1

Poder e Liderança
Tiago A. M. Malta O Líder exerce uma função gerencial que visa cooperação das pessoas que atuam em uma organização para o alcance dos objetivos tanto organizacionais quanto individuais. A natureza do trabalho do gerente dependerá do escopo de suas responsabilidades. Requisitos básicos para um líder Autoconfiança: é a confiança em si mesmo, esta ferramenta possibilita que o líder inspire seus subordinados a serem mais confiantes. Automotivador: Aquele que pode motivar todo ao seu redor menos a si próprio pode cativar o mundo, menos a si mesmo. Sempre esteja disposto a olhar par si mesmo e dar atenção também as suas necessidades. Empatia: é a capacidade de compreender o outro, seus sentimentos, idéias e perspectiva. Habilidade em delegar: É uma das mais importantes habilidades que um gerente deve exercer, no entanto freqüentemente é negligenciada ou despercebida, pois gerenciar responsabilidades a terceiros requer um grande conhecimento sobre quais habilidades cada subordinado da equipe possui. Justo: é saber dividir corretamente sem subtrair e sem adicionar e dar o correto valor a cada coisa e a cada pessoa. Ser justo é estabelecer regras claras sem dar vantagem para uns e desvantagem para outros, encontrando o equilíbrio que evite insatisfação que os envolvidos se sintam injustiçados. Maturidade emocional: é um processo contínuo que reflete a capacidade de conhecer e administrar suas emoções e ao mesmo tempo compreender o estado emocional dos outros. Ser positivo: é confiar na sua capacidade de lidar com as situações, de aceitá-las, de resolvê-las da melhor maneira possível. Ela é resultada de hábitos e de padrões de pensamento saudáveis que são resultantes de uma prática e treinamento mental diário. Ter metas definidas: O que você quer? Quando você quer? Como você quer?Onde você quer? Por que você quer? Responda essas perguntas a si mesmo antes de delegar as tarefas para a equipe. Disposição para tolerar erros alheios: a orientação paciente, as perguntas bem intencionadas e perspicazes são alguns dos instrumentos à disposição do administrador/gestor que pretende delegar bem e desenvolver os seus projetos e a valorização dos subordinados.

tiagomaltapsi@gmail.com http://tiago-malta.blogspot.com.br

2

Papeis Gerenciais Chefe: Obrigado a desempenhar tarefas rotineiras de natureza legal ou social. Líder: Responsável pela motivação e atuação dos funcionários. Ligação: mantém desenvolvido por conta própria uma rede de contatos externos. Monitor: Procura e recebe uma ampla variedade de informações especiais. Disseminador: Transmite informações recebidas de outros funcionários aos demais. Porta-Voz: Transmite informações às pessoas de fora sobre planos, resultados, ações, dentre outros. O desenvolvimento ou desgaste da dinâmica de um grupo depende em grande parte da maneira como é conduzido e das formas de liderança, sendo seis formas de liderar. Líder Autocrático: Concentra o poder da decisão, ele dita sozinho as atividades do grupo. Líder Paternalista: Não promove lideranças e todos devem recorrer ele para a solução. Líder “Laissez-Faire”: É inseguro e desligado. Não existe nada definido dentro do grupo. Líder Democrático: Valoriza as idéias e iniciativas do grupo. Ele coordena, anima e promove participação. Líder Burocrático: Apóia-se em manuais e políticas de procedimento da empresa. Líder Situacional: Utiliza todas as outras lideranças a seu favor. Ele age de acordo com a circunstância. Esse líder (dependendo da situação) irá: Determinar, Persuadir, Capacitar ou Delegar. Esta é apenas uma breve “pincelada” sobre o assunto em outra ocasião aprofundaremos no Assunto. Dúvidas, críticas e comentários são sempre bem vindos, boa leitura e até a próxima.

Tiago A. M. Malta (Rio de Janeiro 01 de Novembro de 2013) Endereço Eletrônico: tiagomaltapsi@gmail.com BLOG: http://tiago-malta.blogspot.com.br

tiagomaltapsi@gmail.com http://tiago-malta.blogspot.com.br

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful