Você está na página 1de 2

,

\'

1, •••

~

~

,~•.•

P

"

P'

.

I,., r~

J~

I ,

Processo Te N o 03039/06

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

Denúncia contra o Senhor Severino Maroja, Prefeito Municipal de Santa Rita. Procedência da denúncia. Comunicação da decisão aos interessados.

- TC 45 L jl200S

ACÓRDÃO APL

-., -ti., de 2008. .~ minl>~doDiniz Filho e to do titular
-., -ti.,
de 2008.
.~
minl>~doDiniz Filho
e to do titular

,.~

Vistos, relatados e discutidos os presentes autos do processo TC N° 03039/06, referente à denúncia contra o Prefeito do Município de Santa Rita, Senhor Severino Maroja, ACÓRDAM os integrantes do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, por unanimidade, com o impedimento declarado do Presidente, Conselheiro Amóbio Alves Viana, em sessão plenária realizada hoje, em:

a) considerar procedente a denúncia; b) enviar cópias dos autos a Procuradora - Geral de Justiça, Sra. Janete Maria Ismael da Costa Macedo c) comunicar a decisão aos interessados.

Assim decidem, tendo em vista que foi verificada a ausência de licitação para a aquisição de combustíveis no exercício de 2002. As despesas não licitadas, segundo consta na Prestação de Contas, representaram 7,97% dos gastos totais do exercício e não há notícia de que tenham sido praticados preços acima dos de mercado. Nestes casos, até o exercício de 2004 o Tribunal relevava a irregularidade para efeito de emissão de parecer sobre as contas. No presente processo além do valor verificado na Prestação de Contas a Auditoria constatou a aquisição de combustíveis e derivados no montante de R$ 116.851,42 ao Posto Santa Rita Ltda, também sem a precedência de processo licitatório, sem que o interessado, sequer, tenha vindo aos autos para apresentar justificativas.

Publique-se, registre-se e cumpra-se. TC -PLENÁRIO JOÃO AGRIPINO, emfit de f-"",

conselhei~if

Presidente, no i

N ,'Ana Terêsa Nóbrega

,~

Procuradora Geral

C\

••

"

" ,,'

t '.--cr=

J

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

Processo Te N o 03039/06

RELATÓRIO

o presente processo trata de denúncia feita pelo Senhor Adelson de Souza Sérgio, contra o Prefeito Municipal de Santa Rita, Severino Maroja, enviada pelo Ministério Público da Paraíba através da Procuradora Geral de Justiça, Senhora Janete Maria Ismael da Costa Macedo, em face de supostas irregularidades cometidas pelo Gestor no exercício de 2002, referentes à aquisição de combustíveis e derivados sem licitação. Ao examinar a denúncia a DILIC informa que foram feitos procedimentos licitatórios para aquisição de combustíveis no valor de R$ 80.350,00, sendo adquiridos produtos no montante de R$

567.466,42.

Notificado, o interessado não apresentou defesa. Instada a se pronunciar a Procuradoria, em parecer da lavra da Procuradora Elvira Samara Pereira de Oliveira opina pela procedência da denúncia com aplicação de multa ao responsável e remessa de cópia dos presentes autos à Procuradoria Geral de Justiça. De acordo com o Relatório da Auditoria constante na Prestação de Contas do município relativa ao exercício de 2002, deixaram de ser licitadas despesas para aquisição de combustíveis no valor total de R$ 450.615,00 junto ao Posto Santana Ltda, tendo na análise de defesa a Auditoria acatado a alegação do interessado de que alguns postos se recusavam a fornecer os produtos à Prefeitura por contratos longos.

VOTO

As despesas não licitadas, segundo consta na Prestação de Contas, representaram 7,97% dos

de

mercado. Nestes casos, até o exercício de 2004 o Tribunal relevava a irregularidade para efeito de emissão de parecer sobre as contas.

No presente processo além do valor verificado na Prestação de Contas a Auditoria constatou a aquisição de combustíveis e derivados no montante de R$ 116.851.,42 ao Posto Santa Rita Ltda, também sem a precedência de processo licitatório, sem que o interessado, sequer, tenha vindo aos autos para apresentar justificativas. Face ao exposto, VOTO no sentido que o Tribunal: a) considere procedente a denúncia; b) envie cóp~as dos au~o! a Pro.curadora - Geral de JU~. Sra. Janete Maria Ismael da Costa Macedo c) comumque a decisão aos mteressados. ( !/X,

gastos totais do exercício e não há notícia de que tenham sido praticados preços acima dos

"

I

"

.

)

i

I

!

/-

CONSEtREIR015tÁVI,

S1TfRO FERNANDES

RE /('\T0R:'