o nível de glicose do plasma entre as refeições com uma variação de 70 a 99 miligramas por decilitro (mg/dl). Depois de comer, o nível de glicose sobe, dependendo do tamanho e do conteúdo da refeição, mas não ultrapassando a 139 mg/dl e voltam rapidamente para os níveis normais de glicose durante o jejum ou período entre as refeições. Em uma pessoa com diabetes, o nível de glicose aumenta muito além do normal depois de comer, demora muito mais tempo para abaixar, e não retorna para os valores normais, nem mesmo nos períodos de jejum. Existem três testes diferentes para saber se a pessoa tem diabetes: teste ao acaso, teste de glicemia em jejum e o teste de tolerância oral à glicose. Se o paciente apresenta sintomas óbvios de diabetes, pode-se fazer um teste de glicemia ao acaso. Esse teste pode ser feito a qualquer hora e não requer preparativos. Se o nível de glicose no sangue for mais do que 200 miligramas por decilitro (mg/dl), será confirmada a diabetes. Entretanto, o teste da glicemia em jejum é um método de diagnóstico mais definitivo e o mais utilizado.

OBJETIVO Analisar o resultado do nível de glicose no soro sanguíneo pelo método enzimático colorimétrico sem desproteinização, teste ao acaso.

PRÁTICA Materiais e reagentes utilizados: Solução padrão de glicose 100 mg/dl. Reagente enzimáticos de cor.

Banho-maria. Centrífuga. Espectrofotômetro. Pipetas. Tubos de ensaio.

PROCEDIMENTO Após a colher a amostra de sangue do paciente, aguarda-se a coagulação para garantir que moléculas de fibrina não atrapalhem a análise. A amostra é centrifugada. Em 3 tubos de ensaio colocam-se 1000 μl de reagente de cor. No primeiro tubo de ensaio acrescentam-se 10 μl de solução padrão. No segundo tubo de ensaio – 10 μl do soro sanguíneo da amostra. No terceiro tubo de ensaio não acrescenta-se nada, haverá apenas o reagente de cor. Base Reagente de cor Solução padrão Amostra 1000μl --Padrão 1000μl 10μl -Amostra 1000μl -10μl

Os tubos de ensaio são colocados em banho-maria por 10 minutos. Ocorrem mudanças de cores nos tubos de ensaio que contêm a solução padrão e a amostra. O reagente de cor é utilizado para a calibração do espectrofotômetro. E logo são analisados e considerados os resultados obtidos no espectrofotômetro para as soluções da amostra e para a solução padrão.

RESULTADO Leitura no espectrofotômetro, comprimento de onda: 500 nm. Absorbância: Solução padrão: ΔA 0,282 Solução da amostra: ΔA 0,291 C = 100 x ΔAamostra : ΔApadrão (mg/dl) C= 100 x 0,291 : 0,282 = 103,2 mg/dl Ou ainda, para a confirmação do resultado: Fator de calibração: Fc = 100 : ΔApadrão Fc = 100 : 0,282 = 354,6 Glicose (mg/dL) = ΔAamostra x Fc Glicose = 0,291 x 354,6 = 103,2 mg/dl

Valores de referências De 70 a 99 mg/dL De 100 a 125 mg/dL > 126 mg/dL Normal Pré-diabetes Diabetes

CONCLUSÃO O paciente apresenta uma pré-disposição a diabetes. Porém, o resultado pode ser considerado normal, se o paciente desjejuou a poucas horas antes da colheita da amostra. Deve-se considerar que o nível de glicose sobe depois de uma refeição e cai dentro de algumas horas, para pessoas que sejam consideradas não diabéticas. Para os que têm diabetes, a glicose no sangue permanece relativamente alta por um longo período de tempo após a refeição.

É muito importante a entrevista com o paciente, tomando nota do horário do desjejum, antes de se concluir o resultado.

BIBLIOGRAFIA Glucose liquicolor. Disponível in: <http://www.invitro.com.br/novosite/site_arquivos/pdf/glucose_liquicolor.pdf>. Acessado em 22, jun. 2009. Sociedade brasileira de diabetes. Disponível in: <http://www.diabetes.org.br/ > acessado em 22, jun. 2009.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->