Você está na página 1de 1

Violncia nas escolas

Na passada, segunda-feira dia 14 de outubro, 2013, por volta das 16 horas a Escola Secundria Stuart Carvalhais, em Massam presenciou uma tentativa de massacre. O jovem de quinze anos pretendia assassinar sessenta pessoas, mas apenas conseguiu esfaquear sem gravidade, contudo de forma fria e calculista, trs colegas e uma auxiliar. Esta notcia despertou a minha ateno pois a violncia nas escolas portuguesas infelizmente tm vindo a aumentar. Pelas notcias vistas e lidas, fiquei a saber que o suspeito tinha um plano para matar sessenta pessoas, pois desejava imitar um dos massacres ocorrido nos Estados Unidos da Amrica (Instituto de Columbine e o da escola primria Sandy Hook), o plano inclua a fuga seguida de suicdio. Para levar a cabo o seu plano, o adolescente tinha na sua mochila vrias embalagens de fumos, uma embalagem de gs pimenta, trs frascos de lcool, uma caixa de fsforos, dois isqueiros e seis facas de cozinha. Ao ver esta notcia no telejornal, fiquei bastante preocupada com este incidente em Massam, pois este incidente podia ter acontecido na minha escola e eu ou algum dos meus colegas podiam ter sido uma das vtimas. O importante a retirar deste triste episdio o porqu disto ter acontecido, como possivel algum to jovem pode ter ideias to negativas ao ponto de sentir motivado a executar aces brbaras deste tipo. Ao que parece este rapaz tem graves problemas de socializao, baixa autoestima e uma severa depresso, mas nada disso justifica o seu comportamento agressivo, pois todos os adolescentes tm problemas e conflitos na formao da personalidade, e ainda assim conseguem respeitar as outras pessoas e a sua integridade fsica. Para finalizar, gostaria que este incidente servisse de alerta para que as escolas e encarregados de educao tomassem medidas para que seja possvel agir quando existem indcios de comportamento violento. A segurana nas escolas tambm poderia ser posta em prtica pois parece bastante fcil os alunos entrarem nas escolas portuguesas armados. Sabemos que vivemos numa sociedade que pouco se importa com a famlia, mas os pais deveriam estar bem mais atentos aos comportamentos estranhos dos seus filhos e pedir ajuda a especialistas, quer psiclogos, quer psiquiatras. Os problemas comportamentais pem em risco a prpria pessoa, todos os que o rodeiam e tambm a sociedade do futuro. O bem estar social deveria ser uma preocupao de todos!!! Cristiana Sousa 9.F N. 3