Você está na página 1de 1

Auto da Barca o Inferno Gil Vicente Nesta pea observa-se claramente o carter religioso, na qual, prevalece a discordncia entre

e bem e mal. Ou seja, na pea h a distino das almas pecadoras, das no pecadoras. As almas boas so aceitas na barca do cu j as ms embarcam na barca do inferno. H tambm a alma de um judeu, sendo esta recusada pelas duas barcas, at ento ser aceita pelo diabo, porm, por reboque. Assim, representando o preconceito, que juntamente com o bem e o mal, demonstram traos da realidade na Idade Media. Contudo, no s isso demonstra que a pea surgiu nesta poca, j que a forma com que os personagens comunicam-se coloquial (medieval), demonstrando quem rico e quem no . Referente ao tipo de escrita, ou seja, de texto, feito em versos, rimando. Desta forma, se torna agradvel de ouvir. No entanto, para uma leitura atual a forma de escrita da Idade Media mais complexa.

dipo Rei Nesta pea a crena nos deuses gregos visvel, pois, j de incio Apolo (Oraculo) consultado, mostrando ento que as pessoas do Perodo Clssico viviam com base no que os deuses gregos diziam e ordenavam a elas. Foi por este motivo que as desgraas de dipo comearam. Comprovando tambm que o homem no possui poder sobre o destino, no caso imposto pelos deuses. Outro fator que expressa a cultura da poca, a forma na qual a tragdia escrita, onde h a necessidade de purificao daquele que por sua vez cometeu algum ato ilcito, ou do gnero. Sendo assim, ao termino da pea dipo arranca seus olhos, visto como castigo por seus atos, por mais que estes tenham sido involuntrios de certa forma. Referente a forma em que o texto apresentado, usa-se uma forma de linguagem que mesmo sendo do Perodo Clssico de fcil compreenso.