P. 1
manual estação total

manual estação total

|Views: 100|Likes:
Publicado porAlex Reis

More info:

Published by: Alex Reis on Nov 22, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/26/2014

pdf

text

original

1

SUMARIO

1.1 Cuidados .......................................................................................... 7
1.2 Nomenclatura .................................................................................. 8
1.3 Desembalando e armazenando o instrumento........................... 9
1.4 Ajuste do Instrumento ................................................................... 10
1.5 Baterias Remoção e Inserçao – Informações e Recarga ....... 13
1.6 Prismas Refletores ........................................................................ 14
1.7 Montando e desmontando o instrumento da base nivelante .. 16
1.8 Ajuste ocular e objeto de colimação .......................................... 17
1.9 Ligando e Desligando o Instrumento On /Off ........................... 17
1.10 Como inserir caracteres alfanuméricos ..................................... 18
2 Funções de teclas e informações mostradas ........................... 20
2.1 Teclas operacionais ...................................................................... 20
2.2 Tecla de função ............................................................................. 22
2.3 Modo Tecla Estrela ....................................................................... 25
2.4 Modo tecla-ponto (.) ...................................................................... 26
3 Configurações Iniciais .................................................................. 28
3.1 Configurando a Temperatura e a Pressão Atmosférica .......... 28
3.2 Configurando a Correção Atmosférica ....................................... 29
3.3 Configurando a constante do prisma ......................................... 31
3.4 Configuração da correção do ângulo vertical de inclinação ... 33
4 Medição do ângulo ........................................................................ 34
4.1 Medição de ângulos horizontais e verticais .............................. 34
4.2 Mudando o ângulo horizontal Direita / Esquerda ..................... 35
4.3 Configurando o ângulo horizontal ............................................... 36
4.3.1 Configurando fixando o ângulo ................................................... 36
4.3.2 Configurando o ângulo horizontal ............................................... 37
4.4 Ângulo Vertical - Modo Porcentagem (%) ................................. 38
4.5 Configurando o Ângulo Zenitê inicial ......................................... 39

2
5 Medição de Distância ................................................................... 41
5.1 Configurando a Correção Atmosférica ....................................... 41
5.2 Configurando a correção para a constante do prisma ............ 41
5.3 Medição de Distância (Medição Continua) ............................... 41
5.4 Mudando o modo de medição de distância .............................. 43
5.5 (S.O.) ............................................................................................... 45
5.6 Ajuste de Medição (Offset) .......................................................... 46
5.6.1 Ajuste de Ângulo (Offset) ............................................................. 47
5.6.2 Medição da Distância Offset ........................................................ 49
5.6.3 Ajuste da medição plana .............................................................. 51
5.6.4 Ajuste da medição da coluna ...................................................... 55
6 Coordenadas de Medição ............................................................ 59
6.1 Execução das coordenadas de medição .................................. 59
6.2 Configurando o valor da coordenada do ponto ocupado ........ 61
6.3 Configurando a altura do instrumento ........................................ 63
6.4 Configurando a altura do alvo (Altura do Prisma) .................... 64
7 Programa de Topografia ............................................................... 66
7.1 Medição Remota da ElevaçãoREM ................................... 66
7.2 Falta da Linha de Medição (MLM) .............................................. 71
7.3 Área de Calculo ............................................................................. 75
7.4 Configurando a Coordenada Z para o ponto ocupado ............ 79
7.5 Ponto para linha de medição ....................................................... 84
7.6 Construção de Estradas ............................................................... 88
7.6.1 Usando este programa você pode definir uma linha reta ....... 88
7.6.2 Design: Alinhamento Horizontal .................................................. 89
7.6.3 Edição de dados de alinhamento horizontal ............................. 98
7.6.4 Recebendo Alinhamento Horizontal ......................................... 100
7.6.5 Excluindo os dados de alinhamento horizontal ...................... 103
7.6.6 DESIGN: Curva Vertical ............................................................. 104
7.6.7 Editando os dados de alinhamento vertical ............................ 107
7.6.8 Recebendo dados de alinhamento vertical ............................. 108

3
7.6.9 Deletando dados de alinhamento vertical ............................... 109
7.6.10 Gerando um arquivo de coordenadas de estrada ................. 110
7.6.11 Procedimentos de configuração de estrada ........................... 111
7.6.12 Configurando Inclinação ............................................................ 119
7.7 Estaca ........................................................................................... 122
7.8 Ressecção .................................................................................... 122
8 COLETA DE DADOS .................................................................. 123
8.1 Procedimento Operacional ........................................................ 124
8.2 Preparação ................................................................................... 125
8.2.1 Arquivo de coordenada para coletar dados ............................ 125
8.2.2 Ponto ocupado e Visada de ré .................................................. 126
8.2.3 Medindo e Guardando Dados ................................................... 131
8.3 Modo de Medição de Compensação de Coleta de Dados ... 136
8.3.1 Compensação de Ângulo ........................................................... 136
8.3.2 Medição de distância compensada .......................................... 139
8.3.3 Medição de Compensação Plana ............................................. 142
8.3.4 Medição de Coluna Compensada ............................................ 145
8.4 Editando a biblioteca PCODE [PCODE INPUT] ..................... 148
8.5 Marcando os Parâmetros da Coleta de Dados ...................... 149
9 LOCAÇÃO .................................................................................... 150
9.1 Ajustando os Parâmetros da Coleta de Dados ...................... 152
9.2 Preparação ................................................................................... 152
9.2.1 Configurando o GRID FACTOR ................................................ 152
9.2.2 Selecionando o Arquivo de Dados de Coordenada ............... 152
9.2.3 Marcando Ponto Ocupado ......................................................... 154
9.2.4 Marcando o pondo da ré ............................................................ 156
9.3 Executando um Locação............................................................ 159
9.4 Marcando um novo ponto .......................................................... 163
9.4.1 Método de disparo lateral .......................................................... 163
9.4.2 Método de resseção ................................................................... 166
10 MODO DE GERENCIAMENTO DE MEMÓRIA ..................... 173

4
10.1 Escolhendo armazenamento médio ......................................... 175
10.2 Status da Memória Interna no Display ..................................... 176
10.3 Procurando Dados ...................................................................... 176
10.3.1 Procurando Dados Medidos ...................................................... 177
10.3.2 Procurando Dados de Coordenada .......................................... 180
10.3.3 Procurando Biblioteca PCODE ................................................. 181
10.3.4 Ordenando Pontos ...................................................................... 183
10.4 Manutenção de Arquivo ............................................................. 184
10.4.1 Renomeando um Arquivo .......................................................... 185
10.4.2 Deletando um Arquivo ................................................................ 186
10.5 Inserindo dados de coordenadas diretamente ....................... 187
10.6 Deletando um Dado de Coordenada de um Arquivo ............. 189
10.7 Editando a biblioteca PCODE ................................................... 190
10.8 Comunicação de Dados ............................................................. 192
10.8.1 Comunicação de Dados com RS-232 ...................................... 192
10.8.1.1 Enviando Dados .......................................................................... 193
10.8.1.2 Importando arquivos ................................................................... 195
10.8.1.3 Ajustando os parâmetros de comunicação de dados ............ 196
10.8.2 Conversão de Arquivo por USB ................................................ 198
10.8.2.1 Exportação de dados .................................................................. 199
10.8.2.2 Importar arquivos ........................................................................ 199
10.9 Operação de Arquivo .................................................................. 200
10.9.1 Copiar o arquivo do cartão SD .................................................. 200
10.9.2 Copiando o arquivo da memória para o cartão SD. .............. 201
10.10 Inicialização .................................................................................. 202
11 AJUSTES BÁSICOS ................................................................... 204
11.1 Ajustes de unidades ................................................................... 205
11.2 Ajustes de Parâmetros ............................................................... 207
11.2.1 Ajustando o sensor de Curva .................................................... 207
11.2.2 Ajustando a correção automática ............................................. 208
11.2.3 Ajustando o fator de malha (grade) .......................................... 210

5
11.2.4 Ajustando o mínimo ângulo de medição ................................. 212
11.2.5 Ajustando o ângulo vertical ........................................................ 213
11.2.6 AJUSTE DOS NÚMEROS DE PONTOS ................................ 214
11.2.7 Ajustando o modo de Alcance de distância ............................ 214
11.2.8 Compensação temperatura e pressão do ar .......................... 215
11.3 Mudando o modo de compensação ......................................... 216
11.4 Ajustando as teclas de atalho ................................................... 216
11.5 Outros ajustes .............................................................................. 217
11.5.1 Auto Desligamento ...................................................................... 217
11.5.2 Escolhendo o tipo de bateria ..................................................... 218
11.5.3 Resetando para a configuração de fábrica ............................. 219
11.5.4 Selecionando o idioma ............................................................... 219
11.6 Data e Hora .................................................................................. 220
11.7 Ajustando o Contraste do LCD ................................................. 221
12 CHEQUE E AJUSTE .................................................................. 222
12.1 Bolha Tubular ............................................................................... 222
12.2 Bolha circular ............................................................................... 223
12.3 Inclinação do Retículo ................................................................ 224
12.4 Perpendicularidade da linha da mira ao Eixo Horizontal (2c)
225
12.5 Compensação da Diferença do Index Vertical ....................... 226
12.6 Ajuste da diferença de index vertical e o ângulo .................... 227
12.7 Prumo Óptico ............................................................................... 229
12.8 Prumo Laser ................................................................................ 230
12.9 Constante do Instumento (K) .................................................... 230
12.10 Paralelo entre linha de mira e Eixo de Emissão fotoelétrica 232
12.11 Parafuso de Nivelamento da Base Nivelante ......................... 232
13 Especificações ............................................................................. 234
14 DISPLAYS DE ERRO ................................................................. 238
15 INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA ............................................ 240
15.1 EDM integradoLaser visível ............................................. 240

6
15.2 Prumo Laser ................................................................................ 242

7
PREPARAÇÃO
1.1 Cuidados
1. Não coloque as lentes objetivas em direção à luz do sol
sem um filtro.
2. Não armazene o equipamento em altas ou baixas
temperaturas e evite uma mudança brusca de temperatura.
3. Quando o equipamento não estiver em uso, coloque-o
na bolsa que o acompanha e evite choque, poeira e umidade.
4. Se há grande diferença entre a temperatura no local do
trabalho e no local de armazenagem, você deve deixar o
equipamento na bolsa ate ele se adaptar a temperatura
ambiente.
5. Se o equipamento não for usado por muito tempo, você
deve remover a bateria e armazenar separadamente. A bateria
deve ser carregada ao menos uma vez por mês.
6. Quando transportado, o equipamento deve ser colocado
em sua bolsa, e recomenda-se o uso de um material
almofadado em volta da bolsa para sua proteção.
7. Segure o instrumento com uma mão quando estiver
montando ou removendo o equipamento do tripé.
8. Limpe as partes ópticas expostas com apenas com
algodão ou tecido fino!
9. Limpe a superfície do equipamento com flanela apos o
uso. Se molhar seque-o imediatamente.
10. Verifique a bateria, funções e indicações do
instrumento bem como a sua configuração inicial e parâmetros
de correção antes de operar.
11. A menos que o usuário seja especialista em
manutenção, não tente desmontar o equipamento mesmo que
ache o seu funcionamento anormal. A desmontagem

8
desautorizada do equipamento pode resultar na anulação da
garantia.
12. As estações totais emitem um laser durante a
operação. NÃO olhar para a fonte de raios laser ou quando o
instrumento estiver em operação.

1.2 Nomenclatura






9








1.3 Desembalando e armazenando o instrumento
Desembalando o instrumento
Posicione gentilmente a caixa com a tampa para cima,
abra a caixa e remova o instrumento.
Armazenando o instrumento
Cubra a tampa do telescópio, coloque o instrumento na

10
caixa com o parafuso de fixação vertical e níveis circulares
para cima (As lentes da objetiva na direção da base nivelante)
aperte levemente o grampo vertical e feche a caixa.

1.4 Ajuste do Instrumento
Monte o instrumento no tripé. Nivele e centralize o
instrumento precisamente para garantir o melhor desempenho.
Use o tripé com um parafuso 5/8”.
Referência de operação: Nivelamento e centralização do
instrumento
1). Ajustando o tripé
Primeiramente, esticar os pés de extensão ate um
comprimento adequado, posicionar a cabeça do tripé
paralelamente ao chão e apertar os parafusos. Deixar o centro
do tripé e o centro do ponto no terreno aproximadamente na
mesma linha de prumo. Pise sobre o tripé para se certificar se
ele esteja bem posicionado no terreno.
2). Colocando o instrumento no tripé
Coloque o instrumento cuidadosamente sobre a cabeça do
tripé e deslize o instrumento afrouxando o parafuso de tripé.
Se o fio de prumo estiver posicionado sobre o centro do ponto,
aperte levemente o tripé.
3). Nivelar aproximadamente o instrumento por meio do
nível circular
Girar o parafuso de nivelamento A e B para mover a bolha
no nível circular. Neste caso a bolha esta localizada em uma
linha perpendicular a linha que atravessa dos centros dos dois
parafusos de nivelamento que estão sendo ajustados

11


Girar o parafuso de nivelamento C para movimentar a bolha
para o centro do nível circular. Verifique novamente a posição
do instrumento sobre o ponto e ajustar se necessário.


4). Nivelando o instrumento utilizando o nível tubular da base.
1 - Girar o instrumento horizontalmente soltando o
Parafuso Calante Horizontal e posicionar o nível da base
paralelo à linha conectando o parafuso de nivelamento A e B.
Leve então a bolha para o centro do nível da base girando os
parafusos de nivelamento A e B.



2 - Gire o instrumento 90
o
(100g) sobre seu eixo vertical e
gire o parafuso de nivelamento restante para centrar a bolha
mais uma vez.

12

3 - Repetir as etapas 1 e 2 para cada rotação de 90
o
(100g)
do instrumento e verificar se a bolha esta corretamente
centrada em todas as direções.

5). Centralizando pela utilização do prumo óptico (ou prumo
laser)
Ajuste a ocular do prumo óptico para sua visão. Deslize o
instrumento, soltando o parafuso do tripé; coloque o ponto na
marca central do prumo óptico. Deslizar o instrumento com
cuidado para não girar o eixo irá permitir que você obtenha o
mínimo de deslocamento da bolha. (Pressione a tecla estrela
após ligar, em seguida, pressione a tecla F4 (LASER),
pressione a tecla F1 (ON) para ligar o prumo laser. Deslize o
instrumento, soltando o parafuso do tripé; Coloque o laser nos
pontos ocupados, deslizando o instrumento com cuidado para
não girar o eixo irá permitir que você obtenha o mínimo de
deslocamento da bolha. Por ultimo, pressione a tecla ESC, e o
prumo laser irá desligar automaticamente.).

6). Complete o nivelamento do instrumento
Nivele o instrumento precisamente como é indicado na
Etapa 4. Gire o aparelho e verifique que a bolha está no centro
do nível da base independentemente da direção do telescópio,
em seguida, aperte firmemente o parafuso do tripé.



13
1.5 Baterias Remoção e Inserção – Informações e Recarga
Remoção e inserção da bateria
Insira a bateria no compartimento e aperte a bateria até
sentir o clique.
Pressione os botões direito e esquerdo do compartimento
da bateria para remover a bateria.

Informações da bateria

A bateria é suficiente, boa para a operação.
Ao exibir esta condição, a bateria pode ser
utilizada por uma hora; se você não tiver certeza do tempo em
que ela será utilizada, prepare uma bateria de substituição ou
carregue a bateria.
A bateria está baixa. Prepare uma bateria de
substituição ou carregue a bateria
Nota: O tempo de uso de uma bateria é determinado pelas
condições do ambiente, tempo de carga e outros fatores.

Recarga da Bateria
A bateria deve ser recarregada apenas com o carregador
fornecido com o instrumento.

Remova a bateria do instrumento conforme as instruções e
conecte-a ao carregador de bateria.

14
Precaução ao remover a bateria
Antes de retirar a bateria tenha certeza que o
instrumento esteja desligado. Caso contrário seu equipamento
pode ser danificado.

Precaução de Recarga:
O carregador vem com circuito de proteção contra
sobrecarga. No entanto, não deixe o carregador ligado à
tomada após a recarga está completa.
Certifique-se de recarregar a bateria a uma temperatura
de 0 ~ 45 , a recarga pode ser anormal para além da faixa
de temperatura especificada.
Quando a luz não acende depois de ligar a bateria ao
carregador da bateria, pode ser um sinal que ele esteja
danificado.

Precaução de armazenagem:
A bateria recarregável pode ser recarregada várias
vezes (de 300 a 500 vezes aproximadamente). A descarga
completa da bateria pode diminuir sua vida útil.
A fim de obter a máxima vida útil não se esqueça de
recarregar a bateria pelo menos uma vez por mês.


1.6 Prismas Refletores
Quando medir distância, e necessário colocar um prisma
refletor no local de destino. Os sistemas de refletor são
fornecidos com prisma simples e prismas triplos, que podem
ser montados com uma base nivelante sobre um tripé ou
montado em um bastão para prisma. Os sistemas refletores

15
pode ser auto-configurados pelos usuários de acordo com o
trabalho. Sistemas de mini prisma permite ajustes nos pontos
que são difíceis de alcançar. Alvos refletores podem ampliar o
alcance do instrumento quando utilizado no modo sem prisma.
Estão ilustrados abaixo alguns prismas e refletor
compatíveis com o instrumento:





16
1.7 Montando e desmontando o instrumento da base
nivelante
Desmontando
Se necessário, o instrumento (incluindo prismas refletores
com a mesma base nivelante) pode ser desmontado da base
nivelante. Afrouxe o parafuso de trava da base nivelante no
botão da trava com uma chave de fenda. Vire o botão da trava
180° no sentido anti-horário para desprender os pinos de
sustentacao do instrumento na base nivelante, e tire o
instrumento da base nivelante.














Montando
Insira os três pinos de sustentação do instrumento nos
buracos da base nivelante e alinhe. Aperte a base com o botão
de trava.



17
1.8 Ajuste da ocular e visando o objeto

1- Vise à luneta para lugar distante e gire o tubo da ocular
da luneta para fazer o reticulo da luneta torna-se nítido.
2 - Colimar o ponto alvo com o topo da marca do triângulo
através da alça de mira. (Manter uma distância entre o olho e a
alça de mira).
3 - Faca a imagem do alvo tornar-se nítida com uso do
parafuso do foco da luneta.
Se houver discrepância quando seu olho move para cima e
para baixo ou esquerda, direita, significa que a dioptria das
lentes da ocular ou o foco não esta bem ajustado e a precisão
será influenciada, então você deve ajustar o tubo da ocular
cuidadosamente para eliminar esta discrepância.

1.9 Ligando e Desligando o Instrumento On /Off
Ligando
1. Certifique-se que o instrumento esteja nivelado
2. Pressione e segure momentaneamente a tecla POWER.
3. Gire a cabeça da EDM em uma direção para cima para
inicializar.
4. Para desligar pressione e segure a tecla power até o
equipamento desligar.
Certifique-se que existe bateria suficiente. Caso a mensagem
“bateria vazia” seja mostrada na tela, a bateria deve ser
trocada ou recarregada.

*** NÃO REMOVA a bateria durante a medição, senão os
dados podem ser perdidos e o instrumento danificado!! ***


18
1.10 Como inserir caracteres alfanuméricos
*Como selecionar um item
[Exemplo 1] Selecione INS.HT (altura do instrumento ) no
modo coleta de dados (primeiro pressione o botão MENU
depois F1: Coletar dados e em seguida, selecione o arquivo de
dados desejado. Pressione F2 para listar, as teclas de seta
para escolher e depois F4 para selecionar). Pressione F1
novamente para OCC.PT# INPUT.
A seta (!) indica um item para entrar. Pressione ["] [#]
para mover a linha de seta para cima ou para baixo


Pressione [#] mover ->R..HT

Pressione F1 INSERIR em seguida 1 para inserir “1”
Pressione “.” para inserir “.”
Pressione “5” para inserir “5 ”, pressione ENT
Em seguida R. HT =1.5 m


19
*Como introduzir caracteres
[Exemplo 2] Digite o código “ABC1” do ponto do instrumento
no modo de coleta de dados.
1Mova as setas para PCODE usando as teclas [!] ["]

2Pressione a tecla F1 (inserir)

3Pressione a tecla F1 (uma vez)

Pressione a tecla [7] uma vez para inserir “A”
Pressione a tecla [7] duas vezes para inserir “B”
Pressione a tecla [7] três vezes para inserir “C”
Pressione a tecla [1] uma vez para inserir “1” (*Pressione F3
para mudar para “NUMB” primeiro modo)
Pressione a tecla ENTER para finalizar as inserções




20
2 Funções de teclas e informações mostradas
2.1 Teclas operacionais



Teclas Nomes Funções
ANG Tecla de medição de ângulo Modo de medição de ângulo

Tecla de medição de distância Modo de medição de distância

Tecla de medição de
coordenadas
Modo de medição de
coordenadas ( p/ cima)
S.O Tecla de Locação
Modo de medição de locação
( p/ baixo)
K1 Tecla de atalho 1
Tecla 1 de atalho definida pelo
usuário ( esquerda)
K2 Tecla de atalho 2
Tecla 2 de atalho definida pelo
usuário ( direita)
ESC Tecla de retorno
Retornar ao modo de medição
ou ao modo anterior.
ENT Tecla de Entrada / Enter
Pressione depois de uma
confirmação para inserir
valores
M Tecla Menu
Mude para modo menu e
modo normal

21
T Tecla Mudar / Shift
Tecla para mudar a medição
de distância

Tecla Estrela
Pressione uma vez para
ajustar o contraste ou duas
vezes para a iluminação do
teclado

Tecla de Energia
Tecla (On / Off) liga e desliga.
Pressione e segure.
F1-F4 Tecla de função
Responde a mensagem
apresentada
0 - 9 Tecla numerica Insere números
— Tecla menos
Entrada de sinal de menos,
exibe bolha eletrônica
. Tecla Ponto
Liga e desliga a função do
laser

A tela mostra:
Tela Conteúdo
V Ângulo Vertical
V% Ângulo vertical como uma porcentagem
HR Ângulo Horizontal (direita)
HL Ângulo Horizontal (esquerda)
HD Distância Horizontal
VD Diferença de elevação
SD Distância inclinada
N Coordenada Norte
E Coordenada Leste
Z Z ou coordenada de elevação
* EDM medição de distância eletrônica
m/ft Muda as unidades entre metros e pés

22
m Meteros
S/A Define a temperatura, pressão atmosférica,
constante do prisma.
PSM Constante do prisma (unit:mm)
PPM Correção atmosférica

2.2 Tecla de função
Modo de medição de ângulo (menu de três páginas)

Página Tecla Tela Função

P1
F1 0SET O ângulo horizontal é definido como 0°00!
F2 HOLD Mantém o ângulo horizontal
F3 HSET
Define a entrada de ângulos necessários
com a inserção de números.
F4 P1" Segue para a próxima página (P2)

P2
F1 TILT
Correção de inclinação da tela. Se a
correção está ligada a tela mostra o valor de
correção da inclinação.
F2
F3 V% Ângulo vertical. Modo porcentagem (%)
F4 P2" Segue para a próxima página (P3)

23

P3
F1 R/L
Muda a rotação do ângulo horizontal em
Esquerda/Direita.
F2
F3 CMPS Muda o ângulo vertical para a posição “0”
F4 P3! Segue para a próxima página (P1)

Modo de medição de distância (menu de duas página)


Página Tecla Tela Função

P1
F1 MEAS Começa a medir
F2 MODE
Define o modo de medição, Fino / - /
Rastreando
F3 S/A
Define a temperatura, pressão
atmosférica, constante do prisma
F4 P1! Segue para a próxima página (P2)

P2
F1 OFSET
Seleciona o modo de medição
Off-set
F2 S.O.
Seleciona o modo de medição Stake
Out (coordenadas ocultas)
F3 m / ft Muda unidades entre metros e pés
F4 P2! Segue para a próxima página (P1)

24
Modo de medição de coordenadamenu de três páginas



Página Tecla Tela Função
P1
F1 MEAS Começa a medir
F2 MODE
Define o modo de medição,
Fino/Rastreando
F3 S/A
Define a temperatura, pressão
atmosférica, constante do prisma.
F4 P1! Mostra a função de teclas na página 2
P2
F1 R.HT Define a altura do prisma
F2 INSHT Define a altura do instrumento
F3 OCC Define a coordenada do instrumento
F4 P2! Mostra a função de teclas na página 3
P3
F1 OFSET Modo de medição Off-set
F2 VISADA RÉ
Define a direção de um ângulo para
uma orientação Visada de Ré (ponto
anteriormente ocupado)
F3 m / ft Muda unidades entre metros e pés
F4 P3! Mostra a função de teclas na página 1

25
2.3 Modo Tecla Estrela
A estação total (sem reflexão)
Pressione a tecla estrela, a seguir será exibido na tela:

1. Regulação: Após pressionar a tecla estrela, ajustar o
contraste do visor pressionando a tecla [!] ou ["].
2. Iluminação: Após pressionar a tecla estrela, selecione
[Iluminação] pressionando a tecla F1(LAMP) ou pressionando
a tecla estrela.
3. Inclinação: Após pressionar a tecla estrela, selecione
[inclinação] pressionando a tecla F2 (Inclinação), e selecione
Ligado ou Desligado ao pressionar as teclas F1 ou F3,
pressione F4 (ENT) para inserir.
4. S/A: Após pressionar a tecla estrela, selecione [S/A]
apertando a tecla F3 (S/A), em seguida você pode definir o
contraste do prisma, a pressão do ar e a temperatura.
5. Prumo Laser: Caso a estação total possua essa função,
depois de pressionar a tecla estrela, selecione [laser]
pressionando a tecla F4 (LASER), e selecione Ligado ou
Desligado pressionado as teclas F1 ou F2.
* Em algumas interfaces, você pode ativar ou desativar a
luz de fundo do painel pressionando a tecla estrela.




26
A Estação Total (reflexão)
Pressione a tecla estrela, será mostrado na tela:

1Modo: Pressione a tecla F1 (modo), será mostrado na tela:



Você pode selecionar o tipo de modo de medição
pressionando as teclas F1-F3.
2Você pode ligar a lâmpada pressionando a tecla estrela
mais uma vez ou pressionando-a duas vezes a partir de
qualquer menu.

2.4 Modo tecla-ponto (.)
A estação total pode funcionar como um ponteiro laser
O ponteiro laser pode ser ligado e desligado pressionando
a tecla ponto (.).




27



28
3 Configurações Iniciais
A estação total da série pode ser redefinida para os
instrumento s originais de fábrica.
Veja a sessão 11 “Configurações Básicas”

3.1 Configurando a Temperatura e a Pressão Atmosférica
Medir a temperatura e a pressão do ar em torno de
antecedência.
Exemplo: temperatura +25°, pressão do ar 1017.5 hPa
Proce
diment
o
Operaç
ão
Processo de
Funcionamento
Tela





Insira o modo
de medição de
distância







F3
Pressione F3
para entrar na
tela S/A


29
Config
uração
de
Tempe
ratura
F3
Pressione F3
para entrar na
sessão
temperatura,
digite a
temperatura
correta,
pressione a
tecla ENTER
para definir


Pressã
o
Atmosf
érica

F2
Pressione a
tecla F2 e insira
a pressão do ar,
pressione a
tecla ENTER
para confirmar





Obser
vaçõe
s

Faixa de temperatura operacional: -30°+60 ou
-22+140
Pressão do ar: 5601066 hPa ou 420800 mmHg
ou 16.531.5 inHg
Se o valor da correção atmosférica calculada a partir
da temperatura e pressão do ar exceder a faixa de
±999.9PPMa operação irá retornar para o passo 4
automaticamente, e você deve digitar os dados
novamente.

3.2 Configurando a Correção Atmosférica
O infravermelho emitido pela estação total varia com a
temperatura e pressão do ar. Uma vez que o valor da correção
atmosférica esteja definido o instrumento irá corrigir o

30
resultado da medição de distância automaticamente.
Pressão do ar: 1013hPa
Temperatura 20
O calculo da correção atmosférica
•S =273.8 – 0.2900 P / 1 + 0.00366T (ppm)
•SCoeficiente de correção Unit ppm
P: Pressão do ar Unit : hPa se a unidade for mmHg ,
converta usando
1hPa = 0.75mmHg
T: temperatura ( unit



Método de correção direta do valor da correção atmosférica
Após a medição da temperatura e pressão do ar o valor de
correção atmosfera pode ser obtido a partir de um gráfico de
correção atmosférica ou com a fórmula de correção (PPM).
Proce
dimen
to
Operaç
ã
Procedimento
Operacional
Tela

F3

Pressione a tecla
F3 na medição de
distância ou no
modo de medição
de coordenada

F2
Pressione a tecla
F2 [ppm], que
mostra o valor
atual de
configuração


31



3.3 Configurando a constante do prisma
Na fábrica, a constante do prisma para a estação total é fixada
em -30mm. Se a constante do prisma utilizado não for -30mm,
você deve alterar esta configuração. Uma vez que a constante
do prisma esteja definida, ela se tornará o novo valor padrão
até ser alterada.

Procedimento Operação Procedimento
Operacional
Tela



Insira o
valor
Insira a correção
atmosférica e
pressione Enter

*1Veja 2.10“Como inserir caracteres alfanuméricos”
Faixa de entrada-999. 9PPM to +999. 9 Comprimento:
0 .1PPM
*2Caso a temperatura e a pressão atmosférica sejam
resetadas, o PPM irá recalcular automaticamente.

32
F3
Pressione a
tecla F3
( S/A ) no
modo de
medição de
distância ou
medição de
coordenada.

F1
Pressione
a tecla F1
PRISMA


Inserindo
Dados
Pressione a
tecla F1
(entrada)
para inserir o
valor de
correção da
constante do
prisma. *1,
pressione F4
para
confirmar e
voltar ao
modo de
configuração.

Faixa de entrada-99. 9mm to +99. 9mm Comprimento: 0. 1mm
* A estação total no modo de medição sem prisma, define a
constante do prisma para 0 automaticamente.

33




3.4 Configuração da correção do ângulo vertical de
inclinação
Quando o sensor de inclinação é ativado o instrumento
corrige automaticamente o ângulo vertical. Para assegurar
uma medição precisa do ângulo o sensor de inclinação deve
ser ativado. O display do sensor de inclinação pode ser usado
para o correto nível do instrumento . Se o display ("X TILT over
") aparecer o instrumento está fora da faixa de compensação
automática e deve ser nivelado manualmente para dentro das
tolerâncias. O instrumento compensa a leitura do ângulo
vertical, devido à inclinação do eixo de pé na direção X.
Quando o instrumento estiver em um terreno instável ou
usado durante um dia ventoso o visor do ângulo vertical pode
ser instável. Você pode desativar a função auto correção de
inclinação neste caso.

Definindo a correção da inclinação
O aparelho memoriza a última configuração para esse recurso.
Para assegurar o compensador verifica essa configuração
antes de operar o instrumento .
Para o funcionamento procedimentos referem-se a 11.2.1.



34
4 Medição do ângulo
4.1 Medição de ângulos horizontais e verticais
Tenha certeza de que o modo de medição de ângulo esteja
selecionado
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Colimar o primeiro
alvo (A)
Colimar A

Para definir o ângulo
horizontal de um
alvo A em 0
00’00" pressione a
tecla F1 (0SET) e
depois pressione a
tecla F4 (SIM)
F1

F4







Colimar o
segundo alvo (B)
O ângulo V/H
exigido para o alvo
B sera exibido.
Colimar B




Nota : O ângulo do horizonte será salvo quando o aparelho for
desligado e exibido quando for ligado.


35

Referencia: Como Colimar
Aponte o telescópio para uma superfície clara ou para o céu.
Gire o anel de foco e ajuste o foco para que a cruz seja
claramente observada. Mire o alvo no centro da marca do
triângulo do colimador. Permite um certo espaço entre o
colimador a vista e seu próprio colimador.
Focar o alvo com o botão de focalização.
Se ao olhar no telescopio a paralaxe é criada entre a cruz e o
alvo o foco é incorreto ou ajuste de dioptria é ruim. Isto afeta
adversamente a precisão na medição, por favor, eliminar a
paralaxe focalizando cuidadosamente e usando o ajuste de
dioptria.


4.2 Mudando o ângulo horizontal Direita / Esquerda
Tenha certeza que o modo de medição de ângulo esteja
selecionado
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla F4
duas vezes para levar o
menu a página 3. (P3)
F4
Duas
vezes







36
Pressione a tecla F1
R/L.
O modo ângulo
horizontal direito (HR) irá
mudar para o modo
ângulo horizontal
esquerdo (HL)
F1

Medição do ângulo
horizontal esquerdo

*Cada vez que a tecla F2 (R/L) for pressionada os modos
HR/HL irão alternar.






4.3 Configurando o ângulo horizontal
4.3.1 Configurando fixando o ângulo
Tenha certeza que o modo de medição do ângulo esteja
selecionado.
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Defina o ângulo
necessário horizontal
utilizando o parafuso
horizontal.

Ângulo
Exibido




F2

37
Pressione a tecla
F2 (SEGURE)




Colimar o alvo Colimar
Pressione a tecla
F4 (SIM) e finalize
segurando o ângulo
horizontal, a tela irá
voltar ao normal
Modo de medição de
ângulo
F4




*Para retornar ao modo anterior pressione a tecla ESC.




4.3.2 Configurando o ângulo horizontal
Tenha certeza que o modo de medição do ângulo esteja
selecionado
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Colimando o alvo Colimar





38
Pressione a tecla F3
(HSET)

F3




Digite o ângulo
desejado horizontal,
usando as teclas, por
exemplo:
150.10.20, entradas
150º10•20•.
Pressione ENT
Continue a medição
normal depois de
entrar no ângulo
horizontal necessário
150.10.20
ENT












4.4 Ângulo Vertical - Modo Porcentagem (%)
Tenha certeza que o modo de medição de ângulo esteja
selecionado.
Procedimento
Operacional
Operação Tela

39
Pressione a
tecla F4 para
obter a função
no menu página
2
F4





Pressione a
tecla F3V%*
F3





* Cada vez que o F3 (V%) for pressionado as opções do
modo de exibição irão alternar.
Quando o ângulo medido é superior a 45 ° (100%) a partir do
horizontal <OVERTOP> é exibido.









4.5 Configurando o Ângulo Zenitê inicial
Ângulo vertical é exibido como mostrada abaixo:


40







Tenha certeza que o modo de medição de ângulo esteja
selecionado
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione F4 duas
vezes para que o menu
vá para a página 3 (P3)
F4
Duas
vezes





Pressione a tecla F3
CMPS *
F3



* Cada vez que a tecla F3 for pressionada o modo do visor
irá mudar.




41
5 Medição de Distância
Ao fixar a correção atmosférica, obtenha o valor da correção
através da medição da temperatura e pressão.

5.1 Configurando a Correção Atmosférica
Ao fixar a correção atmosférica, obtenha o valor da
correção através da medição da temperatura e pressão.
Consulte a Seção 3.2 "Configuração da correção atmosférica".

5.2 Configurando a correção para a constante do prisma
O instrumento é pré-definido para um valor constante do
prisma de-30mm na fábrica. Se o prisma é da constante de
outro instrumento precisa ser atualizado com essa constante.
Consulte o Capítulo 3.3 "Configuração da constante do prisma".
O valor atualizado é mantido na memória do instrumento
quando o aparelho é desligado.

5.3 Medição de Distância (Medição Continua)
Tenha certeza que o modo de medição do ângulo esteja
selecionado.

Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela
Colimar o centro do
prisma *1

Colimar





42
Press the ,
distance measurement
starts *2 *3;





As distâncias medidas
são mostradas (* 4 * 7)
Ao pressionar
novamente a tecla
visor muda para
horizontal (RH), ângulo
vertical (V), distância
vertical (VD), e a
distância inclinada
(SD).






43
*1O modo de prisma da estação total colima com o centro
do prisma quando se está medindo;
*2Quando o EDM está funcionado, a marca “*” aparece no
visor. Será exibido no visor da estação total “sinal fraco”
quando o sinal estiver fraco.
*3Para alterar o modo de Rastreamento Fino, consulte a
seção 5.4 "Modo Fino / Rastreamento". Para definir a medida
de distância quando o instrumento é ligado, consulte o
Capítulo 11 "Configurações Básicas".
*4O indicador de unidade de distância "m" (para metro) ou
"ft" (para pés) aparece e desaparece, alternativamente, com
uma campainha soando em cada renovação de dados de
distância.
*5Medida pode repetir automaticamente no aparelho se o
resultado for afetado por fatores externos*.
*6Para voltar ao modo de medição do ângulo a partir do
modo de medição de distância, pressione a tecla ANG.
*7É possível escolher a ordem de exibição (HR,HD,VD) ou
(V, HR,SD) para o modo inicial de medição. Consulte o
capitulo 11 " Configurações Básicas".
5.4 Mudando o modo de medição de distância
(Repetir a medição / Medição Individual /
Faixa de Medição)
Tenha certeza que o modo de medição de ângulo esteja
selecionado.
Procedimento
Operacional
Operaç
ão
Tela

44
Colimando o centro do
prisma
Colima
r




Pressione a
tecla medição
continua iniciar *1





Pressione a tecla F2
(MODp) para mudar
entre Medição repetida,
Medição unica e faixa
de medição. [N], [1], [T]
F2
F1









*1 É possível definir o modo de medição para o modo de
medição N-vezes ou modo de medição contínua, quando o
aparelho está ligado. Consulte o Capítulo 11 "Basic
Settings".



45
5.5 (S.O.)
A diferença entre a medida da distância e da estaca de
entrada é apresentada.
Medida de Distância – Distância da estaca = Valor mostrado no
visor
Em uma operação S.O. você pode selecionar uma
distância horizontal (HD), elevação relativa (VD), e a distância
de inclinação (SD.)
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla F4()
no modo de medição de
distâcia para o menu P2
F4






Pressione a tecla F2
(S.O)
Os dados previamente
definidos serão exibidos
F2




Selecione o modo de
medição pressionando as
teclas F2 a F4. F2:HD,
F3:VD,
F4:SD
F1






46
Insira a distância 350 ,
pressionando F4
Insira 350
F4



Colimar o alvo (Prisma)
inicia, a medição. A
diferença
entre a distância medida
e a da estaca é exibida.
Collimate
Prisma




Mova o alvo até a
diferença se tornar 0.






Para voltar ao modo normal de medição de distância,
demarcar a distância para "0" ou alternar para o modo de
medição outras.





5.6 Ajuste de Medição (Offset)
Existem quarto modos de ajuste de medição:
1. Ajuste de Ângulo
2. Ajuste de Distância
3. Ajuste de Plano

47
4. Ajuste de Coluna


5.6.1 Ajuste de Ângulo (Offset)
Este modo é útil quando é difícil estabelecer o prisma
diretamente no alvo; no centro de uma árvore, por exemplo.
Coloque o prisma na mesma distância horizontal do
instrumento como o ponto de A0 para medir. Para medir as
coordenadas da posição central utilize a medição offset depois
de configurar o equipamento altura / altura do prisma.
Quando medir as coordenadas de um ponto do terreno AI:
Configure o instrumento altura e altura do prisma.
Quando medir coordenadas do ponto A0: Configure
apenar a altura do equipamento (Configure a altura do prisma
para 0)














Configure a altura do instrumento / altura do prisma antes de

48
iniciar o modo de medição offset.
Ao definir o valor da coordenada da estação ocupada,
consulte a Seção 6.2 "Definir valores de coordenadas de um
ponto ocupado".

Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla F4()
no modo de medição
de distância para ir
para as funções no
menu P2
F4






Pressione a tecla F1
(OFSET)
F1

Pressione a tecla F1
(ANG.OFFSET)
F1




Colimar prisma P, e
pressionar a tecla F1
(MEAS).
A distância horizontal
do instrumento ao
prisma será medida.
Collimate
[P]

F1





49
Colimar o ponto AO,
usando a braçadeira
de movimento
horizontal e parafuso
tangente horizontal
Colimar
AO




Mostra a coordenada
norte, coordenada
lesta e a coordenada z
esperando o ponto de
medição pressionando
a tecla .





Para retornar ao procedimento 3, pressione a tecla F4
(NEXT)
Para retornar ao modo anterior pressione a tecla ESC

5.6.2 Medição da Distância Offset
Medindo a distância e a coordenada de uma lagoa ou uma
árvore de que o raio é conhecido. Medindo a distância ou a
coordenada do ponto PO, insira o valor oHD como um valor
offset e faça a medição do ponto P1 como mostrado no
desenho. O visor mostra o valor da distância ou da coordenada
para o ponto P0.








50



Ao definir o valor da coordenada da estação ocupada, consulte
a Seção 6.2 "Configurando a coordenada do ponto ocupado’

Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla F4
() para o modo de
medição de distância
para ir na função do
menu P2
F4






Pressione a tecla F1
(OFSET)
F1

Pressione a tecla F2
(DIST OFSET), insira a
medição da
DIST.OFFSET
F2




Insira R HD,
Pressione a tecla ENT
*1
Insira R
HD
ENT





51
Para inserir HD
Pressione a tecla ENT
*2
Inserir
HD
ENT

Colime o prisma P1,
e pressione a tecla F1
(MEAS).
A medição irá iniciar.
Após a medição, o
resultado acrescentado
valor de compensação
será mostrado.
Collimate
P1
F1


Show the coordinate
of Point P0





To return to procedure 4,press F1 (NEXT) To return to the
previous mode, press ESC
*1*2Refere-se à seção 8.3.2 “Distância de Medição Offset”


5.6.3 Ajuste da medição plana

Utilizada para facilitar a medição da distância das coordenadas
de um determinado plano. Três pontos de prisma aleatórios

52
(P1, P2, P3) em um plano será medido primeiro em um plano
offset para determinar a medição do plano. Colimar a medição
do ponto alvo (P0) em seguida o instrumento irá calcular e
mostrar o valor das coordenadas e das distâncias do ponto
cruz em seguida o instrumento irá calcular e mostrar o valor
das coordenadas e da distância do ponto de intersecção entre
o eixo de colimação e plano.










Ao definir o valor da coordenada da estação ocupada, consulte
a Seção 7.2 "Configurar o valor da coordenada do ponto
ocupado'.
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla F4
(!) no modo de
distância para ir para
as funções da página
2.
F4







53
Pressione a tecla F1
(OFSET)
F1

Pressione a tecla F3
(OFSET PLANO)

F3




Colimar o prisma P1,
e pressionar a tecla F1
(MEAS) .
A medição irá iniciar.
Logo após o visor irá
exibir o Segundo ponto
de medição.
Colimar
P1
F1





54


Medir o segundo e
terceiro pontos da
mesma forma.
O instrumento
calcula e mostra as
coordenadas e valores
de distância do ponto
de cruzamento entre o
eixo de colimação e do
plano * * 1 2


Colimar
P2
F1


Colimar
P3
F1









Colimar a borda (P0)
do plano * 3 * 4
Colimar
P0




Pressionando a
tecla serão
mostrados em
sequencia a distância
horizontal, a elevação
relative e a distância
de inclinação.
Para mostrar a








55
coordenada do ponto
(P0), pressione a tecla
.
*1 ) No caso do cálculo do plano não for bem-sucedido pela
medida três pontos, o visor apresenta erro. Comece medindo
novamente desde o primeiro ponto.
*2 ) Exibição de dados é o modo de antemão de modo de
medição de deslocamento.
*3 ) A mensagem de erro será exibida quando colimada para
a direção que não cruza com o plano determinado.
*4 ) A altura do prisma do ponto alvo P0 é ajustado para zero
automaticamente.


5.6.4 Ajuste da medição da coluna
Se for possível medir o ponto de circunscrição (P 1) da
Coluna diretamente à distância até o centro da coluna (P0),
coordenadas e ângulo de direção podem ser calculados pela
circunscrição do pontos medidos (P2) e (P3).
O ângulo de direção do centro da coluna é 1 / 2 do ângulo
de direção total dos pontos de circunscrição (P2) e (P3).









56




Ao definir o valor da coordenada da estação ocupada, consulte
a Seção 6.2 "Configuração dos valores das coordenadas dos
pontos ocupados'.
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla
F4 (!) no modo de
medição de
distância para a
função no menu P2
F4






Pressione a tecla
F1 (OFSET)
F1

Pressione a tecla
F4 (COLUNA
OFFSET)
F4


Colimar o centro da
coluna
(P1) e pressionar a
tecla F1 (MEAS)
A mediçã irá iniciar.
Após a medição,
Colimar
P1
F1


57
medição de ângulo
de exibição do lado
esquerdo (P2) será
mostrado .
Colimar o lado
esquerdo da coluna
(P2) e pressione F4
(SET).
Após a medição,
medição de ângulo
de exibição do lado
direito (P3) será
mostrada.


Colimar
P2
F4

Colimar o lado
direito da coluna
(P3) e pressione F4
(SET).
Após a medição, a
distância entre o
instrumento e o
centro da coluna
(P0) será calculado
Colimar
P3
F4







58
Para mostrar a
coordenada do
ponto P0
pressione a tecla
*1*2





*1Para retornar ao procedimento 5, pressione a tecla F4
(PRÓXIMO)
*2Para escapar da medição, pressione a tecla ESC, o display
retorna ao modo anterior.



59
6 Coordenadas de Medição

6.1 Execução das coordenadas de medição
Medir as coordenadas, digitando a altura do instrumento
e altura do prisma, as coordenadas do ponto desconhecido
serão medidas diretamente.
* Ao definir os valores das coordenadas do ponto ocupado,
consulte a secção 6.2 "Definir valores das coordenadas do
ponto da Estação Ocupada Point".
* Ao fixar a altura do instrumento e altura do prisma,
consulte a Seção 6.3 "Altura para fixação do instrumento " e
6,4 "regulagem de altura do alvo (Altura do prisma) ".
* Para definir a ré, determinar o azimute de visada ou
verificar o azimute conhecido, coordenadas e distância
As coordenadas do ponto desconhecido são calculadas
conforme mostrado abaixo e exibida:
Coordenadas do ponto ocupado:N0E0Z0
Altura do instrumento :INS.HT
Altura do Prisma: R.HT
Distância Vertical (Elevação relativa)ZVD

Coordenadas do centro do prisma, originadas a partir do centro
do instrumento : (nez
Coordenadas de um ponto desconhecidoN1E1Z1
N1=N0+n
E1=E0+e
Z1=Z0+INS.HT+ZR.HT
Ponto central do instrumento (N0, E0, Z0+INS.HT)


60














Ao fazer a medição do ponto de coordenadas ocupadas, a
altura do instrumento , a altura do prisma e azimute visão de
volta devem ser definido.
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Defina o ângulo de
direção do ponto
conhecido A * 1)
Defina o
ângulo de
direção




Colimar o alvo do
prisma B, e pressionar
a tecla
Colimar o
alvo do
prisma


*1Refer to Section 4.3 “Setting of Horizontal Angle”.
In case the coordinate of instrumento point is not entered,
(0,0,0) will be used as the default for the instrumento point.

61
The prisma height will be calculated as 0 when the prisma
height is not set.


6.2 Configurando o valor da coordenada do ponto ocupado
Definir as coordenadas do instrumento (ponto ocupado)
de acordo com os valores conhecidos e o instrumento
converte automaticamente e exibe o ponto desconhecido
(ponto prisma) coordenadas após a observação.
O aparelho mantém as coordenadas do ponto ocupado
após o desligamento.















Procedimento
Operacional
Operação Tela

62
Pressione a tecla F4
(P1) no modo de
medição de
coordenadas para ir
para as funções no
menu P2.
F4






Pressione a tecla F3
OCC
F3




Insira o valor da
coordenada N
Insira
dados
ENT




Insira o valor das
coordenadas E e Z da
mesma forma. Após
entrar com os valores
o visor retorna para o
menu de medição de
coordenadas.
Insira
dados
ENT

Margem de entrada-999999.999m/ft • NEZ •
+999999.999m/ft


63
6.3 Configurando a altura do instrumento
O valor da altura do instrumento será mantida depois que o
instrumento for desligado.
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla F4
(P1) no modo de
medição de coordenadas
para acessar o menu na
página 2 (P2).
F4






Pressione a tecla F2
(I.HT),
O valor atual é exibido
F2




Digite a altura do
instrumento e pressione
a tecla ENT para chegar
à tela de medição por
coordenadas

Insira o
I.H.
ENT




Margem de entrada
—999.999"INS.HT"+999.999m



64
6.4 Configurando a altura do alvo (Altura do Prisma)
Este modo pode ser usado para obter valores de coordenadas
z. O valor da altura do alvo será mantido depois que o
instrumento for desligado.

Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla F4
(P1) no modo de
medição de
coordenadas para
acessar no menu na
página 2
F4





Pressione a tecla F2
(I.HT),
O valor atual é exibido
F1




Digite a altura do
instrumento e
pressione a tecla ENT
para chegar à tela de
medição por
coordenadas
Inisira a
altura do
prisma
ENT




Margem de entrada
—999.999m"prisma height"+999.999m/ft


65



66
7 Programa de Topografia
Modo do programa de topografia (programas)
Ao pressionar a tecla de M, o instrumento estará no modo
Menu.
7.1 Medição Remota da ElevaçãoREM
Para obter a elevação do ponto em que a configuração do
prisma de destino não for possível, coloque o prisma em
qualquer ponto da linha vertical do alvo, em seguida, realizar
procedimento de REM como se segue.





















67
1Com a altura do prisma (h) de entrada

Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla M

M





Pressione a tecla
F2 para entrar no
programa de mediç
F2




Pressione a tecla F1
REM
F1




Pressione a tecla F1 F1





68
Insira a altura do
prisma (1.3 é um
exemplo em metros)
F1
Insira a
altura do
prisma
1.3
F4




Colimar prisma
Colimar
Prisma




Pressione a tecla F1
(MEAS) iniciará a
medição. Será
mostrada a distância
horizontal (DH) entre o
instrumento e o
prisma.
F1




Pressione a tecla F4
(SET)
A posição do prisma
será fixada
F4




Colimar o alvo K. A
distância vertical
(VD) será mostrada.
Colimar K





69
Para retornar ao procedimento 5,pressione a tecla F2
(R.HT).
Para retornar ao procedimento 6, pressione a tecla F3 (HD)
Para retornar ao Menu PROGRAMAR, pressione a tecla
ESC




2Sem entrada da altura do prisma
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla M M




Pressione a tecla F2,
insira a medida no
menu programa
F2




Pressione a tecla F1
(REM)
F1





Pressione a tecla F2
F2



70
para selecionar o
modo sem prisma de
altura.


Colimar o prisma,
pressione a tecla F1
(MEAS). A medição irá
iniciar. A distância
horizontal (HD) entre o
instrumento e o alvo
será mostrada.
Colimar o
alvo




Pressione a teclaF4
(SET) A posição do
alvo será definida.
F4




Colimas o ponto
terreno G , pressione a
tecla F4 (SET). A
posição do ponto G
será definida.
F4





Colimar o alvo K
A Distância Vertical
(VD) será mostrada
Colimar
K



Para retornar ao procedimento 5 pressione a tecla F3 (HD)
Para retornar ao procedimento 6, pressione a tecla F2 (V)
Para retornar ao Menu PROGRAMAS, pressione a tecla
ESC


71

7.2 Falta da Linha de Medição (MLM)
Medição para distância horizontal (dHD) , distância de
inclinação (dVD), elevação (dVR) e rolamento horizontal (HR)
entre dois alvos de prisma.
É possível inserir o valor da coordenada diretamente ou
calcular, a partir das coordenadas de arquivo de dados.
O modo MLM possui dois modos:

1. MLM-1 (A-B, A-C): Medição A-B, A-C, A-D
2. MLM-2 (A-B, B-C): Medição A-B, B-C, C-D











É necessário definir a direção do ângulo do instrumento
[Exemplo] MLM-1 (A-B, A-C)
O procedimento para o modo MLM-2A-BB-Cé igual ao
do modo MLM-1 mode.
Procedimento
Operacional
Operação Tela

72
Pressione a tecla M
menu
M





Pressione a tecla
F2 , insira MEAS
PROGRAMS
F2




Pressione a tecla F2
(MLM)
F2






Insira o nome do
arquivo
Insira o
nome do
arquivo

Pressione a tecla
ENT
ENT




Pressione a tecla F1 F1





73
Colimar o prisma A,
e pressione a tecla F1
(MEAS).
A Distância Horizontal
(HD) entre o
instrumento e o alvo
A será mostrada.
Colimar A
F1

Pressione a tecla F4
(SET)
A posição do alvo
será confirmada.
F4




Colimar prisma B e
pressione a tecla F1
(MEAS). A distância
horizontal (HD) entre
o instrumento o alvo
B será mostrada.
Colimar B
F1



Pressione a teclaF4
(SET)
A distância horizontal
(dHD) e a elevação
relativa (dVD) entre
os alvos A e B serão
mostradas.
F4




Para medir as
distâncias entre os
pontos A e C
pressione a tecla F4
(NEXT)*1
F4





74
Colimar ponto C
(alvo C) e pressione a
teclF1 (MEAS).
A distância horizontal
(HD) entre o
instrumento e o alvo
será mostrada.
Colimar
C
F1




Pressione a tecla F4
(SET). A distância
horizontal (dHD) e a
elevação relativa
(dvD) entre o salvos A
e C serão mostradas.
F4



Para medir a
distância entre os
pontos A e D repita o
procedimento 12 a 14
*


*Para retornar ao modo anterior pressione a tecla ESC


Como Usar Dados de Coordenadas
É possível introduzir valores de coordenadas diretamente ou
calcular a partir de um arquivo de coordenadas de dados.
[Exemplo] Insira os dados (NEZ) diretamente:
Procedimento
Operacional
Operação Tela

75
Pressione a tecla
F3(NEZ)
F3







Pressione a tecla
F4(coordenada)
F4

Insira as
coordenadas,
pressione a tecla
ENT par ir ao
segundo ponto
ENT


*Para retornar ao Menu Programas pressione a tecla ESC



7.3 Área de Calculo
Este modo de calcular a área de uma figura fechada.
Existem dois modos de calcular a área, como segue abaixo:
1) Calculo da área a partir de coordenadas de arquivo de
dados
2) Calcula da área a partir dos dados de medição

76
Nota
Espaço não é calculado corretamente se linhas observadas
cruzam.
Não é possível calcular a área a partir de uma mistura de
dados de coordenadas e dados de medição.
O número de pontos utilizados para o cálculo não é limitado.
A área a ser calculado não deve ultrapassar 200 mil metros
quadrados. (Aprox. 49 hectares)

Calculo de área a partir de dados de coordenadas
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla M M




Pressione a tecla F2
insira programa de
medição.
F2



Pressione a tecla F3
(AREA)
F3





77
Pressione a tecla F1
(Arquivo de Dados)
F1




Insira o nome do
arquivo e pressione
F2 para LIST.
Pressione a tecla
ENT, O visor inicial
sera mostrado.
Insira o
nome do
arquivo
ENT




Pressione a tecla F4
(NEXT)
A parte superior do
arquivo de dados
(DATA-01) sera
definda e um segundo
ponto será mostrado.
F4




Repita pressionando
a tecla F4 (NEXT)
para definer o número
de pontos. Quando os
3 pontos estiverem
definidos, a área
cercada pelos pontos
é calculada e o
resultado será
mostrado.
F4





78
* Para definir o número de pontos necessários, pressione a
tecla F1 (PT#)
* Para mostrar a lista dos dados de coordenadas no arquivo,
pressione a tecla F2 (LIST)

2) Calcula de área a partir de dados de medição
Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla M
menu
M




Pressione a tecla F2,
insira o programa de
medição
F2




Pressione a tecla F3
(AREA)
F3




Pressione a tecla F2
(MEDIÇÃo)

F2





79
Colimar o alvo do
prisma e pressione a
tecla F1 (MEAS). A
medição irá iniciar*
Colimar
Prisma
F1




Pressione a tecla F4
para confirmar
F4

Colimar o próximo
prisma e pressionar F1
(MEAS). Quando os 3
pontos forem definidos,
a área cercada pelos
pontos é calculada e o
resultado será
mostrado.
Colimar
F1




*1 A medição irá iniciar no modo de medição

7.4 Configurando a Coordenada Z para o ponto ocupado
Os dados das coordenadas dos pontos ocupados e os
dados de medição dos pontos conhecidos podem ser
utilizados, a coordenada Z dos pontos ocupados é calculada e
resetada.
Os dados de um ponto conhecido de uma coordenada
podem ser usados.
1 ) Configurando a coordenada Z para o ponto ocupado

80
[Exemplo de configuração] Utilizando o arquivo de dados das
coordenadas
Procedimento
Operacional
Operaça
o
Tela
Pressione a tecla M
menu
M




Pressione a tecla
F2 , e insira
PROGRAMAS
F2




Pressione a tecla
F4 (COORDENADA
Z)
F4




Insira o nome do
arquivo e em seguida
pressione ENT para
confirmar
Insira o
nome do
arquivo
ENT





81
Pressione a tecla F2
(REF. MEAS) e
digite o número do
ponto (pressione F2
para LIST)
F2




Depois de inserir o
PT#, pressione a
tecla ENT , a
coordenada desse
ponto será mostrada.
ENT




Pressione a tecla
F4 (YES) para
confirmar a altura do
instrumento , o visor
irá mostrar a
configuração.
F4





Insira a altura do
instrumento e
pressione ENT.
Pressione F1 (MEAS)
para observar os
resultados
Insira
INS.HT
ENT





Para obter mais informações sobre o arquivo de dados, ver o
capítulo 10
“Modo de Gerenciamento de Memória”

2Calculo da coordenada Z a partir de dados de um ponto
conhecido
[Exemplo de Configuração] Utilizando um arquivo de dados de

82
coordenadas.
Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela
Pressione a tecla M
menu
M




Pressione a tecla F2,
insira MEAS
PROGRAMS.
F2




Pressione a tecla F4
(Z COORDENADA)
F4




Insira o nome do
arquivo e em seguida
pressione ENT para
confirmar.
Insira o
nome do
arquivo
ENT




Pressione a tecla F2 F2





83
Insira o número do
ponto no arquivo de
dados da coordenada
pressione ENT para
confirmar.
Insira
PT#
ENT




Pressione a tecla F4
(YES) para confirmar

F4




Insira a altura e em
seguida pressione a
tecla ENT para
confirmar
Insira
R.HT
ENT




Colimar o prisma no
ponto e pressionar a
tecla F1 (MEAS).
A medição irá iniciar
*1
Colimar
P
F1








Pressione a tecla F4
(CAL) *2
Z: Z coordenada

F4





Pressione a tecla F4
(SET) *3
F4



84
A coordenada Z do
ponto ocupado será
definda. O visor irá
mostrar o ponto
anterior de medição



Pressione a tecla F4
(YES). O ângulo
horizontal sera
definido.
O visor irá retornar ao
menu Programa de
Medição.
F4




*1 Measurement is Fine Single measurement mode.
*2 To measure other points, press the F1 (NEXT).
*3 Pressing the F1 or F3, the display will be changed
alternately.


7.5 Ponto para linha de medição
Este modo é usado para obter os dados de coordenadas
de um ponto ocupado desconhecido a partir de um ponto
conhecido e uma linha conhecida. Uma observação terá de ser
tomada no ponto conhecido A e ao longo da linha N designada
para o exemplo, como o B. Após a medição dos dois pontos de
coordenadas e do ângulo de direção do instrumento serão
calculadas e registradas.





85













Procedimento
Operacional
Operação Tela
Pressione a tecla M
menu
M




Pressione a tecla F2
para o menu
Programa de Medição
F2





86
Pressione a tecla




Pressione a tecla F1
(POINT TO LINE)
F1




Insira a altura do
instrumento .
Pressione ENT
Insira
INS.HT
ENT




Insira a altura do
prisma (PI) no ponto e
pressione ENT
Insira
R.HT
ENT





87
Collimar o prisma A
(Origin) e pressione a
tecla F1 (MEAS).
A medição irá iniciar.*
1 Pressione a tecla
F4
Insira a altura do alvo
B ela será exibida no
visor
Colimar
P1
F1
F4








Insira a altura do
prsima no ponto B e
pressione ENT
Insira
INS.HT
ENT




Colimar prisma B
(P2) e pressione a
tecla F1 (MEAS).
Medição irá iniciar.* 1
Pressione a tecla F4
Os dados de
coordenadas e ângulo
de direção do
instrumento é
calculado e registrado.
Colimar
P2
F1
F4









88
Pressione a tecla F1
(NEZ) para medir
outros pontos *2 *3.
Colimar
P
F1




Colimar prisma
pressione a tecla F4
(MEAS). Medição irá
iniciar *3)
O resultado sera
mostrado.*4)
F4





*1A medição irá iniciar.
*2Pressione a tecla F2 (S.CO) para mostrar os novos dados
ocupados
*3A medição irá iniciar.
*4Para retornar ao modo anterior pressione a tecla F1 (EXIT)

7.6 Construção de Estradas
7.6.1 Usando este programa você pode definir uma linha
reta
Uma curva ou uma curva de transição como uma referência
para fazer uma medição e ajuste para fora. Este programa vai
fazer o cálculo de coordenadas e na definição de ponto de
projeto de acordo com o número da estaca e desvios que são
definidos pelo projeto de estradas.
Para poder utilizar este programa, a estação a observação da
estaca de coordenadas ângulo de azimute precisam ser
definidos.


89
7.6.2 Design: Alinhamento Horizontal
O alinhamento horizontal é constituído dos seguintes
elementos: ponto de partida, reta, curva circular, curva de
transição, INTG, WIDE e PEG.
A opção de definir pedirá os detalhes de início (linha de eixo,
NEZ, a partir do azimute).



Entre esses detalhes na tela, pressione [ENT] para exibir a tela
de entrada de e-mail de rotina:


canto superior direito da tela mostra o número de alinhamento
horizontal. A linha principal insere no visor o eixo atual e o
ângulo de rolamento (a linha tangente da linha de eixo) e a
tecla de função (para criação de nova linha). Sistema oferece
três funções: a definição de linha reta, a curva circular, curva
de transição. Selecione uma tecla de função, insira as
informações detalhadas da linha de eixo, o alinhamento dos
elementos será criado. Pressione a tecla ENT, a nova linha de

90
eixo e ângulo de rolamento será calculada automaticamente e
o alinhamento da tela principal será restaurado. Agora, o estilo
de outras linhas podem ser definidos, os novos elementos
podem ser adicionados apenas no final do arquivo de
Procedimento da operação segue abaixo:

Procedimento
Operacional
Operaç
ão
Tela
No menu principal
pressione a tecla F2
para ir para o menu
MEAS PROGRAM,
pressione a tecla F4
para ir para a segunda
página do menu MEAS
PROGRAM
F2
F4

Pressione a tecla F2
Medição de Estrada
F2

Insira o nome do
arquivo, em seguida
pressione a tecla ENT
F2


91
Pressione F1 ROAD
DESIGNDesenho de
Estrada

F1

Pressione a tecla F1
DESIGN H-LINE
para ir para o menu
H-line
F1

Insira a linha do eixo de
partida, coordenada
norte, coordenada leste
e o azimute inicial.
Pressione a telca ENT
para mostrar a tela da
rotina principal
Insira
os
dados
iniciais
ENT


Na tela de entrada principal de rotina, podemos adicionar uma
linha reta, curva circular e curva de transição para o fim da
curva de corrente. Selecione a opção desejada pressionando
as teclas F1-F3.
Reta
Quando o ponto de partida ou o estilo de outra linha for bem
definido permite que você facilmente defina uma linha reta. Um
valor de comprimento de linha reta não pode ser negativo.


92


Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela

Pressione a tecla
F1(Line) no menu
H-LINE par air ao
BEELINE.
F1

Depois de inserir a altura
da linha pressione a
tecla ENT
Inserind
o altura
ENT

Retorne ao menu
H-LINE




Curva Circular
Pressione a tecla F2 (ARC) no "H-LINE", a curva circular pode

93
ser definida. A regra de valor do raio: Olhando para a frente na
direção da curva, quando a curva gira para a direita, o valor do
raio é positivo. Quando a curva gira para a esquerda, o valor
do raio é negativo. O comprimento do arco não pode ser
negativo.














Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela

Pressione a tecla
F2(ARC) no menu
H-LINE para ir ao
menu ARC.
F2


94
Insira o raio do ARC
(R) e pressione a tecla
ENT.
Insira a altura do ARC
(L) e pressione a tecla
ENT.

Insira R
ENT
Insira
L ENT

Retorne ao menu
H-LINE com os valores
calculados



Curva de transição
Pressione a tecla F3 no "Inserir linha principal" e uma curva de
transição pode ser definida. A introdução da curva de transição
consiste de parâmetro de transição da curva "A", a partir de
raio, e o raio de reenviar. Se o raio de entrada é ! pode
introduzir 0 como o seu



valor.
A regra de transição da curva parâmetro A: Olhando para a

95
frente na direção da curva. Quando a curva gira para a direita,
o valor do raio é positivo. Quando a curva gira para a esquerda,
o valor do raio é negativo.

Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela
Pressione a tecla F3 no
menu H-Line na página
1
F3

Insira Apressione a
tecla ENT.
Insira o raio, pressione
a tecla ENT.
Insira A
ENT
Insira
R ENT


O instrumento
retornará ao modo
anterior com a solução.





Espaçamento de EstacaINTG
Pressione F1 (INTG), na segunda página da tela principal de
alinhamento, então entre na interface de configuração do
espaçamento do intervalo da estaca que deve ser maior que 0.

Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela

96
Pressione a tecla F4
na tela do alinhamento
principal (1/2) para
entrar na tela do
alinhamento principal
(2/2)
F4

Pressione a tecla F1
para inserir os
espaços de estacas
Inserir
espaços
ENT

Retorne ao menu de
alinhamento principal


Observações: o espaçamento das estacas pode ser a
inserido somente uma vez, mas pode ser modificado
durante a edição do alinhamento horizontal.



Número de estacas de alargamento de estradasWIDE
Na segunda página da tela do alinhamento principal, pressione
F2 (WIDE) para entrar na interface de dados de alargamento
da estrada e, em seguida introduza o número da estaca do
ponto de alargamento, a largura da estrada à esquerda e
largura da estrada a direita.
Procedimento
Operacional
Operaç
ão
Tela

97
Pressione a tecla F4 no
visor de alinhamento
principal (1/2) para
entrar na P2 visor de
alinhamento (2/2).
F4

Pressione a tecla F2
(WIDE) para entrar na
interface de
alargamento d ertradas
F2

introduza o número da
estaca do ponto de
alargamento, a largura
da estrada à esquerda
e largura da estrada a
direita.
E pressione Enter para
confirmar
Insira
os
Dados
ENT

Observações: Os dados de cada ponto de alargamento da
estrada irão determinar a largura da estrada entre número
de estacas e o próximo ponto de estaca.


Número de Estaca AdicionalPEG
Na segunda página do visor de alinhamento principal,
pressione F3 (PEG) para inserir um dado adicional de estaca,
em seguida insira o número da estaca do ponto adicional,
largura da estrada à esquerda e largura da estrada à direita.

Procedimento Operaçã Tela

98
Operacional o
Pressione a tecla F4
no menu de
alinhamento principal
(1/2) para entrar no
alinhamento principal
(2/2).
F4

Pressione a tecla F3
(PEG) para entrar na
interface de adição de
número de estaca.
F3

Insira o número da
estaca, a largura da
estrada à esquerda e
largura da estrada à
direita e pressione
ENT para confirmar
Insira
Dados
ENT

Observações: Duas ou mais estacas adicionais podem ser
inseridas

7.6.3 Edição de dados de alinhamento horizontal

Você pode editar o alinhamento horizontal após a entrada.


99
A partir do projeto da estrada, selecione o menu F2: EDIT
H-LINE
A função dessas teclas abaixo:
[FST]Pressione esta tecla para ir para o início do arquivo, e
mostrar os dados de alinhamento em primeiro lugar;
[LST]Pressione esta tecla para ir para o final do arquivo, e
mostrar os últimos dados de alinhamento;
[EDIT]Para editar os dados de alinhamento atuais
[SRCH]Busca os dados de alinhamento inserindo uma linha
de eixo;
É possível editar os dados usando as teclas de função acima.
Após digitar os dados a serem modificados pressione [ENT]
para gravar os dados alterados.

Procedimento
Operacional
Operaç
ão
Tela
Pressione a tecla F2
(Editar alinhamento
horizontal) par air ao
menu de design de
estradas, entre na
interface de edição do
alinhamento horizontal.
F2


100
Por meio das teclas [•]
ou [!], selecione os
dados de alinhamento
que são necessários para
serem modificados, e
pressione F1 (edit) para
editá-lo e, finalmente,
pressione ENT (ENTER)
para confirmar. * 1)
[•]ou[
!] F1
Insira
dados
ENT

Retorne a interface de
alinhamento, os dados de
alinhamento modificados
serão mostrados, e em
seguida continue a
modificar outros dados de
alinhamento.


*1 Ou pressione a tecla F4 (procurar), em seguida insira o
número da estaca dos dados de alinhamento (linha de eixo)
que será modificado.

7.6.4 Recebendo Alinhamento Horizontal
Você faz um upload de um arquivo de dados de alinhamento
horizontal de um computador para que o alinhamento funcione
antes das configurações.
Existem dois métodos de fazer um upload para o instrumento .
1. Carregue diretamente os dados de alinhamento para a
memória operacional corrente interna por meio de um
computador através de um cabo de dados (RS-232).
Consulte a 10,8 para o método de operação

101
2. Armazenar os dados de alinhamento em um cartão SD,
insira o cartão SD no instrumento e, em seguida, copiar os
dados do cartão SD para a memória.
Consulte a 10,9 para os procedimentos de operação.
O formato do alinhamento horizontal é como segue abaixo:
Número
Formato de
Dados
Significado dos parametros
1
inicio
Z,X,Y,a
Ponto Inicial: Número da estaca do
ponto inicial Z, coordenada X,
coordenada Y, azimute inicial
2 Linha Lz
Dados de linha reta: o comprimento
da reta Lz
3
espiral
A,Rs,Re
Dados da curva de transição:
parametro da curva de transição A,
raio do ponto inicial Rs, raio do
ponto final Re.
4 arc R,Ly
Dados da curva circular: raio da
curva circular R, comprimento da
curva Ly.
5
Largura
Zi,wLi,wRi
Dados de largura do ponto: número
da estaca inicial Zi, largura da
estrada a esquerda wLi, largura da
estrada a direita wRi.
6 Inteiro L0
Espaço de Estaca: o comprimento
do espaço de estaca é LO
7 Zj,wLj,wRj
Dados adicional de ponto de
estaca: número adicional de estaca
Zj, largura da estrada a esquerda
wLj, largura da estrada a direita wRj


102

Explicação:
1. Os dados da primeira linha é o ponto de dados inicial, e
apenas um ponto pode ser inserido.
2. Os dados da segunda, terceira e quarta linhas é o elemento
de dados, qualquer combinação pode ser inserida de acordo
com as exigências.
3. Os dados na quinta, sexta e sétima linha são os dados de
calculo auxiliar, escolher se para entrar ou não de acordo com
as exigências como uma opção, o comprimento do passo
padrão é 20m. Apenas um espaço de estaca está disponível.
4. Um parâmetro de curva A e o raio de uma curva circular R
são necessários (como por assinar a direção do percurso, a
curva para a esquerda é negativa e a curva para a direita é
positiva), todos os outros parâmetros são positivos.
5. Quando o raio da curva circular é , o raio inserido é 0.
Converter os dados de alinhamento projetado em arquivo *.
HAL usando o software de transmissão, em seguida, copiar os
dados para o cartão SD ou a memória.

Por Exemplo:
inicial 0,2541930.604,502841.293,191.5644
linha 452.484
arc 1200,165.885
espiral -90,1e20,130
arc -130,214.928
espiral 110,1e20,280
arc 280,77.151
espiral 110,280,1e20
linha 100.978
inteiro 20

103
wide 0,0,6.5
wide 130.945,1.8,6.5
wide 400,4.5,4.5
wide 1040,0,6.5
peg 130.945,1.8,6.5
peg 220,1.8,0
peg 240,2.338,0
peg 260,2.878,0
peg 1000,4.5,5.28
peg 1020,4.5,6.038
peg 1033.721,4.5,6.48












7.6.5 Excluindo os dados de alinhamento horizontal
Os dados do alinhamento horizontal na memória interna
podem ser apagados com o procedimento da seguinte forma:
Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela

104
Pressione a tecla F2
(medição de estrada) no
menu Programa de
Medição escolha um
arquivo
F2
Selecion
e um
arquivo
ENT
Pressione a tecla F3
(DEL H-LINE DATA)
F3

Pressione a tecla F4
(SIM), o dado de
alinhamento horizontal
selecionado será
deletado





7.6.6 DESIGN: Curva Vertical
Uma curva vertical consiste de uma série de pontos de
intersecção. O ponto de intersecção consiste em uma linha de
eixo, elevação e comprimento da curva. Os pontos de
interseção de início e final deve ser uma curva de comprimento
zero.




105



Os pontos de intersecção pode ser inserido em qualquer
ordem. Depois de entrar com um ponto de dados, pressione
ENTER para salvá-lo e avançar para entrar no próximo ponto.
Pressione ESC para sair sem salvar.
Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela
Pressione a tecla F2 no
menu para ir ao MEAS
PROGRAM. Pressione
[F2] para ir a página
2/2
F2

Pressione a tecla F2
Medição de Estrada
F2


106
Insira o nome do
arquivo e em seguida
pressione a tecla ENT
ENT

Pressione a tecla F1
ROAD DESIGN
desenho de estrada

F1

Pressione a tecla F3
DESIGN V-LINE
F3

Insira o PEG, H e L no
primeiro ponto e em
seguida pressione a
tecla ENT *1
Insira os
dados
ENT

Depois de introduzir
cada ponto do menu
vai avançar para o
próximo ponto. ESC
para sair.


* 1 Os pontos de interseção de início e final devem ser uma
curva de comprimento zero.




107









7.6.7 Editando os dados de alinhamento vertical
Os procedimentos a seguir são usados para editar os dados

Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela
Pressione a tecla F4
(editar dados de
alinhamento vertical)
no menu de desenho
de Estrada o ultimo
ponto inserido sera
mostrado.
F4

Pressione [•] ou []
para selecionar os
dados de alinhamento
a serem modificados.
Pressione a tecla F1
(editar) para editar e
pressione a tecla ENT
(ENTER). *1
[•]or[
] F1
Inserir
dados
ENT


108
Os dados de
alinhamento
modificados serão
mostrados. Continue
selecionando os dados
para modificar usando
as teclas [•] ou [].
ESC para finalizar.


*1Ou pressione F4 (procurar), em seguida insira o número da
estaca dos dados de alinhamento (linha de eixo) que vão ser
modificados.




7.6.8 Recebendo dados de alinhamento vertical
Os dados da curva vertical podem ser preparados no escritório,
e carregados para o instrumento para aumentar a eficiência.
Existem duas maneiras de carregar os dados para o
instrumento
1. Carregar os dados de alinhamento para uma memoria
operacional interna por meio de um cabo (RS-232).
Consulte a 10,8 para o método de operação
2. Armazenar os dados de alinhamento em um cartão SD,
insira o cartão SD no instrumento e, em seguida, copiar os
dados para a memória.
Consulte a 10,9 para os procedimentos de operação.

O formato de alinhamento de dados verticais segue abaixo:
Número da estaca, elevação, comprimento

109
Nota: O comprimento do ponto inicial e final tem de ser 0
Por Exemplo
1015.60030.0000.000
1325.00060.000200.000
1632.00027.000315.000
1900.00033.0000.000
Converter os dados de alinhamento projetado em arquivo *.
VCL usando Softwave transmissão. Em seguida, copie os
dados para o cartão SD ou a memória.
Nota: mantenha o arquivo de texto e os nomes de arquivo de
um trabalho consistente.



7.6.9 Deletando dados de alinhamento vertical
O alinhamento vertical de dados na memória interna pode ser
excluído da seguinte forma:
Procedimento
Operacional
Operaç
ão
Tela
No menu de
procedimento de
medição, pressione a
tecla F2 (medição de
estrada) e escolha um
arquivo
F2
Selecio
ne um
arquivo
ENT

Pressione a tecla F4
(DEL V-LINE DATA)
F4


110
Pressione a tecla F4
(YES), os dados de
alinhamento vertical
serão deletados.












7.6.10 Gerando um arquivo de coordenadas de estrada
Depois de terminar a operação de alinhamento vertical e
horizontal, você pode produzir um arquivo de coordenadas
*.PTS para a memória.
O procedimento de operação é a seguinte:

Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela
No menu desenho de
estradas (ROAD
DESIGN) pressione
[] para o menu P2.
[]


111
Pressione a tecla F1
(CAL AND SAVE
COORDINATE TO
FILE), o arquivo de
coordenada *.PTS
sera criado.
F1


7.6.11 Procedimentos de configuração de estrada
Para a configuração do programa de Estrada a linha da
Estrada tem de ser definida. Alinhamentos vertical e horizontal
podem ser feitos de acordo com os procedimentos descritos
nas seções anteriores. Se os dados verticais não forem
necessários, eles podem ser ignorados.





Locais podem ser determinados pelos métodos descritos nas
seções (9.2.3) e (9.2.4) ou introduzindo números estaca após a

112
definição dos dados de alinhamento horizontal
Antes de configurar, pressione a tecla F4 (selecionar arquivo)
na interface de configuração de Estrada para selecionar o
arquivo de coordenada de modo a chamar o ponto de estação
de observação e pontos de visada.

Definir o ponto de observação da estação
Antes de configurar, pressione a tecla F4 (selecionar arquivo)
na interface de configuração de Estrada para selecionar o
arquivo de coordenada de modo a chamar o ponto de estação
de observação e pontos de visada.

Procedimento
Operacional
Operaç
ão
Tela
Pressione a tecla F2
(Medição de Estrada)
no menu do programa
de mediçã (2/2).
Escolha o arquivo de
dados.
F2
Selecio
ne um
arquivo
ENT

Pressione a tecla F2
(ROAD LOCAÇÃO)
para entrar na interface
de configuração de
Estrada.
F2

Pressione a tecla F1
(SET OCC. PT#)
F1


113
Insira o número de
ajuste da estaca, e a
altura do instrumento
para definir o ponto de
observação da estação.
(*1,*2. Pressione ENT
para confirmar o
instrumento irá
calcular a coordenada
desse ponto
automaticamente
Insira
os
Dados
ENT

Pressione a tecla F4
(configuração) para
finalizar a configuração
do ponto de observação
da estação e retornar
ao menu de
configuração de
estrada
F4

*1O número de estaca de entrada deve ser definida sobre o
alinhamento horizontal, caso contrário o instrumento irá
mostrar "Número de estaca invalido".
*2Pressionando a tecla F3 (PT#), você pode definir o ponto
da estação a partir de um ponto existente ou manualmente
inserindo o valor de coordenadas (9.2.3).



Configurando o Ponto Anterior
Procedimento Operaç Tela

114
Operacional ão
Pressione a tecla F2
(ROAD LOCAÇÃO) no
menu 2/2 da medição
de estrada (ROAD
MEASURE)
F2
Selecio
ne um
arquivo
ENT

Pressione a tecla F2
(ROAD LOCAÇÃO)
desenho de estrada
F2

Pressione a tecla F2
SET BACKSIGHT
F2

Insira o número de
estaca e o desvio
(ajuste) para configurar
o ponto anterior
(*1,*2,*3 . Pressione
ENTER para confirmar,
o instrumento irá
calcular as coordenadas
do ponto
automaticamente
Insira
os
dados
ENT


115
Pressione a tecla F4
(configuração) para
finalizar a configuração
o instrumento irá
calcular o azimute
automaticamente
F4

Avistar o ponto de
visada, pressione F4
(SIM) para finalizar a
configuração do ponto
de visada e em seguida,
o instrumento irá
configurar círculo
horizontal
automaticamente de
acordo com ângulo de
azimute.
F4

*1O número de estaca de entrada deve ser definida sobre o
alinhamento horizontal, caso contrário o instrumento irá
mostrar "Número de estaca invalido".
*2Pressionando a tecla F3 (PT#), você pode definir o ponto
da estação a partir de um ponto existente ou manualmente
inserindo o valor de coordenadas (9.2.3).
*3O desvio é definido como a distância da linha central do
ponto de ajuste..

Configuração da Estrada
Nota
Ajuste esquerda: a distância horizontal do ponto de estaca
esquerdo ao centro da linha

116
Ajuste direita: a distância horizontal do ponto de estaca direito
ao centro da linha
Procedimento operacional da seguinte forma:




Procedimento
Operacional
Operaç
ão
Tela
Pressione a tecla F2
(ROAD MEASURE) no
menu 2/2 do programa
de medição e escolha
um arquivo
F2
Selecio
ne um
arquivo
ENT
Pressione a tecla F2
(ROAD LOCAÇÃO)
Desenho de Estrada
para entrar na interface
de configuração de
estrada
F4

Pressione a tecla F3
(LOCAÇÃO) *1
F3

Pressione a tecla F2
(INPUT PEG)
F2


117
Entrada da linha de
eixo da estaca inicial e
da distância
incremental de
participações
adicionais, pressione
ENTER para confirmar.
* 2
Enter
data
ENT

Insira o ajuste *3 e
pressione ENT
(ENTER) para
confirmar.
Insira
os
dados
ENT

Pressione a tecla F4
(P) para confirmar os
dados do ponto de
configuração (*4,*5,*6).
F4



Depois de introduzir os
dados do número do
ponto de estaca
pressione F3 (locação)
na primeira página do
menu de funções do
software, então o
instrumento irá
F3


118
calcular as
coordenadas do ponto
a ser definido
automaticamente.
Pressione a tecla F4
(próximo passo) para
entrar na interface de
configuração dos
parametros de calculo.
*7
F4


Pressione F4
(Continue) para ajustar
o dHR para 0.
HR: Configuração do
ângulo do ponto de
azimute.
dHR Diferença entre
ângulo do azimute
atual e o ponto de
configuração = ângulo
horizontal atual – o
ângulo horizontal
calculado.
O visor do Dhr =
0º00’00" significa que a
configuração da
direção está correta.
F4


119
Pressione a tecla F4
(mudança de ponto)
para retornar ao ,
em seguida entre na
interface de
configuração do
próximo ponto.
F4

*1Pressione a tecla F1 para usar os dados de um arquivo
existente
*2Pressione a tecla F4Ppara alternar entre interface
desvio e interface de entrada do ponto inicial.
*3) O valor de desvio da estaca esquerda é negative, e o
valor de desvio da estaca direita e positive.
*4Na segunda página pressione F2 (esquerda) F3 (direita)
para mudar entre estaca esquerda, linha central e estaca
direita.
*5 Na segunda página, pressione F2 (Aumento), F3
(Redução) para transitar entre os números de estacas
diferentes.
*6 Pressione [!]ou["], você pode inserir o desvio,
diferença de altura, e elevação do número de estaca mesmo
manualmente.
*7Pressione F1 para manter a coordenada no ponto de
configuração


7.6.12 Configurando Inclinação
O ajuste da inclinação pode ser feito como parte da opção de
configuração de alinhamento. Depois de definir a curva vertical
e horizontal de alinhamento no “Menu de definição de Estrada”

120
é possível configurar a inclinação. Pressione F2 a configuração
de inclinação sera mostrada.
Visor do Locação de Inclinação

A entrada de corte e valor do raio como segue abaixo:



A inclinação de esquerda e direita pode ser inserida tanto para
corte como para aterro. Entre as inclinações necessárias com
números positivos para ambos corte e aterro. O software
seleciona a inclinação adequada da tabela, dependendo se a
situação é sobre o corte para a esquerda ou a direita e ou
preenchimento.
Corte ou de preenchimento é determinado pelo nível estimado
no deslocamento do ponto de charneira. Se o nível estiver
acima do nível da dobradiça, em seguida, a inclinação do corte
é usada, caso contrário, a inclinação de preenchimento é
utilizada.



Procedimento
Operacional
Operaçã
o
Tela
1
n
1:n

121
Pressione a tecla
F2(SLOP) no menu
LOCAÇÃO
F2

Insira LDIG, LFIL,
RDIG, ou RFIL e
pressione a tecla
ENTER.*1,*2
Insira os
dados
ENT






Ligue o instrumento
e medir. Quando os
dados apresentados
em [!] e ["] é 0, o que
estabelece o ponto
está correto.
F1

Para retornar ao modo
anterior pressione a
tecla ESC
ESC

Note*1 An intersection can not be computed if the ground
surface passes through the hinge point.
*2The cut is not displayed because the cut at the computed
point is zero.

122

7.7 Estaca
Por favor, consulte o Capítulo 9 (locação) para os
procedimentos de operação específica.
7.8 Ressecção
Ressecção vai determinar uma posição de instrumento
desconhecido usando um máximo de 7 de coordenadas
conhecidas e os dados de medição
Procedimentos operacionais específicos estão na seção 9.4.2
(ressecção)

123
8 COLETA DE DADOS
A coleta de dados da operação do menu:























A estação total guarda os dados de medição em um cartão de
memória interno SD.

A memória interna é compartilhada pelos dados medidos e os

124
arquivos de dados de coordenadas.

Dados medidos:
Os dados coletados são organizados em arquivos e você
pode salvar junto os dados originais e os dados de
coordenadas.

1 Ao desligar o aparelho sempre tem o display do
instrumento no menu principal ou na tela de medição do
ângulo. Isso garante a conclusão do processo de acesso à
memória e evita possíveis danos aos dados armazenados.
2 É recomendado usar as baterias completamente
carregadas para facilitar a coleta de dados.

8.1 Procedimento Operacional
1. Selecione o arquivo de coleta de dados para guardar os
dados.
* Você deve ir primeiro no menu 2/2 GATHER DATA,
pressione F2 (CONFIG) e selecione “SIM” ou “NÃO” em
“AUTO SAVE COORD.”
2. Selecione um arquivo de dados de coordenadas.
3. Define um ponto ocupado incluindo a altura do instrumento ,
número do ponto e coordenada.
4. Defina um ponto anterior, coordenada e azimute.
5. Defina PT#, PCODE e R.HT , inicie a coleta e a gravação de
dados




125
8.2 Preparação

8.2.1 Arquivo de coordenada para coletar dados

Procedimento de
operação
Operaçã
o
Display
Pressione F4
(SELECIONAR UM
ARQUIVO) no
GATHER DATA menu
1/2.
F4

Pressione o botão
F2 (COORD DATA)
F2

Pressione o botão
F2 LIST
F2

Pressionando [!]ou
["] para selecionar um
arquivo pressione
ENT para retornar ao
menu GATHER DATA
1/2.

ENT



126
8.2.2 Ponto ocupado e Visada de ré

A coordenada do ponto ocupado e a direção do ângulo no
modo coleta de dados estão ligados com o ponto ocupado.
Isso é possível demarcar ou mudar o ponto ocupado e a
direção de ângulo do mode de coleta de dados.

Pontos ocupados podem ser marcados por dois métodos:
1) Marcando de um ponto conhecido gravado na memória
2) Inserindo diretamente no teclado

Os três métodos seguintes de visada de ré podem ser
selecionados:

Marcando de um ponto conhecido guardado na memória
Inserir diretamente uma coordenada
Inserir diretamente um ângulo

** A marcação do ângulo direcional pode ser confirmado por
medição


Exemplo de estabelecimento do ponto ocupado de um dado
conhecido:
Procedimento Operaç
ão
Display

127
Pressione F1 (INPUT
OCC.PT # ) no menu
GATHER DATA 1/2. Os
dados anteriores são
mostrados
F1

Pressione F3 (OCC) F3

Insira PT #, pressione
ENT
ENT

Pressione F4 (YES) para
marcar
F4

Entre PCODE e INS.HT
Entre
PCODE
Entre
INS.HT

pressione F4 (SAVE) F4


128
Pressione F4 (YES) o
display retorna para o
menu GATHER DATA ½
F4

O dado guardado é PT#, PCODE e INS.HT
Se um ponto não é encontrado na memória interna, “PT #
NÃO EXISTE” é mostrado



Exemplo para marcar o ângulo directional: (*A marcação do
ângulo direcional deve ser confirmado por medição.)
Abaixo como memorizar os dados da visada de ré depois de
marcar o ponto de visada de ré do número ponto

Procedimento Operação Display
Pressione F2
(INSERIR RÉ) no
menu do coletor de
dados 1/2. O dado
anterior é mostrado
F2

Pressione F3 (BS) F3


129
Insira o nome do
ponto da visada de ré
*1 , pressione ENT

ENT

Pressione F4
(YES) , colime o
instrumento e
pressione F4 (YES),
INPUT BS sera
mostrado.
F4

Insira PCODE, R.HT
como acima . *2
Insira PT
#
F4

Pressione F4
(MEAS)
F4


130
Colime o ponto de
visada de ré.
Selecione um dos
modos de medição e
pressione a tecla soft.

Exemplo:
F2 (SD) botão – a
medição começa. O
círculo horizontal
começa.
O círculo horizontal
está marcado para
calcular a o ângulo
direcional
O resultado da
medição é
memorizado e o
display retorna para o
menu GATHER DATA
1/2.
Collimate


F2

*1 Refere ao Capítulo 1.10 “Como inserir caracteres
alfanuméricos”.
*2PCODE pode ser inserido, inserindo-se um número de
registro, ligado com a biblioteca PCODE. Para mostrar a lista
na biblioteca PCODE pressione F2 (SRCH).
Se o ponto não for encontrado na memória, será mostrado:
“PT # DOES NÃO EXISTE” .

131






8.2.3 Medindo e Guardando Dados
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3 (MEAS)
no menu GATHER
DATA 1/2 para medir
um ponto
desconhecido.
F3


Pressione F1
(INPUT) e insira o PT #
*1
Pressione ENT
F1
Inserir
PT #
ENT


132
Insira PCODE, R.HT
como acima *2
F1
Insira
PCOD
E
F4

F1
Insira
PCOD
E
F4

Pressione F3
(MEAS)
F3

Colime o ponto de alvo Colime

Pressione o botão
desejado F1 a F3 para
medir.
Exemplo: F2 (SD) e a
medição começa. *3
Pressione F4 (SAVE)
para salvar.
F2


133
Insira o próximo
dado de ponto e colime
o instrumento



Pressione F4 (REP)
A medição começa no
mesmo modo de
medição do ponto
anterior. Os dados são
guardados.
Continue a medição no
mesmo modo.
Pressione ESC para
finalizar o modo
GATHER DATA.
Colime

F4

*1Refere-se ao capítulo 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.
*2PCODE pode ser inserido, inserindo-se um número de
registro ligado à biblioteca PCODE, para mostrar a lista na
biblioteca PCODE, pressione F2 (SRCH).
*3O dado de medição será automaticamente salvo na
memória interna quando o modo de medição ONE FINE
estiver selecionado.

Procurando o dado guardado
Enquanto estiver executando o modo GATHER DATA você
pode procurar os dados guardados


134
Procedimento Operaç
ão
Display
Enquanto estiver
executando o modo
GATHER DATA,
pressione F2 (SRCH).*1
O nome do arquivo em
uso irá aparecer no topo
do lado direito do display

F2

Selecione um dos três
métodos de procura,
pressionando F1 a F3
*2
F1—F3

*1É possível ver a lista de PCODE quando a seta está
situado ao lado do PCODE ou ID.
*2A operação é a mesma da “SEARCH” na MEMORY
MANAGEMENT MODE Para mais informações, veja 10.3
“Buscando Dados”.

Inserindo PCODE diretamente
Enquanto estiver executando o modo de Coletor de Dados,
você pode inserir PCODE/ID da biblioteca PCODE.

Procedimento Operaç
ão
Display

135
Mova a sete para
PCODE no modo
GATHER DATA,
pressione F1 (INPUT)
F1
Inserir
PCODE
ENT




Inserindo PCODE de uma lista de PCODE´s
Você também pode inserir PCODE da lista de PCODE´s

Procedimento Operação Display
Mova a sete para o
PCODE no modo
GATHER DATA,
pressione F2 (SRCH).

F2


Pressionando as
teclas a seguir, o
número de registro
será aumentado ou
diminuído.
[] or ["]:
Aumentando ou
diminuindo um por
um.
[]or["]

136
Pressione F4 (ENT) F4

*1Para editar a biblioteca PCODE, Pressione F1 (EDIT) .
Para deletar o PCODE registrado selecionado, pressione F3
(DEL), PCODE pode ser editado no menu GATHER DATA 2/2
ou MENU MEMORY MANAGEMENT 2/3.

8.3 Modo de Medição de Compensação de Coleta de Dados

Este modo é usual quando é difícil colocar o prisma
diretamente no centro, por exemplo no centro de uma árvore.
Medição de Comensação de Coleta de Dados tem quatro
métodos de medição:
Método de Compensação de Ângulo
Medição de compensação de distância
Medição de Compensação plana
Medição de Compensação de Coluna

8.3.1 Compensação de Ângulo









137


Coloque o prisma na mesma distância horizontal do
instrumento como aquele do ponto para ser determinado (A0).
Para medir a coordenada da posição central (A0) use a
compensação de medição depois de marcar a altura do
instrumento / altura do prisma.

Quando estiver medindo coordenadas no chão AI: Marque a
altura do instrumento / Altura do prisma, quando medindo
coordenadas do ponto A0: Marque a altura do instrumento /
Altura do prisma, Quando estiver medindo coordenadas do
ponto A0: Marque apenas a altura do instrumento (Marque o
a altura do prisma como 0).










Procedimento Operaçã
o
Display

138
Pressione F3 (MEAS)
no modo GATHER
DATA .
F3

Pressione F4 (OFST)
Compensação.

F4


Pressione F1 (ANGLE
OFFSET).
F1

Colime o prisma Colime P

Pressione F1 (MEAS)
A medição continua
começa, mostra
HR, HD, VD e SD do
ponto mirado.
F1


139
Colime Ponto A0
usando a braçadeira de
movimento horizontal e
o parafuso horizontal
Colime
A0

Para mostrar as
coordenadas de A0,
pressione .
Coordenadas são
mostradas.


Pressione F4 .
Os dados são gravados
e os próximos pontos
de medição são
mostrados

F4


8.3.2 Medição de distância compensada
Obtendo coordenadas de um ponto usando a distância
compensada pode ser executado como a seguir:











140






Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3 (MEAS)
no modo GATHER
DATA .
F3

Pressione F4
(OFST) .

F4


Pressione F2
(DISTANCE OFFSET)
F2


141
Insira as direções
Direita e Esquerda de
valor compensado
(Compensador
esquerdo é negativo)
Pressione ENT.
Insira
HD
ENT

Insira valor
compensado da
direção vante
(dirigindo-se à frente é
negativo). Pressione
ENT.
Insira o
valor da
direção
da
vante
compen
sado
ENT

Colime o prisma P e
pressione F1, mostra
HR, HD, VD e SD do
ponto mirado e
adiciona a correção de
compensa.
F1
Insira
HD
F4

Pressione para
mostrar os valores das
coordenadas A0, N, E e
Z.



142
Pressione F4
(NOTE). Os dados são
guardados e o próximo
ponto de medição é
mostrado.
F4


8.3.3 Medição de Compensação Plana
Medindo três pontos conhecidos em um plano, outros planos
naquele plano podem ser calculados e determinados.
Três pontos de prisma aleatórios (P1, P2, P3) em um plano
precisam ser medidos primeiro. Para determiner e e colimar
um ponto desconhecido medindo o alvo do ponto (P0), o
instrumento calcula e mostra a coordenada e o valor da
distância do ponto alcançado entre o eixo de colimação e o
plano.









Quando marcando o valor da coordenada para o ponto
estacionado, refira-se à seção 6.2 “Marcando valores de
Coordenada para Ponto Ocupado”

Procedimento Operaç
ão
Display

143
Pressione F3 (MEAS)
modo GATHER
DATA.
F3


Pressione F4 (0FST).

F4


Pressione F3
(PLANE OFFSET)
F3

Colime P1, pressione
F1 (MEAS). A
medição vai começar.
Depois de medir, o
display vai mostrar o
Segundo ponto de
medição
.
Colime
P1
F1





144
Faça a medição do
Segundo e do
terceiro pontos. O
display muda para
PT# na tela de
medição plana.
Colime
P2
F1
ColimeP
3
F1

Colime a margem
(P0) do plano *1,*2
O instrumento mostra
V, HR, HD, VD e SD
Colime
P0




Pressione para
mostrar as
coordenadas P0 em
N, E e Z.





Pressione F4 e os
dados são gravados.
O número do próximo
ponto compensado
será exibido.
F4



*1) Se o cálculo do plano não for bem sucedida, um erro vai
aparecer. Começe a medir novamente do primeiro ponto.
*2) Um erro sera exibido quando uma observação for pega
que não cruze o plano observado.



145
8.3.4 Medição de Coluna Compensada
Se é possivel medir a circunscrição (limite) do ponto (p1) de
uma coluna, a distância para o centro da coluna (P0),
coordenada e a direção podem ser calculados observando os
pontos de circunscrição (P2) e (P3).
A direção do ângulo do centro da coluna é a média dos
ângulos observados e dos pontos de circunscrição (P2) e (P3).
























146



Quando marcar o valor da coordenada para a estação
ocupada, refira-se à seção 6.2 “Marcando Valores de Ponto
Ocupado”

Procedimento Operati
on
Display
Pressione F3 (MEAS)
no modo de coleta de
dados.
F3

Pressione F4
(0FSET).
F4

Pressione F4
(COLUMN OFFSET)
F4


147
Colime o centro da
coluna (P1) e
pressione F1
(MEAS).
A medição começa.
Depois da medição, o
instrumento vai
mostrar
“LEFT” (P2).
F1





Colime o lado
esquerdo da coluna
(P2) e pressione F4
(SET). Depois da
medição, o
instrumento vai
exibir “RIGHT” (P3).
Colime
P2
F4



Colime o lado
direito da coluna (P3)
e pressione F4 , o
display mostra P0,
HR, HD, VD e SD.
Colime
P3
F4

Para mostrar as
coordenadas de P0,
pressione .






148
Pressione F4 e os
dados são gravados.
F4






8.4 Editando a biblioteca PCODE [PCODE INPUT]
Os dados PCODE podem ser inseridos na biblioteca
PCODE usando os procedimentos a seguir. Um PCODE é
representado com um número de 1 a 50.
Os dados PCODE podem também serem editados no menu
GERENCIAMENTO DE MEMÓRIA 2/3.







Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F1
(PCODE INPUT) do
menu GATHER
DATA 2/2
F1


149
Deslize pela lista
de dados de pontos
usando os botões [!]
ou ["].
[!]ou
["]

Pressione F1EDIT


F1

Insira o PCODE e
pressione (ENT),
A janela de inserção
rola para o próximo *1
F4

*1Referência ao Capítulo 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.


8.5 Marcando os Parâmetros da Coleta de Dados
Os parâmetros a seguir podem ser marcados pelo modo de
coleta de dados
Menu Selecionando
ítem
Conteúdo

150
Pressione F2
(CONFIG) no
menu GATHER
DATA 2/2



FI: MODO DE
MEDIÇÃO
FINE /
TRACK
Selecionando o modo de
medição de distância:
Fine / Track
F2: MEDIÇÃO
SEQ
UMA VEZ /
REPETE
Selecionando o modo de
medição de distância:
uma vez / Repete
F3: SALVA
CONFIG
SIM / NÃO Salvar dados da
coordenada
automaticamente?
F4: MARCAÇÃO
DE DADOS
GATHER
PRIMEIRA
INSERÇÃO/
PRIMEIRA
MEDIÇÃO
Inserção de ponto ou
opção de medição de
sequência
Nota: Os parâmetros sublinhados são ajustes padrão.
Marque os parâmetros relevantes antes de coletar os
dados.




9 LOCAÇÃO
As duas funções do modo LOCAÇÃO estão apoiando
pontos conhecidos e avaliando pontos desconhecidos também
usando um disparo lateral ou método de resseção.

151
Os pontos avaliados podem ser restaurados da memória
interna ou coordenadas colocadas manualmente no
instrumento . Os dados de coordenada estão localizados de
um computador para a memória interna via
RS-232C, USB, ou cartão SD.
Os dados de coordenada estão guardados em um arquivo
COORD. DATA
Para a memória interna, refira-se ao capítulo 10 “MODO DE
GERENCIAMENTO DE MEMÓRIA”

1 ) Quando desligar o equipamento sempre mostra a tela
do menu principal ou tela de modo de medição de ângulo.
Caso o instrumento não vá para estas telas, os dados
poderão ser corrompidos, quando o mesmo for desligado.
2 ) É recomendado para a segurança do equipamento, que as
baterias sejam carregadas totalmente antes da operação.
Sempre tenha uma bateria completamente carregada por
conveniência.
3 ) Quando for graver nosvos dados, sempre considere o
total de memória interna disponível. A porta do cartão SD vai
prover muita memória à sua disposição.










152
9.1 Ajustando os Parâmetros da Coleta de Dados
Para usar o modo de procedimento de formato, use os
seguintes passos:
1. Selecione o arquivo de dados para gravar os dados
coletados.
2. Marcar o ponto ocupado.
3. Marcar a visada de ré ou Ângulo do azimute
4. Inserir as coordenadas do ponto formado e siga o menu
pronto.

9.2 Preparação
9.2.1 Configurando o GRID FACTOR
O Grid Factor pode ser configurado no menu de Marcação
de Parâmetros das opções de configuração.


9.2.2 Selecionando o Arquivo de Dados de Coordenada
Você pode executar uma Locação de algum arquivo de
coordenada selecionado ou você pode gravar os novos
dados medidos em um arquivo de coordenada selecionados.





Quando estiver no Modo de Locação no instrumento, ele vai
pedir um nome de arquivo
Procedimento Operação Display

153
Pressione F1
(SELECT A FILE) do
menu Locação 2/2.
F1

Pressione F2 (LIST)
para mostrar a lista de
arquivos de dados de
coordenadas.*1
F2

Role a lista de
arquivos pressionando
[]ou[!] e
selecione um arquivo
para usar *2,*3, então
pressione ENT para
retornar para
LOCAÇÃO(2/2)
[]ou[!]

*1Se você quiser inserir o nome do arquivo diretamente,
pressione F1 (INPUT) e insira um nome de arquivo.
*2Um arquivo sera destacado com um indicado na
esquerda do nome do arquivo. Pressione ENT para
selecionar.
*3Para a marcação da discriminação do (*, &,), refira-se à
seção 10.4 “MANUTENÇÃO DE ARQUIVO”


154

9.2.3 Marcando Ponto Ocupado
Pontos ocupados podem ser marcados de duas formas:
1) Marcando dos dados da coordenada gravados na memória
2) Inserção direta manual dos dados da coordenada

Marcando o ponto ocupado por dados já alocados na memória:
Procedimento Operação Display
Pressione F1
(0CC. PT INPUT) no
menu Locação 1/2.
F1

O ponto pode ser
colocado
manualmente ou
resgatado da lista
F2. Pressione ENT
para confirmar
ENT

Pressione F4
(YES) para
conseguir a algura
do equipamento
F4

Insira INS.HT
pressione ENT.
O display volta para
o menu locação 1/2.
Enter
INS.HT
ENT


155
*1 Refira-se á seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”

Exemplo de marcação: Marcando os pontos de coordenadas
do instrumento diretamente
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F1 (OCC. PT
INPUT) no menu locação
1/2.
Os dados anteriores são
mostrados.
F1

Pressione F4 F4

Insira o valor da
coordenada e pressione
ENT . O menu avançará
para INPUT INS HT
Insira
coorde
nada
ENT

Insira a altura do
equipamento, pressione
ENT.
O display retorna para o
menu locação 1/2.
Insira
INS.HT
ENT

*1 Refira-se á seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”


156




9.2.4 Marcando o pondo da ré
Os próximos três métodos para o ponto da ré podem ser
usados
1Marcando de um dado de coordenada diretamente da
memória
2Digitando a coordenada
3Digitando o azimute
A cada vez que apertar o F4 será mudado a orientação do
ângulo da ré inserida e os dados diretos de coordenada da ré.


















157





Exemplo: Marcando a ré de um ponto da memória do
equipamento
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F2 (INSERIR
RÉ) no menu Locação.

F2

Insira PT# ou F2 LIST e
selecione o ponto *1,
pressione ENT .
Insira
PT#
ENT

Pressione F4 (YES) , o
instrumento vai calcular
automaticamente e
mostrar no display a
marcação da ré.
F4

Mire a ré e pressione
F4 (YES). O display
retorna para o menu
Locação 1/2
Mire a

F4



158











Exemplo: Marcando os pontos de coordenada diretamente
Procedimento Operação Display
Pressione F2
(INSERIR RÉ) no
menu Locação1/2.
Os dados anteriores
são mostrados.
F2

Pressione F4 (NEZ) F4

Insira o valor da
coordenada e
pressione ENT *1
Insira
coordena
da
ENT

Mire a ré Mire a ré


159
Pressione F4 (YES) e
o display retorna ao
menu Locação 1/2.
F4

*1 Referência à seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”






9.3 Executando um Locação
Os métodos seguintes poderão ser utilizados para executar um
Locação
1) Chamar os pontos da memória interna por número de ponto
2) Inserindo manualmente os valores da coordenada
Exemplo: buscando da memória
Procedimento Operaçã
o
Display

160
Pressione F3
(LOCAÇÃO) no menu
locação 1/2.
F3

Entre PT# e
pressione ENT *2
para ir à tela da altura
do refletor
Insira
PT#
ENT


161
Insira a altura do
reflector e pressione
ENT.
Após inserir os
valores, o instrumento
vai calcular a posição
do ponto locação. HR:
Ângulo horizontal do
ponto locação
calculado
HD: Distância
horizontal do
instrumento até o
ponto locação
calculado

Insira
R.HT
F4

Pressione F4 (NEXT)
HRÂngulo horizontal
medido (atual)
dHR: diferença entre o
ângulo calculado em
relação ao ângulo
observado Colime o
isntrumento para
dHR=0º00’00"
Colime



162
Pressione F2 (DIST)
HD Medindo a
distância horizontal
(atual)
dH Distância
horizontal para o
ponto locação
dZ: Distância vertical
para o ponto locação
F2
Pressione F1MEAS.
O modo de medição
fino inicia
F1

Quando os valores
no display: dHR, Dhd
e DZ
São igual a 0, o ponto
de locação point está
estabelecido *3


Pressione F3 (NEZ).
Os dados da
coordenada medida
são mostrados para
confirmar o valor do
ponto locação.
F3


163
Pressione F4 (NEXT)
para marcar o próximo
ponto de locação
F4


*1 Refere-se à seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”
*2A point number can not be entered when data to comply
with the coordinate value does not exist in the file.
*3Pressing the or ANG can switch between the
locação angle and distance.


9.4 Marcando um novo ponto
Novos pontos podem ser estabelecidos pelo instrumento
também usando um disparo lateral ou método de resseção.




9.4.1 Método de disparo lateral
Instale o instrumento em um ponto conhecido e meça a
coordenada dos novos pontos através do método de disparo
lateral

Procedimento Operação Display

164
Pressione [!] no
menu locação 1/2
para ir ao o menu
locação 2/2.
F4


Pressione F2 (NEW
POINT)
F2

Pressione F1 (SIDE
SHOT)
F1

Pressione F2 (LIST)
para mostrar a lista
de arquivos de
coordenadas
*1
F2

Role a lista
pressionando
["]ou[!] e selecione
um arquivo para usar
*2,*3
["]ou[!]


165
Pressione F4
(ENT) .
O arquivo sera
marcado.
F4

Insira o novo nome
do ponto e código *4
Pressione ENT e o
instrumento vai
rapidamente ara a
altura do alvo.
Insira PT#
ENT

Insira a altura do
reflector e pressione
ENT.
Insira R.HT
ENT

Colime o novo
ponto e pressione
F1 (MEAS). A
medição de distância
começa.
Colime
F1


166
Pressione F4 (YES)
*5
O nome e o valor da
coordenada estão
guardados dentro de
COORD DATA.
O menu de inserção
para o próximo ponto
é mostrado e PT# é
automaticamente
incrementado
F4

*1Se você quer inserir um nome de arquivo diretamente,
pressione F1 (INPUT) e insira o nome.
*2Um arquivo será destacado por um à esquerda do
nome do arquivo. Pressione ENT para selecionar. Para a
discriminação do arquivo, recorra ao capítulo 10.4
“MANUTENÇÃO DE ARQUIVO”.
*3 Os dados no arquivo, indicados com podem ser
pesquisados pressionando F2 (SRCH) .
*4 Referência à seção 1.10 “Como inserir Caracteres
Alfanuméricos”.


9.4.2 Método de resseção
A locação de um novo ponto pode ser determinado
observando o máximo de sete pontos conhecidos.
*Resseção por medição de distância: 2 ou mais pontos
pondem ser medidos, o ângulo entre dois pontos não devem

167
exceder 180°.
O valor da coordenada do ponto ocupado sera calculada
usando o método dos menores quadrados. (exceto no caso de
3 pontos conhecidos medidos por medição de ângulo).












Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione [!] no menu
locação ½ par air ao
menu locação 2/2.
F4

Pressione F2 (NEW
POINT)
F2


168
Pressione F2
(RESECTION)
F2

Insira o nome do arquivo
(FN) do novo ponto e
pressione ENT
Insira
FN
ENT

Insira o nome do novo
ponto *1,*2
Pressione ENT Insira
PCODE e pressione
ENT novamente.
Insira
PT#
ENT

Pressione F1 (DIST
RESECTION)
F1

Insira a altura do
equipamento.
Pressione ENT.
Insira
INS.HT
ENT

Insira o número do
primeiro ponto conhecido
“A” .*3
Insira
PT#
ENT


169
Insira a altura do
reflector, pressione ENT.
F4
Insira
R.HT
ENT

Colime o ponto
conhecido “A” e
pressione F1 (MEAS) a
tela avança para a
próxima tela PT#.
Colime
A
F1

Repita o procedimento
para o ponto conhecido
“B”. *4
Colime
B
F1

Pressione F1 (MEAS)
para medir outros pontos.
Máximo de sete pontos.
F1

Repita o procedimento,
conforme necessário.
Colime
C
F1


170
Pressione F4 (CALC).
Os dados de coordenada
para o próximo ponto
serão mostradas.
F4

Pressione F4 (YES) *5
Os dados do novo ponto
serão guardados no
arquivo de dados de
coordenada e valor dos
dados de coordenada
ocupada vão mudar para
aquele calculado no novo
ponto.
F4


*1Veja seção 1.10 “Como inserir caracteres alfanuméricos”
*2Quando não precisar guarder os dados do novo ponto,
pressione F3 (SKP) .
*3Para inserir os dados da coordenada do ponto conhecido
diretamente, pressione F3 (NEZ) .
*4ERRO RESIDUAL
dHD (Distância horizontal entre dois pontos conhecidos )=
Valor Medido – Valor Calculado
dZ (Coordenada Z do novo ponto calculado do ponto
conhecido A) - (Coordenada Z do novo ponto calculado do
ponto B)
*5Se pressionar F3 (NO) os dados do novo ponto não serão
guardados no arquivo de dados de coordenada, apenas o
valor dos dados da coordenada ocupada mudam para aquele
do novo ponto calculado.


171

Vendo os dados de coordenada
Você pode auditar a lista PT# e inserir dados da lista, você
também pod ever os dados de coordenada de um ponto.
Procedimento Operaçã
o
Display
Quando estiver
executando o Modo
Locação, pressione
F2 (LIST).
A marcação ( )
indica os dados
selecionados
F3
F2

Para rolar pelos
dados, use
[]ou[!] . []ou[!]

Para mostrar as
coordenadas dos
dados selecionados,
pressione F1 (LIST) .
Para rolar sobre os
dados PT# use
[]ou[!] .
F1


172
Pressione ESC .
O display retorna para
a lista.
ESC

Pressione ENT.
O número dos pontos
selecionados são
marcados como PT#
para locação
ENT
F4












173
10 MODO DE GERENCIAMENTO DE MEMÓRIA
Os ajustes de memória interna a seguir, estão disponíveis
neste modo:
1) MEMÓRIA MÉDIA: Escolhe a media dados guardados (flash
/ SD card)
2) DECLARAÇÃO DE ARQUIVO: Checando o número dos
dados guardados / Ficando na capacidade interna da memória.
3) PROCURA DE DADOS: Procurando dados guardados
4) MANUTENÇÃO DE ARQUIVO: Deletando arquivos /
Editando o nome do arquivo
5) INSERIR COORDENADA: Inserindo dados de coordenada
em um arquivo de coordenada
6) DELETAR COORDENADA: Deletando coordenadas de um
arquivo de coordenadas
7) INSERINDO PCODE : Inserindo DADOS PCODE na
biblioteca PCODE
8) TRANSFERÊNCIA DE DADOS: Enviando dados medidos,
dados de coordenadas ou dados da biblioteca PCODE /
Uploading (subindo) dados de coordenadas ou dados da
biblioteca PCODE.
9) OPERAÇÃO DE ARQUIVOS: Trocando os arquivos da
memória FLASH e do SD CARD um com o outro.
10) INICIAÇÃO: Inicializando a memória interna
Operação do menu de gerenciamento de memória:
Pressionando o botão menu M o instrumento estará no modo
MENU 1/2 .
Pressione F3 (MEMORY MGR),o menu da MEMORY MGR 1/3
será mostrado.


174









175

10.1 Escolhendo armazenamento médio
Este modo é utilizado para selecionar o armazenamento
médio.
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F3 (MEMORY
MGR) no menu 1/2.
F3

Pressione F1 (MEMORY
MEDIUM)
F1

Pressione F1 ou F2 para
escolher o
armazenamento médio
desejado. O menu
retorna para MEMORY
MGR1/3
F4

Nota: Se o cartão SD não estiver presente “SEM CARTÃO
SD” será mostrado no display.







176



10.2 Status da Memória Interna no Display
Este modo é usado para checar o status da memória.
Procedimento Operação Display
Pressione F3
(MEMORY MGR) no
menu 1/2.
F3

Pressione F2
(MEMORY STATE). A
capacidade total, a
capacidade usada
pelos dados
guardados, e a
memória livre são
mostrados.

F2

Nota: Para retornar ao menu MEMÓRIA MGR pressione a
tecla ESC.


10.3 Procurando Dados
Este modo é utilizado para pesquisar por arquivos de dados
guardados.
Os próximos 3 métodos de procura em cada tipo de arquivo
podem ser selecionados:
1. Primeira procura de dados

177
2. Última procura de dados
3. Procura por núemro de ponto (MEAS. DATA, COORD.
DATA)
Procura do número (PCODE LIB)
DADOS MEDIDOS: Dados medidos no modo de coleta de
dados
DADOS DE COORDENADA: Dados de coordenada para
locação, controle de pontos, e novos dados do ponto medido
no modo locação
PCODE DATA: Os dados que são registrados com um número
de 1 a 99 na biblioteca de Pontos de código

10.3.1 Procurando Dados Medidos
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3
(MEMORY MGR) no
menu 1/2.
F3

Pressione F3 (DATA
SEARCH)
F3

Pressione F1
(MEASURE DATA)
F1



178
Insira o nome do
arquivo e pressione
ENT *1,*2
Insira
FN
ENT

Pressione F3 para
inserir PT#, e então
pressione ENT.
F3
Insira
PT#
ENT



Pressione F4Ppara
rolar os dados para o
ponto selecionado.




F4

*1Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.
*2Para mostrar a lista de arquivos, pressione o F2 (LIST).
Pressione ["]ou[#] para rolar o próximo ponto ou o ponto
anteriror.

179


Editar dados medidos no modo de busca
Neste modo PT#, ID, Pcode, Altura do Instrumento , altura do
prosma podem ser mudados mas os dads medidos não podem
ser modificados.

Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F1 (EDIT) nos
dados do display 1/3.
F1

Pressione[]ou[!]para
selecionar os dados para
serem.
[][!]

Insira os dados.
Pressione ENT
Insira
os
dados
ENT

Pressione F4 (SAVE) e
o dado corrigido é
gravado.
F4


180
*1 Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.







10.3.2 Procurando Dados de Coordenada
Exemplo de busca: busca por número de ponto
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3
(MEMORY MGR) no
menu 1/2
F3

Pressione F3 (DATA
SEARCH)
F3

Pressione F2
(COORD DATA)
F2


181
Insira o nome do
arquivo e pressione a
tecla ENT *1,*2)
Insira
FN
ENT

Pressione F3 para
inserir o PT#, então
pressione a tecla ENT.
F3
Insira
PT#
ENT

*1 Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.
Pressione [!]ou["] para rolar para o próximo ponto ou para o
anteriror.



10.3.3 Procurando Biblioteca PCODE
Exemplo de busca: Buscando número de registro
Procedimento Operaç
ão
Display

182
Pressione F3 (MEMORY
MGR) no menu 1/2.
F3

Pressione F3 (DATA
SEARCH)
F3

Pressione F3 (PCODE
DATA)
F3

Pressione F3 (NO.
SEARCH)
F3

Insira o número de
registro e pressione
(ENT) *1
O número e os dados
ligados serão mosrados.
Insira
Número
de
registro
ENT

*1 Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.
Pressione [!] ou ["] para rolar para o próximo dado PCODE.
Para editar o PCODE escolhido, F1 (EDIT).
Para deletar os dados do PCODE, F3 (DEL).

183











10.3.4 Ordenando Pontos
A funçaõ é usada para mostrar os pontos de coordenada no
arquivo de coordenadas do instrument.
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3 (MEMORY
MGR) no menu (1/3)
F3

Pressione F4 para
selecionar o arquivo de
coordenadas ordenado
F4


184
Selecione os pontos de
início da organização.
Para acionar a operação
da pesquisa de dados
depois de definer o início
dos arquivos ordenados,
pressione F4
F4

Agora os pontos de
coordenada são
mostrados na tela. O
bloco branco são os
pontos de iniciação.
Pressione F1 ou F2 para
encontrar o ultimo ponto,
ou o próximo, pressione
F3 ou F4 para reduzir ou
aumentar a imagem,
S.OK1K2 para
mover a imagem.




10.4 Manutenção de Arquivo
Neste modo, as opções à seguir são disponíveis:
· Renomeando arquivo
· Procurando dados em um arquivo
· Deletando arquivo

Pressionando F4 (MANUTENÇÃO DE ARQUIVO) no menu de
GERENCIAMENTO DE MEMÓRIA 1/3 e a lista de arquivo será
mostrada.

185
Menu DE MANUTENÇÃO DE ARQUIVO

Os caracteres especiais são colocados antesd do nome do
arquivo, para demonstrarem seu status.
“*” arquivo de medição atual
“&” arquivo de coordenada atual
Caractere de descriminação de dadosM/ C
“. RAW” Arquivo de dados medidos
“.PTS” Arquivo de dados de coordenadas
“. HAL” Arquivo de dados do locação da linha horizontal
“. VCL” Arquivo de dados do locação da linha vertical
As figuras na coluna direita indicam o tamanho do arquivo de
dados.
Pressione [!]ou["] para rolar para o próximo arquivo.

10.4.1 Renomeando um Arquivo
Um arquivo existente na memória interna pode ser renomeado.
Procedimento Operação Display

186
Pressione F4 (FILE
MAINTAIN) no menu
de Gerenciamento de
Memória Interna 1/3.
F4

Selecione um arquivo
pressionando [!]ou
["]

[!]ou["]

Pressione F2
(RENM)
F2

Insira o novo nome
de arquivo e
pressione ENT *1
Insira FN
ENT

*1Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”. O arquivo não pode ser renomeado para um
nome de arquivo já existente. Caso insira um nome já
existente, uma mensagem de erro será mostrada Para
retornar para o menu de MANUTENÇÃO DE ARQUIVO,
pressione ESC.

10.4.2 Deletando um Arquivo
Este modo apaga um arquivo da memória interna. Apenas um
arquivo pode ser apagado por vez.

187
Procedimento Operação Display
Pressione F4 (FILE
MAINTAIN) no MENU
DE
GERENCIAMENTO
DE MEMÓRIA 1/3.
F4

Selecione um
arquivo para deletar
pressionando [!]ou
["] .
[!]ou["]

Pressione F2 (DEL)
F2

Confirme o arquivo
a ser deletado
pressionando F4
(YES).
F4

Para retornar ao Menu de Manutenão de Arquivo, pressione
ESC.


10.5 Inserindo dados de coordenadas diretamente
Dados de coordenada para o ponto de locação ou controlador
de ponto podem ser diretamente inseridos pelo teclado. Os
dados podem ser guardados em um arquivo da memória
interna.

188
Procedimento Operação Display
Pressione F3
(MEMORY MGR) no
menu 1/2.
F3

Pressione " para ir
ao menu de
gerenciamento de
memória MEMORY
MGR 2/3
"

Pressione F1
(INPUT
COORDINATE)
F1

Insira o nome do
arquivo desejado.
Pressione ENT *1
Insira PN
ENT

Insira o número do
ponto (PT#) desejado.
Pressione ENT e
insira o PCODE e
pressione ENT *1
Insira
PT#
ENT


189
Insira os dados de
coordenada. Depois
de guardado o novo
ponto, o próximo
número de ponto
(PT#) é
automaticamente
aumentado e
mostrado.
Enter
COORD
ENT

*1Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.


10.6 Deletando um Dado de Coordenada de um Arquivo
Um dado de coordenada em um arquivo pode ser deletado
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3
(MEMORY MGR) no
menu 1/2.
F3

Pressione ! para
rolar o menu.
!


190
Pressione F2 (DEL
COORDINATE)
F2

Insira o nome do
arquivo selecionado e
pressione ENT *1

Insira
PN
ENT

Insira o número do
ponto (PT#) e
pressione ENT *1
Insira
PT#
ENT

Confirme os dados e
pressione F4 (YES)
para deletar. O display
vai retornar para a tela
anterior
F4

*1 Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.





10.7 Editando a biblioteca PCODE
Os dados PCODE podem ser colocados na biblioteca PCODE
neste modo. Um PCODE é ligado com um número de 1 a 99. O

191
PCODE também pode ser editado no menu de COLETA DE
DADOS 2/2.
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3 (MEMORY
MGR) na tela do menu
1/2.
F3


Pressione !
!

Pressione F3 (INPUT
PCODE).
F3

Role para o número
desejado usando ["]ou
[!] e F2 ou F3 para rolar
as páginas.
["]ou[
!]

Pressione F1 (EDIT). F1


192
Insira o PCODE e
pressione ENT e este
rola para o próximo
número de ponto
automaticamente. *1
ENT

*1Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.

10.8 Comunicação de Dados
Você pode enviar um arquivo de dados guardado na memória
interna para um computador através do menu de
TRANSFERÊNCIA DE DADOS Também pode importar de um
computador, um arquivo de dados de coordenada e biblioteca
PCODE para o instrumento . Existem dois modos de
comunicação de RS-232 e USB.
1.Transmitir dados, conectando o instrumento ao computador
com um cabo RS-232.
2.Converter um arquivo, conectando o instrumento ao
computador com um cabo USB.

10.8.1 Comunicação de Dados com RS-232
Menu de dados RS-232:







F1ENVIAR ARQUIVO – do instrumento para o computador

193
F2 IMPORTAR ARQUIVO – do computador para o
instrumento
F3 PARÂMETROS DE COMUNICAÇÃO – mudar os
parâmetros de comunicação

Nota: Quando estiver transferindo arquivos, cheque se os
cabos estão bem conectados e se os parâmetros da estação e
do computador estão colocados corretamente.


10.8.1.1 Enviando Dados
Referência ao programa Transfer.exe no CD que acompanha o
equipamento. Inicie este prorama e siga as instruções.
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3 (MEMORY
MGR)no menu 1/2.
F3

Pressione ! duas
vezes para a tela 3/3
!

Pressione F1DATA
TRANSFER
F1


194
Pressione F1SEND
DATA
F1

Selecione o tipode de
dados para ser
enviados, pressionando
as teclas F1 – F2.
Exemplo: F1
(MEASURE DATA)
F1

Insira o nome do
arquivo que você deseja
enviar e pressione ENT
*1,*2
Insira
FN
ENT

Pressione F4 (YES*3
A transferência começa.
O display vai retornar ao
menu de ENVIO DE
DADOS quando a
transferência estiver
terminada.
F4

*1Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”. *2Para rolar os dados, pressione ["]ou
[!]. Para mostrar a lista de arquivos pressione F2 (LIST).
*3Para cancelar a transferência, pressione F4 (STOP)
.



195
10.8.1.2 Importando arquivos
Dados de coordenadas ou biblioteca PCODE podem ser
importados de um PC. Referência ao programa Transfer.exe
no CD que acompanha o equipamento. Inicie este programa e
siga os passos:
Exemplo: Importando dados

Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3
(MEMORY MGR) no
menu 1/2.
F3

Pressione • duas
vezes para tela 3/3


Pressione F1 (DATA
TRANSFER)
F1


Pressione F2 (LOAD
DATA)
F2


196
Selecione o tipo de
arquivo para importar.
Exemplo: F1 (DADO
DE COORDENADA)
F1


Insira O novo nome
de arquivo para o dado.
Pressione ENT *1
ENT

Pressione F4 (YES)
para confirmer e
começar a
transferência. *2



*1Referência à Seção 1.10 “Como Inserir Caracteres
Alfanuméricos”.
*2Para cancelar a transferência pressione F4 (STOP).


10.8.1.3 Ajustando os parâmetros de comunicação de
dados
Exemplo ajustando a taxa de bad para 4800
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3
(MEMORY MGR) no
menu 1/2.
F3


197
Pressione ! duas
vezes
!

Pressione F1DATA
TRANSFER
F1

Pressione F3 (COMM
PARAMETERS

F3

Pressione F1, F2 e F3
uma por uma para
selecionar a TAXA
BAUD, CHAR
CHECKOUT e
PROTOCOLO.

Os parâmetros
precisam ser coerentes
entre o instrumento e o
programa Transfer.exe.
F1

F2

F3


198
Depois de selecinar
cada parâmetro ENT *1
ENT

*1TAXA BAUD pode ser: 1200, 2400, 4800, 9600, 19200,
38400, 57600, ou 115200 b/s. Selecione pressionando F3
(DECE) ou F4 (ADD).
*2Para cancelar o ajuste pressione ESC.
Estes ajustes serão salvos como valores padrão depois de
desligar o equipamento.



10.8.2 Conversão de Arquivo por USB
Inicie o instrument, conecte a um PC com cabo USB, o menu é
mostrado na tela, como abaixo



USBTrabalhando…
Por favor
disconecte
Pressione <ESC>
para sair!
Isso representa que a conexão está normal, e que você pode
operar o arquivo de dados guardado no istrumento através do
software de transmissão. Isso também possibilita a copier o
arquivo no PC para o instrumento .


199



10.8.2.1 Exportação de dados
Dados digitados na memória da estação total
1. *. RAW—Arquivo de medição
2. *. PTS—Arquivo de coordenada
3. *. HAL—Arquivo de locação linha horizontal
4. *. VCL—Arquivo de locação linha vertical
5. *. PCOPE. LIB—Arquivo Pcode
Para exporter os dados relevantes de um certo arquivo, você
pode apenas abrir o arquivo correspondente no software de
transmissão de dados.
Por exemplo: Abra o arquivo TS.RAW
Inicie o software de transmissão, selecione “Abrir arquivo
EMS” no menu “Operação USB”, selecione
“abrir” .RAW(Arquivo de dados de medição) e escolha o
arquivo “TS.RAW” da memória para abri-lo, o arquivo de dados
de medição será mostrado no software de transmissão e
poderá ser gravado no PC.

10.8.2.2 Importar arquivos
Por exemplo: Importanto dados PCODE
Inicie o software de transmissão, importe o arquivo necessário
na caixa de texto ou abra o arquivo PCODE do estilo de texto
que já foi editado.

O formato codificado é como abaixo
1. CÓDIGO
2. CASA

200
3. ÁRVORE
Até 500 códigos podem ser inseridos, depois de inserir os
códigos, selecione “covertr arquivo de memória EMS” no menu
“Operação USB”, escolha “*.txt PCODE. LIB” para fazer a
conversão, guarde os dados na memória do instrumento .
Nota: Apenas um arquivo de codificação pode existir, e o nome
não poderá ser modificado, apenas coberto em adição, o
arquivo somente pode ser guardado na memória, não no
cartão SD.

10.9 Operação de Arquivo
Esta função é usada para realizar cópia mutual entre a
memória e o cartão SD.

10.9.1 Copiar o arquivo do cartão SD
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F2 no menu
de gerenciamento de
memória.(3/3) para ir à
Operação de Arquivo
F2

Pressione F1 para
entrar na interface de
importação, os nomes
dos arquivos do cartão
SD são mostrados.
F1


201
Selecione um nome de
arquivo e pressione
ENT .
ENT

Insira um nome para o
arquivo importado, e
pressione ENT para
finalizar a operação.
ENT






10.9.2 Copiando o arquivo da memória para o cartão SD.
Este procedimento é similar à seleção 10.9.1, a única
diferença é: pressione F2 ao invés de F1 no segundo passo da
seção 10.9.1
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F2 no
menu de
gerenciamento de
memória.(3/3) para
acessar a Operação
de Arquivo
F2


202
Pressione the F2:
EMS
TRABALHOCARTÃ
O SD.

F2

Pressione F1 ou F2
para escolher um tipo
de exportação de
arquivo.
F1 F2

Escolha um arquivo
para exporter e
pressione ENT .
ENT

Pressione F1 ou F2
para escolher um tipo
de exportação de
arquivo de dados.
F1 F2

Insira um novo
nome e pressione
ENT para converter e
guardar.
ENT



10.10 Inicialização
Este modo é usado para inicializar a memória interna. Os
dados a seguir podem ser inicializados:

203
ARQUIVO DE DADOS: Todos os arquivos de dados e dados
de coordenadas (dados nos arquivos)
DADOS PCODE: Lista PCODE
TODOS OS ARQUIVOS: Todos os arquivos serão deletados.
(exceto PCODE).
Por exemplo: Inicializar todos os arquivos

Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F3 (MEMORY
MGR) no menu 1/2.
F3

Pressione ! duas
vezes
!

Pressione F3
(INITIALIZE)
F3

Selecione o arquivo
para inicializar
pressionando as teclas
F1 a F3.
Exemplo F2 (TODOS
OS ARQUIVOS)
F3


204
Para confirmer a
função de apagar,
pressione F4 (YES)
Inicialização começará.
F4

Nota: Os ddos a seguir não serão inicializadas durante o
processo:
Coordenadas do Instrumento
Altura do Instrumento
Altura do Alvo.












11 AJUSTES BÁSICOS
As funções básicas do instrumento devem ser monitoradas e
marcadas para cada trabalho.
O procedimento é:

Procedimento Operaç
ão
Display

205
Pressione M par air ao
menu principal MENU
1/2.
M

Pressione F4 (CONFIG)
no menu principal
MENU(1/2) par air ao
menu de configuração.
F4


11.1 Ajustes de unidades
Ajustando o instrumento
Procedimento Operaçã
o
Display
No CONFIGURAÇÕES
(1/2), pressione F1 para
ira ao AJUSTE
UNITÁRIO.
F1

Pressione F1 a F4
para marcar as
variáveis: o ângulo,
temperature, pressão
atmosférica e
distâncias.





Selecione a unidade e o parâmetro

206
UNI
DAD
E

ÂNGUL
O
DEG (360°)
GON (400GON)
MIL (6400MIL)
Selecione a
unidade desejada
para o ângulo
DEG/GON/MIL
TEMPE
RATUA
Temperatura/
Selecione a
unidade/
PRESS
ÃO
ATMOS
FÉRIC
A
Pressão hPa
/mmHg/inHg
Selecione a
unidade
hPa/mmHg/inHg
DISTÂ
NCIA
m/ft
Selecione a
unidade de
medição de
distânciam/ft
















207
11.2 Ajustes de Parâmetros
Ajustando outros parâmetros
Procedimento Operaçã
o
Display
Em
CONFIGURAÇÕES
(1/2) pressione F2 para
ir ao menu MEAS.
PARA..
Pressione ! para rolar
para o Segundo menu
MEAS. PARA. 2/2.
F2




11.2.1 Ajustando o sensor de Curva
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F1 no menu
MEAS. PARA. Para ir ao
sensor de curva.
F1


208
Pressione F3 ligar
pressione F4 desligar.
F3
F4

Se o instrumento está com compensador de duplo eixo a
operação é:

Pressione F1 para ir ao
menu MEAS. PARA.
Marque o menu par air ao
Sensor de Curva.
F1

Pressione F3 ou F4
para ligar ou desligar o
compensador do eixo X
ou eixo Y.
F3
F4


11.2.2 Ajustando a correção automática
O instrumento vai automaticamente corrigir a influência da
refração da atmosfera e da curvatura da Terra quando
medindo distância horizontal e diferença de elevação:
Distância Horizontal Corrigida:
D=S*[cos"+sin"* S*cos" (K-2)/2Re]

Diferença de elevação corrigida:

209
H=S*[sin+cos* S*cos (1-K)/2Re]

Se a correção da refração atmosférica e curvature da Terra
usa uma fórmula diferente da distância horizontal e da
diferença da elevação. Esta é assim:
D=S* cos
H=S* sin
Nota: Na fábrica o coeficiente de refração atmosférica do
instrumento é marcado como K=0.14. Para o valor de K
existem 3 opções: K=0.14, K=0.2, e desligado.

K=0.14……………………………… Coeficiente da refração
atmosférica
Re=6371km………………………… Raio da Terra
……………………………………Ângulo vertical calculado do
horizonte
S ……………………………………Distância inclinada




Ajuste
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F2 no menu
MEAS. PARA. Para
conseguir a tela de
W-CORREÇÃO .
F2


210
Pressione F1 a F3 para
selecionar o coeficiente
de refração atmosférica
da W-CORREÇÃO.
F1-F3



11.2.3 Ajustando o fator de malha (grade)
Fórmula de cálculo
1Fator de elevação
Fator de elevação =R/(R+ELEV)
Ra diferença do raio da Terra
ELEVelevação acima do nível do mar
2Fator de escala
Fator de escala na estação de avaliação
3Fator de malha
Fator de malha = Fator de elevação ×Fator de escala
Cálculo de distância
1Distância da malha
HDg=HD×Fator de malha
HDgFator de malha
HDFator de terreno
2Distância de terreno
HD= HDg/Fator de malha







211







Ajuste
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F3 no menu
MEAS. PARA. Para ir a
tela do FATOR DE
MALHA
F3

Pressione F1 (LIGAR)
para ligar o fator de
malha.
F1

Pressione F4 (MODY)
para modificar
F4

Pressione F4 (SIM)
para marcar a elevação
(ELEV) e a ESCALA.
F4


212
Depois de modificar
pressione ENT e o fator
de malha calculado é
mostrado
ENT





11.2.4 Ajustando o mínimo ângulo de medição
A estação total pode ser programada para mostrar o ângulo
medido para o mais perto 1” ou 5”. O instrumento pode
também ser ajustado para a unidade de medição de ângulo
desejada.
Modo
unidade
Graus gon400 gon mil
CST300R 5•/1•
1mgon
/0.2mgon
0.1mil/0.01mil

Ângulo mínimo lido.
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F4 no menu
MEAS. PARA. Para ir à
tela do MENOR
ÂNGULO.
F4


213
Pressione F2 para
escolher 5” ou F1 para
escolher 1” modo então
pressione ENT para
confirmar. Este ajuste
não muda a precisão do
instrument.
F2





11.2.5 Ajustando o ângulo vertical
O ângulo vertical pode ser medido do Zênite ou do plano
horizontal. O método Z0 (zênite) é o mais usado para
propostas de agrimensura, o valor “0” será diretamente
sobreposto.
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F1 no menu
MEAS PARA. 2/2
para ir ao ÂNGUO
VERTICAL Z0/H0
F1

Pressione F2 (H0) e
pressione ENT para
retornar para o menu
MEAS PARA.
F2




214
11.2.6 AJUSTE DOS NÚMEROS DE PONTOS
Ajustando o máximo de número de pontos mostrados na tela
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F2 no menu
de parâmetros medidos
(2/2) ajustando a
interface para inserir o
ajuste de organização
de números de pontos.
F2


Insira os numerous de
pontos que você deseja
que sejam mostrados e
pressione ENT.



11.2.7 Ajustando o modo de Alcance de distância
A estação total tem a opção de definir a distância normal
medida durante a operação para aumentar a eficiência de
medição:
0-2KM (0-1.2 miles): Selecionando esta opção você terá o
tempo de edição mais rápido.
0-5KM (0-3 miles): Use este modo quando estiver medindo
grandes distâncias
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F2 no menu
MEAS PARA. 2/2 para
ir à tela de MEDIÇÃO
DE DISTÂNCIA.
F2


215
Pressione F2 (0-5KM)
ou F1 (0-2KM) e
pressione ENT para
selecionar e retornar ao
menu MEAS PARA. .
F2 ou
F1




11.2.8 Compensação temperatura e pressão do ar
A estação total tem uma função de auto compensação para
temperatura e pressão. Você pode ligar esta função para
compensar a temperature e pressão automaticamente, e você
também pode desligar esta compensação automática para
ajustar temperatura e pressão manualmente.
Por exemplo: Ligando a Auto Compensação:
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F3 no menu
“Ajuste de parâmetros
de medição” (2/2) par
air à interface de
Compensação
automática.
F3

Pressione F1 para
selecionar “SIM”.
Pressione ENT para
retornar.
F1






216
11.3 Mudando o modo de compensação
O padrão de modo de medição pode ser mudado,
pressionando [F3] LIGAR DISPLAY no menu 1/2 na tela de
CONFIGURAÇÃO:
Mostr
ado
F1: MODO
DE
MEDIÇÃO
Ângulo
ou
distância
Escolha o modo de
medição de ângulo e
distância
F2: HD&VD
/SD
HD&VD
/SD
Escolha o modo de
distância – Horizontal e
Vertical, ou Distância de
Inclinação
F3:
FORMATO
DE
COORDENA
DA
ENZ/NE
Z
Seleciona a ordem de
coordenadas mostradas
ENZ ou NEZ



11.4 Ajustando as teclas de atalho
O CST300R tem duas teclas de atalho que podem ser
configuradas pelo usuário.
Tecla de
atalho
Operação Função
K1
Pressione K1 por um
segundo
REM
MLM
AREA
Z COORD.
PONTO PARA
LINHA
Pressione F4 no menu
CONFIG
K2
Pressione K2 por um
Segundo

217
Pressione F4 no menu
CONFIG
ESTRADA
RESEÇÃO
NENHUM

11.5 Outros ajustes
O instrumento pode ser automaticamente desligado, mudar o
tipo de bacteria, resetar configurações e selecionar o idioma.
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F1
(OUTROS AJUSTES)
no menu CONFIG 2/2.
F2




11.5.1 Auto Desligamento
Se não houver toques na tela ou medição automatic em 60
minutos, o instrumento desliga automaticamente.
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F1 kno menu
OUTROS AJUSTES par air
ao AUTO
DESLIGAMENTO.
F1


218
Pressione F2 (DESLIGAR)
para não selecionar esta
opção F1 para ligar,
pressione ENT e o
instrumento voltará para o
menu de OUTROS
AJUSTES.
F2


11.5.2 Escolhendo o tipo de bateria
O instrumento vem com uma bacteria NiMH battery e esta
oção não poderá ser mudada. A opção da bateria NB-36 é
reservada para uso futuro.
NB-36: bateria NB-28: Ni-H bateria
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F2 no menu
OUTROS AJUSTES par
air à tela de TIPO DE
BATERIA.
F2

Pressione F2 (NB-28) e
ENT para confirmer e
retornar ao menu de
OUTROS AJUSTES.
F2

Nota: SE O TIPO DE BATERIA for modificado para um ajuste
incorreto, o instrumento vai desligar.



