Você está na página 1de 2

Ao de indenizao de paternidade. Suposies fictcias. a) Uma mulher ingressa de ao de paternidade contra algum, atravs de (fotos, testemunhas, etc..) Pergunta?

1) O Juiz pode fixar alimentos provisrios de plano? R. Pode desde que a sentena de primeira instncia seja favorvel ao autor, mesmo que dessa tenha sido interposto recurso ( art. 5 da Lei 883/49). 2) Pode decretar priso em caso de descumprimento? R. Em possvel investigao de paternidade cumulada com pedido de alimentos possvel se pleitear alimentos provisionais, mas no se permite a execuo na forma do artigo 733, 1, do Cdigo de Processo Civil, que dispe: se o devedor no pagar, nem se escusar, o juiz decretar-lhe- a priso pelo prazo de um a trs meses . b) O exame de DNA posterior recorrido da ao, prova que o "suposto pai" no o genitor da criana. Pergunta? 3) Sendo assim a ao se torna improcedente? R. Sim, se torna improcedente por falta de provas. 4) O Ru obrigado a continuar a pagar a penso? R. possvel que sim, caso seja considerado a hiptese de relao scio afetiva 5) E possvel reaver o dinheiro pago em penso alimentcia, quando fica comprovado que o ru no pai do autor? R. Em regra no, entretanto, o ru poder se utilizar do pedido de repetio do indbito, comprovando o pagamento indevido, porm podem ser encontradas algumas dificuldades em funo do princpio da irrepetibilidade dos alimentos, todavia nada obsta sua utilizao como ferramenta processual e poder tambm utilizar-se da litigncia de m-f, vez que as partes devem agir com prudncia, lealdade e boa f, devendo, portanto, ser punidos aqueles que abusam de suas pretenses, comprovando que a gestante agiu com conduta maliciosa.

PROCESSO CIVIL QUESTES I.

Prof. Ms. Nilson Xavier de Souza Alessandro Origuela do Prado Direito 5 A .