caderno de actividades

Idalina Martins / Rute Baptista / Marta Abelha
Ciências da Natureza

5.º ANO

Glossário
Alguns dos verbos mais utilizados nos enunciados das Fichas de Trabalho: Analisa Observa com atenção e tira conclusões. Assinala Marca com um sinal. Caracteriza Diz como é. Calcula Faz os cálculos. Classifica Indica o tipo a que pertence. Comenta Dá a tua opinião fundamentada sobre um determinado assunto. Compara Mostra o que é igual e/ou diferente em dois ou mais elementos. Completa Escreve o que falta. Conclui Tira uma conclusão. Considera Pensa em…; presta atenção a… Constrói Faz, realiza. Consulta Procura informação. Define Diz o que é. Delimita Diz onde começa e onde termina. Descreve Diz como é. Designa Dá nome. Distingue Diz as diferenças. Elabora Faz. Enumera Indica todas as coisas pedidas. Esquematiza Faz um esquema sobre… Executa Faz, realiza. Exemplifica Dá um ou mais exemplos. Explica Torna claro um assunto; diz porquê. Faz corresponder Liga, pela forma indicada, dois ou mais elementos entre si. Identifica Diz qual é. Indica Diz. Investiga Procura saber. Justifica Diz porquê. Localiza Diz onde é. Menciona Diz. Nomeia Diz o nome ou os nomes. Observa Vê com atenção para compreenderes e/ou analisares. Ordena Coloca por ordem. Pesquisa Procura informação sobre… Preenche Completa os espaços em branco. Procede Faz de acordo com as indicações dadas. Propõe Sugere, apresenta. Refere Diz. Reflecte Pensa. Regista Escreve, tira apontamentos. Relaciona Faz uma ligação entre uma ou mais coisas. Selecciona Escolhe. Sintetiza Resume. Sublinha Desenha um traço por baixo de uma palavra ou frase. Sugere Propõe. Transcreve Copia de um texto uma frase, uma expressão ou palavra, colocando-a entre aspas.

Índice
Introdução
Actividade 1 Em busca de animais escondidos ....................................... 4 Actividade 2 Tudo no mesmo saco ............................................................. 4 Ficha de Trabalho 1 Onde existe vida? .................................................................................................. 5 Ficha de Trabalho 2 Onde existe vida? .................................................................................................. 7

Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio
Capítulo 2.1 Diversidade nos animais
Actividade 3 Os bicos das aves ............................................................. 10 Ficha de Trabalho 3 Forma e revestimento ........................................................................................... 11 Ficha de Trabalho 4 Forma e revestimento ............................................................................................ 13 Ficha de Trabalho 5 Locomoção e regimes alimentares ...................................................................... 15 Ficha de Trabalho 6 Locomoção e regimes alimentares ...................................................................... 17 Ficha de Trabalho 7 Reprodução e factores do meio ........................................................................... 19 Ficha de Trabalho 8 Reprodução e factores do meio ........................................................................... 21

Capítulo 2.2 Diversidade nas plantas
Actividade 4 Árvore de Natal ecológica ..................................................... 24 Actividade 5 Experiência ecológica ............................................................. 24 Ficha de Trabalho 9 Raiz e caule ........................................................................................................... 25
+ ciência – Ciências da Natureza 5.o Ano – SEBENTA

Ficha de Trabalho 10 Raiz e caule ........................................................................................................... 27 Ficha de Trabalho 11 Folha e flor ............................................................................................................. 29 Ficha de Trabalho 12 Folha e flor ............................................................................................................. 31 Ficha de Trabalho 13 Plantas sem flor e influência dos factores do meio ................................................ 33 Ficha de Trabalho 14 Plantas sem flor e influência dos factores do meio ................................................. 35

....................... o solo e os seres vivos Ficha de Trabalho 22 As rochas.................. 41 Capítulo 3... 46 Ficha de Trabalho 18 Importância da água para os seres vivos ........... 46 Actividade 8 Construção de um cata-vento ..................... o solo e os seres vivos ........ 51 Ficha de Trabalho 21 Importância do ar para os seres vivos ....................................1 Importância da água para os seres vivos Actividade 7 Detective das fugas de água .... 43 Materiais terrestres suportes de vida Capítulo 4................................................ 59 ................................................................................ 53 Capítulo 4....... 55 Ficha de Trabalho 23 As rochas....................................................................................................................................................................... 57 Propostas de resolução ........................................... o solo e os seres vivos ................... 47 Ficha de Trabalho 19 Importância da água para os seres vivos ............... 38 Ficha de Trabalho 15 Microscópio e célula .............................3 As rochas.........................................2 Classificação dos seres vivos Ficha de Trabalho 17 Classificação dos seres vivos ...1 A célula – unidade na constituição dos seres vivos Actividade 6 Egas Moniz: a história do primeiro Nobel português ..................................... 49 Capítulo 4.................................................... 39 Ficha de Trabalho 16 Microscópio e célula .............................................................................................Unidade na diversidade dos seres vivos Capítulo 3.....................................................................2 Importância do ar para os seres vivos Ficha de Trabalho 20 Importância do ar para os seres vivos ...................

o Ano – SEBENTA Introdução .+ ciência – Ciências da Natureza 5.

.° passo – Guarda os seres vivos que recolheste em caixas com orifícios na tampa e estuda-os (desenha-os. 2. Sabe. podes dizer ao funcionário: «Obrigado. 3. Assim. Material • Frasco de boca larga com tampa • 2 palhinhas • 1 rectângulo de gaze • 5 cm de fita-cola Procedimento 1. 4.. 4 TEMA 1 Introdução . para colheres uma amostra dos insectos que vivem no caule de uma árvore. quando fores às compras.° passo – Aguarda em silêncio e inspira profundamente pela extremidade da palhinha com gaze – esta evita que poeiras e insectos venham para a tua boca. observa-os à lupa. os de plástico têm a sua origem no petróleo.° passo – Envolve a extremidade de uma palhinha com a gaze.. fixa-a com fita-cola e tapa o frasco. trouxe o meu saco. O que podes fazer? Compra um saco de tecido e anda sempre com ele na tua mochila. devolve-os ao seu habitat. normalmente. Assim.Actividade 1 Em busca de animais escondidos Os habitats dos seres vivos são muito diversificados e.° passo – Aproxima-te do caule de uma árvore e coloca a extremidade da palhinha sem a gaze no interior de uma fenda ou casca do caule. depois colocamos os sacos no lixo? Mas que desperdício! Os sacos de papel resultam do corte das árvores e da sua transformação em pasta de papel. uma grande variedade de insectos. Sabias que é comum existirem seres vivos no interior dos caules das árvores? Por exemplo. por vezes.° passo – Perfura a tampa do frasco de modo a que as palhinhas a trespassem. prefiro salvar o nosso Planeta». aves e. Nota: Depois de estudares os seres vivos. Actividade 2 Tudo no mesmo saco Já pensaste que quando vamos às compras tudo é metido em sacos? E que. desafiamos-te a construir um aspirador de insectos. sobretudo. fabricar estes sacos aumenta imenso os níveis de poluição. Além disso. 5.). curiosos.

5 Existe algum elemento na ilustração que perturbe o equilíbrio do ambiente natural representado? Justifica a tua resposta. + ciência – Ciências da Natureza 5. N. Observa a ilustração.1 1. Educ.3. 1. ______________________________________________ Refere o habitat representado. 2. é o local que cada ser vivo ocupa e que lhe oferece condições favoráé o conjunto dos seres vivos de um determinado ambiente.Ficha de trabalho 1 Onde existe vida? Nome Avaliação Prof. _________________________________________________________________________________________ Dá exemplos de: 1.2 1.2 um ser não vivo: _____________________________ 1. 1.o Ano – SEBENTA Completa os espaços em branco de modo a obteres afirmações correctas. Concordas com esta frase? Justifica a tua resposta. Turma 1.o Enc. ______________________________ é o conjunto de todos os ambientes naturais e dos seres vivos que aí vivem. a) b) c) d) e) f) A Biologia é a ciência que se dedica ao estudo dos ____________________________________.1 dois seres vivos: ______________________________________ 1. 5 .4 Na ilustração encontramos seres vivos deslocados do seu ambiente natural.3. g) h) ____________________________________ _______________________________ é a ciência que estuda os seres vivos e as suas relações com o ambiente. é a parte líquida que constitui a Terra. A Botânica é a ciência que se dedica ao estudo das ____________________________________. ____________________________________ A atmosfera é a camada ____________________________________ que envolve a Terra. ____________________________________ veis à sua sobrevivência.3 Indica o tipo de ambiente natural representado na ilustração.

por exemplo. armadilhas e venenos. A apresentação pode ser em forma de cartão de Espécie Ameaçada.3.4 Refere o principal agente responsável pelo facto de os seres vivos mencionados no texto se encontrarem em vias de extinção. se encontrem em vias de extinção. após o final da Segunda Guerra Mundial. que colocou em vias de extinção algumas espécies destes predadores. o Homem vem estabelecendo uma relação de amor-ódio com as aves de rapina. e a sua intensa perseguição com armas de fogo. Apresenta-as aos teus colegas. 4. o mais rude golpe infligido pelo Homem a estas aves foi o fabrico e utilização de pesticidas. No entanto.5 Transcreve do texto a expressão que traduz a principal causa que levou à quase extinção desses seres vivos.1 Ao longo dos tempos. 6 TEMA 1 Introdução . de uso generalizado após o final da Segunda Guerra Mundial. quase sempre com claro prejuízo para estas. Vulgarizaram-se as pilhagens de ninhos. aos motivos por que se encontram em vias de extinção e às medidas que estão a ser tomadas no sentido de as preservar. passaram a estar em vias de extinção. 4.3 De acordo com o texto. 4. em Portugal. diz quais os seres vivos que. 5. Descobre duas espécies animais e uma espécie vegetal que.pt Indica o nome de dois seres vivos citados no texto. 4.2 Menciona o tipo de ambiente natural em que vivem os seres vivos que indicaste na resposta anterior. sobretudo durante o século XX.naturlink. retirando-se os ovos ou ninhadas. Adaptado de www. Seres vivos 1) Cacto 2) Morcego 3) Amieiro 4) Falcão 5) Cobra A) Solo B) Margem dos rios e lagoas C) Árvores D) Grutas E) Deserto Habitats 1) 2) 3) 4) 5) 4. 4. Estabelece a correspondência correcta entre os seres vivos e respectivos habitats. Lê atentamente o texto e responde às questões: 4. referindo-te.6 Apresenta duas possíveis soluções para evitar a extinção destas espécies de predadores. ao ambiente natural em que vivem.

Ficha de trabalho 2 Onde existe vida? Nome Avaliação Prof. D) Os incêndios florestais provocam o desaparecimento de inúmeras espécies da flora e da fauna. Associa a cada uma das situações descritas o ramo da Biologia em que são estudadas. completa o quadro seguinte.3 O dono do terreno cultivado está a pensar utilizar pesticidas para combater as ervas daninhas. devido à destruição do seu habitat. Turma 1. Concordas com esta medida? Justifica a tua resposta. A ilustração permite-nos verificar que os seres vivos se distribuem por diversos ambientes.1 1. _______________________________ espécies de colibris conseguem sobreviver em altitudes próximas dos 6100 metros. Educ. Indica dois seres não vivos que podes observar na ilustração. Seres vivos Esquilo Enguia Lagarto Rã Solo Tipo de ambiente Terrestre Habitat 1. __________________________________________ B) Algumas ________________________________________ C) O castanheiro é uma espécie característica da flora portuguesa. 1.2 Com base na ilustração. ________________________________________ 7 . A) Há morcegos em perigo de extinção. + ciência – Ciências da Natureza 5. N.o Ano – SEBENTA 2.o Enc.

4. Em tua opinião.3 A morte dos coelhos-bravos está relacionada com o facto de o lince ibérico ser uma espécie em vias de extinção.4 Em Portugal a população de linces está praticamente extinta. O lince ibérico é uma espécie em vias de extinção que procura abrigo nos bosques e matagais mediterrânicos.5 Existem entidades interessadas em reintroduzir o lince ibérico em Portugal. 4.3. No entanto. alimentando-se de coelhos-bravos. 4.1 Com base no texto. 12 termos estudados neste tema. em todos os sentidos. por palavras tuas. o que deverão assegurar estas entidades antes de reintroduzir o lince? 5. os coelhos têm morrido devido a várias doenças e à caça excessiva. Q Z A H U O W A O V I V R E S E D H I G N R L A O O Y B U S S U A D O A T P X L T U O I G A G B R B N J B A Q S R T P A T B I O D I V E R S I D A D E M R T S Q T O T W A D G N L S O T A F Y A U L Z I O P I I P S O T E P X A S O D Y R C T E F P L R H O G D O G V M A O C E Q D A W D X F L H I S R S I R G T H A S C B O K Ç A T F E A E F K M E A I G O L O C E S H R O L P I B W I F T H Y R V D B I O S F E R A E Y J R A U 8 TEMA 1 Introdução . Justifica esta afirmação. 4. Lê o texto com atenção. o que entendes por biosfera.2 Transcreve do texto as causas da morte dos coelhos-bravos. Explica. Descobre dois locais da Península Ibérica onde ainda podemos encontrar linces ibéricos e o número aproximado de indivíduos existente em cada um dos locais. 4. Encontra na sopa de letras. 4. refere o habitat do lince ibérico.

o Ano – SEBENTA Diversidade nos animais .+ ciência – Ciências da Natureza 5.

Material • 2 folhas de papel (de cores diferentes) • Tesouras Procedimento Dobra uma folha de papel ao meio. de cor diferente). Se realizares esta actividade com os teus colegas.Actividade 3 Os bicos das aves A forma do bico das aves está adequada ao seu regime alimentar. Pesquisa as formas dos bicos de diferentes aves e o respectivo regime alimentar. Não coles próximo da área do bico. senão este não abrirá! Deixa a cola secar. Quando o abrires. Faz um corte com cerca de 5 cm ao longo do centro da dobra. Abre o cartão. no final poderão construir um painel ilustrativo dos diferentes bicos de aves. Repete com o outro triângulo. Empurra um dos triângulos até à extremidade do cartão. Dobra cada uma das pontas para trás. Dobra outra folha ao meio (de preferência. Coloca-o como um V. • Cola • Lápis de cor ou marcadores 10 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . Propomos-te agora uma actividade divertida: fazer bicos de papel. Desenha um pássaro à volta do bico e decora o cartão. Cola esta folha na parte da frente do cartão. o bico estará pronto. Não te esqueças de identificar no painel o nome das espécies das aves representadas. Fecha o cartão e carrega bem nas dobras. para que fiquem bem dobradas. de modo a fazer 2 triângulos.