219
11.5.3 Resetando para a configuração de fábrica
O procedimento a seguir reseta o istrumento para os
parâmetros originais.
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F3
RENOVAR no menu
de OUTROS
AJUSTES.
F3

Pressione F2 (SIM)
para resetar o
instrument. Depois de
finalizar, o instrumento
vai retornar à tela de
OUTROS AJUSTES.
F2


11.5.4 Selecionando o idioma
O instrumento pode ter seu idioma modificado, de acordo com
o procedimento.
Procedimento Operaçã
o
Display
Pressione F4
Selecionar Idioma no
menu OUTROS
AJUSTES.
F3



220
Pressione F1 ou F2
para selecionar a
lingual desejada,
pressione ENT e o
instrumento vai
retornar para a tela
OUTROS AJUSTES.
F2


11.6 Data e Hora
A data e hora podem ser ajustados, como a seguir:
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F1
(EMENDATION) no
menu principal, página
2/2
F1

Pressione F3 (Hora e
data) para ajustar a
hora e data.
F3


221
Pressione F1 ou F2
para ajustar hora e
data. Depois de inserir,
pressione ESC para
retornar ao MODO DE
AJUSTE.
F1 F2


11.7 Ajustando o Contraste do LCD
O contraste do LCD pode ser ajustado, conforme a seguir:
Procedimento Operaç
ão
Display
Pressione F1
(EMENDATION) no
menu principal, página
2/2.
F1

Pressione F4
(CONTRASTE LCD) par
air à tela de
CONTRASTE.
F4

Pressione F2 e F3 para
mudar o contraste,
depois de finzlizado,
pressione ESC para
retornar ao MODO DE
AJUSTE.
F2 F3


222











12 CHEQUE E AJUSTE
O instrumento foi checado e ajustado perfeitamente na
fábrica para se assegurar que o instrumento tenha a
qualidade requerida. Mas a distância de transporte, e a
mudança do meio ambient epode tirar o ajuste do instrumento .
É recomendado que o mesmo seja revisado e checado antes
do uso, de acordo com o procedimento abaixo.
12.1 Bolha Tubular

Inspeção
Referência à Seção 1.4 Ajuste do Instrumento e “Nivelando o
instrumento utilizando a bolha”

223
Ajuste
1. Coloque o instrumento no tripé
2. Coloque o instrumento com dois dos calantes virados para
você.
3. Gire o parafuso de nível direito para centralizer a bolha.
4. Mova o instrumento CCW e gire o próximo parafuso de
nível direito para o centro da bolha novamente.

5. Mova o instrumento CCW e gire o próximo parafuso de
nível direito para o centro da bolha tubular novamente.
6. Agora, mova CCW para a próxima posição e cheque se a
bolha etá centralizada.
7. Se a bolha tubular não estiver centrada, remova 1/2 do erro
com o parafuso de nivelamento direito e 1/2 do erro com o
parafuso de ajuste da bolha.
8. Repita os passos 4, 5, e 6.
9. Se continuar um erro offset com a bolha, repita o
procedimento até a bolha tubular ser centralizada.

12.2 Bolha circular
Inspeção
Não é preciso ajustar a bolha circular no centro após
inspecionar e ajstar a bolha tubular.
Ajuste

Se a bolha circular não está centralizada, traga a bolha
para o centro, usando o pino de ajuste ou torça
hexagonalmente para ajustar a o parafuso da bolha. Primeiro
alivie o parafuso oposto ao lado offset e então aperte o outro
parafuso de ajuste no lado offset , trazendo a bolha para o

224
centro. Depois da bolhar ficar no centro, cada um dos três
outros parafusos de ajuste devem ser apertados
uniformemente.





12.3 Inclinação do Retículo
Inspeção
1. Mire o objeto A através do telescópio e feche os
parafusos de ajuste vertical e horizontal.
2. Mova o objeto A para a margem da area (campo) de
visão com o parafuso tangente vertical (ponto A' )
3. Não é necessário ajustar, se o objeto A mova pela linha
vertical do retículo e se o ponto A continuar na linha vertical.
Como ilustrado o offset de A no centro e nas marcação da mira
do compensam, então o retículo necesssita de ajuste.



Ajuste
1. Se o objeto A não se move na linha vertical, primeiro
remova a tampa da retículo para export os quarto parafusos de
ajuste de retículo.

225
2. Afrouxe os quarto parafusos de retículo de forma
uniforme com o pino de ajuste. Gire o retículo em volta da linha
da mira e alinhe a linha vertical do retículo com o ponto A.
3. Aperte os parafusos de ajuste de retículo
uniformemente, repita a inspeção e ajuste par aver se está
correto.
4. Recoloque a capa do retículo.



12.4 Perpendicularidade da linha da mira ao Eixo
Horizontal (2c)
Inspeção
1. Marque um objeto A à uma certa distância longe do
instrument, mas na mesma altura do instrument, e nivele e
centralize o instrumento e ligue-o.
2. Mire o objeto A na posição esquerda e leia o valor do
ângulo horizontal. ( ângulo horizontal L=10°13 '10! ).
3. Afrouxe os parafusos horizontal e vertical e gire o
telescópio. Mire o objeto A na posição direita e leia o valor do
ângulo horizontal (ângulo horizontal 1= 190°13"40!·.
¹.`¹=1·(1±180°)=·30!#±20!é necessário ajuste.


226

Ajuste
1. Use o parafuso tangente para ajustar a leitura do ângulo
horizontal.
2. Retire a capa do retículo entre o retículo e o parafuso de
foco. Ajuste os dois parafusos de ajuste, afrouxando um e
apertando o outro. Mova o retículo para o objeto mirado A
exatamente.
3. Repita a inspeção e ajuste até2C20!.
4. Recoloque a capa do retículo.


12.5 Compensação da Diferença do Index Vertical

1. Monte e nivele o instrumento e faça o telescópio ficar
paralelo à linha, conectando o centro do instrumento à um dos
parafusos. Aperte o parafuso de ajuste horizontal.
2. Depois de ligar a energia, zero o index vertical. Aperte o
parafuso vertical e o instrumento deve mostrar o valor do
ângulo vertical.
3. Gire o parafuso vertical vagarosamente em qualquer
direção, cerca de 10mm em circunferência, e a mensagem de
erro "b" vai aparecer. O eixo vertical foi aumentado mais de 3"
neste momento e excede a distância de compensação.
Gire o parafuso acima para sua posição original, e o display do

227
instrumento vai mostrar o ângulo vertical novamente, dizendo
que a função de compensação da diferença do index vertical
está trabalhando.
Ajuste
Se a função compensação não estiver trabalhando, envie o
instrumento de volta para reparo na fábrica.


12.6 Ajuste da diferença de index vertical e o ângulo
Inspecione o item após finalizar a inspeção e ajustes do
item 13.3 e 13.4.
Inspeção
1. Ligue o instrumento depois de nivelá-lo. Mire o objeto
A na posição esquerda e leia o valor do ângulo vertical L.
2. Gire o telescópio. Mire o objeto B na posição direita e
leia o valor do ângulo vertical R.
3.Se o ângulo vertical é´°no zênite,=(1=1·360°)
`
Se o ângulo vertical é ´°no horizonte= (1=1·180°)
` or or (1=1·540°)`
4. Se •10• marque o Datum do ângulo vertical 0
novamente.

Ajuste
1. Depois de nivelar o instrumento , vá para o menu
principal 2/2 e pressione F1:




F1: ÂNGULO V PONTO 0
MODO DE AJUSTE
F2: INST. CONSTANTE

F3: HORA E DATA

F4: CONTRASTE LCD


228

2. Na posição esquerda, gire o telescópio. Mire com precisão
um alvo A na mesma altura do instrumento , e o ângulo vertical
é mostrado. Pressione F4:








3. Gire o telescópio e mire precisamente o mesmo alvo.
Pressione o F4. O ajuste é finalizado e o instrumento retorna
ao modo de medição de ângulo anterior:






4. Repita a inspeção passo a passo para medir a diferença do
index (em ângulos). Se a diferença Index não encontrar
requerimentos, reface os passos acima. Você deve mirar com
bastante cuidado e precisão, para obter o resultado desejado.
5. Se a diferença Index não encontrar os requerimentos
depois de repetida a operação, o instrumento deverá retornar
ao fornecedor para inspeção e reparo.
Método: No terceiro passo, pressione F1 (SET) depois de
colimar o alvo A.
O ângulo vertical mostrado no Datum de ângulo vertical 0 é
^\0|¦O \ /||STl 0


ENT

<STEP-1> FRONT




V : 95° 30’ 55’’













^\0|¦O \ lO\TO 0

<STOP-2> REVERSE





V : 264° 29’ 00’’






ENT







229
apenas uma referência.

12.7 Prumo Óptico
Inspeção
1. Coloque o instrumento no tripe e coloque uma peça
de papel branco com duas linhas perpendiculares abaixo do
instrumento .
2. Ajuste o foco do prumo óptico e mova o papel, então o
ponto de interseção das linhas se torna o centro do campo de
visão.
3. Ajuste os parafusos de nivelamento então a marca
central do prumo óptico coincide com o ponto de interseção da
mira no papel.
4. Gire o instrumetno em torno do eixo vertical em cada
90° observe a marca central, se coincide com a mira.
5. Se a marca central sempre se coincide com o ponto de
interseção, não é necessário fazer ajustes. Caso não, o ajuste
a seguir é necessário:

Ajuste
1. Retire a capa protetora entre a lente do prumo óptico e
o botão de foco.
2. Fixe o papel. Gire o instrumento e marque o ponto

230
indicado do centro do prumo óptico no papel a cada 90°. Como
ilustrado: Pontos A, B, C, D.
3. Desenhe linhas que liguem AC e BD e marque o ponto
de interseção das duas linhas como 0.
4. Ajuste os quarto parafusos de foco do prumo óptico com
um pino de ajuste até o centro da marcação coincidir com o
ponto 0.
5. Repita a inspeção e ajuste os passos para ter certeza
de que está correto.
6. Recoloque a capa protetora.






12.8 Prumo Laser
Uma base nivelante com prumo laser deve ser acoplado
separadamente do instrumento .

12.9 Constante do Instumento (K)
A constante do instrumento foi checada e ajustada no
fator, K=0. Isso raramente muda e é sugerido que cheque uma
ou duas vezes por ano. A inspeção deve ser feito com uma
linha base, mas também pode ser feito como segue:
Inspeção
1. Monte e nivele o instrumento no ponto A em uma
superfície lisa. Use a linha vertical da mira para marcar o ponto
B e C na mesma linha com a distância de 50m entre cada
ponto. Marque a precisão de reflector em cada ponto quando

231
medindo.
2. Depois de ajustar a temperature e pressão, meça a
distância horizontal de AB e AC precisamente.
3. Marque o instrumento no ponto B e centralize isto
precisamente, meça a distância horizontal de BC
precisamente.
4. Então você pode calcular a Constante do Instrumento :
K=AC-(AB+BC)
K deve ser bem perto de 0, If | K | > 5 mm o instrumento
deve ser inspecionado em um lugar da linha de base padrão e
ajustado de acordo com o valor de inspeção.












Ajuste
Se uma inspeção estrita prove que a constante K do
instrumento foi modificada, o operador pode mudar a
constante, inserindo a quantidade de ajuste. Pressione F2 no
MODO AJUSTE e digite a nova constante



232
12.10 Paralelo entre linha de mira e Eixo de Emissão
fotoelétrica


Inspeção
1. Coloque o reflector a 50m do instrumento .
2. Mire o centro do reflector com o retículo.
3. Ligue e entre no modo de medição de distância.
Pressione MEAS para medir.
Gire os parafusos horizontal e vertical, para colimar
eletricamente e fazer a luz de rota do EDM desbloqueada. Na
zona de laço encontre o centro do eixo de emissão fotoelétrica.
4. Cheque se o centro do retículo coincide como centro
de emissão do eixo fotoelétrico. Se sim, o instrumento foi
atualizado.
Ajuste
Se houver uma grande diferença entre o centro do retículo e o
centro de emissão do eixo fotoelétrico, o instrumento precisa
de reparo.

12.11 Parafuso de Nivelamento da Base Nivelante
Se o parafuso de nivelamento ficar frouxo, ajuste os dois
parafusos no parafuso de nivelamento para apertar

233
apropriadamente.



234
13 Especificações

Modelo G5 GD2




Telescópio
Imagem Direta
Aumento 30×
Effective aperture 45mm(EDM:47mm)
Resolving power 3
Campo de visão 1°30!
Foco mínimo 1.3m
Stadia ratio 100
Precisão de
distância de mira
"0.4%D
Tube length 152mm
Medição de
Ângulo
Método de medição absolute encode
Diâmetro
(vertical, horizontal)
79mm
Leitura mínima 1/5Ajustável
Método de detecção Horizontal: Dual
Vertical: Dual
Unidade de medição 360°/400gon/6400mil
Selectable
Ângulo Vertical 0° Zenith0°/Horizontal0°S
electable
Precisão 2/5





Prisma Simples(sob
boas condições de
tempo)
3km
Triplo prisma (sob
boas condições de
5km

235


Distance
Measurement
tempo)
Displaly Max:999999.999m
Min:1mm
Unidade m/ft
Precisão ±(2mm+2ppm·D)
Tempo de medição Fine single shot:2s
Tracking:0.7s
Sistema de medida Basic
frequence:80MHZ
Correção
Meteorológica
Inserir Manual, Auto
correção
Refração
atmosférica e
correção de
curvature da Terra.
Manual input,Auto
correction,K=0.14/0.2
Correção de
reflexão de prisma
Manual input,Auto
correction
Bolha Bolha tubular 30/ 2mm
Bolha circular 8"/2mm
Compensador
vertical
Sistema Eixo
simples
Eixo
duplo
Compensação de
distância
±4"
Resolving power 1
Prumo óptico Imagem Direta
Aumento 3×
Distância de foco 0.3m
Campo de visão 5°
Display Tipo LCD, digital de seis
linhas

236
Comunicação RS-232C, USB
(G5 sem USB)

Bateria
onboard
Energia Bateria Ni-H
recarregável NB-28
Voltagem DC 6V
Tempo de operação
continua
8 hrs
Operation
Environment
Temperatura de
operação
-20°+45
Peso e
tamanho
Tamanho 160×150×340mm
Peso 5.4kg




G5 / GD2 Series
Medição
Tipo de Laser 0.670um
Sistema de Medição freqüência básica: 60MHZ
EDM coaxial
Menor unidade mostrada 1mm
Ponto Laser approx 7×14mm/20mapenas
no modo cooperação
approx 10×20mm/50m







237
Precisão

cooperate mode
Modo de
medição
Precisão
Tempo de
medição
Prisma fino 2mm2ppm 1.8s
Prisma track 5mm2ppm 1.4s
IR
baffle-board
5mm2ppm 1.2s

no cooperate mode
Modo de
medição
Precisão
Tempo de
medição
Fino 52ppm 1.2s
track 102ppm 0.8s
O desvio máximo ocorre em condições climáticas
desfavoráveis, quando há muita neblina, ou quando se mede
em uma superfície de má reflexão ou escura. Podem ocorrer
erros de medição quando se tenta medir líquidos incolores,
vidro, etc…
Medição de distância sem reflector
Condições
atmosféricas
Sem reflector
alvo branco
Sem reflector
(cinza,0.18)
Objeto com boa
luminosidade
220m 150m
Objeto na sombra 300m 200m
Kodak Grey Card usado com medição para luz refletida.

238
14 DISPLAYS DE ERRO

Código do
Erro
Descrição Comentários
CALC ERROR Cálculo impossível
por causa de erro
nos dados inseridos.
Insira os dados
corretos
FILE EXISTS Nome de arquivo em
duplicidade
Use outro nome de
arquivo.
FULL FILES

O máximo de 48
arquivos já foram
criados
Se necessário
transmita ou delete
arquivos
OVERTOP A medição está
carregada acima 45°
(100%) do
horizontal.
Meça um novo
ponto
MEMORY
POOR

Memória interna está
perto de encher
Download os dados
para um PC ou
transfira dados para
o cartão SD.
NO FILE

Não há arquivos na
memória interna
Crie um arquivo.

FILE NOT
SELECTED
Quando utilizando
um arquivo, nenhum
arquivo selecionado.
Confirme e
selecione um
arquivo.
PT#EXIST

O nome do ponto já
existe na memória.
Confirme um nome
para o novo ponto.
PT#DOES
NOT
Um nome incorreto
foi inserido ou
Confirme o novo
nome e insira

239
EXIST

PT# não existe na
memória interna.
novamente.
TILT OVER

O compensador do
instrumento está
além da distância de
compensação 3!.
Nivele o
equipamento

ERROR 01-06

Medição de ângulo
do sistema está
anormal

Se este erro
acontecer
continuamente, o
equipamento
precisa reparo.
ERROR 31
ERROR 33
Medição de distância
do sistema está
anormal.

Se este erro
acontecer
continuamente, o
equipamento
precisa reparo.















240
15 INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA
15.1 EDM integradoLaser visível
Cuidado
Estações totais com o EDM à laser classe 3R pode ser
indefinido por: Etiqueta de perigo está sobre o parafuso vertical
do lado 1 do equipamento “Produto de Laser Classe III”.
O produto é um produto de classe 3R conforme:
IEC 60825-1:2001 “Segurança de radiação em produtos laser”.
Produtos laser classe 3R
Olhar diretamente dentro do canhão pode ser perigoso. Evite
exposição direta dos olhos.
A emissão limite é cinco vezes o limite do laser classe 2, a
menor onda é de 400nm a 700nm.
Precauções
Não Aponte o canhão diretamente para outras pessoas
desnecessariamente.

Cuidado
Olhar direto no laser pode ser perigoso. Cuidado porque os
prismas, superficies metálicas, espelhos podem refletir o laser.
Precauções
Não mire para areas que são essencialmente reflexives,
como espelho por exemplo, ou que possa refletir as ondas
indesejavelmente. Cuidado
O uso de equipamento laser classe 3R pode ser perigoso.
Precauções
Para evitar perigo, é essencial para cada usuário respeitar
as precauções de segurança e controle especificadas em
IEC60825-1:2001 com a distância prejudicial.


241
Abaixo é uma interpretação dos pontos mais relevantes da
seção:
Produtos laser classe 3R usados em construção e lugares
aberto:
a) Apenas pessoas qualificadas e treinadas devem
trabalhar com este equipamento.
b) Áreas em que estes lasers são usados devem ser
indicadas com a placa de cuidado devida.
c) Precauções devem ser tomadas para assegurar que
pessoas não olhem diretamente para o laser, como ou sem
instrumento s ópticos. d) O canhão do laser deve ser
desligado no fim do uso. Ele deve ser desligado também em
caso de exceder o limite de área seguro* para que não atinja
pessoas desavisadas.
e) O canhão deve ser focado para cima ou para baixo dos
olhos, toda vez que for usado.
f) Quando não estão sendo utilizados, os produtos laser
devem ser guardados em local fresco e seco.
g) Precauções devem ser tomadas para assegurar que o
canhão laser não seja direcionado para espelhos (espelhado).
*) A distância prejudicial é a distância do laser que possui
irradiação do canhão e exposição de radiação iguais ao
máximo permitido, sem que as pessoas corram risco de saúde
Produtos com um EDM laser integrado, de laser 3R, tem a
distância prejudicial até os 1000m (3300ft). Após esta distância
o laser é classificado como Classe 1 (= Visão direta ao canhão
não é prejudicial).



242
15.2 Prumo Laser
Este equipamento poderá ser utilizado com uma base
nivelante com prumo laser. Por favor contacte a CPE caso
queira adquirir uma.








You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->