P. 1
5a8_vol03_matematica[1]

5a8_vol03_matematica[1]

4.5

|Views: 6.720|Likes:
Publicado porartur_reig
parametros curriculares nacionais - matematica
pcn
parametros curriculares nacionais - matematica
pcn

More info:

Published by: artur_reig on Aug 06, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2014

pdf

text

original

A construção e a utilização do conhecimento matemático não são feitas apenas por
matemáticos, cientistas ou engenheiros, mas, de formas diferenciadas, por todos os grupos
socioculturais, que desenvolvem e utilizam habilidades para contar, localizar, medir,
desenhar, representar, jogar e explicar, em função de suas necessidades e interesses.

Valorizar esse saber matemático cultural e aproximá-lo do saber escolar em que o
aluno está inserido, é de fundamental importância para o processo de ensino e aprendizagem.

Por outro lado, ao dar importância a esse saber, a escola contribui para a superação do
preconceito de que a Matemática é um conhecimento construído exclusivamente por
determinados grupos sociais ou sociedades mais desenvolvidas. Pela análise da história da

33

produção do conhecimento matemático os alunos verificarão também as contribuições
significativas de culturas que não tiveram hegemonia política. No estudo comparativo dos
sistemas de numeração, por exemplo, poderão constatar a supremacia do sistema indo-
arábico e concluir que a demora de sua adoção pelos europeus deveu-se também ao
preconceito contra os povos de tez mais escura e não-cristãos. Outros exemplos poderão
ser encontrados ao se pesquisar a produção do conhecimento matemático em culturas
como a chinesa, a maia e a romana.

Desse modo, é possível visualizar melhor a dimensão da História da Matemática no
currículo da escola fundamental como um campo de problemas para construção e evolução
dos conceitos e como um elemento de integração da Matemática com o tema Pluralidade
Cultural. Conhecer os obstáculos enfrentados pelo homem na produção e sistematização
desse conhecimento também pode levar o professor a uma melhor compreensão e aceitação
das dificuldades enfrentadas pelos alunos e pensar em estratégias mais adequadas para
favorecer a aprendizagem de conceitos e procedimentos matemáticos.

Ainda com relação às conexões entre Matemática e Pluralidade Cultural, destaca-se,
no campo da educação matemática brasileira, um trabalho que busca explicar, entender e
conviver com procedimentos, técnicas e habilidades matemáticas desenvolvidas no entorno
sociocultural próprio a certos grupos sociais. Trata-se do Programa Etnomatemática, com
suas propostas para a ação pedagógica.

Tal programa não considera a Matemática como uma ciência neutra e contrapõe-se
às orientações que a afastam dos aspectos socioculturais e políticos — fato que tem mantido
essa área do saber atrelada apenas a sua própria dinâmica interna. Por outro lado, procura
entender os processos de pensamento, os modos de explicar, de entender e de atuar na
realidade, dentro do contexto cultural do próprio indivíduo. A Etnomatemática procura
entender a realidade e chegar à ação pedagógica de maneira natural mediante um enfoque
cognitivo com forte fundamentação cultural.

Assim, tanto a História da Matemática como os estudos da Etnomatemática são
importantes para explicitar a dinâmica da produção desse conhecimento, histórica e
socialmente.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->