P. 1
Câncer Bucal: a prevenção é fundamental !

Câncer Bucal: a prevenção é fundamental !

4.86

|Views: 18.897|Likes:
Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de boca é uma denominação que inclui os cânceres de lábio e de cavidade bucal (mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua e assoalho da boca). O câncer de lábio é mais frequente em pessoas brancas, e registra maior ocorrência no lábio inferior em relação ao superior. O câncer em outras regiões da boca acomete principalmente tabagistas e os riscos aumentam quando o tabagista é também alcoólatra.
Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de boca é uma denominação que inclui os cânceres de lábio e de cavidade bucal (mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua e assoalho da boca). O câncer de lábio é mais frequente em pessoas brancas, e registra maior ocorrência no lábio inferior em relação ao superior. O câncer em outras regiões da boca acomete principalmente tabagistas e os riscos aumentam quando o tabagista é também alcoólatra.

More info:

Published by: Marco Tulio Pettinato Pereira on Jul 31, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/08/2015

pdf

text

original

Câncer bucal: a prevenção é fundamental !

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de boca é uma denominação que inclui os cânceres de lábio e de cavidade bucal (mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua e assoalho da boca). O câncer de lábio é mais frequente em pessoas brancas, e registra maior ocorrência no lábio inferior em relação ao superior. O câncer em outras regiões da boca acomete principalmente tabagistas e os riscos aumentam quando o tabagista é também alcoólatra. Fatores de Risco Os fatores que podem levar ao câncer de boca são idade superior a 40 anos, vício de fumar cachimbos e cigarros, consumo de álcool, má higiene bucal e uso de próteses dentárias mal-ajustadas. Sintomas O principal sintoma deste tipo de câncer é o aparecimento de ulcerações (feridas) na boca, com as bordas elevadas que não cicatrizam em até duas semanas. Outros sintomas são ulcerações superficiais, com menos de 2 cm de diâmetro, indolores (podendo sangrar ou não) e manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa bucal. Dificuldade para falar, mastigar e engolir, além de emagrecimento acentuado, dor e presença de linfadenomegalia cervical (caroço no pescoço) são sinais de câncer de boca em estágio avançado. Exame Clínico da Boca e diagnóstico Para as pessoas que tem alto risco para o câncer de boca, o exame clínico deve ser realizado anualmente por profissional médico ou dentista. O diagnóstico correto do câncer bucal, é realizado pelo profissional da saúde, mas é fundamental a realização do auto-exame, ou seja, o exame da própria boca diante do espelho, que possibilita a detecção de lesões na boca na fase inicial e a pessoa ao perceber alguma anormalidade, deve procurar o seu dentista. O auto-exame pode ser realizado da seguinte forma: Rosto: Utilize de um espelho para realizar o auto-exame da boca. Inicie olhando bem a pele do seu rosto e observe se há alguma modificação.

Pescoço: Olhe e apalpe todo o seu pescoço . Observe se há algum inchaço e examine se os dois lados estão iguais. Aperte com os dedos os dois lados do pescoço e em baixo do queixo (observe se tem algum caroço ou se sente dor no local).

Lábios: Com as duas mãos puxe o lábio inferior para baixo e observe se há alguma mudança de cor ou ferida. Repita o mesmo procedimento com o lábio superior.

Bochechas e gengivas: Puxe a bochecha para fora, segurando com os dedos indicadores colocados nos cantos superior e inferior da boca. Observe se há manchas vermelhas ou brancas. Verifique também as gengivas da parte superior e inferior da boca.

Na parte superior da língua: Agora coloque a língua para fora e observe bem na parte superior se há alguma mancha ou ferida ou algum caroço.

As laterais da língua: Coloque a língua para fora e segure-a. Observe nos lados da língua se há algum caroço, mancha ou ferida. No exame da língua é importante observar as bordas da língua.

Abaixo da língua e assoalho da boca: Levante a língua e encoste-a no céu da boca. Observe se há algum caroço, mancha ou ferida. Observe também a parte do assoalho se há alguma modificação.

Observe embaixo da língua

Observe no assoalho da língua

Céu da boca: Incline sua cabeça para trás e observe o céu da boca para verificar se há alguma mancha ou ferida.

Garganta: E por último abra a boca o máximo que conseguir e observe a sua garganta se há alguma ferida na região das tonsilas ou amígdalas.

Diga AAA...e observe a garganta

Durante o auto-exame todas as regiões da boca devem ser examinadas e caso a pessoa perceber anormalidades como: regiões irritadas embaixo de próteses, ferimentos que não cicatrizam em duas semanas, dentes quebrados ou moles, mudança de cor, algum caroço ou endurecimento, deve-se procurar imediatamente um dentista. Ele aconselhará se deve ou não consultar outro especialista (estomatologista). Para finalizar vale sinalizar que na prevenção do câncer bucal, é fundamental: 1- não fumar e deve-se evitar bebidas alcóolicas em excesso; 2- proteger a pele e os lábios contra os raios de sol (através de filtro solar e chapéu de aba longa); 3 - alimentar-se de forma saudável com verduras, frutas e legumes; 4 - Realizar o auto-exame regularmente; 5 - Visitar o dentista sempre que encontrar alguma alteração ou tiver alguma dúvida. Fontes pesquisadas: http://www.inca.gov.br http://www.crosp.org.br ============================================================================ Dr. Marco Tulio Pettinato Pereira - CROSP 47410 Cirurgião-dentista com especialização em Saúde da família (UCAM), Saúde Coletiva (SL Mandic) e Saúde Pública (UNAERP) - email de contato: marcotuliopettinatopereira@yahoo.com

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->