P. 1
QUIMICA ORGANICA

QUIMICA ORGANICA

|Views: 8|Likes:
Publicado porLuiz Claudio

More info:

Published by: Luiz Claudio on Sep 13, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/13/2013

pdf

text

original

QUÍMICA ORGÂNICA

Um dos objetivos da Química Orgânica é relacionar a estrutura de uma molécula e suas reações, para poder estudar as etapas que ocorrem em cada tipo de reação e usar este conhecimento para criar novas moléculas. Importância da Química Orgânica A Química Orgânica estuda os compostos que possuem carbono. Atualmente aproximadamente dez milhões são os compostos existentes, mas cerca de nove milhões são de compostos orgânicos. Uma molécula orgânica complexa pode se quebrar, pois seus átomos adquirirem novas disposições, por um grande número de processos. Há também outros métodos para adicionarem a essa molécula mais átomos ou substituir seus átomos por outros átomos. A Química Orgânica resume-se em identificar essas reações, como elas se realizam e as suas possíveis aplicações na síntese de compostos. A Química Orgânica é um estudo fundamental para a Biologia e para a Medicina. A Bioquímica estuda as moléculas e suas reações químicas, nos fundamentos da vida. Os processos biológicos analisados pela Química Orgânica, pois ao excluírem a água, os organismos vivos são formados principalmente pelos compostos orgânicos e as moléculas da Biologia Molecular são consideradas moléculas orgânicas. Cadeia aberta e fechada Cadeia aberta ou acíclica: Nessa cadeia, os átomos de carbono não formam ciclo.

Cadeia fechada ou cíclica: Nessa cadeia, os átomos de carbono formam ciclo ou anéis.

I) Classificação dos átomos de carbono Os átomos podem ser classificados conforme a sua posição na cadeia: • Carbono primário Um átomo que liga-se a um outro átomo de carbono. Os átomos de carbonos situados nas extremidades da cadeia tornam-se primários.

Modo primário acontece quando na molécula existe apenas um átomo de carbono.

• Carbono secundário Um átomo que liga-se a dois outros átomos de carbono.

Cadeia acíclica ramificada: Apresenta pelo menos um átomo de carbono terciário ou quaternário. B) Quanto à natureza dos átomos Cadeia homogênea: Não apresenta átomos diferentes de carbono intercalados na cadeia. Cadeias heterogênea: Apresenta átomos diferentes de carbono intercalados na cadeia. acetona e glicerol. Os átomos diferentes recebem o nome de heteroátomos. II) Classificação das cadeias acíclicas ou abertas A) Quanto à disposição dos átomos: Cadeia acíclica normal ou reta: A única que apresenta átomos de carbono primário e secundário. A cadeia do composto ao lado apresenta átomos de carbono primário e secundário com três extremidades considerada ramificada. • Carbono quaternário Um átomo que liga-se a quatro outros átomos de carbono. .• Carbono terciário Um átomo que liga-se a três outros átomos de carbono. com duas extremidades. com mais de duas extremidades. como as cadeias carbônicas de metilpropano e dimetilpropano.

Somente os átomos com valência maior que 1 podem ser heteroátomos. Cadeia insaturada ou não-saturada: Apresenta uma dupla ou tripla ligação entre átomos de carbono.O oxigênio e o nitrogênio são considerados heteroátomos das referidas cadeias carbônicas. por ligações simples. na fabricação de corantes. uma das frações provenientes da destilação seca da hulha. imiscíveis com água. por simples e duplas ligações. que tem odor agradável. que são ligados alternadamente. mas com vapores átoxicos. explosivos. Normalmente é usado como solvente. B) Classificação das cadeias homocíclicas O benzeno (C6H6) é um líquido incolor. carvão mineral contendo aproximadamente 80% de carbono.A molécula do benzeno (C 6H6) é composta por seis átomos de carbono. plásticos. Cadeia heterocíclica ou heterogênia: em seu anel existem átomos diferentes de carbono. medicamentos. III) Classificação das cadeias cíclicas ou fechadas A) Quanto à natureza dos átomos Cadeia homocíclica ou cíclica homogênea: em seu anel existem apenas átomos de carbono. Encontrado no alcatrão de hulha. . C) Quanto ao tipo de ligação entre os átomos de carbono Cadeia saturada: Os átomos de carbono ligam-se entre si.

