Promoção da Auto-estima

“Só existe um amor que aguenta tudo… e dura toda a vida. É o amor próprio”. Moliére
Formadora: Cláudia Loureiro da Silva

Promoção da Auto-estima Objectivo Geral: Promover a auto-estima. de modo a contribuir para a re(inserção) no mercado de trabalho. . através do desenvolvimento de atitudes positivas face a nós próprios e em relação ao mundo do trabalho.

. • Compreender a influência da auto-estima desempenho (o ciclo vicioso da auto-estima).Promoção da Auto-estima Objectivos Específicos: • Promover um maior conhecimento acerca de si próprio. no nosso • Identificar pensamentos. que permitam conduzir a uma avaliação mais positiva e realista de nós próprios. Consequentemente aumentar a nossa motivação e desempenho face ao trabalho em geral e à procura activa de trabalho. sentimentos e comportamentos desadequados e desenvolver novas estratégias.

Promover o desenvolvimento de atitudes mais positivas da pessoa em situação de desemprego. o seu sentido de competência e a sua auto-confiança. . reconhecer e aceitar a necessidade de mudança de certos comportamentos (os nossos pontos fracos). no sentido de desenvolvimento de competências. face a si mesma e aos seus desempenhos. Pretende-se aumentar a sua auto-percepção positiva.Promoção da Auto-estima • Reconhecer os nossos pontos fortes – comportamentos a manter e reforçar. tornando-a mais activa na procura de emprego.

É o que cada um pensa e conhece acerca de si próprio. .Auto-conceito É a percepção que o indivíduo tem de si.

. Aquilo que cada um de nós julga ser determina as nossas acções.Auto-conceito Um auto-conceito mais valorizado. terá necessariamente uma resposta diferente. ao enfrentar o mesmo tipo de tarefa (ex: procura de emprego) que um indivíduo com um auto-conceito mais desvalorizado. o que influencia os seus resultados.

. aptidões. valores e desempenhos.Auto-estima • É o grau em que o sujeito gosta de ser como é. sendo um dos componentes mais relevantes do auto-conceito. • A auto-estima resulta dos processos de avaliação que o indivíduofaz das suas qualidades.

).). profissional.. amigos.. .. familiar.. A auto-estima é tanto mais elevada quanto aquilo que o indivíduo é. • O nível de aspiração do indivíduo é outro factor importante para a auto-estima. desportiva. se aproxima do que ele desejava ser (ou desejavam os seus significativos – familiares.Auto-estima • A auto-estima depende do valor atribuído a cada uma das dimensões do Eu (dimensão social.

um auto-conceito desfavorável ou negativo.Relação entre auto-estima. acredita mais nas suas possibilidades e tem melhores resultados nas tarefas que realiza. ou seja. • Regra geral. Ciclo vicioso da auto-estima . isto é. um sujeito com elevada auto-estima e um autoconceito elevado tem uma maior auto-confiança. auto-conceito e auto-confiança • A desvalorização da auto-estima contribui para um autoconhecimento.

Ciclo vicioso da auto-estima Elevados resultados nas tarefas Expectativas elevadas Elevada auto confiança Trabalha e empenha-se Confiança elevada nas suas possibilidade Focaliza a sua atenção (concentração na tarefa) Auto-conceito positiva E Auto-estima valorizada Segurança .

Ciclo vicioso da auto-estima Baixos resultados nas tarefas Preocupa-se de uma forma exagerada com a avaliação Reduzida auto confiança Baixa expectativa Não acredita nas suas possibilidade Fixa-se nas dificuldades Auto-conceito negativo E Auto-estima desvalorizada Insegurança .

• A frequência com que pensam em realizações. que proporcionaram maior prazer ou que exigiram maior esforço e competência.Realizações Pessoais Aumentar o Auto-Conhecimento. . em vez de fracassos. através da identificação de Realizações Pessoais Tópicos de reflexão: • As realizações de que mais se orgulham. • O que sentem ao pensar e ao dar a conhecer aos outros/ a partilhar essas realizações pessoais (coisas que conseguiram fazer com sucesso/ alcançar ao longo da vossa vida).

começaram a lançar terra para dentro do poço de forma a cobrir o cavalo. possuía alguns cavalos para ajudar nos trabalhos da sua pequena fazenda. comandados pelo capataz. estava a subir à medida que a terra enchia o poço. possibilitando ao cavalo ir subindo. avaliou a situação. Tomou. E quanto mais atirarem. mais você vai. que lutava com muitas dificuldades. sentindo-se pouco valorizado. certos do seu “desaparecimento” os outros atirarem sobre si a terra da incompreensão. Assim. Os empregados. ali mesmo. finalmente. conseguiu sair! MORAL DA HISTÓRIA: Se você estiver “lá em baixo”. Não aceite a terra que atirarem para cima de si. O fazendeiro foi rapidamente até ao local do acidente. E assim foi feito. mas sacuda-a e suba sobre ela. então uma difícil decisão. até que. quando. os homens aperceberam-se de que o cavalo não se deixava enterrar. o animal sacudia-a e ela ia-se acumulando no fundo. mas pelo contrário.A Parábola do Cavalo Um fazendeiro. mas à medida que a terra caía no seu dorso. Subindo…subindo…subindo… . o seu capataz veio trazer a notícia de que um dos cavalos havia caído num poço velho e abandonado. Mas. O poço era muito profundo e seria extremamente difícil tirar o cavalo de lá. da falta de oportunidade e de apoio. determinou ao capataz que sacrificasse o animal atirando terra para dentro do poço até enterrá-lo. Um dia. pela dificuldade e pelo alto custo de retirá-lo do fundo do poço achou que não valia a pena salválo. certificando-se de que o animal não se tinha magoado. lembre-se do cavalo desta história...

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful