Você está na página 1de 1

Viktor Frankl - Os Valores da Vida (video) Se examinar atentamente, ver que mesmo o homem comum sabe exatamente de onde

provm a compreenso, pr-reflexiva e inarticulada, que ele tem de si mesmo. Primeiro: exi ste um sentido que eu posso encontrar, ao criar um valor ou realizar algo. Segun do: existe um sentido a ser encontrado quando eu vivencio algo: o Bem, a Verdade , o Belo. Quando vivencio algo ou conheo algum. E conhecer uma pessoa, em tudo o q ue ela tem de nico e singular, significa am-la. Portanto, posso encontrar e realiz ar um sentido no servio a uma causa ou no amor a uma pessoa. Mas o que interessante para ns, mdicos, que lidamos com moribundos, invlidos, paralt icos, aleijados, desfigurados, o que importa em ltima anlise que, mesmo quando no a ssimilamos os valores dessas vivncias, o sentido da vida continua a existir at o lt imo sopro, at o ltimo instante, porque o sofrimento ainda oferece uma possibilidad e de sentido. Muitas vezes, criamos nosso prprio sofrimento. H uma qualidade, uma aptido propriamente humana, que podemos sempre testemunhar: a capacidade do homem de transformar ou transfigurar uma tragdia humana em triunfo. E ns, mdicos, que vemos pessoas morrendo, somos testemunhas disso! Vi pessoas send o destrudas no campo de concentrao, com herosmo silencioso, quase sem testemunhas. E u tive a sorte de ser testemunha. isto que procuro ensinar aos meus pacientes e atravs das minhas palestras: at o ltimo instante existe a possibilidade de se reint erpretar uma tragdia, de transformar a nossa misria interior numa forma de realizao. E esta a mais alta realizao de que o homem capaz!