1. Animais 1) Cobra 2) Estrela-do-mar 3) Gaivota 4) Raia 5) Carapau Forma do corpo A) Aerodinâmica B) Fusiforme C) Achatada D) Estrelada E) Cilíndrica 1) 2) 3) 4) 5) 1. Outra característica que permite distinguir os diferentes tipos de animais é o seu revestimento. 1.1 Estabelece a correspondência correcta entre os animais e as respectivas formas. 2.o Ano – SEBENTA 2.1. 1. + ciência – Ciências da Natureza 5. Turma 1.5 Indica o nome de dois animais que apresentem o corpo organizado em cabeça. Educ.2 Apresentando exemplos.3 Refere a característica que permite aos animais vertebrados manterem a forma do seu corpo. os permite distinguir uns dos outros.1 Diversidade nos animais 11 .1 Indica o tipo de revestimento de cada um dos animais referidos na questão 1. 2.3 Indica uma característica do revestimento da gaivota. 2. 1.Ficha de trabalho 3 Forma e revestimento Nome Avaliação Prof.2 Explica o que distingue o revestimento da cobra do revestimento do carapau. A forma do corpo dos animais é uma característica que. 2.o Enc.1.6 Regista o nome de um animal com corpo assimétrico. comenta a afirmação: A forma do corpo dos animais está relacionada com o ambiente em que vivem. N. tronco e membros. à primeira vista. 1.4 Indica o tipo de simetria apresentado por cada um dos animais referidos na questão 1.

1 Classifica-as de verdadeiras (V) ou falsas (F).2 Corrige as frases que consideraste falsas. E) k As conchas são formadas por quitina.2 Menciona uma função deste tipo de revestimento.3 O búzio e a amêijoa apresentam um exosqueleto. D) k Os insectos são revestidos por calcário. 4. A) k As escamas facilitam a deslocação das aves.1 Indica o tipo de revestimento destes dois animais. quando se sentem ameaçados. Observa as imagens e responde às questões. C) k Os pêlos ajudam a manter constante a temperatura interna do corpo. mantém a pele do seu corpo seca. 5.3.1 Refere o tipo de revestimento de cada um dos seres vivos representados. 5.2 Explica por que razão a rã vive apenas em ambientes aquáticos ou húmidos.3 Explica por que razão o cisne. 4.3. tornando-as verdadeiras. mudam a forma do corpo. 5. Existem animais que. Lê as frases que se seguem. Menciona um animal que possua esta capacidade e caracteriza essa mudança. 5. Ser humano ___________________________________ Crocodilo _______________________________________ Rã _________________________________________________ Galo ____________________________________ Peixe ____________________________________ Cisne ____________________________________ 4. 5. B) k As escamas da sardinha são dérmicas. 12 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . quando está na água.3. referindo-te ao aspecto que os distingue. 4. 5.

muitas aves são difíceis de ver. Educ.1 Diversidade nos animais 13 . 2. 2. Turma 1. Adaptado de www. Lê com atenção o texto e responde às questões.1 Indica o nome do fenómeno referido no texto. Quando permanecem imóveis.3 Explica por que motivo alguns animais recorrem a esse fenómeno. porque as suas cores se confundem com as do ambiente que as rodeia. As aves têm muitos inimigos em terra e mesmo no ar. 2.naturlink. Observa com muita atenção a sequência de imagens. 1.4 Refere o tipo de revestimento do corpo das aves e uma função desse revestimento.5 Refere a propriedade das penas estudada com a realização desta actividade experimental.o Enc.2 Dá um exemplo de outro animal que pratique esse fenómeno.o Ano – SEBENTA Indica o material necessário para realizar esta actividade experimental.4 Apresenta uma interpretação para o que observas na imagem D.Ficha de trabalho 4 Forma e revestimento Nome Avaliação Prof. 2. Água Água Água Detergente da loiça A B C D 2. N. mas possuem meios de se defenderem.3 O que observas na imagem A? 2. 1.1 Qual é a situação-problema investigada durante a realização desta actividade experimental? 2. 1.2 + ciência – Ciências da Natureza 5.pt 1.

Forma do corpo dos peixes. 4. Invertebrado com o corpo segmentado. Esqueleto externo dos invertebrados. Propriedade das penas. 4. Estabelece a correcta correspondência entre as expressões da Coluna A e as Coluna B. B) … porque a sua pele. 4) Preenche o crucigrama. de modo a obteres afirmações verdadeiras. assumindo uma forma esférica e o dobro do seu tamanho habitual. Contudo. 7. Concha formada por uma única peça. 3. Horizontais 1. exposta ao ar.2 Indica o que é que o peixe-balão faz para conseguir essa transformação. Revestimento da lombriga. quando se sente ameaçado. 2. C) … porque o seu revestimento não permite manter constante a temperatura do corpo.3. 6. Tipo de escamas dos peixes. Renovação periódica que ocorre nos répteis. Verticais A. 3. engole água e incha. Descreve a transformação que ocorre na forma do corpo do peixe-balão quando este se sente ameaçado. 8. seca facilmente. Revestimento dos répteis. D) … porque o seu revestimento funciona como um escudo protector. 3. 1) 2) 3) 1) A rela tem de viver em locais húmidos… 2) A gaivota mergulha sem molhar o corpo… 3) Poucos animais conseguem comer o mexilhão… 4) A iguana coloca-se ao sol para manter o seu corpo quente… 5.4 Explica a importância desta mudança de forma do corpo do peixe-balão. O corpo do peixe-balão normalmente é fusiforme. B. Substância que reveste o corpo dos insectos. 3. B – O mesmo peixe com forma esférica. A 1 2 3 4 5 6 7 8 B 14 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . 5. Esta nova forma e os espinhos existentes nas escamas eriçadas afugentam os predadores mais destemidos.1 A B A – Peixe-balão com forma de fuso. Lê atentamente o texto. Coluna A Coluna B A) … porque o seu revestimento é impermeável à água.3 Onde se localizam os espinhos que o peixe-balão eriça? 3.

1 1.1 Diversidade nos animais 15 . Educ. o processo de locomoção da cobra.4 Explica. A) Cavalo-marinho ____________________________________ C) Canguru _______________________________________________ G) Rã _______________________________________________________ B) Coruja ________________________________________________ D) Borboleta ___________________________________________ E) Cobra ___________________________________________________ F) Raposa _______________________________________________ 1.3 1.1.5 Relaciona as adaptações do corpo da rã com o facto de ela se deslocar no solo e na água.2 _______________________________________________________________________________________________________________________ Explica.o Enc. + ciência – Ciências da Natureza 5. __________________________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________________________ 1. por palavras tuas. no ar.1. no solo. Observa os animais. 1.1 Indica quais dos animais se deslocam: na água. Turma 1.3 Menciona o tipo de locomoção de cada um dos animais. N. por palavras tuas.1. 1. Apresentando exemplos. comenta a afirmação: Algumas das características do corpo dos animais estão relacionadas com o seu modo de locomoção. 1. 2.Ficha de trabalho 5 Locomoção e regimes alimentares Nome Avaliação Prof.2 1.o Ano – SEBENTA 2. o que entendes por locomoção.

pt 4. consegue triturá-la. a presa foge. Possui dentes caninos muito desenvolvidos para perfurar e despedaçar a vítima e com os molares. começa a correr a grande velocidade na sua direcção. que se alimenta. 4. 1 _________________________________ 2 _________________________________ 3 _________________________________ 3. 4. Observa os esquemas.2 Indica o regime alimentar do leopardo. em geral.3. Lê o texto com atenção e responde às questões: O leopardo é um hábil caçador. e este alcança-a. de saliências aguçadas. ᕡ ᕣ ᕢ ᕣ ᕡ ᕣ 3. quando já está suficientemente perto. aproxima-se dela silenciosamente e.2 Refere qual o regime alimentar do: Homem _________________________________ Gato _________________________________ Boi _________________________________ 3.4 Enuncia as diferentes etapas do leopardo quando caça. o predador imobiliza-a com as garras e crava-lhe os caninos na garganta ou na nuca. de gazelas e antílopes. Quando isto acontece. matando-a.1 Faz a legenda dos números que constam nos esquemas.3 Caracteriza os tipos de dentição do gato e do boi. mencionando as principais diferenças entre eles. 4. Adaptado de www. 4. Quando avista uma potencial presa ao longe. Ao pressenti-lo. 16 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio .naturlink. por vezes. superior. mas a velocidade a que o leopardo corre é.1 Diz o nome de duas presas preferidas do leopardo.3 Refere o modo como o leopardo imobiliza a sua presa. Utiliza as garras como armas para imobilizar a presa.

frutos e até roer cascas de árvores. 1) 2) 3) 2. Mas.1 Qual é o regime alimentar do coelho-bravo? Justifica com uma expressão do texto. 1.1 Diversidade nos animais 17 .o Ano – SEBENTA 1. Faz a sua legenda.o Enc. B) Animal que se alimenta de plantas ou partes de plantas. ᕡ ᕢ ᕣ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ᕣ ᕢ ᕡ ____________________________________________________________ + ciência – Ciências da Natureza 5. Enquanto come. Coluna A 1) Herbívoro 2) Omnívoro 3) Carnívoro Coluna B A) Animal que se alimenta de outros animais. Lê o texto com atenção e responde às questões. para procurar ervas. folhas. por vezes. que lhe crava os caninos na sua carne tenra.4 A figura representa a dentição do coelho-bravo. Educ.Ficha de trabalho 6 Locomoção e regimes alimentares Nome Avaliação Prof.3 Qual é a técnica de caça utilizada pela raposa na captura do coelho-bravo? 1.5 Estabelece uma correspondência correcta entre a coluna A e a coluna B. torna-se presa fácil da raposa. 1. N. O coelho-bravo sai da toca de noite e. de dia. C) Animal que se alimenta de plantas e de outros animais.2 Transcreve do texto o comportamento utilizado pelo coelho-bravo quando pressente perigo. 1. como é muito indefeso. Turma 1. mantém-se atento e. foge aos ziguezagues e aos saltos. se pressente algum perigo.

classifica de verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes frases. A enguia utiliza as suas barbatanas caudal e anal para se deslocar no meio em que vive. maior será a velocidade de deslocação. B) k Quanto C) k Quanto D) k 2. num salto.3 Indica o nome de outros dois animais que se desloquem como o canguru. A) k B) k C) k Membros anteriores com fortes músculos. conseguindo introduzir o seu corpo em espaços muito estreitos. 2. O poderoso impulso dos membros posteriores projecta-lhe o corpo para a frente.2 Assinala com uma cruz (X) as características dos membros do canguru que lhe permitem dar um poderoso impulso ao corpo. Membros posteriores com fortes músculos.4 menor for a superfície de apoio dos membros no solo. 18 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . A) k O modo como o animal apoia os membros no solo não influencia a velocidade de deslocação. enquanto os membros anteriores se encolhem contra o peito.2 Menciona o processo de locomoção da enguia. maior será a velocidade de deslocação.1 Qual é o processo de locomoção do canguru? 2.2.1 Em que meio se desloca a enguia? 3. 3. apresenta duas características do seu corpo. 2. O canguru é um animal que se desloca com uma espantosa rapidez. Lê o texto com atenção e responde às questões.3 Atendendo a que a enguia consegue introduzir-se em locais muito estreitos. menor será a velocidade de deslocação. Lê o texto com atenção. menor for a superfície de apoio dos membros no solo. Quanto maior for a superfície de apoio dos membros no solo. 3. Membros posteriores mais longos que os anteriores. Considerando a relação que existe entre a velocidade com que o animal se desloca e o modo como assenta os membros no solo. 3.

2. 2.o Enc. 2.2 k Durante a época de reprodução. lutam contra outros pretendentes. C) Sonora.3 k Durante a parada nupcial. A) Visual. A fecundação é interna e chocam. Lê com atenção o texto e responde às questões. B) Olfactiva. 1. Chave: A – Sonora. N. os pirilampos emitem uma luz que atrai os companheiros do sexo oposto. vivíparos ou ovovivíparos? Retira do texto uma frase que justifique a tua resposta. tal como os cães. C – Visual k As zebras. quando procuram constituir família. 1. As anacondas são as maiores serpentes do mundo e encontram-se em rios e lagos. 2.o Ano – SEBENTA Sublinha o tipo de manifestação usado pela anaconda para atrair os seus machos. cada espaço k com a letra da chave correspondente. 1. para atraírem os machos. Turma 1.5 As anacondas são animais ovíparos.1 2.Ficha de trabalho 7 Reprodução e factores do meio Nome Avaliação Prof. 2. Educ. Completa. 1. 1. Alimentam-se de mamíferos.6 + ciência – Ciências da Natureza 5. peixes e répteis. As fêmeas.5 k De noite.4 Explica o que entendes por fecundação interna. 2.1 Diversidade nos animais 19 . durante seis meses.4 k As raposas marcam o seu território com a urina.3 Indica se a reprodução das anacondas é assexuada ou sexuada. os ovos dentro do seu próprio corpo. B – Odorífera.2 Refere o que entendes por reprodução. Justifica a tua resposta. 1. os grilos “cantam” para atraírem os seus parceiros. Feromona: substância produzida por um animal que influencia o comportamento sexual de outros animais da mesma espécie. os pavões machos mostram as suas penas da cauda.1 Menciona qual o regime alimentar das anacondas. libertam uma feromona. correctamente.

20 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . k Ovíparo.4 Propõe uma justificação para a diferença do número de batimentos cardíacos do ouriço-cacheiro durante o período activo e o de hibernação. que representa as transformações da joaninha.2 Refere se a joaninha apresenta metamorfoses completas ou incompletas. Observa a figura. Justifica a tua resposta.3. k Reprodução assexuada. k Fecundação interna. assinala com uma cruz (X) as opções correctas. B A C D 4. 5. 5.3 Completa a afirmação com os termos maior e menor. Relativamente a este animal. k Omnívoro. 4.2 Indica o factor do meio que obriga o ouriço-cacheiro a hibernar.1 Atribui o nome a cada uma das fases (A.1 Explica o que entendes por hibernação. 5. k Carnívoro. Período activo Temperatura 35 °C 190/minuto Hibernação 9 °C 20/minuto N. 4. 5. C e D) das metamorfoses da joaninha. O número de batimentos cardíacos do ouriço-cacheiro é ________________ em período de hibernação e ________________ em período de vida activa. k Reprodução sexuada. k Fecundação externa. A tabela representa valores referentes ao ouriço-cacheiro em situação de vida activa e de hibernação.° de batimentos cardíacos 5. O leão é um animal mamífero. k Vivíparo. k Herbívoro. B.

