Análise do Comportamento

data: 11.09.2012

PSICOTERAPIA ANALÍTICA FUNCIONAL Funcional Analytic Psychotherapy (F.A.P.)
COMPORTAMENTOS CLINICAMENTE RELEVANTES (C.C.R.’s) Observa-se os CCR’s em três distintos momentos:  CCR1: Instâncias funcionais dos comportamentos problemas. É no momento do início da terapia em que o paciente reproduz no consultório os mesmos comportamentos realizados em seu cotidiano, proporcionando situações parecidas com o seu contexto social. Trata-se de todos os problemas que o paciente leva à terapia – as queixas iniciais.  CCR2: Comportamentos alternativos de melhora que ocorrem no contexto da relação terapêutica. Quando o paciente conta para o terapeuta seus comportamentos de melhora, ou seja, o indivíduo começa a olhar para os seus comportamentos e fazer relação com o que foi abordado na terapia, passando a reparar em suas ações e, assim, se redescobrir ao se autoanalisar. É o início do processo de autoconhecimento, pois o sujeito começa a perceber que seus comportamentos possuem função e foca o olhar para si.  CCR3: As análises funcionais feitas pelo cliente. O paciente chega para o terapeuta contando a situação-problema e já apresenta como ele pode resolver, isto é, o sujeito chega apenas para contar, apresentando as soluções. Desta forma, adquire o autoconhecimento podendo finalizar com a terapia.

PAPEL DO TERAPEUTA O terapeuta:  Tende a diminuir com o CCR1;  Aumentar os CCR2 e CCr3;  Observar as generalizações na fala do cliente;

 Proporciona uma escuta não–punitiva.2012 Responder no momento em que o comportamento do cliente ocorre.  Contextuais: Terapeuta planeja a situação. Evocar CCRs. Entretanto. Prestar atenção aos CCRs1. Fornecer interpretações de variáveis que afetam os comportamentos do cliente. 3. REGRAS DA F. Explicar o motivo das intervenções. 2. podendo ser punitivo. Observar os efeitos do comportamento do terapeuta diante os CCRs. Reforçar naturalmente os CCRs21. estabelecendo estímulos reforçadores para criar e manter um responder do cliente mais afetivo. 1 Momento em que o paciente apresenta comportamentos de melhora.P. 1. ao devolver uma análise. 5.Análise do Comportamento      data: 11. OPORTUNIDADES TERAPEUTICAS PARA PROMOVER MAIOR SENSIBILIDADE AOS CCRs1 Podem ser:  Puras: Espontaneidade do cliente ao relatar. Sinaliza o que é problema e o que é melhora para o paciente. o paciente é obrigado a olhar para si. pois demonstram muito como ele é visto pelo seu contexto social (como as pessoas se sentem perto dele). . Tentar evocar e modelar novas respostas e mais efetivas para o indivíduo.A. Auxiliar para fornecer consequências sociais aos comportamentos de melhoras e estratégias ineficazes.  Prestar atenção aos sentimentos em relação ao cliente. 4. mesmo com o objetivo de não punir.09.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful