Você está na página 1de 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHO - UFMA CENTRO DE CINCIAS EXATAS E TECNOLOGIA - CCET ENGENHARIA QUMICA QUMICA GERAL EXPERIMENTAL PROF.

ADRIANA JULIANA SILVA MENDES LAYRTON JOS SOUZA DA SILVA

LQUIDOS MISCVEIS E IMISCVEIS

SO LUS 2013

Objetivo:

Distinguir os liqudos miscveis dos imiscveis e classific-los.

Materiais:

Reagentes

Vidrarias e Equipamentos

NaCl pulverizado

Tubos de Ensaio

Sacarose

Estante para tubos de ensaio

lcool

Bquer

ter

Pipeta graduada

Slica

Esptula

leo de Cozinha

Pisseta

Clorofrmio

Capela

Procedimentos: Para a anlise da imiscibilidade prepararam-se, em 10 tubos de ensaio, misturas com quantidades meramente qualitativas de algumas substncias qumicas, atravs da pipetao, onde as substancias volteis (ter, e clorofrmio) foram pipetadas na capela, e depois de agitadas foram observadas:

Tubos de ensaio 1

Misturas gua + lcool

2*

gua + Clorofrmio

gua + ter

gua + leo

5*

lcool + Clorofrmio

lcool + ter

lcool + leo

8*

Clorofrmio + ter

9*

Clorofrmio + leo

10

ter + leo

*Obs: Os tubos com Clorofrmio no puderam ser utilizados, pela falta desta substncia. Contudo, os resultados esperados foram anotados. Para a observao de sistemas unifsicos e polifsicos foram combinados em 3 tubos de ensaio as seguintes substncias: Tubos de ensaio A B C Mistura gua + Sacarose + Cloreto de Sdio gua + Sacarose + Slica gua + Slica + leo

Resultados: Nos recipientes observou-se que determinadas substncias possuam mais afinidade, e, portanto seus componentes formavam apenas uma nica fase (lquidos miscveis), em contraste outras formavam mais de uma fase (lquidos imiscveis).

Tubo de ensaio 1

Mistura gua + lcool

Miscveis X

Imiscveis

2*

gua + Clorofrmio

gua + ter

gua + leo

5*

lcool + Clorofrmio

lcool + ter

lcool + leo X

8*

Clorofrmio + ter X

9*

Clorofrmio + leo

10

ter + leo

Tubo de ensaio A B C

Mistura gua + Sacarose + Cloreto de Sdio gua + Sacarose + Slica gua + Slica + leo

Unifsico X

Polifsico

X X

Concluso e Discusso: