Você está na página 1de 18

Universidade Federal de Goiás

Engenharia Civil

Desenho Técnico II

CONSTRUÇÕES E PROJETOS:
A REALIDADE

Prof. Heber Martins de Paula, MSc.


CONSTRUÇÕES E PROJETOS: A REALIDADE

Petronas Towers em números:

- Altura até a antena: 452m


- Altura até o telhado: 378,6m
- Altura do último andar: 375m
- No de andares: 88
- Ponte entre os andares 41 e 42
- Área total: 395.000m2
- Volume de concreto utilizado: 80.000m3
- No de elevadores: 78
- No de janelas: 32000
- No de portas: 1800
- Estacionamento subterrâneo para 5.400 carros
- Construção: 1992 - 1998
CONSTRUÇÕES E PROJETOS: A REALIDADE

Números da Ponto JK – Brasília, DF


•Comprimento: 1200 metros
•Raio de Curvatura: 3150 metros
•Largura do tabuleiro: 26,10 metros (2 pistas de 3 faixas + 2 passeios para
pedestres)
•Altura do Tabuleiro: 18 metros acima do nível da água
•Altura máxima dos arcos: 60 metros
•Peso: 12.067 toneladas
•Área do tabuleiro: 28.800m2
•Volume de concreto: 38.900m3
•Profundidade do lago no local: 23 metros
•A quantidade de aço aplicada na ponte é duas vezes maior que a utilizada
na construção da Torre Eiffel, em Paris (França).
CONSTRUÇÕES E PROJETOS: A REALIDADE
CONSTRUÇÕES E PROJETOS: A REALIDADE
CONSTRUÇÕES E PROJETOS: A REALIDADE

Construir ou projetar
uma casa é fácil?
PROJETO??? PÓS-OCUPAÇÃO???

EXECUÇÃO???
MANUTENÇÃO???

QUALIDADE???

E O RESPONSÁVEL?
EXEMPLO

Requisitos de Desempenho do Sistema


Hidráulico

 Qualidade da água
 Quantidade da água
 Disponibilidade de água
 Adequabilidade do uso da água
 Temperatura da água
INSTALAÇÕES: A REALIDADE

Tubulação de Esgoto

Traçado das
tubulações
Concepção do
Projeto
Um aspecto importante a ser
observado, nesta etapa, são
os pontos possíveis de Poço Artesiano
contaminação da água
potável

Reservatório
INSTALAÇÕES: A REALIDADE
INSTALAÇÕES: A REALIDADE

INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS
INSTALAÇÕES: A REALIDADE

INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS
INSTALAÇÕES: A REALIDADE

INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS
INSTALAÇÕES: A REALIDADE

INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS
INSTALAÇÕES: A REALIDADE

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
“Em 24 municípios da Região
Metropolitana de São Paulo, certa de 300
mil gambiarras garantem luz para um
milhão de pessoas, segundo estimativas
da concessionária Eletropaulo.”
INSTALAÇÕES: A REALIDADE

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
INSTALAÇÕES: A REALIDADE

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
OBJETIVO DA DISCIPLINA – DT II

A disciplina de Desenho Técnico II visa propiciar uma


sólida formação básica, aliada às necessidades das
disciplinas posteriores do curso de Engenharia Civil.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
•Desenvolver aptidão técnica para a Representação Gráfica
Convencional, empregando o instrumental adequado.

•Capacitar o acadêmico na habilidade resolutiva de problemas


concretos, viabilizando o estudo de modelos e sua extensão
genérica a novos padrões e técnicas de resolução com apoio da
linguagem e expressão gráfica normalizada.

•Desenvolver a capacidade crítica para a análise e


desenvolvimento de projetos, integrando conhecimentos
multidisciplinares, demonstrados graficamente pelo emprego do
desenho normalizado.
DISCIPLINA – DT II
Avaliação:

• Duas provas – Valor 10,0 com peso α = 0,60 cada


• Dois trabalhos – Valor 10,0 com peso β = 0,40 cada

A nota final levará em conta o coeficiente de rendimento


(CR)
N – Número de provas com nota
CR = 1 – 0,25. N inferior a três

Aluno A:  CR = 1 Aluno B:  CR = 1 – 0,25 x 1 = 0,75


P1 = 6,5 P2 = 5,0 T1 = 7,0 T2 = 8,0 P1 = 6,5 P2 = 2,0 T1 = 7,0 T2 = 8,0

MP = 5,75 x 0,60 MP = 7,5 x 0,40 MP = 4,25 x 0,60 MP = 7,5 x 0,40

MN = 6,45 x CR (1,0) => MF = 6,45 MN = 5,55 x CR (0,75) => MF = 4,2

MF = 6,45 > 5,0  Aprovado MF = 4,2 < 5,0  Reprovado