P. 1
Apostila_de_Produção_FINAL

Apostila_de_Produção_FINAL

4.0

|Views: 8.186|Likes:
Publicado porSolange Ev
Material produzido para o módulo de Gestão de Produção da ETRPE.
Material produzido para o módulo de Gestão de Produção da ETRPE.

More info:

Published by: Solange Ev on Jul 02, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/24/2014

pdf

text

original

Mesmo levando em consideração a monotonia da rotina de um
trabalho simples e altamente repetitivo, o maior benefício do arranjo
físico por linha de produção está, justamente, na divisão do trabalho em
tarefas elementares, com curvas de aprendizagem próximas a 100%, ou
seja, o tempo de aprendizado da tarefa é insignificante. Uma linha de
produção varia em extensão dependendo da quantidade de operações.
Geralmente, o comprimento da linha e a quantidade de postos de
trabalho são expressivos. Linhas de produção que variam de 30 a 200
funcionários são comuns na indústria. A seqüência da realização das

29

Escola Técnica Regional ____________ Técnico em Logística
Administração de Produção

tarefas em uma linha de produção é definida e imposta pelo produto a
ser fabricado.

O balanceamento da linha de produção consiste na atribuição
de tarefas às estações de trabalho que formam a linha de forma que
todas as estações demandem aproximadamente o mesmo tempo para a
execução da tarefa. Isto minimiza o tempo ocioso de mão-de-obra e de
equipamentos. Em uma linha de produção, o trabalho flui de uma
estação para outra.

O tempo de execução de cada tarefa destinado a cada um dos
operadores em seus centros de trabalho deverá ser o mesmo, ou o mais
próximo possível para que não haja atraso das demais atividades.
As linhas com bom nível de balanceamento apresentam um fluxo suave
e contínuo de trabalho, porque todos os operadores trabalham no
mesmo ritmo, obtendo-se o maior grau de aproveitamento possível da
mão-de-obra e dos equipamentos. A principal dificuldade em balancear
uma linha de produção está na formação de tarefas, ou conjuntos de
tarefas que tenham o mesmo tempo de duração. Muitas vezes algumas
tarefas longas não podem ser divididas e algumas tarefas curtas não
podem ser agrupadas.

Quando uma tarefa tem seu tempo de execução significativamente
maior ou menor que o tempo médio de execução das demais tarefas da
linha de montagem, a linha de montagem fica desbalanceada, neste
caso poderá ocorrer uma das seguintes situações:

•O operador mais carregado de trabalho tenta compensar. Quando
existir uma ou mais tarefas com maior tempo de montagem, os
operadores designado para estas tarefas, não raro, vão tentar
compensar a desvantagem, trabalhando em ritmo acelerado. Isto
pode gerar problemas de fadiga e doenças do trabalho. É comum
encontrar este problema em linhas de produção mais artesanais;
•Muitas vezes se alocam os operadores mais ágeis e velozes para
os postos de trabalho mais difíceis. Este procedimento pode trazer
conseqüências futuras ao gestor da produção pelos problemas de
saúde, já citados, quando um funcionário trabalha muito tempo
em ritmo acelerado;
•A soma do tempo ocioso dos demais operadores, com tarefas de
menor duração, será alta, elevando os custos por falta de
aproveitamento da mão-de-obra;
•A velocidade da linha de produção será a velocidade da operação
mais lenta, com maior tempo de duração. Em outras palavras, a
linha de produção estará subordinada à operação do gargalo.

PROCEDIMENTO DE BALANCEAMENTO DE LINHA DE PRODUÇÃO

1 - Dividir as operações de trabalho em elementos de trabalho que
possam ser executados de modo independente.

30

Escola Técnica Regional ____________ Técnico em Logística
Administração de Produção

2 - Levantar o tempo padrão para cada um dos elementos de trabalho,
por meio de criteriosa cronoanálise.
3 - Definir a seqüência de tarefas e suas predecessoras
4 - Desenhar o diagrama de precedências.
5 - Calcular o tempo de duração do ciclo e determinar o número mínimo
de estações de trabalho.
6 - Atribuir as tarefas às estações de trabalho seguindo a ordem natural
de montagem. A seguinte regra deve ser seguida para determinar as
tarefas que podem ser atribuídas a cada estação:

a)Todas as tarefas precedentes já devem ter sido alocadas;
b)O tempo da tarefa a ser alocada não deve ser superior ao tempo
que resta para a estação de trabalho;
c)Quando houver mais de uma tarefa que pode ser alocada, dar
preferência à tarefa que tenha maior duração, ou à que esteja
mais no início da montagem, ou seja, que tenha mais tarefas
subseqüentes;
d)Se ainda houver empate, escolha uma tarefa arbitrariamente.
e)Quando não houver nenhuma tarefa que possa ser alocada para a
estação de trabalho, passar para a estação de trabalho seguinte,
até completar toda a linha de produção.

7 – Verificar se não existe uma forma melhor de balanceamento,
buscando deixar a mesma quantidade de tempos ociosos em cada
estação de trabalho.
8 - Calcular o percentual de tempo ocioso e o índice de eficiência para a
linha de produção.
9 - Se todos os passos anteriores tiverem sido seguidos, a única forma
de balancear melhor a linha será pela utilização de estações em paralelo
para realizar operações elementares demoradas, que não podem ser
subdivididas. Duas estações de trabalho paralelas, realizando a mesma
operação, são capazes de dobrar a velocidade de produção daquele
“elo” do processo produtivo.

O planejamento de um arranjo físico é recomendável a
qualquer empresa, grande ou pequena. Com um bom arranjo físico
obtêm-se resultados surpreendentes na redução de custos de operação
e no aumento da produtividade e eficiência. Na implantação de uma
nova empresa, esse planejamento é imprescindível. Naquelas já
montadas, uma mudança no processo de produção ou fluxo do serviço
introdução de novos produtos ou serviços, a necessidade de redução de
custos, a expansão de uma seção, etc. necessitam de uma modificação
no arranjo.

O balanceamento da produção depende significativamente do
arranjo escolhido e é responsável pelo ganho de tempo e redução dos
ciclos de produção.

31

Escola Técnica Regional ____________ Técnico em Logística
Administração de Produção

4.SISTEMAS, FILOSOFIAS E TEORIAS DA PRODUÇÃO

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->