Turma 1. k Gema k Casca 3. A ilustração representa a sequência das fases da parada nupcial do galo e da galinha.1 O escorpião do deserto possui um revestimento externo praticamente impermeável que diminui a perda de água.1 Explica por que motivo associamos as andorinhas à Primavera.o Ano – SEBENTA k Emite uma mensagem sonora. 2.2 1. ᕣ ᕢ k Oferece presentes. As substâncias necessárias à sobrevivência do embrião são fornecidas pela ____________________ e pela _______________________.3.3 Como se denomina a viagem que as andorinhas realizam anualmente? 3. Lê as frases e indica o factor do meio que mais influencia cada animal. B A C 3. _________________________________ A toupeira tem olhos muito pequeninos e cobertos de pele.3 Após o acasalamento formam-se ovos no interior da galinha.3 1.Ficha de trabalho 8 Reprodução e factores do meio Nome Avaliação Prof. _________________________________ O caracol estiva como forma de se defender das condições do meio. 1. 3. Justifica esta afirmação. 2. N. + ciência – Ciências da Natureza 5.3.2 k Membrana k Calaza k Clara k Cicatrícula ᕥ ᕡ ᕤ Completa a afirmação com os termos adequados. B e C e as fases em que o galo: k Acasala.1 Faz corresponder cada número ao respectivo termo.o Enc. _________________________________ O urso polar tem pêlos longos e uma grande camada de gordura sob a pele. _________________________ O camaleão procura um local escondido e abrigado para se proteger durante os meses de Dezembro a Março. ᕦ 3. 3.1 Diversidade nos animais 21 .4 1. raramente vemos andorinhas no Inverno.1 A reprodução desta espécie de aves é sexuada. As andorinhas são aves que associamos à Primavera. pois é nesta estação que as vemos em maior abundância. 2. Em Portugal.5 2.2 Estabelece a correspondência entre as imagens A.2 Apresenta uma razão que justifique o facto de raramente vermos andorinhas no Inverno. 2. Educ. _________________________________ 1.

Os animais reagem às variações dos factores do meio através de diferentes processos.2 As metamorfoses da borboleta são completas. onde dormem entre 5 e 7 meses. 6.1 Prevê para onde se deslocarão as minhocas na fase final.4 Propõe uma situação-problema para a actividade experimental. _______________________________________ 5. descreve as metamorfoses da borboleta.4. 22 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio .3 Indica o factor do meio que está a ser estudado com a realização desta actividade experimental.2 Propõe uma interpretação para a reacção das minhocas. O esquema representa o processo de metamorfose da borboleta branca. A) Anualmente. 6. as marmotas refugiam-se em tocas. Recorda a influência dos factores do meio no comportamento animal e redige três afirmações. B) No no Outono. onde os alimentos escasseiam. a rã do deserto enterra-se na areia. as renas deixam as regiões geladas. 7. 6. 5. Fase inicial e final Fase Zona escura Minhocas 6. _______________________________________ C) Durante a época seca. Lê as frases que se seguem e identifica o processo referido. 6.1 Com base no esquema. _______________________________________ Outono. 5. e dirigem-se para regiões arborizadas. Concordas com esta frase? Justifica a tua resposta. até se iniciar a Primavera. A imagem que se segue ilustra uma actividade experimental realizada para averiguar o modo como os factores do meio influenciam o comportamento animal.

+ ciência – Ciências da Natureza 5.o Ano – SEBENTA Diversidade nas plantas .

° passo – Com a ajuda do esquema. O que terá acontecido aos que não encontraste? 3. Quais destes objectos são biodegradáveis? E não biodegradáveis? 4. neste Natal podes surpreender a tua família. No dia-a-dia devemos reduzir ao máximo a utilização de objectos não biodegradáveis. retiram e guardam os enfeites.palinha azul alface . às quais. Contudo. ° passo – Faz um esquema no teu caderno onde representes a área de terreno utilizada e identifiques o que corresponde à cor de cada palhinha. basta ires a um viveiro de plantas. vai ao terreno e volta a fazer buracos no mesmo local para desenterrares o que lá colocaste. mais uma árvore cortada e menos oxigénio na atmosfera.palinha rosa esferovite . isto é. a árvore vai para o lixo. Experiência ecológica 18 de Março 2010 18 de Abril 2010 • 1 folha de alface • 1 saco de plástico • 4 palhinhas de cores diferentes • 1 pedaço de esferovite 8 cm maçã . 2. Responde 1. o saco de plástico e o pedaço de esferovite.palinha amarela xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Nota: Podes realizar esta actividade utilizando uma floreira grande com terra. especialmente bactérias. 5. No final da época natalícia podes conservá-la no vaso de modo a usá-la no ano seguinte ou podes plantá-la no jardim da tua casa ou da tua rua. volta a tapar o buraco com a terra que escavaste e enterra metade da palhinha de uma cor. podem ser decompostas por acção de microrganismos. ° passo – Com a pá faz quatro buracos com cerca de 8 cm de profundidade. Repete este passo para a folha de alface. Que objectos encontraste? 2. 4. Quem sabe se ela não crescerá muito e no ano seguinte optas por ter uma árvore de Natal no jardim? Actividade 5 Experiência ecológica Algumas substâncias são biodegradáveis. descobrires a tua árvore de Natal ideal e comprá-la. 3. No entanto. ° passo – Selecciona uma área de terreno relvado na tua escola ou em tua casa onde não haja plantas. isto é. Leva-a para casa e enfeita-a maravilhosamente. Justifica esta afirmação.Actividade 4 Árvore de Natal ecológica A árvore de Natal é uma tradição da época natalícia. Aguarda um mês. Para tal. no final desta época. 24 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . Material • 1 caroço de maçã • 1 pá de jardinagem Procedimento 1. traduzindo-se num duplo desperdício. ° passo – Coloca o caroço de maçã no primeiro buraco.palinha verde saco plástico . Muitas famílias enfeitam árvores naturais. e originar nutrientes para os seres vivos.

............4 Caracteriza a raiz da salsa e identifica-a quanto à forma...... utilizando a chave dicotómica que se segue.................................... A raiz é um órgão essencial às plantas. + ciência – Ciências da Natureza 5....................... de forma esquemática..o Enc............... Zona onde se encontram os pêlos absorventes ou radiculares....... Turma 1......................1 Desenha...........o Ano – SEBENTA Chave dicotómica para identificação de raízes quanto à forma 1 2 3 Raiz pouco espessa ...................... Raiz fasciculada Com uma raiz principal mais desenvolvida .................2 Diversidade nas plantas 25 ......................... 1................... ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ 1. 3... Colo 2............ as partes que constituem a raiz da salsa e completa a respectiva legenda............. 2 Raiz muito espessa .....Ficha de trabalho 9 Raiz e caule Nome Avaliação Prof.............................. Raiz fasciculada tuberculosa 2................... Raiz aprumada tuberculosa Com um feixe de raízes semelhantes ....... 5.... que protege e facilita a sua penetração no solo... Educ.......... 1... 4.....................2 Estabelece a correspondência entre os números da legenda e as frases seguintes: A) k B) k C) k D) k E) k Zona onde se dá o crescimento da raiz................. Zona que liga a raiz ao caule..3 Esta planta apresenta uma raiz aérea....... 1...... 3 Com uma raiz principal mais desenvolvida ...... 1....... Raiz aprumada Com um feixe de raízes semelhantes ..... Zona onde se encontram as raízes secundárias................ Zona terminal da raiz...... Concordas com a frase? Justifica a tua resposta............ N............

Observa com atenção as raízes ilustradas. cada uma das raízes ilustradas.3 Menciona duas funções exercidas pela raiz de uma planta.1 A B C Identifica as raízes. B) Suporta os ramos. 3.2 Classifica cada um dos caules acima representados quanto à sua localização. E) Pode acumular substâncias de reserva. flores e frutos. recorrendo à chave dicotómica que se encontra no final da página anterior. 2. Espique e Colmo. A __________________________________ B __________________________________ C __________________________________ D __________________________________ E __________________________________ F __________________________________ 3. A __________________________________ B __________________________________ C __________________________________ D __________________________________ E __________________________________ F __________________________________ 4. Tronco. A B C __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ 2. folhas. D) Transporta as seivas. C) Permite a fixação da planta ao solo. Tubérculo.2 Classifica. 2. sublinha as que traduzem funções do caule. A B C D E F 3. A) Protege os órgãos de reprodução da planta. quanto à localização. Das frases que se seguem.1 Estabelece a correspondência entre os caules representados e os termos da chave. Chave: Rizoma. Bolbo.2. Observa com atenção os caules e responde às questões. 26 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio .

o Enc.2 Indica duas funções da raiz e duas funções do caule. 2. 1.1 Comenta a afirmação: As raízes da figueira banyan são subterrâneas. Observa a imagem de uma figueira banyan e responde às questões. sobretudo devido às suas aplicações na medicina. 2. 1.Ficha de trabalho 10 Raiz e caule Nome Avaliação Prof.1 Menciona duas causas responsáveis pelo perigo de extinção das espécies vegetais.3 Indica o nome das serras portuguesas onde é possível encontrar exemplares de teixos. N. Estima-se que mais de 6% das espécies vegetais identificadas na Terra estejam em perigo de extinção. As plantas com flor destacam-se na Natureza.4 Comenta a afirmação: O teixo é uma espécie vegetal de extrema importância para a humanidade.o Ano – SEBENTA 3. + ciência – Ciências da Natureza 5. 3.2 Menciona o nome de outra planta que apresente raízes semelhantes às da figueira banyan. 1. Educ.2 Refere o nome de duas espécies vegetais em vias de extinção em Portugal. 1. 2. Turma 1.2 Diversidade nas plantas 27 . pois apresentam cores atraentes e libertam odores agradáveis.1 Quais são os principais órgãos que constituem uma planta com flor? 2. 3.

O caule é o órgão da planta que estabelece a ligação entre a raiz e as folhas. apresentando ramos a partir de certa altura. ocos ou com medula e com nós salientes. mais grosso na parte superior. Caules aéreos. Raiz pouco espessa que apresenta uma raiz principal mais desenvolvida. 6. 7. 4. 4. 4.5 Refere o nome de um caule que acumule substâncias de reserva. 2. 5.3 Menciona as formas que os caules subterrâneos podem assumir.1 Indica em que sentido cresce o caule. Raiz pouco espessa que apresenta um feixe de raízes semelhantes. 4. 3.2 Refere as formas que os caules aéreos podem assumir. Raiz que cresce ao longo do caule. Completa o crucigrama. de forma cilíndrica.4 O que distingue um caule aéreo de um subterrâneo? 4. 1. 4.6 Identifica e caracteriza as três formações que se podem distinguir nos caules aéreos. folhas e flores.4. Caules que se desenvolvem debaixo do solo. 1 2 3 4 5 6 7 28 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . Saliências que vão originar novos ramos. Caule aéreo. 5. 4.

............ ________________________________________ 4.............. 3 Folha com uma nervura principal de onde partem nervuras secundárias ..... Indica a que se deve essa coloração.......... Observa com atenção as folhas representadas...................................................... 1........... Educ.............................. ________________________________________ 2.... Paralelinérvia Folha com nervuras não paralelas ............................. ________________________________________ 3........3 Menciona duas funções exercidas pelas folhas de uma planta......... ________________________________________ 1. Uninérvia Folha com mais de uma nervura .. Peninérvia Folha com várias nervuras que partem todas da base do limbo ... utilizando a chave dicotómica...................2 A maioria das folhas apresenta uma cor verde.. Palminérvia 2............................... 1..........5 + ciência – Ciências da Natureza 5............................................ 1......2 Diversidade nas plantas 29 .. 2 Folha com nervuras paralelas entre si ...............1 Faz a legenda dos números das folhas A e B...........................Ficha de trabalho 11 Folha e flor Nome Avaliação Prof................o Enc. N.............................. A ______________________________ B ______________________________ C ______________________________ Chave dicotómica para identificação de folhas quanto à nervação 1 2 3 Folha com uma única nervura ....... ᕣ ᕢ ᕡ ᕤ A ᕣ ᕤ B ᕡ C 1............. 1........4 Refere e justifica se a folha C é completa ou incompleta...... Turma 1..............o Ano – SEBENTA Identifica as folhas quanto à nervação....

________________________________________ 3. ________________________________________ 2. se a flor representada na ilustração acima é completa ou incompleta. justificando.6 Completa a afirmação seguinte com os termos correctos. ________________________________________ 4. 1. de aquáticas quando se desenvolvem na ____________________________ e quando se desenvolvem no interior do solo são chamadas folhas ___________________________. 2. ________________________________________ 2. 3. ________________________________________ 5. As folhas podem ser classificadas de ___________________________ quando se desenvolvem no ar. em todos os sentidos.1 ᕡ ᕦ ᕢ Comenta a seguinte afirmação: As flores são muito importantes na vida das plantas. 2. doze termos relacionados com a constituição da flor. Observa a ilustração da constituição de uma flor e responde às questões.2 Faz a legenda dos números da ilustração.3 Indica.1. A S V E T B E F Y G U P E T A L A S G S I S E P A C S Z T H R N D T A D V D X A H T E C Y L F H F C M A Y C A C A L I C E E N O E Z T S P Q O R S D E U I R A I R R T E R A D O W D O T O U S O Q F M U F L U L O D C T I N O A N C A R P E L O S A N M A D F C U E A O D T K S O B V R F S L V E L D V H B T G D U B R I G A J N U Y F V R A D F R C B N X H O T O U F I L E T E I C P J K L O D F H O P N 30 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . ᕥ ᕤ ᕣ 2. ________________________________________ 6. Descobre na sopa de letras.

...... 1 Folhas de azevinho................................................... 3 Folha com uma nervura principal de onde partem nervuras secundárias ..... 1......3 As folhas podem identificar-se quanto à sua localização.. utilizando a chave dicotómica. 2 Folha com nervuras paralelas entre si . 2 Folhas de pinheiro................ Educ.......2 Diversidade nas plantas 31 ..o Ano – SEBENTA Folha com uma única nervura . 1.......................... às características do limbo e à disposição das nervuras no limbo.... Peninérvia Folha com várias nervuras que partem todas da base do limbo ........................................................ Palminérvia 2...2 Indica os três tipos de órgãos que se encontram numa flor completa..4 Observa as folhas e.... Paralelinérvia Folha com nervuras não paralelas ..... 1............................ Turma 1.... __________________________________ 3.... __________________________________ 2. A constituição de uma folha completa apresenta três partes distintas............1 Refere o nome das partes que constituem uma folha completa........2 Menciona o nome dos canais por onde circulam as seivas. N............. 1........... 2..... identifica-as quanto à nervação......Ficha de trabalho 12 Folha e flor Nome Avaliação Prof.......................... 2.................. 1....3 Menciona o nome dos órgãos de suporte e a função que desempenham na flor............ 2........ 2..1 Refere a principal função da flor.. 3 Folha de plátano.............. Indica os tipos de folhas estudados quanto à localização........................ A flor é um ramo modificado que contém os órgãos reprodutores das plantas com flor. __________________________________ Chave dicotómica para identificação de folhas quanto à nervação 1 2 3 + ciência – Ciências da Natureza 5...............................o Enc...................... Uninérvia Folha com mais de uma nervura ..