empregado como desinfetante. o fenol comum (C6H5OH) é considerado um sólido. . pouco solúvel em água. Naftalleno ou naftalina (C10H8) é considerada um sólido branco que sofre sublimação para ser usado como inseticida sendo encontrado no alcatrão de hulha. A cadeia aromática pode ser composta por mais de um núcleo benzênico. classificados em cadeia aromática. Vejamos: Cadeias aromáticas contêm núcleo benzênico. Cadeia aromática de núcleos isolados seus anéis não possuem átomos de carbono em comum. As Cadeias alicíclicas não contêm núcleo benzênico.As cadeias homocíclicas são classificadas como cadeias alicíclicas. Cadeia aromática de núcleos condensados seus anéis possuem átomos de carbono comum. plásticos. na fabricação de corantes.

após as regras anteriores. segundo as regras já estudadas. A representação simbólica se dá através de um traço simples. damos os seguintes passos: a) Determinamos a cadeia principal e seu nome. • Ligações entre os átomos de carbono: Se tratando dos átomos de carbono. na ordem: A numeração deve seguir a regra dos menores números possíveis. Estas cadeias são variáveis e de todos os tipos. ligados ao nome dos radicais: di (2 radicais iguais). Se. iniciar a numeração pela extremidade mais próxima do radical mais simples (o menos complexo). duas ou três valências. Ainda existem cadeias não tão longas e tão variadas como as do elemento carbono. são capazes de se ligar por meio de uma unidade de valência. Nomenclatura para hidrocarbonetos Regras para nomenclatura de todos os hidrocarbonetos estudados seguindo as normas da IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada). podemos dizer que eles podem se ligar através de uma. • Ligação dupla: Na ligação dupla. dois átomos de carbono.OBS: Encadeamento Os átomos de carbono se ligam entre si formando as cadeias. Localização dos radicais na cadeia principal A localização dos radicais deve ser dada pela numeração dos carbonos da cadeia principal. dois átomos de carbono. b) Numeramos os carbonos da cadeia principal. são capazes de de se ligar por meio de três unidades de valência. dois átomos de carbono são capazes de se ligar por meio de duas unidades de valência. Iniciar pela extremidade mais próxima da característica mais importante dos compostos. • Ligação tripla: Na ligação tripla. • Ligação Simples: Na ligação simples. Em caso de dois ou mais radicais iguais na mesma cadeia. A representação simbólica se dá através de dois traços. Para dar nome a um composto com cadeia ramificada. A representação simbólica se dá através de três tracinhos. usar os seguintes prefixos para indicar a quantidade. c) Identificamos o(s) radical(ais) e sua localização. ainda restar mais de uma possibilidade. tetra (4 radicais . tri (3 radicais iguais).

partindo da extremidade mais próxima do radical. estando a dupla ligação no meio da estrutura. Usual: Usam-se as palavras cloreto.º – Numerar a cadeia principal. Haletos: São compostos derivados dos hidrocarbonetos pela troca de um ou mais hidrogênios por halogênios (F. hept). . 2. Aplicação Dê a nomenclatura oficial do composto abaixo: Solução: 3. seguido do nome do radical orgânico. partindo da extremidade mais próxima da ligação dupla. CCl2F2 Nomenclatura Oficial (IUPAC): O halogênio é considerado apenas uma ramificação presa à cadeia principal. 2.3.º – Dar o nome da cadeia principal. obedecendo à ordem alfabética dos mesmos. 3. Br. Aplicação Dê a nomenclatura oficial do composto abaixo: Solução: 2 – cloro 2 – metil – butano 1. Exemplos: CH3Br.º – Iniciar a nomenclatura posicionando os radicais. busque a extremidade mais ramificada possível. Não se esqueça de que os números (numeração dos carbonos) indicam a localização e não a quantidade de radicais.º – Numerar a cadeia principal. R = radical orgânico. X = halogênio. brometo. Os radicais podem ser mencionados em ordem de complexidade (por exemplo: metil antes de etil). ou ainda em ordem alfabética (etil antes de metil). onde deve vir precedido de hífen.iguais).º – Iniciar a nomenclatura posicionando os radicais. A ordem alfabética é bem menos usada. Cl. CHCl = CCl2 .º – Dar o nome da cadeia principal. I). etc. 3.5 – trimetil – 4 – noneno 1. Observe: Haleto orgânico: R – X onde. O nome do último radical mencionado deve vir ligado ao nome da cadeia principal. obedecendo à ordem alfabética dos mesmos. exceto nos casos em que o nome da cadeia principal começar com a letra h (hex.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->