P. 1
MODELO_PIO_2005

MODELO_PIO_2005

|Views: 337|Likes:
Publicado porphdthomas1

More info:

Published by: phdthomas1 on Aug 04, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial
Preço de Lista:$10.00 Comprar agora

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See more
See less

05/11/2014

$10.00

USD

pdf

text

original

EMPRESA XXX

PIO PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL

XXXXXX

PIO

PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL
REVISÃO DE XX DE XXXX DE 200X
EMPRESA: XXXXXXX EXERCÍCIO: XXX 200X À XXX 200X ELABORAÇÃO:

Thomas Eduard Stockmeier, Ph. D.
MEDICO DO TRABALHO CRM-SP 112490-S CRM-ES 8334-S TITULO DE ESPECIALISTA EM MEDICINA DO TRABALHO PELA ANAMT N°070286 PhD em Medicina Ocupacional ANAMT 3467 Higienista Ocupacional ABHO 582 Ergonomista - membro profissional da ABERGO Perito Judicial & Assistente Técnico Auditor Ambiental & Ocupacional ASPEJUDI 499

EMPRESA XXX

PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL ÍNDICE 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA INTRODUÇÃO OBJETIVOS COMENTÁRIOS METODOLOGIA ESQUEMAS DE VACINAÇÃO BASES LEGAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CONCLUSÃO ANEXO 1 MODELO DE CARTEIRA DE VACINAÇÃO OCUPACIONAL EMPRESA XXX 2 .

A.P.com EMPRESA XXX 3 . Identificação da Empresa • • • • • •  • • EMPRESA: C.: INSCRIÇÃO ESTADUAL ENDEREÇO: TELEFONES: CIDADE: ESTADO CÓDIGO ATIVIDADE (CNAE): ATIVIDADE PRINCIPAL XXXXX 00 000 000 / 0000 .br / phdthomas@hotmail.): •  • • • GRAU DE RISCO: GRUPO DE RISCO: DATA VISTORIA TÉCNICA: HORÁRIO DE TRABALHO: CONTATOS: X XXXXXXX XXXXXXXX 8 HORAS DIÁRIAS..N. 031 9154-7767 / 011 9304-0061 / 027 9253-2031 drthomas@ig.N. SEG. Ph. COM EVENTUAIS HORAS EXTRAS ENG.E. D.PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL .00 0000000 -0 XXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXX XXXXX XXXX-X XXXXXXXXXXXXXXXXX (DE ACORDO COM O C.PIO 1.com. XXXXXXX 0XX XXX-XXXX THOMAS EDUARD STOCKMEIER.J.

Sendo estas 4 vacinas referidas as de importância ocupacional. 4. principalmente os maiores de 45 anos e que vivem em áreas mais úmidas e frias. PTR e PCMSO vigentes em uma empresa.PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL 2. Os que se dirigem a área endêmica de febre amarela devem antecipada e obrigatoriamente receber vacinação específica contra esta doença. METODOLOGIA Os Funcionários serão motivados e instruídos no sentido de que sempre estejam com a vacinação em dia. ou durante o percurso. devem ter assegurados de que estão protegidos contra doenças que podem ser evitadas por processo de imunização. além do que deve o mesmo ser rigorosamente embasado em legislação vigente. apoiando o PCMSO. ou no próprio local de trabalho estejam mais sujeitos aos acidentes com ferimentos devem ser motivados a se vacinarem contra o tétano.  Contatar órgãos de saúde pública para realizar a vacinação em massa dos trabalhadores. ou ao serem encaminhados para trabalharem em áreas endêmicas. devem ser vacinados contra hepatite B. Os que trabalham no setor de saúde. Serão orientados a partir de uma entrevista individual com o auxiliar de EMPRESA XXX 4 . COMENTÁRIOS Há um consenso mundial de que trabalhadores expostos ao risco de contraírem doenças infecto-contagiosas no ambiente de trabalho. • Evitar danos a Saúde Ocupacional dos funcionários. OJETIVOS Os principais objetivos do PIO são: • Combater o Absenteísmo. Todos funcionários.  Evitar o surgimento de doenças endêmicas que possam eventualmente ser caracterizadas como acidente do trabalho. 3. mais sujeitos ao contato com sangue. INTRODUÇÃO O Programa de Imunização Ocupacional . • Evitar prejuízos financeiros aos funcionários. visando combater o absenteísmo interno e também o cruzado. • Evitar prejuízos financeiros à empresa. Através das seguintes ações básicas:  Orientação aos funcionários sobre as principais endemias possivelmente presentes no local de trabalho. • Evitar danos à Saúde Geral dos funcionários. apoiando o PROCABS.PIO é uma importante ferramenta de apoio ao PROCABS. devem ser motivados a se vacinarem contra a gripe. não devendo jamais existir na falta de qualquer um dos dois mencionados antes. Deste modo Funcionários que durante o percurso da casa para o trabalho e vice-versa. 5.

