P. 1
BIB03008 U - Introdução à Representação Temática

BIB03008 U - Introdução à Representação Temática

|Views: 1.773|Likes:
Publicado porCABAM

More info:

Published by: CABAM on Jul 19, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/10/2012

pdf

text

original

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA PLANO DE ENSINO

CÓDIGO/DISCIPLINA
BIB - 03008 - INTRODUÇÃO À REPRESENTAÇÃO TEMÁTICA

PRÉ-REQUISITO DOCENTE BIB – 03005 Glória Isabel Sattamini Ferreira - CRB - 10/196 ETAPA ACONSENLHADA CRÉDITO / CARGA HORÁRIA Terceira CR 04/60ha PERÍODO LETIVO HORÁRIO 2009/2 2072 e 6702 NATUREZA Obrigatória SÚMULA Noções sobre a teoria do conceito. Teoria das classificações facetadas e hierárquicas, análise temática, conceito; etapas (NBR - 12676). Representação Temática: índices e resumos. 1 OBJETIVOS
1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 Possibilitar ao aluno contextualizar a Política de Indexação em Serviços de Informação. Fornecer ao aluno elementos da teoria da classificação bibliográfica. Familiarizar o aluno com a evolução dos sistemas de classificação. Capacitar o aluno a efetuar procedimentos de análise temática. Habilitar o aluno na elaboração de resumos.

2 COMPETÊNCIAS E HABILIDADES 2.1 Elaborar um documento de Política de Indexação. 2.3 Determinar palavras-chaves de documentos.(NBR12676) 2.4 Elaborar um Resumo conforme (NBR6028-nov.2003)

3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
3.1 Organização Da Informação

3.1.2 Classificação. Característica. Categorias 3.1.3 Mapas conceituais. Árvores de domínio 3.2 Política De Indexação 3.2.1 Indexação 3.2.1.1 Definição 3.2.1.2 Instrumentos de indexação 3.2.1.3 Características 3.2.1.3.1 Exaustividade 3.2.1.3.2 Especificidade 3.2.1.4 Etapas da indexação 3.2.1.5 Prática de indexação 3.2.1.6 Elaboração de um documento de Política de Indexação. 3.3 Representação Documentária 3.3.1 Índice. 3.3.1.1 Notação: Palavra-chave. Código numérico 3.3.1.2 Linguagens de indexação (linguagem documentárias) 3.3.1.2.1 Tipos I) Linguagem hierárquica a)Princípios b) Estrutura c) Hierarquia d) Subordinação e) Coordenação II) Linguagem facetada a) Faceta. Foco b) Categorias fundamentais. PMEST c) Classe Básica d) Assunto simples, composto e complexo; 3.3.2 Resumo

3.4 RECUPERAÇÃO DA INFORMAÇÃo
3.4.1 Definição. 3.4.2 Operadores Booleanos

4 METODOLOGIA
4.1 Procedimentos 4.1.1 Aulas expositivas-dialogadas. 4.1.2 Trabalhos individuais e em grupo. 4.1.3 Seminários 4.1.4 Palestras. 4.2 Recursos Pedagógicos 4.2.1 Quadro verde 4.2.2 Audio-visuais 4.2.3 Textos 4.2.4 Teleduc

5 CRONOGRAMA DE ATIVIDADES ATIVIDADES Organização da Informação Política de Indexação Representação Documentária Indexação Recuperação da Informação MÊS 1 X X X MÊS 2 X X X X X X MÊS 3 MÊS 4

6 EXPERIÊNCIAS DE APRENDIZAGEM 6.1 Visita a uma Biblioteca 6.2 Exercícios de determinação de palavras chaves 6.3 Apresentação de Seminários 7 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
7.1 Procedimentos 7.1.1 provas individuais 7.1.2 trabalhos individuais 7.1.3 trabalhos em grupo 7.2 Critérios Gerais 7.2.1 Uso de normas da ABNT
7.2.2 Apropriação adequada das idéias dos autores citados; 7.2.3 Citação das fontes de consulta; 7.2.4 Apresentação de um avanço no conhecimento estudado, contextualização ou integração com o domínio de outras áreas; 7.2.5 Sistematização coerente das idéias/ seqüência lógica de discurso; 7.2.6 Redação clara, concisa, com coerência e coesão, correta; 7.2.7 Uso adequado do vocabulário específico da área;

7.2.8 Atendimento aos prazos previamente estabelecidos.

8 ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO Uma prova no final do semestre sobre o conteúdo a ser recuperado valendo o conceito C no máximo.

9 BIBLIOGRAFIA BÁSICA
ABNT. Métodos de Análise de Documentos: seleção de termos de indexação. Rio de Janeiro, 1992. (NBR 12676)

ARAÚJO JÚNIOR, R. H. Precisão no processo de busca e recuperação da informação. Brasília:Thesaurus, 2007. 176p. B ARBOSA, A P. Classificações Facetadas. Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v.1, n.2 CAMPOS, A V. A Teoria das Classificações Analítico-Facetadas e a sua Influência sobre a 5 reforma da Classificação Decimal Universal (CDU). Revista de Biblioteconomia de Brasília, v.3, n.1, p.32-43, jan./jun. 1975. CUNHA, I. M. R. F. KOBASHI, N. Y.; Amaro, R. K.O. F. Análise Documentária; considerações teóricas e experimentações. São Paulo, FEBAB, 1989. CESARINO, M. A N. ; PINTO, M. C. F. Análise de Assunto. Revista de Bibliotconomia de Brasília, v.6, n.1, p.32-43, jan./jun. 1988. CHAUMIER, J. Indexação: conceito, etapas e instrumentos. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v.21, n.1/2, p.63-79, jan./jun. 1978. DIAS, E. W.; NAVES, M. M. L. Análise de assunto: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2007. 116p. (Estudos Avançados em Ciência da Informação) FOSKETT, A. C. A Abordagem Temática da Informação. São Paulo, Polígono, 1973. FUJITA, M. A S. L. A representação documentária de artigos científicos em Educação Especial:orientação aos autores para determinação de palavras-chaves. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v.10, n.3, p. 257-272 , set./dez. 2004. FUGITA, M. S. L; NARDI, M. I. A.; SANTOS, S. A Leitura em Análise Documentária. Transinformação, Campinas, v.10, n.3, p.13-31, set./dez.1998. JIMENEZ PIANO, Marina; ORTIZ-REPISO JIMENEZ, Marina; CODINA BONILLA, lUIZ Evaluacion y calidad de sedes Web. s.l.: Trea, 2007. LANCASTER, F. W. Indexação e Resumo: teoria e prática. Trad. de Briquet de Lemos.Brasília, Briquet de Lemos, 1993. LARA, M. L. G. de. Linguagens Documentárias, Instrumentos de Mediação e Comunicação. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Comunicação, São Paulo, v.26, n.1/2, p.72-80, jan./jun. 1993. LIMA-MARQUES, Mamede. Ontologias; da filosofia à representação do com hecimento. Barsília: Thesaurus, 2006

10 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
BARBOSA, A P. Teoria e Práticas dos Sistemas de Classificação Biobliográfica. Rio de Janeiro, IBBD, 1969. CAMPOS, A V. Indexação. Revista de Biblioteconomia de Brasília, v.15, n.1. p.69-72 jan./jun. 1987. FUJITA, M S. Precis na Língua Portuguesa: teoria e prática de indexação., Brasília, UNB; ABDF, 1989. GALVÃO, M. C. B. Construção de Conceitos no Campo da Ciência da Informação. Ciência da Informação, Brasília, v.27, n.1, p.46-52, jan./abr. 1998. PINTO, Maria; GÁLVEZ, Carmem. Análisis Documental de Contenido. Madrid, Sintesis, 1996. NAVES, Madalena M. L. Análise de Assunto: concepções. Revista Brasileira. de Biblioteconomia, Brasília, v.20, n.2, p.215-226, jul./dez. 1996. TRISTÃO, Ana Maria Delazari; FACHIN, Gleisy Regina Bóries ; ALARCON, Orestes Estevam. Sistema de Classificação Facetada e TResauros: instrumentos para organização do conhecimento. Ciência da Informação, Brasília, v.33, n.2, p.161-171, maio/ago. 2004. VISCAYA ALONSO, Dolores. Información: procesamiento de contenudo. Rosario, Paradigma, c1997.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->