Você está na página 1de 1

010A Morte no Nada

"A morte no nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho. Eu sou eu, vocs so vocs. O que eu era para vocs, eu continuarei a s-lo. Dem-me o nome que vocs sempre me deram, falem comigo como vocs sempre fizeram. Vocs continuam a viver no mundo das criaturas, eu j estou a viver no mundo do Criador. No utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos. Rezem, sorriam, pensem em mim. Rezem por mim. Que o meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem nfase de nenhum tipo. Sem nenhum trao de sombra ou de tristeza. A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio no foi cortado. Porque estaria fora dos vossos pensamentos, agora que estou apenas fora das vossas vistas? Eu no estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho Logo vers, tudo est bem. Redescobrirs o meu corao, e nele redescobrirs a ternura mais pura. Seca as tuas lgrimas e se me amas, no chores mais. Tu que a ficaste, segue em frente, a vida continua, linda e bela como sempre foi." (Santo Agostinho)