Você está na página 1de 2

GADELHA, Sylvio. Biopoltica, governamentalidade e educao: introduo e conexo a partir de Michel Foucault. Belo Horizonte: Autntica, 2009.

*** DIAGRAMA DAS ARTES DE GOVERNAR {sempre em relaes que um afeta o outro} Sociedade de Soberania ruptura Sociedade Disciplinar [rei; fazer morrer, deixar viver] [instituio; fazer viver, deixar morrer]

{entre as duas formas sociais, transies}: governo em Nicolau Maquiavel governo em Guillaume de La Perriere [multiplicidade de prticas administrao de homens e coisas pluralidade de finalidades]
[...] em relao aos habitantes, s riquezas, aos comportamentos individuais e coletivos, uma forma de vigilncia, de controle to atenta quanto a do pai de famlia?

Poder pastoral [hebraico e cristo] Biopoder conduta: [rebanho, movimento, individualizao] & [exame, confisso, obedincia] vida biolgica: [populao, racionalidade econmica, dispositivos de segurana] [guia espiritual] [expert da moral e da biologia humanas]

Governamentalidade [forma mais geral de compreender tais relaes de governo] [relaes reversveis; indexao verdade] {um retorno:} do governo do outro ao autogoverno

*** Fragilidades da soberania: cobia exterior e desobedincia interna Considerando inicialmente a teoria da soberania, e tomando O Prncipe de Maquiavel, como analisador estratgico, Foucault traa uma primeira imagem do que seja o governo do Estado. Ao assinalar que o prncipe no tem com seu principado um vnculo fundamental (essencial, natural, jurdico), haja vista que o conseguiu por herana, aquisio ou conquista, e que o sustenta lanando mo da violncia e da tradio, para Foucault, a relao entre o primeiro e o segundo marcada pela exterioridade e pela transcendncia. Nessa condio, diz ele, ela tornase frgil exteriormente pela presena dos inimigos do prncipe, que cobiam seu principado, e vulnervel internamente pela possibilidade de no obedincia por parte de seus sditos (p.125).