Completa o crucigrama. Órgão de suporte da flor. Flor constituída por bainha. tornando-as verdadeiras. F) k O pedúnculo e a corola constituem os órgãos de reprodução. Órgãos da flor com função reprodutora. D. Pé da folha. as pétalas são de cor verde. Conjunto das pétalas.2. Verticais A. Pigmento que atribui a cor verde às folhas. Conjunto de sépalas A 1 2 B C E 3 D 4 5 32 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . 2.4 Classifica com um V de verdadeiro ou um F de falso as seguintes frases: A) k B) Ao conjunto das sépalas que constituem uma flor dá-se o nome de corola. Parte reprodutora masculina da flor. Canais onde circulam as seivas. E) k Geralmente. 3. 2. 3. pecíolo e limbo. Parte reprodutora feminina da flor. B. C. 5. G) k O grão de pólen é a célula sexual feminina da planta. E. C) k Todas as plantas produzem flores. Horizontais 1. 4. D) k O pedúnculo e o receptáculo são os órgãos de suporte da flor. H) k Os órgãos de protecção da planta são o cálice e a corola. k O androceu corresponde à parte reprodutora masculina da flor e é constituído por carpelos.5 Corrige as frases que consideraste falsas.

Os caules subterrâneos dos fetos são do tipo ________________. 1.1 Identifica o nome da planta representada. Completa as afirmações seguintes.2 Diversidade nas plantas 33 .3 Relativamente a esta planta.2 Faz a legenda dos números da ilustração. _______________________________________ 4. Observa com atenção a planta representada na ilustração. Encontram-se em locais com ________________ luz. classifica com um V de verdadeiro ou um F de falso as seguintes frases. Educ. a flor do girassol vira-se para o solo. tornando-as verdadeiras. _______________________________________ 2. 1. caule e folhas. 1. _______________________________________ 3. 3. quando anoitece. Os fetos reproduzem-se por ________________. A flor do girassol. No entanto. Os fetos são plantas ________________ flor.o Ano – SEBENTA 3. É uma planta sem flor. 3. Turma 1.Ficha de trabalho 13 Plantas sem flor e influência dos factores do meio Nome Avaliação Prof.1 Indica qual é o factor do meio que influencia o comportamento da flor do girassol. _______________________________________ ᕢ ᕣ ᕤ 1. É constituída por raiz. O seu habitat preferido é seco e bastante luminoso. movimenta-se em direcção ao sol. durante o dia. ᕡ 1. N.4 Corrige as frases que consideraste falsas.o Enc.2 Denomina os movimentos das plantas em direcção à luz. + ciência – Ciências da Natureza 5. 2. A) k B) k C) k D) k Reproduz-se por sementes. utilizando os termos correctos. 2.

1) 1) Plantas xerófilas 2) Plantas de folhagem caduca 2) 3) Plantas anuais 3) 4) Plantas hidrófilas 4) 5) Plantas de folhagem persistente 5) 6. O Homem utiliza-o no fabrico de diferentes peças de mobiliário. Nos nossos dias.1 Explica o que é o fotoperíodo de uma planta. 6.1 Refere qual o principal agente responsável pelo facto de o teixo estar em vias de extinção. 4. E) As figueiras são árvores que perdem as suas folhas na estação fria. Lê o texto com atenção e responde às questões: O teixo (Taxus baccata) é uma árvore que atinge alturas de 5 a 26 m e pode viver 1500 anos. 6.4. 5. qual das plantas mencionadas apresenta maior fotoperíodo. As alfaces florescem na Primavera. D) São plantas que vivem em locais muito secos e possuem adaptações específicas que lhes permitem resistir à falta de água. A sua exploração tem sido tão intensiva que praticamente desapareceu na Europa. justificando.2 Indica. acabando por morrer. Estabelece a correspondência correcta entre os termos da Coluna A e as frases da Coluna B. 34 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio . na tua opinião. B) São plantas com folhas largas e raízes pequenas que só sobrevivem em ambientes aquáticos. C) São plantas que não resistem às baixas temperaturas. é uma espécie protegida em numerosos países. Coluna A Coluna B A) As palmeiras são árvores cujas folhas resistem durante o Inverno.2 Indica duas medidas que. 4. ajudariam a proteger o teixo. enquanto os crisântemos florescem no Outono e no Inverno.

5 Menciona a função dessas formações arredondadas. 2. 1. Completa as afirmações com os termos correctos.3 Refere o tipo de ambiente preferido por estas plantas. Refere a importância desta cápsula para a planta. 1. formam densos ________________ com alguns centímetros de ________________. O corpo destas plantas é constituído por ________________. estas plantas desenvolvem um filamento que termina numa cápsula.o Ano – SEBENTA 2.Ficha de trabalho 14 Plantas sem flor e influência dos factores do meio Nome Avaliação Prof. + ciência – Ciências da Natureza 5. Educ. Comenta a afirmação: Os musgos são plantas sem vasos condutores de seiva.o Enc.1 Caracteriza a forma dos caulóides.2 Comenta a afirmação: A figura representa uma planta com estrutura semelhante às plantas com flor. 2.2 Na época da reprodução.2 Diversidade nas plantas 35 . N. ________________ Os 2. 1.4 Como se designam as formações arredondadas situadas na página inferior de algumas folhas destas plantas? 1. caulóides e ________________. Geralmente.1 Indica o nome da planta representada na figura. Turma 1. 2. 1. são um grupo de pequenas plantas terrestres que se encontram em locais ________________ e ________________.3 Prevê o que acontecerá se replantares exemplares destas plantas num local húmido e sombrio. 3. Observa a figura e responde às questões.

em todos os sentidos.1 Indica a designação atribuída ao processo de transporte das seivas nos musgos. muitas plantas perdem as folhas na estação fria. 4.3. As plantas são influenciadas pelos factores do meio. 4. Como se denominam estas plantas? 5.4 Que designação é atribuída às plantas adaptadas à vida em ambientes aquáticos? 4.1 Refere os factores do meio que influenciam a distribuição e o desenvolvimento das plantas. Descobre na sopa de letras. 4.5 Para resistir às variações de temperatura.3 Indica a principal adaptação das plantas que vivem em ambientes muito secos. A V Q A Q S F A Z E R T F V S D F G H S D S Z E D C S D T Y R G I J K U O P D M D X R F B D E I L P Ç V R A C D F F U F C T V G E R E T C Y A N U A I S G S O T E F D Z A R W A T Z Y F D U A H G G V D T I U S E T U I E O P U Ç M J O T S F Y A L D P G L Q S A F C S G K S Y O A U S F O R P O F D I S A X U L F A I S I D G G I A I D Q S A G J L Q G C G X O E S T Z D D Y L P D G V B W H V N L P R X Y O S E I L E Ç K A N E J G A C A T C U I D S S S R S M S D R K H R V A Y A I D H T D F S E C D F T T U O B S U P O E F Y F G I R V F R Y E S P O R O S P S O U T T S T X E T U M Y S F X P U L F A H Y R T Y X W V I P U E G C J L Ç H J N U E E U E Q C O E I B T S T A L O K E I W N I R Y S P R O N A D H D S O L N O Q T O O U D L A P J S F K R F P H U P D E L F T H Z T L M Z E L T G P E F Ç C A B I O I H U M I D A D E J Ç G A K B U N L P O X R Ç K X X B V H I D R O F I L A S L C A L O C A N G L M N H B V R C S S E 36 TEMA 2 Diversidade de seres vivos e suas interacções com o meio .2 Os crisântemos florescem no Outono e no Inverno.2 Pesquisa sobre a importância dos musgos na redução do processo de erosão. dezoito termos relacionados com as plantas sem flor e a influência dos factores do meio. Justifica esta afirmação. 3. 4. 4.

+ ciência – Ciências da Natureza 5.o Ano – SEBENTA Unidade na diversidade dos seres vivos .

em Avanca. O nome do outro português que recebeu um prémio Nobel e em que categoria. o seu esforço e dedicação permitiram que a Angiografia Cerebral fosse uma realidade. justificável e justificada. atravessando os ossos do crânio. trabalhar com os grandes neurologistas da época. regressou a Portugal e foi transferido para a Faculdade de Lisboa. onde leccionou a disciplina de Neurologia. Neste país.Actividade 6 Egas Moniz: a história do primeiro Nobel português Egas Moniz nasceu em Avanca. Em 1911. a 27 de Outubro de 1949. que permitia o tratamento de algumas doenças mentais (esquizofrenia. nos últimos anos. quase sempre. Os laureados do género masculino têm predominado sobre os do género feminino. Pesquisa 1. Na Faculdade de Coimbra. matriculou-se na Faculdade de Medicina de Coimbra. a Neurologia desde cedo o fascinou. Na comunicação social da época este acontecimento foi pouco noticiado.0. tendo concluído o curso em 1899 e o doutoramento a 14 de Julho de 1902. Consulta o sítio http://nobelprize. cuja compra só era autorizada com receita médica. ou aceder ao sítio www. foi-lhe atribuído o Prémio de Oslo e. Mas a ciência e o conhecimento estão em permanente evolução e as descobertas mais recentes irão. Actualmente. Em Junho de 1927. em simultâneo com Walter Hess. este método cirúrgico foi substituído por tratamentos químicos menos invasivos. a 29 de Novembro de 1874. familiares de doentes submetidos a este método e alguns neurologistas organizaram-se para tentar obrigar a Academia Real das Ciências da Suécia a retirar o Prémio Nobel de Egas Moniz. a Leucotomia foi uma descoberta excepcional. Para conheceres mais sobre o primeiro Nobel português podes organizar uma visita de estudo à Casa-Museu Egas Moniz. este método cirúrgico foi muito utilizado e. Em 1935. Descobre o nome da única mulher que recebeu o prémio Nobel duas vezes. pelo que decidiu ir para França. Todavia. e faleceu em Lisboa. mas. 38 TEMA 3 Unidade na diversidade dos seres vivos . (Estarreja) e os estudos liceais em Viseu. em que anos e em que categorias.org e descobre a história deste prémio tão famoso. Porém.sebenta. 2. apresentou a Leucotomia Pré-frontal.pt e realizares uma visita virtual. Em 1894. Por isso. a 13 de Dezembro de 1955. o número de laureadas tem aumentado. alguns doentes saíam do bloco operatório em estado vegetativo ou com células cerebrais irreversivelmente destruídas. um médico suíço. o Prémio Nobel da Medicina e Fisiologia. publicada em livro. A controvérsia científica Egas Moniz faleceu sem imaginar a controvérsia que a Leucotomia Pré-frontal iria causar nos EUA. com uma tese sobre sexualidade. leccionou as disciplinas de Anatomia. atendendo ao conhecimento científico da época. A 3 de Setembro de 1945.manualescolar2.o Ciclo em Pardilhó. Completou o 1. psicoses) cortando fibras de ligação entre os neurónios. por vezes. 3. pois Salazar não gostou que um opositor ao seu regime fosse reconhecido com tão prestigiante prémio. Mas o sucesso de vendas foi tal que foram publicadas 16 edições. anos mais tarde. Os seus trabalhos de investigação no campo da Angiografia Cerebral e Leucotomia Pré-frontal foram descobertas que o tornaram mundialmente conhecido. Fisiologia e Patologia Geral. pois permitia visualizar as artérias do cérebro. Este novo método foi um importantíssimo auxiliar dos neurologistas no diagnóstico e estudo de aneurismas e tumores cerebrais. substituir ou aperfeiçoar as anteriores.

Observa o microscópio óptico representado na figura. N. Turma 1.o Enc. 1. 3.3 Completa o quadro que se segue: Poder de ampliação Ampliação da ocular Ampliação da objectiva Indicação da operação 15× + ciência – Ciências da Natureza 5. Educ.o Ano – SEBENTA 10× 15 × 40 5× 40× 5 × 10 400× 1.Ficha de trabalho 15 Microscópio e célula Nome Avaliação Prof.2 Indica os sistemas que constituem a parte mecânia e a parte óptica do microscópio. 1.1 A célula – unidade na constituição dos seres vivos 39 .4 O que mudou no estudo da Biologia após a invenção do microscópio? Justifica a tua resposta.1 Das peças que constituem o microscópio. refere as que têm a função de: A) B) C) D) fixar a preparação ampliar o objecto _____________________________________________________________________________________________________ focar a preparação ______________________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________________ iluminar a preparação __________________________________________________________________________________________________ 1.

7 Explica.6 Corrige as frases que consideraste falsas. 2. 40 TEMA 3 Unidade na diversidade dos seres vivos . por palavras tuas. 2.5 Classifica de verdadeiro (V) ou falso (F) as seguintes frases: A) k Nem todos os seres vivos são constituídos por células.2. D) k Robert Hooke criou a designação “célula”. ____________________________________________________________ 2. __________________________________________ B) Controla toda a actividade da célula. 2. em que consiste a teoria celular. ᕡ ᕢ ᕣ 2. tornando-as verdadeiras. ____________________________________________________________ 3.3 Faz a legenda da figura. 2. C) k A um conjunto de órgãos que se associam para realizar uma mesma função dá-se o nome de organismo.2 Refere o nome de um cientista que se dedique ao estudo da célula. B) k A amiba é um ser vivo pluricelular.1 Indica qual o nome da ciência que se dedica ao estudo da célula. Observa atentamente o esquema de uma célula.4 Estabelece a correspondência entre os constituintes da célula numerados na figura e as funções que desempenham. 1. A) Permite a troca de substâncias e delimita a célula. __________________________________________ 2. ____________________________________________________________ 2. pois é constituída apenas por uma célula.

1 A C D Que instrumento representam as imagens? 1. Educ.o Ano – SEBENTA O que distingue o parafuso micrométrico do parafuso macrométrico? 2. 2. Faz um esquema da imagem observada por Hooke e caracteriza-a. 2.5 Robert Hooke observou cortes muito finos de cortiça ao microscópio. As peças do microscópio agrupam-se em quatro sistemas.Ficha de trabalho 16 Microscópio e célula Nome Avaliação Prof. 2.2 + ciência – Ciências da Natureza 5. As imagens representam a evolução de um instrumento essencial ao estudo dos seres vivos.4 Caracteriza o instrumento que observas na imagem B. B 1. 2.3 A quem atribuis a autoria dos instrumentos representados nas imagens B e C? 1. 1. 1.1 Refere as peças que constituem os sistemas de ampliação e de iluminação. N. Turma 1. 3.3 Menciona duas peças do microscópio que tenham a função de suporte.1 A célula – unidade na constituição dos seres vivos 41 .o Enc.2 Ordena cronologicamente as imagens.4 Indica dois cuidados a ter quando se usa o microscópio.

