Você está na página 1de 1

http://www.paulolimatrindade.blogspot.

com

A GAZETA – Vitória (ES) – 5ª Feira, 28 de agosto de 1969 (Publicação)

ABUSO DE VELOCIDADE
Paulo Lima Trindade

A Companhia Central Brasileira, em boa hora, mediante entendimento com a

municipalidade vila-velhense, resolveu o penoso problema da retirada daqueles postes obsoletos,

que entravavam o livre curso de veículos, no meio da avenida Jerônimo Monteiro, da cidade de Vila

Velha.

Agora, naquela via, o trânsito tornou-se livre, desembaraçado, proporcionando ainda u'a

magnífica vista de conjunto da magnífica artéria principal, uma das mais bem traçadas da cidade.

Os cidadãos vila-velhenses, os mais comedidos, por exemplo, receberam aquele notável

empreendimento com limitações e reservas. Adivinhava-se em toda a parte que os maus motoristas

iriam por certo tentar transformar aquela avenida numa agitada pista de corridas e que inúmeros

iriam ser os casos a lamentar de batidas e atropelamentos fatais.

Em princípio, relutei em aceitar o vaticínio, como coisa provável. Afinal de contas, há o

bom senso no comando do raciocínio e a certeza que motorista algum gosta de provocar acidentes e

mais ainda: ninguém atropela ninguém, tendo contra si o risco da ação provocada.

Mas, domingo último, convenci-me de que o Departamento Estadual de Trânsito necessita

urgentemente colocar ali, naquela avenida, um inspetor severo, com ordens drásticas de fazer

cumprir a lei – punindo todo motorista que trafegar em velocidade não compatível com o local.

Se assim não proceder o DET, não haverá dúvida de que aquele trecho transformar-se-á num

sorvedouro de vidas, porque os abusos se sucedem, os “pintacudas”, já não querem saber quem lhes

está a frente, e o pior é que parece que muitos deles não possuem a carteira de habilitação.

Compete a um inspetor de trânsito exercer ali a sua autoridade, tomando as providências que

julgar convenientes, para a tranquilidade daquela movimentada via acesso de Vila Velha.

FIM