Você está na página 1de 5

PONTIFCIA UNIVERSIDADE CATLICA DE GOIS

RELATTIO DE HIDRULICA: DETERMINAO DO COEFICIENTE HAZEN-WILLIANS EM TUBO LISO

Heitor Lima Kenia Flavia Felipe Oliveira Cleibiane Peixoto

Professor: Hugo Godim

Goinia-Go 15/09/2013

Introduo O objetivo desse trabalho determinar o coeficiente de rugosidadeHazenWillians, com os dados obtidos em um tubo liso. O coeficiente e o fator de atrito, so propriedades das tubulaes que tem influencia direta na perda de carga de lquidos em escoamento, onde h uma perda de presso no decorrer do escoamento. Saber o fator de atrito e rugosidade importante pra determinao de que tubulao usar para obter um tipo especifico de escoamento ou um escoamento em um determinado padro.

1. Objetivos: - Determinar a perda de carga total. -Determinar a perda de carga unitria. -Comparar os valores do relatrio passado.

2. Materiais: - Quadro de presses; - manmetro; - gua; - Tubo liso; -Conjunto motor-bomba

3. Equaes: ( ( ) )

Onde: Q = vazo, em m3/s; S0 = seo interna da tubulao, em m; g = acelerao gravitacional, em m/s; = variao na altura da coluna do manmetro, em m; dHg = densidade relativa do mercrio, igual a 13,6.

Dados = 0,034 m (mdia) = 0,057 m (mdia) Dimetro do tubo = 3 = 7,62cm; Valor de m = 0,45; Valor de K = 0,676; dHg = 13,6; g = 9,81m/s2; Tubulao lisa de 1 1/2= 3,81cm ; Comprimento da tubulao entre tomadas de presso = 2,25 m.

4. Resultados: Vazo:

Velocidade:

Perda de carga: (

Concluso

Na seo imediatamente jusante do diafragma se forma uma seo contrada menor que o orifcio do diafragma, causando assim uma diferena na rea por onde o escoamento passa, gerando uma diferena entre o valor terico e prtico, entretanto quanto menor forem as perdas de cargas no experimento menor ser o erro obtido entre teoria e prtica.

Referncias pdf MUNSON Bruce R; YOUNG Donald F; OKKSHI Theodore H. Os

http://turma331.flogbrasil.terra.com.br/foto16875871.html www.unb.br/ft/enm/vortex/ftp/MecFlu1/Exp4_Medida_de_Vaz%E3o.

Fundamentos da Mecnica dos fluidos. Editora Edgard Blcher Ltda, So Paulo, 2002.