Coluna A Coluna B A) Conjunto de células idênticas que realizam uma tarefa comum. B) Conjunto de todos os sistemas de órgãos. 4. Grupo de órgãos que trabalham para uma mesma função. Grupo de células com forma e funções semelhantes. B Paramécia. por fim. Parafuso que permite mover rapidamente a platina. uma lamela. C Cogumelo. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 42 TEMA 3 Unidade na diversidade dos seres vivos . 10. 4. 4. 6. 5. Unidade básica da constituição dos seres vivos.3. Local onde se coloca a preparação. 4. De seguida. com a ajuda de uma pinça colocaram a letra sobre a água e. Microscópio inventado em 1932 pelo físico Vladimir Zworkin. Ser vivo que só é visível ao microscópio. 1. 9.3 Faz corresponder correctamente os termos da Coluna A com os da Coluna B. Observa os seres vivos representados.1 Indica os que são seres unicelulares. 3. 3. Estrutura arredondada que se encontra no interior da célula. Com um conta-gotas deitaram uma gota de água no centro de uma lâmina. 7. 4. 8. colocaram a preparação sobre a platina na seguinte posição.2 Distingue ser vivo unicelular de pluricelular. A Pilar e o Vasco recortaram a letra E de um jornal. 2. Ser vivo constituído por mais do que uma célula. D) Conjunto de tecidos que realizam uma actividade específica 1) 2) 3) 4) 1) Órgão 2) Célula 3) Tecido 4) Organismo 5.2 Calcula a ampliação da imagem obtida sabendo que a Pilar e o Vasco utilizaram uma ocular com poder de amplação 10× e uma objectiva de 15×.1 E Prevê a imagem que os dois amigos irão observar e desenha-a. C) Unidade básica da constituição dos seres vivos. A Melga. Preenche o crucigrama. Cientista inglês que aperfeiçoou o microscópio de Leeuwenhoek. 3.

1. Educ.1 Refere o modo como o homem primitivo agrupava os animais e plantas que conhecia. + ciência – Ciências da Natureza 5.4 Lineu foi considerado o pai da taxonomia.1 Imagina que eras um homem primitivo.2 Explica o modo como Aristóteles agrupava os seres vivos. Turma 1. Desde sempre que os fenómenos da Natureza e a diversidade dos seres vivos têm despertado a curiosidade do ser humano. Agrupa os seres vivos utilizando dois critérios diferentes. 1. 1.2 Classificação dos seres vivos 43 . Observa os seres vivos. como agruparias estes seres vivos? 3. 1.2 Se fosses um aluno de Aristóteles.3 Caracteriza o sistema de classificação desenvolvido por Carl Lineu.o Enc.Ficha de trabalho 17 Classificação dos seres vivos Nome Avaliação Prof. 2.o Ano – SEBENTA 2. Justifica esta afirmação. N. 2.

............ as categorias taxonómicas criadas por Lineu............. Crustáceos Com 1 ou 2 pares de patas em cada segmento ................ 4 Com 1 par de patas em cada segmento ................................ Descobre na sopa de letras........................... identifica a classe a que pertence a joaninha.... vinte e dois termos relacionados com a classificação dos seres vivos.... 2 Corpo dividido em cefalotórax e abdómen.................... por ordem crescente de variedade e número de indivíduos..................................................... Milípedes 3....................................... Carl Lineu desenvolveu um sistema de classificação dos seres vivos com cinco categorias taxonómicas......3 Utilizando a chave dicotómica seguinte................... em todos os sentidos................. Centípedes Com 2 pares de patas em cada segmento .. com 4 pares de patas .................................................. 3............................................................................................................ 4............................................. tórax e abdómen................................................................................1 Refere o nome dessas categorias taxonómicas...........2 Apresenta............................................................ com 3 pares de patas ........................................................ 3 Corpo protegido por uma carapaça calcária. Aquáticos ............. W C H A V E D I C O T O M I C A Q D W R E Q S E D A Z F T G E Y I O S S F C T A E D R R S S G Y H T U A P O A S L A R R F T T D R H B O R E N E G D C A F I L O F Y E T J N R S R I R N E V S S S T Q D U R F K E D A T M T U R G S Z T Y S C C L A S S E C Y A Y F T T I X O U R Z O T M R P M X U I H Q Y N F C T I E X P Y I T E Q V I S G A U U I V E O I A K H L U C E B O D D S I U C B L I N E U J I H I R G P F A R O N A N E S O S H U A Y E T H N G S T J M Ç M S A D D G F W V G Y J P Y X C H K A K T Z F G C V R B J H K R L C M G I O I A R T R O P O D E S U O J A O D O D U Y A G W A B T J I F Y T U Q N F L F O C Y H H Z H Y K P V T I O R E T P G P O C R I T E R I O B R S L E R H A T L R U A T X J S L N N E T M S A J Q S K D K S T C I D O H J S A N A X K A E F A E X A V K C M F K W S V Z C U S V D D S C K B L F V S L D C B X V Y E A S O V V E N T A X O N O M I A B R R S E S O B R M Ç V N A Q S B Q T G T T X 44 TEMA 3 Unidade na diversidade dos seres vivos ....................................2.................................... Insectos Com 4 ou mais pares de patas .................................. Chave dicotómica do filo artrópodes para identificação de classes 1 2 3 4 Corpo dividido em cabeça........................... Aracnídeos Com mais 4 pares de patas .......... 3.......

+ ciência – Ciências da Natureza 5.o Ano – SEBENTA Materiais terrestres suportes de vida .

123m 3 30 min. pede aos teus pais que te ensinem a ler o contador da água. Aguarda uma hora. é descobrir o maior número de fugas e identificar a sua origem. 4. nas mangueiras. Material • 1 pauzinho para espetadas • Alfinete ou tacha Procedimento 1. ° passo – Dividir a cartolina em quadrados de 23 cm de lado e cortá-los. ° passo – Traçar as diagonais em cada quadrado para encontrar o ponto de intersecção das mesmas. A tua missão. 6. Se o usares em dias e horas diferentes. e colá-los no centro. 567. Para tal.Actividade 7 Detective das fugas de água Nas nossas casas existem fugas de água invisíveis e secretas. nos autoclismos. quando ninguém estiver a utilizar água. pois mesmo uma pequena fuga contribui para desperdiçar água. Nota: O teu cata-vento está concluído. Por exemplo. a tua missão. ° passo – Desenhar ou fazer uma colagem na cartolina para que o cata-vento fique bem colorido. 567. controlar as fugas de água é. vai fazer a leitura do contador da água e regista o valor num papel. garantindo que ninguém utiliza água.125m 3 Actividade 8 Construção de um cata-vento O cata-vento é um dispositivo fácil de construir e que te permite simular o funcionamento dos aerogeradores no aproveitamento da energia eólica. a partir de hoje. Depois. descobriste uma fuga de água! Controlar as fugas de água é muito importante. Orienta-o em direcção ao vento e tenta contar o número de vezes que ele gira por minuto. • 1 cartolina • 1 régua de 30 cm • Lápis • Tesoura • Cola 23 cm 46 TEMA 4 Materiais terrestres suportes de vida . ° passo – Partindo de cada vértice do quadrado. ° passo – Unir os vértices do quadrado. ° passo – Espetar o alfinete ou a tacha no centro de modo a atravessar o papel e fixar-se ao pauzinho de espetadas. nas torneiras e até no jardim. enquanto detective de fugas de água. e volta a ler o contador da água. 2. poderás ter uma medida para calcular a velocidade do vento com os teus colegas: número de voltas por unidade de tempo. 5. uma fuga que encha uma chávena de café em 2 horas causará um desperdício de cerca de 14 000 l de água por ano. Por isso. Se o valor aumentou. por exemplo: no interior das paredes. 3. cortar até metade da distância ao ponto de intersecção das diagonais. seguindo o esquema apresentado.

1 Como se designa o conjunto de fenómenos naturais representados? E G 1.2 Como se designa a água própria para consumo humano? + ciência – Ciências da Natureza 5.5 A água dos oceanos é o mais extenso e rico habitat da Terra.Ficha de trabalho 18 Importância da água para os seres vivos Nome Avaliação Prof.1 Importância da água para os seres vivos 47 . 2. 1.o Enc. Observa atentamente a ilustração e responde às questões. 2.3. 2. 2.3 Menciona duas características da água imprópria para consumo humano. N. 1. Turma 1. A) Lençol de água D F B) C) D) ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ B C A E) F) G) Fusão 1. 4.4 Atendendo a que a água se encontra na Natureza em três estados físicos. Explica por palavras tuas os fenómenos representados pelas letras E e F.1 Onde se localiza a maior parte da água disponível para consumo humano? 2. refere um exemplo para cada um desses estados.4 Refere duas funções da água que justificam a sua importância para os seres vivos. Justifica esta afirmação.2 Completa a legenda.o Ano – SEBENTA 2. A água é um material terrestre indispensável à vida na Terra. Educ.

1 Indica as letras das frases que se referem a atitudes de protecção e conservação da água.3 Numa solução. D) Lançar esgotos e resíduos industriais nos rios e mares.5 Como se designa uma solução que não permite dissolver mais soluto? 4. A água reage de forma diferente quando lhe adicionamos substâncias. 3. Em tua opinião. b) O sal. 3. a Pilar poderá beber essa água? Justifica a tua resposta.3. A) Lançar lixo sólido para os rios e lagos. 48 TEMA 4 Materiais terrestres suportes de vida . Lê as frases que se seguem.2 Escolhe duas frases que não sublinhaste e explica por que motivo não se referem a atitudes de protecção e conservação da água. que designação se atribui às substâncias que se adicionam à água? E à água? 3.ΩΩΩΩΩΩΩΩΩΩΩ 3. E) Tratar as águas residuais.3 Refere duas atitudes correctas que deverás praticar durante a tua higiene pessoal e que contribuam para a protecção e conservação da água.2 Completa as afirmações com os termos correctos.4 A Pilar foi com os avós visitar um terreno onde estão instalados um poço e uma nora.1 Faz um esquema que permita visualizar o modo como 100 ml de água irão reagir à adição de 2 colheres de sopa de óleo. 4. a) O óleo é uma substância ___________________________________________ na água. 4.4 Explica por palavras tuas o que entendes por solução. o açúcar e o álcool são substâncias ___________________________________________ na água. 3. B) Utilizar pesticidas nas culturas agrícolas. C) Evitar os desperdícios de água. 4. 4.

como as dos rios e lagos.3 Imagina que eras o cientista responsável pela análise da qualidade da água e que descobrias a existência de bactérias perigosas depois de o processo de tratamento estar concluído. 2.5 A água é um recurso terrestre limitado. N.1 O que representa este esquema? Explica qual a função das fases E e F.4 A água subterrânea tem menos bactérias e partículas poluentes que as águas à superfície.2 + Ciência – Ciências da Natureza 5. Justifica esta afirmação. Refere duas formas de utilização da água que permitam a produção de energia eléctrica. 1.o Enc.2 Indica duas construções realizadas pelo Homem para assegurar o transporte de água de um local para outro. A água é indispensável à realização da generalidade das actividades humanas. 1. Observa o esquema. Análise da qualidade da água Água da torneira 2. 1.1 Importância da água para os seres vivos 49 . A B C D E F G Rio Grelha Tanque de decantação Filtro Adição de cloro 2.o Ano – SEBENTA 2.1 Refere três actividades humanas que envolvam a utilização de água. Justifica esta afirmação. 1. Que indicação darias às pessoas que em suas casas pretendessem consumir essa água? 2. Justifica esta afirmação. 1. 4.Ficha de trabalho 19 Importância da água para os seres vivos Nome Avaliação Prof.4 A água é um recurso terrestre capaz de produzir energia eléctrica.3 A água é uma via de comunicação entre povos. Educ. Turma 1. logo a sua protecção e conservação são atitudes prioritárias de cidadania.

baseando-se na declaração dos cientistas que trabalham para a empresa. proprietário da fábrica e cidadãos. A câmara municipal marcou uma assembleia municipal extraordinária para se discutirem os potenciais perigos da fábrica de fertilizantes químicos para a saúde dos seus munícipes. Acreditas totalmente na declaração dos cientistas que trabalham para a empresa? Justifica a tua resposta. Prevê uma possível diferença entre as duas regiões que pudesse levar o proprietário da fábrica a considerar inválida a comparação feita.3 Face a esta diferença de opiniões entre cientistas. 3. Muitos dos habitantes locais acreditam que estes problemas são provocados pela fábrica de fertilizantes químicos.2 Os cientistas contratados pelos cidadãos afectados compararam o número de pessoas com problemas cancerosos que vivem perto da fábrica com outros que vivem numa região distante da fábrica. afirmou que a fábrica não representa quaisquer riscos para a saúde pública. sugere uma possível solução que permita averiguar se a fábrica representa ou não riscos para a saúde pública.3.1 O proprietário da fábrica de produtos químicos. Imagina que vives perto de uma grande fábrica de produtos químicos que produz fertilizantes agrícolas. Nos últimos anos. Declaração dos cientistas contratados pelos cidadãos da comunidade local “Fizemos o levantamento do número de casos de problemas cancerosos nesta região e. depois. Não encontrámos qualquer vestígio de produtos químicos tóxicos nas amostras que recolhemos. e os cientistas presentes nessa reunião fizeram as declarações seguintes. comparámo-lo com o número de casos cancerosos em regiões distantes da fábrica de produtos químicos. (Exercício adaptado de PISA 2006) 50 TEMA 4 Materiais terrestres suportes de vida . Há mais incidentes nesta região. registaram-se vários casos de doenças cancerosas em pessoas da região.” Declaração dos cientistas que trabalham para a empresa de produtos químicos “Fizemos um estudo da toxicidade do solo nesta região.” 3. 3.

3. A ilustração representa duas actividades experimentais realizadas numa aula de Ciências da Natureza. 1.1 A Dióxido de carbono + ciência – Ciências da Natureza 5.3 Aponta uma aplicação do dióxido de carbono na indústria. 3.o Ano – SEBENTA Indica a propriedade que foi evidenciada em cada caso: A) B) _______________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ B 3. 2. B e C contém apenas um gás constituinte do ar. D) k O ar é compressível. O ar é uma mistura de gases. Educ.o Enc. com o objectivo de investigar as propriedades do dióxido de carbono. N. 1.Ficha de trabalho 20 Importância do ar para os seres vivos Nome Avaliação Prof.2 Importância do ar para os seres vivos 51 . 4. Turma 1. C) k O ar tem cor.2 Qual é a função da água de cal? Dióxido de carbono Água de cal 3. A) k O ar é inodoro. Cada um dos frascos A.2 Indica três características comuns aos gases contidos nos frascos.2 Transforma as frases que não assinalaste em afirmações verdadeiras sobre as propriedades do ar. B) k O ar não tem peso.1 Descobre o nome do gás contido em cada um dos frascos. Frasco A Frasco B Frasco C 2.1 Assinala com uma cruz (x) as afirmações que se referem a propriedades do ar. tendo em conta as seguintes informações: Frasco A – gás que turvou a água de cal ___________________________________________________________________________ Frasco B – gás que reacendeu a chama de um fósforo ________________________________________________________ Frasco C – gás moderador das combustões ______________________________________________________________________ 2.

3.4

O dióxido de carbono é indispensável para a renovação do ar da atmosfera. Justifica esta afirmação.

4.

Lê atentamente o seguinte texto.

Há quatro anos que o Vasco não come os frutos das árvores que o seu pai plantou no quintal. Depois das chuvas, as folhas ficaram queimadas e os frutos danificados. Novas folhas rebentaram, mas as árvores nunca mais recuperaram. O mesmo acontece com os seus vizinhos que moram na berma da Estrada Nacional, perto de Sever do Vouga.
4.1

O texto refere-se a uma consequência da poluição atmosférica. Assinala com uma cruz (x) a opção que consideras correcta.

k Efeito de estufa
4.2

k Aquecimento global

k Chuvas ácidas

Que consequências prevês para a economia familiar destes agricultores?

4.3. Menciona dois comportamentos que previnem a ocorrência de situações como esta.

5.

Preenche o crucigrama.
1. Químico francês considerado o pai da química moderna. 2. Aparelho usado para medir a humidade atmosférica. 3. Fenómeno atmosférico em que os ventos podem atingir os 200 km/hora. 4. Ácido que na presença de calcário liberta dióxido de carbono. 5. Constituinte do ar utilizado na medicina. 6. Nome genérico das bebidas gaseificadas. 7. Camada da atmosfera mais distante da superfície terrestre. 8. Gás que filtra as radiações ultravioletas do Sol.

1 2 3 4 5

6
7 8

52

TEMA 4 Materiais terrestres suportes de vida

Ficha de trabalho 21 Importância do ar para os seres vivos
Nome Avaliação Prof. N.o Enc. Educ. Turma

1.

Observa atentamente as fases de uma actividade experimental realizada na aula de Ciências da Natureza.

15

1.1

Que material foi utilizado nesta actividade?

1.2

Descreve o procedimento utilizado para realizar a actividade experimental.

1.3

Das frases que se seguem, assinala com uma cruz (x) a(s) que traduz(em) a(s) característica(s) do ar estudada(s) nesta actividade.

k O ar é elástico. k O ar é inodoro.
2.
+ ciência – Ciências da Natureza 5.o Ano – SEBENTA

Lê atentamente a seguinte afirmação:

“Sem a camada de ozono, os seres humanos estariam mais sujeitos a certas doenças devido ao aumento da exposição aos raios ultravioletas provenientes do Sol.”
2.1

Indica em que região da atmosfera se situa a camada de ozono.

2.2

Refere uma doença provocada pelos efeitos dos raios ultravioletas.

25

20

5 15

k O ar tem forma e volume variáveis. k O ar tem peso.

25

20

5 15

k O ar é compressível.

(Exercício adaptado de PISA 2006)

4.2 Importância do ar para os seres vivos

25

20

5

53

3. A

energia eólica é uma fonte energética que pode substituir os geradores de electricidade alimentados pela queima de carvão ou petróleo. As estruturas visíveis na imagem são aerogeradores cujas pás são movimentadas pelo vento. A rotação das pás permite que os aerogeradores produzam energia eléctrica.

Os gráficos seguintes apresentam a velocidade média do vento ao longo do ano em quatro locais diferentes.
Velocidade do vento (km/h) Velocidade do vento (km/h) Velocidade do vento (km/h) Velocidade do vento (km/h)

J F MAM J J A S O N D

J F M AM J J A S O N D

J F M AM J J A S O N D

J F MA M J J A S O N D

A

B

C

D

3.1

Sabendo que, quanto mais forte for o vento, mais depressa giram as pás dos aerogeradores e, por isso, mais energia eléctrica é produzida, qual dos gráficos se refere ao local mais apropriado para a sua instalação? Justifica a tua resposta.

(Exercício adaptado de PISA 2006) 4.

Descobre na sopa de letras, em todos os sentidos, nove termos relacionados com o ar.
T A E D R R S S A T U A P O A S L O R R I T T D R Z R E N E G D C A Z I L O F Y E T O O R I R N E V S O S T X D U R F T P X M T U R G S N T Y I C C L A O O Y I Y F T T I O O U D Z O T M R S U I G Q Y N F C T I O X P K I T F I S G E U U I V E O D A K C L U E O D D S N U C B L I E E U O I H R P F A R O I A N E S C S H M A Y A N K S T J M O M S A A D G B W V J P L X C H K A K T Z R G C U R B K R A C M G I O U Y C B W A R T J U O U A O D O D A T M O S F E R A Y T G Q N F L F O U F N H Z N Y K T I A R E T P G P I C O I T T R I R S E E R H A T L J O A T X E S L E T D S A J Q S K H R S T C I D O S A R A X K A E F G L E V I T S U B M O C N I S V D K D C K B L F V D C P X V Y E A S L O V E N T A X O M A A B R R S E Ç S B R M Ç V N S B V T G T T X

54

TEMA 4 Materiais terrestres suportes de vida

2. 1. 2. Educ. 1.Ficha de trabalho 22 As rochas. 4. solo e seres vivos. 1. o que entendes por paisagem geológica. o feldspato e a mica são os principais minerais que constituem o calcário. N.4 Refere duas utilizações da rocha predominante na paisagem geológica da tua região. Concordas com esta frase? Justifica.2 Explica. 1. rochas. ar.3 + ciência – Ciências da Natureza 5. vão colocando questões um ao outro. o solo e os seres vivos Nome Avaliação Prof. para tal.o Enc. Na superfície terrestre encontramos água.1 Quais são os elementos que constituem as rochas? 2. Concordas com esta frase? Justifica.5 Atendendo à rocha predominante no arquipélago dos Açores e ao facto de ser de origem vulcânica. Turma 1.1 Indica o nome de três rochas que conheças.o Ano – SEBENTA Refere o nome de um material escolar constituído por um mineral macio e pouco duro. por palavras tuas. A Pilar e o Vasco estão a estudar a constituição das rochas e.3 Qual é a rocha que predomina na paisagem geológica da região onde vives? 1. o solo e os seres vivos 55 . 2.3 As rochas.4 Qual é a rocha mais abundante nos Açores? Refere uma aplicação dessa rocha.2 O quartzo.5 Na Natureza encontram-se rochas em estado líquido. 2. prevê qual será a cor da areia das praias açorianas. Responde a algumas das questões dos dois amigos. 2.

4. 3. 7. Constituintes das rochas.7 Indica duas propriedades da argila. Mineral muito duro. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 56 TEMA 4 Materiais terrestres suportes de vida . utilizado na joalharia.2 Indica o nome de dois agentes responsáveis pela alteração das paisagens geológicas. 8. Processo de desgaste das rochas. 3. 4. 6. 3. 10.5 Prevê dois cuidados a ter quando frequentares praias rochosas ou caminhares sobre as falésias que se situam à beira-mar. 1.4 Qual foi o agente responsável pela alteração desta rocha? B 3. Mineral que entra na constituição do granito. Preenche o crucigrama. 2. Rocha constituída por grãos soltos superiores a 2 mm.6 Indica uma actividade humana em que a argila é utilizada como matéria-prima. Formações suspensas no tecto das grutas.3 Os esquemas A e B representam a mesma falésia em épocas diferentes. Ciência que estuda as rochas. Agentes que provocam o desgaste das rochas. 9. 3.1 A que fenómeno se devem as alterações das paisagens geológicas? 3.2. Rocha predominante nas grutas de Mira de Aire. 2. A 3. 5. Rocha líquida. Compara-os e regista uma diferença. O nosso planeta está em permanente transformação e as paisagens geológicas vão-se alterando com o passar do tempo.

____________________________________ 4.4 Imagina que estás a explicar ao teu avô o que é o húmus. 1. Turma 1. o solo e os seres vivos Nome Avaliação Prof. ____________________________________ 2.3 Refere dois animais que podes encontrar na camada representada pelo n.Ficha de trabalho 23 As rochas. 2. o solo e os seres vivos 57 .o Ano – SEBENTA 5.5 Refere a importância do húmus para o solo e para os seres vivos. Refere duas dessas etapas. 1. Como o caracterizarias? 1. As rochas.o Enc. ____________________________________ 4 3 2 1 + ciência – Ciências da Natureza 5. N.2 A formação dos solos desenrola-se em várias etapas.1 Explica.2 Completa a legenda referente à ilustração. vão-se fragmentando em pedaços cada vez mais pequenos. levando à formação do solo. Rocha-mãe 2. devido à acção dos agentes erosivos. 4. 2.4 Alguns animais constroem galerias no solo. 1.1 O que representa? 5 2. ____________________________________ 3. por palavras tuas. 2. atentamente.o 5. Menciona a importância dessas galerias.3 Em que etapa da formação dos solos surge o húmus? 1. Observa. Educ. a ilustração. o que entendes por solo. 1.3 As rochas.

Para tal. recolheram uma amostra de terreno. Fase inicial 3. seco e permeável. 5. B) Solo com uma composição equilibrada dos seus constituintes. qual o constituinte do solo que predomina na amostra de terreno analisada? 3. C) Solo compacto e pouco permeável.3.4 Como interpretas os resultados desta actividade? 3.6 Prevê o que aconteceria se utilizássemos na montagem uma amostra de terreno em que a areia fosse o principal constituinte do solo. O Vasco e a Pilar decidiram realizar uma actividade prática para descobrirem o grau de permeabilidade de um solo. Coluna B 1) 2) 2) Solo arenoso 3) Solo calcário 4) Solo franco 3) 4) 5. 3. D) Solo leve. por isso adequado para a agricultura. 3.5 Em tua opinião. 3. 5.2 Fase final Regista o que observas na fase inicial e na fase final da actividade.1 Indica três processos utilizados pelo ser humano para adequar os solos à agricultura.3 Faz a listagem do material utilizado nesta actividade. 4. 58 TEMA 4 Materiais terrestres suportes de vida .2 Caracteriza os três processos que referiste na questão anterior. Coluna A 1) Solo argiloso A) Solo semipermeável. Estabelece a correcta correspondência entre a Coluna A e a Coluna B.1 Água Amostra de terreno Algodão Diz por palavras tuas o que entendes por permeabilidade de um solo. por isso nem todos os solos são adequados às práticas agrícolas. As características e a composição do solo são diferentes.

1. 2.5 “o mais rude golpe infligido pelo Homem a estas aves foi o fabrico e utilização de pesticidas” 4. perturbando o equilíbrio dos ambientes naturais e a vida dos seres vivos que os habitam. 1.1 Quais são as propriedades das penas? 2.1 Ser humano – pêlos. não a atravessando de um lado para o outro. logo. Q Z A H U O W A O V I V R E S E D H I G N R L A O O Y B U S S U A D O A T P X L T U O I G A G B R B N J B A Q S R T P A T B I O D I V E R S I D A D E M R T S Q T O T W A D G N L S O T A F Y A U L Z I O P I I P S O T E P X A S O D Y R C T E F P L R H O G D O G V M A O C E Q D A W D X F L H I S R S I R G T H A S C B O K Ç A T F E A E F K M E A I G O L O C E S H R O L P I B W I F T H Y R V D B I O S F E R A E Y J R A U algumas espécies de rãs.4 Contribui para a defesa do peixe-balão.2 As escamas da cobra formam-se à superfície da pele e passam por mudas. água. ela vive em ambientes aquáticos ou húmidos.4 Parque Nacional Doñana (cerca de 30 indivíduos) e Serras de Andujár-Cardeña (cerca de 110 indivíduos). a forma cilíndrica do corpo da cobra ajuda-a a deslocar-se no solo. 3. 1. 5 Ficha de Trabalho 1 1.3 Para se protegerem.3 Aves de rapina. 1. esponja-do-mar.2 O peixe-balão engole água. 3 – D. 3. 3. 4. entre outras. proteger e defender o animal dos seus predadores e atrair a fêmea. 5. 2 – D. 1.2 A concha protege o animal dos seus predadores e oferece resistência a possíveis choques.3. designadamente em termos de alimentação.4 O detergente retirou a substância que evita que a água atravesse a pena.1 Camelo.1 Ambos têm o corpo revestido por concha. eriça os espinhos e assume uma forma esférica para se proteger dos seus predadores.1 Ambiente terrestre. 2. 3.6 Coral. 1. quando se sente ameaçado.3 Possuir esqueleto interno. 1 – E. N A U L A Q U E L E T O 2 – D.3. 3. 4. 1 Homem e aves de rapina.3 Porque os coelhos-bravos são o principal alimento do lince ibérico. raia e carapau.3 Na imagem A a água deslizou pela pena. 1. secador.4 O Homem. raia e carapau.3.2 Por exemplo. D – Os insectos são revestidos por quitina. 7 1. 5. 4. C.1 Diversidade nos animais Pág. conta-gotas. 2.2 Areia.1 Verdadeiras: B. 4 – C.5 Assegurar que o habitat reúna condições necessárias à sobrevivência do lince. Rã – pele nua. proibir a utilização de pesticidas. Estrela-do-mar: placas calcárias. 4. árvore. Gaivota: penas. 2. camaleão.2 Água. formiga. Assim. Peixe – escamas dérmicas.” 4. 2. a forma fusiforme dos peixes facilita-lhes a deslocação na água e a forma aerodinâmica das aves permite-lhes um voo mais rápido. 4 – C. a) Seres vivos b) Biosfera c) Plantas d) Hidrosfera e) Gasosa f) Habitat g) Biodiversidade h) Ecologia 3.4 Simetria bilateral: cobra. detergente da loiça.Propostas de resolução TEMA Introdução Pág. A F 2 U 3 E S 4 M I F O R M E 1 N C N I I A H 5 6 S V M O Q C 7 8 O A A C U U M E L L S A I T U X B A D V E R M T I I C D A O S O R A S 1. 4. Galo – penas. ou seja. 1.3 Não.6 Proibir a caça destas aves de rapina. 4. entre outros. 3 – B.4 O corpo das aves está revestido por penas. Cisne – penas. louva-a-deus. O ouriço-cacheiro. solo. A biosfera é o conjunto de todos os ambientes naturais e dos seres vivos aí existentes. gaivota. A – Ecologia. rochas e ar.2 A forma do corpo dos animais relaciona-se com o ambiente em que vivem. 2. 4 – C. 4. 1. 1. D – Ecologia. 2 – A.5 Impermeabilidade das penas à água. Raia e carapau: escamas dérmicas. B – Zoologia. 5 – B. Falsas: A. As escamas do carapau têm a sua origem na camada profunda da pele e acompanham o seu crescimento.5 O saco de plástico.4 Sim. 5. se eles morrerem.2 A – As penas facilitam a deslocação das aves. 5 – A. enquanto a da amêijoa é bivalve. passarem despercebidos perante os seus predadores. Ambos os locais se situam na Andaluzia. assim. 5. mas a concha do búzio é univalve. de modo a acompanhar o crescimento do animal. 3 – A.2 Ambiente terrestre. que têm como função manter a temperatura do corpo. E – As conchas são formadas por calcário. 1. para que esta não seque.1 O fenómeno referido é a camuflagem.1 1 – E. rocha ou saco plástico. 4.1 Ficha de Trabalho 2 Esquilo – Terrestre – Árvore. Pág. pois afugenta os seus predadores. Rã – Aquático e terrestre – Água da lagoa e margens. 13 Ficha de Trabalho 4 biodegradável. o lince deixa de ter alimento suficiente e poderá extinguir-se. 1. 5. enrola-se sobre si mesmo.2 Material: pena. cactos. arara.3 As penas são isoladoras e impermeáveis à água e ao ar. porque iria poluir a água e o solo.1 Cobra: escamas epidérmicas. C – Botânica. Pág. 5. porque o habitat da arara e da árvore não é o deserto. 1. Propostas de resolução 59 . 4. Enguia – Aquático – Água da lagoa. 1 – B. 4. Simetria radial: estrela-do-mar. 2. 2.2 “… os coelhos têm morrido devido a várias doenças e à caça excessiva.5 Gaivota.3. 1. 4. Crocodilo – escamas epidérmicas. 11 Ficha de Trabalho 3 1. 4.1 O peixe-balão passa de fusiforme para esférico.2 A rã é um animal de pele nua.3 Porque as penas são impermeáveis à água. TEMA 2 Diversidade dos seres vivos e suas interacções com o meio 2. porque está a poluir o ambiente e não é 1. E. 3. D. Lagarto – Terrestre – Solo. 2. 4.2 Deserto.1 Bosques e matagais mediterrânicos.3 Os espinhos estão nas escamas.

2 Subterrâneas. Cobra.2 Canguru.2 A 60 Propostas de resolução . coelho.3 A luz. Geralmente. 3 – A.2 Acasala – C. 2. 15 Ficha de Trabalho 5 1. 25 Ficha de Trabalho 9 1. ° Crava-lhe os caninos na garganta ou na nuca. porque se desenvolve na parte inferior do caule e no interior do solo. 1. 4. 6.4 A diferença de batimentos cardíacos justifica-se pelo facto de o ouriço-cacheiro estar inactivo durante a hibernação. 1. 1.1 A enguia desloca-se em meio aquático. 1. 5.1. Gato – Carnívoro. 4. 17 Ficha de Trabalho 6 1. crisálida e insecto adulto. não tem caninos (ou. folhas.3 Rã. 2. mais desenvolvidos e musculosos que os anteriores. Quanto à forma. 3.3 A dentição do gato (carnívoro) é completa.4 Temperatura 1. 6. 3. 4.1. 1. 1.2 São completas porque passa pelas fases de ovo. C – Aéreo. F – Bolbo.4 A cobra não tem membros e desloca-se no solo ondulando o seu corpo. 6. Oferece presentes – B. 3.3 Migração. E – Subterrâneo.4 As diferentes etapas são: 1. os caninos são grandes e aguçados para rasgarem a carne e os molares são grandes e pontiagudos para triturar a carne.2 Temperatura 1. porque intervém uma célula sexual masculina e outra feminina. corre velozmente na sua direcção. transformando-se em crisálida. pelo que a borboleta voltará a pôr ovos.1 Salto. O coelho-bravo é herbívoro. Por exemplo. imobiliza-a com as suas garras. 2.2 A temperatura.3 A) Natação B) Voo C) Salto D) Voo E) Reptação F) Corrida G) Salto e natação 1.1 1 – Dentes incisivos 2 – Dentes caninos 3 – Dentes molares.° Quando se encontra perto da sua presa. ° Quando alcança a presa.1 A hibernação é um estado de inactividade que alguns animais apresentam na estação fria.5 A rã desloca-se na água porque possui membrana interdigital.3 O número de batimentos cardíacos do ouriço-cacheiro é menor em período de hibernação e maior em período de vida activa.6 B) Olfactiva. No solo a rã salta porque possui membros posteriores em forma de Z. 1.1 Porque é nessa estação do ano que regressam a Portugal e constroem os seus ninhos. 2. Os incisivos são pequenos. C – Tronco. esguio. lebre. enquanto as asas membranosas e leves dos insectos lhes facilitam o voo. deslocam-se à procura de locais mais quentes e com maior abundância de alimento. Raposa e Rã.1 2. Pág. A) Migração. 3.1. Emite uma mensagem sonora – A.1. matando-a.3.2 Natação. 3. 2 – Zona de ramificação. 3. Calaza – 5 Membrana – 2. 3. 1. Após a reorganização do seu corpo. Humidade.3 Luz 1. 1. as minhocas irão deslocar-se para as zonas escuras. se os tem. 5. maleável e escorregadio. 6.3 A raposa crava os caninos na carne tenra do coelho-bravo.2 As metamorfoses são completas porque passa pelas fases de ovo lagarta/larva.5 C. e assim sucessivamente. 3. B – Rizoma.5 Ovovivíparos.1 Na fase final. 2. Casca – 1. frutos e até (…) cascas de árvores(…)”.3 Não.2 Quando sente perigo.3 Coruja e Borboleta. os seus ovos dentro do seu próprio corpo”. 5. reduzindo ao máximo os seus gastos de energia.2 B. são pouco desenvolvidos) e entre os dentes incisivos e os molares existe um espaço sem dentes denominado barra ou diastema. 2 – C. 2. o coelho-bravo “… foge aos ziguezagues e aos saltos”.1 A – Raiz aprumada.1 A larva.2 Diversidade nas plantas Pág. 4.2 A. C – Crisálida. B. reprodução é a capacidade que os animais têm de originar descendentes e dar continuidade à espécie. F – Subterrâneo. C 2. gafanhoto. 2. B – Raiz fasciculada tuberculosa. 2. 1.1 Gema – 4. 1. C) Estivação. Este processo é cíclico. E – Tubérculo. B) 1. 2. Carnívoro Vivíparo Fecundação interna Reprodução sexuada 4. 5.2 As minhocas estão adaptadas às zonas escuras.4 A raiz apresenta uma parte central mais desenvolvida.2 As andorinhas.2 Homem – Omnívoro. B – Lagarta/Larva. 1. 2. D – Joaninha adulta 4. a raiz da planta é subterrânea. Carnívoro.2 A – Aéreo.2 O leopardo é carnívoro. crisálida e borboleta adulta.2 A locomoção é a capacidade que os animais têm de se deslocar no ambiente onde vivem. 21 Ficha de Trabalho 8 1. B) F C) V D) F 3. pulga. 4.3 C. muda de exosqueleto e fabrica um casulo onde se protege e passa por grandes alterações. 3. que se originou a partir do ovo da borboleta.4 A fecundação interna ocorre dentro do corpo materno. D) 3. é uma raiz aprumada. rela.1 Porque intervêm duas células sexuais: a masculina e a feminina. 3.1 As presas preferidas do leopardo são gazelas e antílopes. 5 – Coifa.4 1 – Dentes molares. 2 – Barra/Diastema.1 C. 19 Ficha de Trabalho 7 1. 2. 3.1 A – Ovo. D – Aéreo. porque “… a fecundação é interna e chocam. B) Hibernação.3 Por exemplo: fixar a planta ao solo e absorver água com sais minerais dissolvidos. 1. a presença de membrana interdigital nos anfíbios e nas aves facilita-lhes a deslocação na água. 3 – Zona pilosa. sapo.1 Cavalo-marinho e rã.5 1 – B.3 Corpo longo. durante seis meses. vai adquirindo a forma adulta: borboleta. Clara – 3.4 B.4 A) F 2. 1. 3 – Dentes incisivos.5 Temperatura 2.Pág.3 O leopardo imobiliza a sua presa com as garras e mata-a cravando-lhe os caninos na garganta ou na nuca.2 A) 4. C) 5. 5. ° Avista a presa ao longe e aproxima-se dela silenciosamente.1 1 – Colo. 2.1 A – Espique. 4 – Zona de crescimento. A dentição do boi (herbívoro) é incompleta. a partir da qual se ramificam raízes secundárias menos desenvolvidas. 1.1. Pág.2 São fornecidas pela gema e pela clara. 3.3 Reprodução sexuada. porque se alimenta de “… ervas. 1. 4.4 Que influência tem a luz no comportamento das minhocas? 2.3. Cicatrícula – 6 3. 1. B – Subterrâneo. E) 2. 5. D – Colmo. larva ou lagarta. Pág. C – Raiz fasciculada. 2. D e E. Boi – Herbívoro. 4. no final do Outono. 1.

29 Ficha de Trabalho 11 2 – Pecíolo. E) Geralmente. 5 – A. 2 – Uninérvia.2 As funções da raiz são: fixar a planta ao meio onde vive.6 o peso da flor e de a manter na posição mais favorável para que ocorra a reprodução. 2. 1. 35 Ficha de Trabalho 14 1. 2.2 A cor verde das folhas deve-se à presença de um pigmento denominado clorofila.1 As raízes da figueira banyan são aéreas.2 São as alfaces. porque não possui pecíolo nem bainha.1 O principal agente é o Homem. a poluição. dando origem a outras semelhantes. 1.4 A) Reproduz-se por esporos. 3 – Caulóide. 4 – B. 2. da bexiga. Sem. 3. 4 – Receptáculo. a utilização de métodos agrícolas modernos e o desenvolvimento da construção habitacional e das cidades. 2 – Filóides. flores e frutos. 2.1 A flor assegura a função reprodutora da planta.5 Por exemplo. 3.5 A – Palminérvia B – Peninérvia C – Uninérvia 1. pois estas são transportadas célula a célula.5 A) Ao conjunto das sépalas que constituem uma flor dá-se nome de cálice. bainha e limbo.3 A) F. transportar as seivas e. rizóides.1 Musgo. 1.1 4. 31 Ficha de Trabalho 12 1. 4. Os caules subterrâneos desenvolvem-se debaixo do solo. 2. 3.1 Feto. caule e folhas.2 Órgãos de suporte. 2.1 O caule cresce em sentido oposto ao das raízes. 1. carvalho. subterrâneas e aquáticas. Água. caule.2 Os fetos T L S D F C O R O L A D O V A R B A Z X C E R T U O R F B H J C L D E S T A M E S E S D P C V B N B E F F G H H A N D R O C E U R T U N T H Y S R T Y O E A Q T L E F G Y X E O G I N E C E U D F I I O A S D F H I P U S D C A Z O M N S O L U V O C N são plantas sem flor constituídas por raiz. 4.1 Porque contém os órgãos que permitem às plantas reproduzirem-se. húmidos. que são utilizados no combate a vários tipos de cancro: da mama.1 Os caulóides têm a forma de hastes finas e alongadas. bolbo e tubérculo. A L O R B O C F O I R I L O 5 C A L A C E E T 3 A N D R O C E U M 4 P E D U N C U L O S 1 C O M P L E T A C I O D L G O I N C E C E U 2 N E R V U R A S Os nós são saliências espessas donde partem as folhas.5 Armazenar os esporos.3 Rizoma. absorver água com sais minerais dissolvidos e. C) F. folha e flor. 6. 6. B) F. 1 A P R U M A D A 2 F A S C I C U L A D A 3 A E R E A 4 S U B T E R R A N E O S 5 T R O N C O 6 G E M A S 7 C O L M O S 5. em algumas espécies. Subterrâneas. é húmido e pouco luminoso. Pág. G) O grão de pólen é a célula sexual masculina da planta.2 Nervuras. 4. B) O androceu corresponde à parte reprodutora masculina da flor e é constituído por estames. A P E T Y C T R W U O A D V B R T P S E P A L A S A D F A N T E R A O J V T A D F E A C V H L P I I O L N M K L I D U K F I L O Q R T U C A S D G F 1.3 A flor é completa. 1. Propostas de resolução 61 . folhas e flores. Os musgos não possuem vasos condutores de seivas. dália.4 Os caules aéreos desenvolvem-se acima do solo.2 Por exemplo: a hera. porque é constituída pelos órgãos de protecção (receptáculo e pedúnculo). a destruição maciça da floresta. jacinto. 2. as sépalas são de cor verde.4 Do teixo extraem-se os taxanos. cebola. caulóides e filóides. 3.1 Pecíolo.4 Esporângios ou soros.1 Luz. Pág.2 Por exemplo: proibir a sua colheita e promover a sua plantação.1 Fotoperíodo corresponde ao tempo de exposição à luz necessário para que uma planta se desenvolva naturalmente. Musgos. 3 – Nervura.2 Os movimentos denominam-se fototropismos.2 É o local onde se produzem os esporos. 1. espique e colmo. acumular sobstâncias de reserva. altura. 3 – Palminérvia. de protecção e de reprodução. D) É constituída por rizóides.1 Raiz. D) V. dos ovários e da próstata. 4. F) F. pouca. Os entrenós referem-se ao espaço entre dois nós consecutivos. pois para florescerem necessitam de um maior número de horas de exposição ao sol. tapetes. filóides. C) F. órgãos de suporte (cálice e corola) e órgãos de reprodução (androceu e gineceu). H) V. posteriormente. As funções do caule são: suportar ramos. G) F.6 Aéreas. F) O gineceu e o androceu constituem os órgãos de reprodução. 27 Ficha de Trabalho 10 Pág. 1.3 Por exemplo: fabricar a sua matéria orgânica e permitir as trocas gasosas com a atmosfera.4 A folha C é incompleta.2 1 – Estame.2 1 – Cápsula. 2.1 1 – Limbo. 1. 2. B) V. C) Nem todas as plantas produzem flores.3 Ambientes húmidos e sombrios. que. 1.3 O pedúnculo e o receptáculo têm a função de suportar Os incêndios. porque se desenvolvem sobre o solo e ao longo do caule. 4. irão originar novas plantas. 2 – Pétala. 1. As gemas ou gomos são as saliências que vão originar novos ramos. D) F. 3 – C. 1. sombrios.2 Tronco. rizoma. 4 – Rizóides. do esófago. 2. 2. 1. 2 – E.Pág. 3. 2. 1 – D. 1. E) F. 1. 6 – Carpelo. teixo. 4. 4 –Margem. formando um tapete denso e extenso. C) O seu habitat preferido Pág. 5. 2. 33 Ficha de Trabalho 13 1.4 A) F.3 Serras do Gerês e da Estrela. 4.3 Os musgos irão desenvolver-se e reproduzir-se.2 Por exemplo: azevinho. 3. 2. folhas. 1. 1. do pulmão. por vezes. esporos. 3 – Pedúnculo. 1. armazenar substâncias de reserva. 2. à semelhança das plantas com flor. 1. 5 – Sépala.4 1 – Peninérvia.3 Folhas aéreas. 3.

