P. 1
Bem aventurados aqueles que têm puro o coração

Bem aventurados aqueles que têm puro o coração

|Views: 860|Likes:
Publicado porkuramax

More info:

Published by: kuramax on Aug 10, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/26/2012

pdf

text

original

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO

CAP. VIII - “ BEM AVENTURADOS AQUELES QUE TÊM PURO O CORAÇÃO “ Bem aventurados aqueles que têm puro o coração por que verão a Deus. (São
Mateus, cap. V, v. 8).

Vamos iniciar efetivamente nossa conversa de hoje, entendendo o sentido
literário: Bem- aventurança, pureza e coração. Bem-Aventurança - Termo técnico para indicar uma forma literária que se encontra quer no Antigo quer no Novo Testamento. A Bem-Aventurança é uma declaração de bênção com base em uma virtude ou na boa sorte. Puro – Sem mistura nem alteração; genuíno. Límpido, claro, transparente, cristalino, sem manchas. Coração – Órgão central do ser humano é tomado como símbolo – e não, certamente, como sede efetiva – das funções intelectuais. Na maioria das religiões é o local da atividade divina. Na Bíblia, a palavra coração é empregada uma dezena de vezes para designar o órgão corporal, mas há mais de mil exemplos nos quais é chamado. - A pureza do coração é inseparável da simplicidade e da humildade exclui todo pensamento de egoísmo e de orgulho; por isso, Jesus toma a infância por emblema dessa pureza, como tomou para o da humildade. “Deixai vir a mim as criancinhas”, por que o reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham. A criança no ponto de vista da vida presente, não tendo manifestado nenhuma tendência maléfica, têm a imagem da inocência e da pureza, (não estamos falando do espírito recém reencarnado), que poderia ser uma comparação não real se considerarmos que o espírito da criança pode ser muito velho, trazendo imperfeições de outras existências. Os que vivem da virtude e amam agir sempre no bem, são puros de coração. São puros de coração, aqueles que desprezam as coisas terrenas e procuram as celestes e não cessam de adorar e de ver o Senhor Deus vivo e verdadeiro com coração e ânimo puro.
1

A pureza de coração deve ser o principal alvo daquele que quer se elevar espiritualmente. Assemelhando-nos à criança, inocente e sem defesas, teremos maiores possibilidades de não só nos conhecer como também ao nosso próximo.
O Sermão se inicia com as nove Bem-Aventuranças, que contém a Lei do Novo Testamento do renascimento espiritual.

PECADO POR PENSAMENTO. ADULTÉRIO

A verdadeira pureza não está somente nos atos, mas também no pensamento. Jesus condena o pecado, mesmo em pensamento por que é um sinal de impureza. “Por que se alguém se envergonhar de mim, e de minhas palavras entre esta raça adúltera e pecadora, o filho do homem se envergonhará também dele, quando vier acompanhado dos santos anjos na glória de seu Pai”. São Marcos, cap. VIII, v. 38. É importante frisarmos, que a palavra “adultério”, deve ser entendida no sentido mais geral e amplo, Jesus a empregou para designar o mal, o pecado e todo mau pensamento, aquele que mente para obter vantagens, aquele que nega a própria consciência frente a verdade dos fatos. O pensamento, também deve ser visto em três situações: a pessoa que não concebe mesmo o pensamento do mal, o progresso está realizado; para aquela em que esse pensamento vêm, mas o repele, o progresso está em vias de vir e, para aquelas que tem esse pensamento e nele se compraz, o mal está ainda com toda sua força. Deus que é justo, considera todas essas diferenças na responsabilidade dos atos e dos pensamentos do homem. O importante é que nós repreendamos todo e qualquer pensamento mal, pois imperfeitos que somos e habitantes do planeta Terra, mundo de provas e expiação, muitos de nós tendemos para o mal.
VERDADEIRA PUREZA, MÃOS NÃO LAVADAS.

2

Não basta, pois, ter as aparências da pureza, é preciso antes de tudo ter a pureza do coração. Jesus, questionado pelos fariseus, “por que vossos discípulos violam a tradição dos antigos”, não lavando as mãos quando tomam as refeições? Jesus, respondeu: por que vós mesmos violais o mandamento de Deus para seguir vossa tradição? Honrai vosso pai e vossa mãe; que aquele que disser palavras injuriosas ao seu pai e sua mãe, seja punido pela morte. Mas vós outros vos dizeis: Todo aquele que tiver dito ao seu pai, ou a sua mãe: toda oferenda que faço a Deus vos é útil, satisfaz a lei, - ainda que depois disso não honre nem assista seu pai ou sua mãe; e assim, tornastes inútil o mandamento de deus por vossa tradição. Sabe-s e que os fariseus,eram um povo que aparentava muita santidade, mas na prática eram hipócritas. “Não é o que entra na boca do homem que enlameia o homem, mas o que sai da boca do homem”, pois parte do coração, tornando o homem impuro, por que é do coração que partem os maus pensamentos, com conseqüentes homicídios, adultério, fornicações, falsos testemunhos, blasfêmias e as maledicências. Comer sem ter lavado as mãos não é o que torna o homem impuro. São Mateus, cap. Xv, v. de 1 a 20. Então meus amigos, é importante que tenhamos muito cuidado no que falarmos. Certas palavras mal ditas, são verdadeiras cicatrizes que perpetuam magoando o coração, enquanto que a cicatriz do bisturi, somente deixa marca na pele.
ESCÂNDALOS, SE VOSSA MÃO É UM MOTIVO DE ESCÂNDALO, CORTAI-A.

Vejamos o sentido literário de escândalo: ato reprovável, toda ação que choca com a moral ou a decência de um modo ostensivo. No sentido evangélico, a palavra escândalo tem uma abrangência mais geral, e não se compreende a acepção em certos casos. Não é somente o que ofende a consciência dos outros, mas tudo que resulta dos vícios e das imperfeições dos homens, toda reação má de indivíduo para indivíduo, com ou sem repercussão. Nesse caso é o resultado efetivo do mal moral. É preciso que haja escândalo no mundo, disse Jesus, por que os homens sendo imperfeitos sobre a terra, são inclinados a fazerem o mal, e as más árvores dão maus frutos. É preciso pois, entender por essas palavras que o mal é uma conseqüência da imperfeição dos homens, e não que haja para eles obrigação de praticá-lo.
3

É necessário que o escândalo venha, por que estando os homens em expiação sobre a terra, punem a si mesmos pelo contato com teus vícios, dos quais são as primeiras vítimas, acabando pro compreender seus inconvenientes. Quando estiverem cansados de sofrer do mal, procurarão o remédio no bem. A reação desses vícios serve, pois, ao mesmo tempo de castigo para uns e de provas para outros; é assim que deus faz emergir o bem do mal e os próprios homens utilizam as coisas más ou mais vis. Mas ai daqueles por quem o escândalo venha, quer dizer, o mal sendo sempre o mal, aquele que inconscientemente serviu de instrumento para a justiça divina, cujos os maus instintos foram utilizados, não fez por isso menos mal e deve ser punido. Exemplo, um filho ingrato é uma punição ou uma prova para o pai que o suporta, por que esse pai talvez tenha sido um mau filho, que fez sofrer seu pai, e que sofre a pena de talião; mas o filho disso não é mais desculpável e deverá ser castigado a seu turno, em seus próprios filhos ou de uma outra maneira. Se vossa mão é uma causa de escândalo, cortai-a; seria um absurdo tomar ao pé da letra, e que significa simplesmente que é preciso destruir em si toda causa de escândalo, isto é, de mal; extirpar de seu coração todo sentimento impuro e toda fonte viciosa; quer dizer, ainda, que valeria mais para um homem ter tido a mão cortada, do que esta lhe ter servido de instrumento para uma ação má; estar privado da vista do que seus olhos tivessem lhe dado maus pensamentos. É preciso que entendamos o profundo e verdadeiro sentido das palavras de Jesus. Para que possamos fechar nossa conversa de hoje, vamos elucidar as BemAventuranças, pregadas por Jesus. "Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte, e como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e Ele passou a ensiná-los, dizendo: Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bemaventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos insultarem e vos perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque é grande a vossa
4

recompensa nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que existiram antes de vós" (Mateus 5:1-12). Jesus pregou o sermão em cima de um monte localizado na costa norte do mar da Galiléia, perto da cidade de Cafarnaum, no primeiro ano da Sua pregação pública. O Sermão se inicia com as nove Bem-Aventuranças, que contém a Lei do Novo Testamento do renascimento espiritual.

Fontes consultadas: Evangelho Segundo o Espiritismo - Allan Kardec Auxílio de Espíritos Amigos

Junho/2006

5

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->