A Carteira de Vacinação deverá ser apresentada por cada Funcionário durante o seu Exame Médico Periódico. Para Os Funcionários que moram ou se dirigem as áreas endêmicas de febre amarela (Acre. A Carteira de Vacinação (modelo conforme Anexo I) permitirá o controle dos prazos pelo Funcionário. Tocantins) serão indicados endereços conforme Anexo II. Rondônia. Idem Completar o básico: dose após 6 Incompleta com 2 doses meses da ultima vacina Reforço: idem. Reforço:. 6. o mesmo fazendo em folha separada para o controle interno do Serviço de Saúde. Na ausência destas condições. Para as vacinas oferecidas pelo poder público. ESQUEMAS DE VACINAÇÃO Os esquemas de vacinação seguirão as recomendações oficiais existentes. Baseandose no comprovante de vacinação. para que o médico possa transcrever para o Prontuário Clínico Individual os dados referentes a vacinação efetuada no período e comprovar o que foi realizado com base no que foi proposto. O auxiliar de enfermagem lançará a lápis na Carteira de Vacinação o mês e ano das próximas vacinas conforme os esquemas já referidos. que fará o levantamento do estado vacinal prévio. Maranhão. irá considerar como nunca vacinado ou ignorado.PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL enfermagem. Reforço: Uma (1) dose de 10 em 10 anos Completar o básico: 2 (duas) doses Incompleta com 1 dose com intervalo de 6 meses entre elas. os Funcionários serão orientados a procurar o Posto de Vacinação mais próximo a sua residência ou que lhe seja mais cômodo. Esquema Básico e Reforço Esquema A Recomendação Esquema básico: três (3) doses com intervalo de 2 meses entre a primeira e Nunca Vacinado ou a segunda e de 6 meses entre a ignorado segunda e a terceira. Vacinação contra Tétano 1. 1. Amazonas. Roraima. Completa Reforço: idem EMPRESA XXX 5 Condição Encontrada B C D Notas: . Mato Grosso Para. deverá observar as doses que faltam para atender aos esquemas de vacinação propostos. Amapá. O auxiliar de enfermagem deverá considerar a afirmação de forma clara e sem dúvida (categórica) e/ou o comprovante de vacinação apresentado pelo Funcionário durante o levantamento do estado vacinal prévio.

1e 6 meses). 2. Imunoprofilaxia de acordo com a imunização prévia. 2. e portanto. se a última vacina foi aplicada há mais de 5 anos. 3. O aumento do intervalo entre as doses não invalida as doses anteriores. 1 . Vacinação contra Hepatite B Esquema: Três(3) ou quatro(4) doses (conforme orientação do fabricante). Limpeza e desbridamento do ferimento. Deve-se considerar válidas as doses de vacina aplicadas anteriormente se o Funcionário apresentar comprovante de vacinação ou se afirmar sem dúvida e de forma categórica (clara) de que foi vacinado contra tétano. e 12 meses). ou para os que viajam aos países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação contra febre amarela. (1) Sim. não exige que se inicie o esquema. não EMPRESA XXX 6 . indicando o número de doses. Vacinação antitetânica Nunca vacinado ou ignorado ou incompleto Completo Ferimento superficial Vacina sim não(1) GGHI(*) não não Outros ferimentos Vacina sim não(2) GGHI(*) sim não (*) Gamaglobulina humana hiperimune antitetânica de 250 U. Reforço: Uma (1) dose 10 em 10 anos. Profilaxia do tétano após ferimento. Indicada para os funcionários que residem ou se dirigem para regiões endêmicas da doença. 2. Vacinação contra Febre AmareIa Esquema: Dose única. 2. Se a última vacina foi aplicada há mais de 10 anos. No de quatro doses (0. Nota: O aumento do intervalo entre as doses não invalida as doses anteriores e portanto.PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL 1. No de três doses (0. quando for necessário manter a imunidade (condições acima referidas). aplicar dose única via intramuscular em local diferente da vacina. (2) Sim.

4.PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL exige quê se reinicie o esquema. Reforço: Anual 7. Reforço: Não necessário para indivíduos imuno competentes. Vacinação contra gripe Esquema : Dose única Indicada para todos os integrantes que trabalhem em regiões mais endêmicas da doença. BASES LEGAIS • MINISTÉRIO DA SAÚDE 8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • • SSI – SERVIÇO DE SAÚDE DO INTEGRANTE – CNO MANUAL DE IMUNIZAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE EMPRESA XXX 7 .

como um todo. XX DE XXXXXXX DE 200X __________________________________________________ THOMAS EDUARD STOCKMEIER. enfim. BELÉM – PA. CONCLUSÃO Toda empresa que quer prosseguir uma trajetória saudável de existência deve ser saudável do ponto de vista de sua motivação. os trabalhadores e a sociedade. reduzindo custos e aumentando o lucro. Ph.membro profissional da ABERGO Perito Judicial & Assistente Técnico Auditor Ambiental & Ocupacional ASPEJUDI 499 EMPRESA XXX 8 . e a questão vacinação ocupacional.PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL 9. D. que beneficia a empresa. é pelo bem dos que produzem e trabalham pelo Brasil e pela empresa. ELABORADOR E REVISOR DO PIO MEDICO DO TRABALHO CRM-SP 112490-S CRM-ES 8334-S TITULO DE ESPECIALISTA EM MEDICINA DO TRABALHO PELA ANAMT N°070286 PhD em Medicina Ocupacional ANAMT 3467 Higienista Ocupacional ABHO 582 Ergonomista . COORDENADOR. serve como apoio ao próprio Sistema Previdenciário Brasileiro.

ASSOCIAÇÃO DE PERITOS JUDICIAIS DE MINAS GERAIS A) ESPECIALIDADES OCUPACIONAIS CONCLUÍDAS 1. MEDICO DO TRABALHO TITULO DE ESPECIALISTA EM MEDICINA DO TRABALHO PELA ANAMT/AMB N°070286 TÍTULO DE ESPECIALISTA EM HOMEOPATIA PELA AMHB/AMB PhD em Medicina Ocupacional Higienista Ocupacional Ergonomista Perito Judicial & Assistente Técnico Auditor Ambiental & Ocupacional CRM-SP 112490-S CRM-BA 12158-P CRM-MG 20542-S ANAMT 3467 ABHO 582 ABERGO . Especialista em HIGIENE OCUPACIONAL .300 Hs 9.USF . Especialista em SAÚDE OCUPACIONAL.EUA 2. Ph. PERICIAS JUDICIAIS .MÚRCIA-ESPANHA . TOXICOLOGIA OCUPACIONAL .360 Hs 6.135 Hs E) TITULOS DE ESPECIALISTAS MEDICOS CONQUISTADOS: 1.PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL CURRICULUM DO AUTOR THOMAS EDUARD STOCKMEIER.IMH . D.1000 Hs 8. Especialista em ERGONOMIA . Especialista em HOMEOPATIA .Auditoria e Perícia Ambiental / OSHAS 18001 .EBM .BELO HORIZONTE-MG .ASSOCIAÇÃO MÉDICA HOMEOPATICA BRASILEIRA ASPEJUDI .BRAGANÇA PAULISTA-SP .SALVADOR-BA .UFBA .450 Hs 4.SP 2. MESTRADO em AROMATERAPIA .017.ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE MEDICINA DO TRABALHO ABHO .FCMMG . PhD em MEDICINA OCUPACIONAL .AWU . Especialista em MEDICINA DO TRABALHO .ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HIGIENISTAS OCUPACIONAIS ABERGO .SANTOS .700 Hs 3.BELO HORIZONTE-MG .UTI .ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ERGONOMIA AMHB .RIO DE JANEIRO-RJ .MISISSIPI .MÚRCIA-ESPANHA .UTI . HOMEOPATIA PELA AMHB/AMB em 26/01/2005! EMPRESA XXX 9 .UFRJ B) ESPECIALIDADES ASSISTENCIAIS CONCLUÍDAS 7.435 Hs 5. PhD em BUSINESS ADMINISTRATION .HSO .1200 Hs C) OUTRAS ESPECIALIDADES CONCLUÍDAS: 10.AMSTEAD UNIVERSITY D) CURSOS DE EXTENSÃO OCUPACIONAIS CONCLUÍDOS: 1.membro profissional ASPEJUDI 499 CNPJ 03.400 Hs .809/0001-14 SOCIEDADES DAS QUAIS É ASSOCIADO: ANAMT .SALVADOR-BA . MEDICINA DO TRABALHO PELA ANAMT/AMB em 29/11/2003! 2. PhD em FITO-HOMEOPATIA .UFRJ .

PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL ANEXO 1 MODELO DE CARTEIRA DE VACINAÇÃO EMPRESA XXX 10 .

EMPRESA XXX 11 .PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL Estatura: __________________cm Peso médio ideal: ___________Kg Faixa ideal _______ .________Kg Data Peso Data Peso PIO – PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO OCUPACIONAL EMPRESA:PARANASA NOME: IDT.: Vacinas Doses Tétano data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local data __/__/__ rubrica local Atenção: Não esqueça de solicitar ao Agente de Saúde o preenchimento acima.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->