Você está na página 1de 3

.:: Integrais - parte 3 ::.

Integrais

http://www.somatematica.com.br/superior/integrais/integrais3.php (1 of 3)19-01-2009 19:39:57

.:: Integrais - parte 3 ::.

               
         

Busca geral

           

Pesquisa em todas as seções do site:

         
           

Gostou do site?

         

Recomende-o para um amigo:

         
   

Seu nome:

           
             
 

Nome do seu amigo:

         
             
 

E-mail do seu amigo:

         
             
     

A integral definida, nos exemplos vistos, representa uma área, o que ocorre em muitos casos, e é

 
       

uma das formas de se apresentar a integral definida.

     

Fóruns

           

De forma geral, para

, a área limitada por f(x) e o eixo x,

é dada por

     

Sites da rede

 

, que pode representar a soma das áreas de infinitos retângulos de largura cuja altura é o valor da função num ponto do intervalo da base:

   

e

       

Subdividindo o intervalo [a, b] em n subintervalos através das abscissas x 0 =a, x 1 , x 2 ,

,x

n =b,

 
       

obtemos os intervalos (a, x 1 ), (x 1 , x 2 ), .... arbitrário h i.

,

     
       

Seja

De acordo com a figura, os retângulos formados têm área

   

http://www.somatematica.com.br/superior/integrais/integrais3.php (2 of 3)19-01-2009 19:39:57

.:: Integrais - parte 3 ::.

praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que Copyright © 1998 - 2009 Só Matemática . Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous . Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Trabalhe conosco Anuncie | Investidores | Sala de imprensa | Sugestões | Fale conosco " id="pdf-obj-2-5" src="pdf-obj-2-5.jpg">

praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada.

praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-11" src="pdf-obj-2-11.jpg">

que nos fornece um valor aproximado da área considerada.

praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-15" src="pdf-obj-2-15.jpg">

, temos as bases superiores dos retângulos e a curva

Então, a soma da áreas de todos os retângulos é:

Aumentando o número n de subintervalos

praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-25" src="pdf-obj-2-25.jpg">

Simbolicamente, escrevemos:

subintervalos tenda a infinito

e o número n de

praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-37" src="pdf-obj-2-37.jpg">

tenda a zero

praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-41" src="pdf-obj-2-41.jpg">
praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-43" src="pdf-obj-2-43.jpg">
praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-45" src="pdf-obj-2-45.jpg">

, tal que

praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-49" src="pdf-obj-2-49.jpg">
praticamente se confundindo e, portanto, temos a área considerada. que nos fornece um valor aproximado da<< Voltar para Ensino Superior Simbolicamente, escrevemos: subintervalos tenda a infinito e o número n de tenda a zero , tal que " id="pdf-obj-2-51" src="pdf-obj-2-51.jpg">

http://www.somatematica.com.br/superior/integrais/integrais3.php (3 of 3)19-01-2009 19:39:57