P. 1
Manual HST

Manual HST

4.5

|Views: 23.856|Likes:
Publicado porPedro Sousa
Curso de Gestão de Recursos Humanos, SEBENTA DE APOIO À DISCIPLINA DE SEGURANÇA E SAÚDE
Curso de Gestão de Recursos Humanos, SEBENTA DE APOIO À DISCIPLINA DE SEGURANÇA E SAÚDE

More info:

Published by: Pedro Sousa on Aug 04, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/14/2015

pdf

text

original

Tradicionalmente os indicadores de sinistralidade são considerados como parâmetros de
aferição das condições de segurança instituídas.
Esta situação não pode deixar de ser considerada uma análise restrita e pouco rigorosa
uma vez que na sua essência se restringe a uma abordagem de um conjunto de
indicadores que traduzem a ocorrência de sinistros sob diferentes perspectivas:

• Índice de Frequência;
• Índice de Gravidade;
• Índice de Incidência;
• Índice de Avaliação da Gravidade.

Outros indicadores habitualmente considerados para avaliar a função segurança e saúde
do trabalho, são, entre outros, os seguintes:

a) Taxa de encargos com higiene e segurança: este parâmetro exprime o
montante de euros dispendidos em encargos com higiene e segurança por
cada euro de custos gerais com o pessoal. O seu valor traduz a importância
relativa que a organização atribui ao factor segurança e saúde dos seus
trabalhadores;

b) Taxa de saúde ocupacional: este indicador relaciona o número de exames
médicos (periódicos e ocasionais) efectuados na empresa durante o ano em
análise com o efectivo médio de trabalhadores ao serviço nesse período;

c) Taxa de absentismo por acidentes de trabalho: este indicador mede o
número de horas de ausência por acidente de trabalho por cada 100 horas de
trabalho potencial. Uma taxa elevada neste indicador exprime condições de
trabalho pouco cuidadosas, quer por razões técnicas de gestão quer por
origem no comportamento do pessoal.

Sem prejuízo dos indicadores apresentados, do nosso ponto de vista, a função
segurança e saúde do trabalho deve ser entendida como um sistema de gestão tal
como é encarado, entre outras referências pela Norma OHSAS 180011

. Nessa
perspectiva, interessa, neste âmbito, perceber que quando se fala de indicadores
de segurança e saúde do trabalho estamos implicitamente a falar de parâmetros
adequados que avaliem a eficácia desse sistema de gestão em particular.

A figura 1 representa o Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho
como um sub-sistema do próprio sistema de gestão da organização.

1

A norma internacional em referência será objecto de estudo detalhado neste Manual.

ESCE-IPS

SAÚDE E SEGURANÇA
______________________________________________________________________

37

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->