1. 2. 2 – C. transportá-lo com as duas mãos. D) Diafragma. em 1911. às quais atribuiu o nome de células. 2 – Membrana celular. variações de temperatura e acção dos seres vivos).1 Sistema de ampliação: ocular e objectiva. braço ou coluna. cada nome de espécie é composto por duas palavras. 4. 1. 1. semelhantes a um favo de mel. platina. 2. o que evita as perdas de água e impede que os animais se alimentem delas. 5. pela descoberta de dois novos elementos químicos: o Rádio (Ra) e o Polónio (Po). entre outras coisas. 2.4 A) 2.7 A Teoria Celular defende que todos os seres vivos são constituídos por células e que estas são as unidades básicas da vida. 4. constituídos por uma única célula.2 Parte mecânica: sistemas de suporte e de focagem. escolher a objectiva de menor ampliação depois de usar o microscópio.1 Difusão. B) Parafuso macrométrico e parafuso micrométrico. nas categorias de Física.1 A célula – unidade na constituição dos seres vivos Pág.2.3 Carl Lineu agrupava os seres vivos em reino. 1.1 Citologia. Pág.1 Seres unicelulares: B – Paramécia. B) 1. A preparação a observar era colocada sobre uma agulha. 2. venenosos e não venenosos. vento. 62 Propostas de resolução .6 A) Todos os seres vivos são constituídos por células. 4. C) F. Marie Curie.3 Base ou pé. 4.2 Porque são plantas que não necessitam de muita luz para se desenvolverem. 2. guardar o microscópio na caixa e fechá-la.1 Utilizando critérios simples e práticos. aperfeiçoando a nitidez da imagem. pois ao formarem densos tapetes diminuem a acção dos diferentes agentes erosivos (água. em 1903. 38 Actividade 6 1. revólver.5 Hooke observou pequenas cavidades ocas. A resposta depende da pesquisa realizada.2 A ampliação obtida foi de 150 × (10 × 15 = 150). pois é constituída apenas por uma célula.2 Os seres vivos unicelulares são 2.4 O microscópio de Leeuwenhoek era constituído por uma pequena lente encaixada entre duas placas metálicas. 39 Ficha de Trabalho 15 A) Pinças. pinças. Os musgos 2. 3. 2.4 A invenção do microscópio e o seu contínuo aperfeiçoamento permitiram aos cientistas.3 As plantas apresentam folhas transformadas em pêlos ou espinhos. género e espécie.3 N A 6 M A C R O M E T R 7 N U C L E O 8 P L U R 9 S I 10 T E C I I C E L U L A R D O S T E M A Ampliação da ocular 15 15 5 10 Ampliação da objectiva 10 40 10 40 Indicação da operação 15 10 15 40 5 10 10 40 Poder de ampliação 150 600 50 400 3. 1. limpar a parte óptica com um pano macio. O microscópio C é da autoria de Robert Hooke (1635-1703). dando origem a um novo ramo da Biologia: a Microbiologia. José Saramago. condensador e espelho. Pierre Curie e Marie Curie (investigações sobre a radioactividade). 3 – A. 2. o prémio Nobel da Química foi atribuído apenas a Marie Curie.1 A imagem será: 3. Prémio Nobel da Literatura em 1998. A V Q A Q S F A Z E R T F V S D F G H S D S Z E D C S D T Y R G I J K U O P D M D X R F B D E I L P Ç V R A C D F F U F C T V G E R E T C Y A N U A I S G S O T E F D Z A R W A T Z Y F D U A H G G V D T I U S E T U I E O P U Ç M J O T S F Y A L D P G L Q S A F C S G K S Y O A U S F O R P O F D I S A X U L F A I S I D G G I A I D Q S A G J L Q G C G X O E S T Z D D Y L P D G V B W H V N L P R X Y O S E I L E Ç K A N E J G A C A T C U I D S S S R S M S D R K H R V A Y A I D H T D F S E C D F T T U O B S U P O E F Y F G I R V F R Y E S P O R O S P S O U T T S T X E T U M Y S F X P U L F A H Y R T Y X W V I P U E G C J L Ç H J N U E E U E Q C O E I B T S T A L O K E I W N I R Y S P R O N A D H D S O L N O Q T O O U D L A P J S F K R F P H U P D E L F T H Z T L M Z E L T G P E F Ç C A B I O I H U M I D A D E J Ç G A K B U N L P O X R Ç K X X B V H I D R O F I L A S L C A L O C A N G L M N H B V R C S S E 3. 2.4 Plantas hidrófilas. 4.5 A) F. 3 – Citoplasma. O parafuso macrométrico permite movimentos maiores da platina. e Química. 4. 3 M 1 H O O K E 2 C E L U L A I C R O R G A N 5 P L A T I I I S M O C O I C O 4 E L E C T R O N Pág. comestíveis e não comestíveis. D) V. Os seres vivos pluricelulares são constituídos por mais do que uma célula. 1. Em 1911.2 Alexander Meisels.2 O parafuso micrométrico permite realizar movimentos pequenos da platina. 41 Ficha de Trabalho 16 1. Assim. classe. C) A um conjunto de órgãos que se associam para realizar uma mesma função dá-se o nome de sistema. uma sob a base e outra na coluna. temperatura e humidade.2 Aristóteles agrupou os seres vivos em 2 reinos: Animais (com locomoção) e Plantas (sem locomoção). 1. B) F.1 1. O latim era a língua universal para atribuir o nome científico aos seres vivos. B é da autoria de Anton van Leeuwenhoek (1632--1723). 1.2 Classificação dos seres vivos Pág. 4. sendo que a primeira indica o género do ser vivo e o conjunto das duas a espécie.1 Os factores são: luz. 43 Ficha de Trabalho 17 1. 3.2 B – C – A – D 1. aperfeiçoando a imagem. descobrir que todos os seres vivos são constituídos por uma ou mais células e enriquecer os conhecimentos relativamente ao mundo dos microrganismos. 4 – B.4 Retirar cuidadosamente o microscópio da caixa.3 1 – D. parte óptica: sistemas de iluminação e de ampliação. que podia ser movimentada ao girar o parafuso. o prémio Nobel da Física foi atribuído a três cientistas: Antoine Henri Becquerel (descoberta da radioactividade). Em 1903. B) A amiba é um ser vivo unicelular.1 O microscópio. tubo óptico.reduzem o processo de erosão. 3. ordem.3 1 – Núcleo.3 O microscópio TEMA 3 Unidade na diversidade dos seres vivos 3. 2. 5. 2. Sistema de iluminação: diafragma. tais como: perigosos e não perigosos. colocá-lo no centro da mesa de trabalho. 4. condensador e espelho.5 Plantas de folhagem caduca. C) Ocular e objectivas.

ocupa mais de 71% da área total do nosso planeta. os testes realizados poderiam não ter sido totalmente rigorosos. C) O ar é incolor. 2.1 Frasco A – dióxido de carbono.5 Porque a água dos oceanos é o habitat de inúmeras espécies de animais. plantas e microrganismos. a adição de cloro permite destruir os micróbios patogénicos existentes na água.2 São incolores. A evaporação consiste na passagem espontânea de água no estado líquido para o estado gasoso. D).2 B) O ar tem peso.2 B – Transpiração. renovar o ar se tiverem dióxido de carbono disponível para a síntese de matéria orgânica.3 Porque através dela é possível navegar. joaninha. 3.2 O lixo sólido. 4. Comestíveis: leão. eólica e solar).1 A). a rega de culturas.1 A higiene pessoal e doméstica. 3..3 A utilização de transportes colectivos. W C H A V E D I C O T O M I C A Q D W R E Q S E D A Z F T G E Y I O S S F C T A E D R R S S G Y H T U A P O A S L A R R F T T D R H B O R E N E G D C A F I L O F Y E T J N R S R I R N E V S S S T Q D U R F K E D A T M T U R G S Z T Y S C C L A S S E C Y A Y F T T I X O U R Z O T M R P M X U I H Q Y N F C T I E X P Y I T E Q V I S G A U U I V E O I A K H L U C E B O D D S I U C B L I N E U J I H I R G P F A R O N A N E S O S H U A Y E T H N G S T J M Ç M S A D D G F W V G Y J P Y X C H K A K T Z F G C V R B J H K R L C M G I O I A R T R O P O D E S U O J A O D O D U Y A G W A B T J I F Y T U Q N F L F O C Y H H Z H Y K P V T I O R E T P G P O C R I T E R I O B R S L E R H A T L R U A T X J S L N N E T M S A J Q S K D K S T C I D O H J S A N A X K A E F A E X A V K C M F K W S V Z C U S V D D S C K B L F V S L D C B X V Y E A S O V V E N T A X O N O M I A B R R S E S O B R M Ç V N A Q S B Q T G T T X Pág. 4. 3. 3.1 Ciclo da água ou ciclo hidrológico. E – Condensação.2 Indicar a presença de dióxido de carbono.1 Perigosos: leão. Estado gasoso: vapor de água. 1.4 A água regula a temperatura do corpo.4 Não.3 No fabrico de extintores de incêndios e na gaseificação de refrigerantes. isto é. B – turva a água de cal. galo.2 Na fase E.2 Água potável. 1. 2. 1. Estado líquido: chuva. Na fase F. do movimento oscilatório das ondas. do movimento constante das marés e da queda de água nas barragens. classe. . D – Precipitação.3 Tomar duche em vez de banho de imersão.4 Estado sólido: calotes polares.2 Os agricultores não vão poder colher frutos. B) Solúveis. 2.3 Informaria os consumidores que a água não era potável e que deveriam fervê-la.1 A – incomburente.2 Espécie – Género – Ordem – Classe – Reino. 2. sequóia. E. colocar redutores nas torneiras. 3. 2. a utilização de pesticidas nas culturas e o lançamento de esgotos nos rios e mares são formas de poluir a água. 1.4 A solução é uma mistura homogénea resultante da adição de um soluto a um solvente. lebre. joaninha. 1. Frasco B – oxigénio. 2.1 Uma ETA – Estação de Tratamento de Águas. neve…. A H R L 5 6 R E 7 8 O Z O 1 L 2 3 T O 4 C V I N O O F E N O I S I E R G R O M E T R O A D O R I D R I C O X I G E N I O R I G E R A N T E X O S F E R A O Propostas de resolução 63 . joaninha. 2. investir nos processos de produção de energia “limpa” (por exemplo.2 Reino Animal: leão. giesta. 2. 3.1 Nos lençóis de água subterrâneos. 4. 4. Não comestíveis: sequóia. porque os cientistas que trabalham para a fábrica podem ter sido forçados pelo proprietário a fazer essa declaração. 1. 1.1 Importância da água para os seres vivos Pág. 4.1 C. de modo a garantir que a água que sairá nas torneiras seja potável. isto é.5 Porque a realização das actividades humanas consome grandes quantidades de água.4 As plantas só conseguem libertar oxigénio para a atmosfera e.3 Solutos. Frasco C – azoto. durante alguns minutos.2 A) Insolúvel. 2. 2. Por outro lado. como forma de diminuir o número de veículos que circulam nas estradas. 1.4 A água subterrânea está menos poluída por se encontrar a uma grande distância da superfície. 1. devidamente certificada. ainda é utilizado actualmente. terão de os comprar. pois pode conter micróbios patogénicos. 3.3 Pode apresentar substâncias dissolvidas e/ou em suspensão e micróbios patogénicos. 51 Ficha de Trabalho 20 1. não abrangerem a totalidade de água e de ar que é expelida pela fábrica porque só analisaram o solo. transportando pessoas e mercadorias de um local para outro.1 Não. as indústrias. pois as árvores de fruto foram devastadas pelas chuvas ácidas. pois a capacidade de infiltração dos agentes poluentes é limitada. em parte. humidade atmosférica. 2. 4. 4.2 Aquedutos.. 4. lebre. Solvente. F – Evaporação.1 Chuvas ácidas.4 4. 2. género e espécie. oceanos…. 3. canais e condutas. 3. 2. 49 Ficha de Trabalho 19 1. galo.1 Reino. 2.2 A outra região ter um sistema de tratamento de águas residuais. pretende-se verificar a qualidade da água fazendo vários testes.3 Solicitar uma auditoria ambiental à fábrica a realizar por uma empresa independente. entra na constituição de todos os líquidos orgânicos e intervém na realização das funções vitais ao organismo. Reino das Plantas: giesta e sequóia.3 Classe: insectos. giesta. invisíveis e inodoros. galo. antes de a beberem. ordem. dessa forma. 3. logo. causadores de doenças. que é indispensável às actividades de todos os seres vivos e ao equilíbrio dos ecossistemas terrestres e aquáticos. fornece minerais. 3. 3. causadores de doenças. por exemplo.2 Importância do ar para os seres vivos Pág. TEMA 4 Materiais terrestres suportes de vida 4. além disso. C – Infiltração.1 Desenhar um gobelé com 100 ml de água e o óleo a flutuar à superfície da água. Não perigosos: lebre.4 Aproveitamento da força das águas.5 Solução saturada.3 A condensação consiste na transformação do vapor de água em água no estado líquido. 47 Ficha de Trabalho 18 1.Porque foi quem começou a estudar a classificação dos seres vivos de uma forma mais aprofundada. criando um sistema que. a prática de desportos aquáticos e a produção de energia eléctrica. 5. 3. 3.

O ar é compressível. por último. 1 G E O L O G 2 M 4 D I I I A I S N E R A 3 F E L D S P A T O A M A N T E 5 C A S C A L H O 6 E R O S A O 7 E R O S I V O S I I T E S O 8 E S T A L A C T 9 C A L C A R 10 P E T R O L E O Pág.1 Erosão das rochas. cataratas. o quartzo e a mica são os principais minerais que constituem o granito.2 Adubação: adição de adubos químicos ou biológicos ao solo.1 Representa um perfil de solo. caracóis.1 O gráfico C refere-se ao local mais apropriado para a instalação de aerogeradores. 3.2 Por exemplo: água. areia. o solo e os seres vivos Pág.2 Cancro de pele. 3.7 Rocha maciça ou pouco laminada. solo primitivo e solo maduro.6 Na olaria e em produtos de cosmética.3 Na formação do solo maduro. lesmas. Irrigação: adição de água aos solos secos. utilizado na construção civil. não nos aproximarmos das bermas das falésias. Solo calcário – A). 1. 1. constituída por grafite. 3. incluindo o Homem. facilitando a entrada de ar e água e destruindo as ervas daninhas. o feldspato.3 As rochas. utilizando o material adequado.3 A rocha da figura A é maior do que a da figura B. De seguida.1 Por exemplo: adubação.1 Por exemplo: granito. 2.6 A água iria atravessar a amostra de solo e depositar-se no gobelé. 2. 1.2 Extensão de terreno que se caracteriza pela existência de vários tipos de rochas. 3. drenagem. que resulta da decomposição dos excrementos e restos de animais e plantas. é de cor escura.1 Estratosfera. soltar o êmbolo.2 Introduzir 3. 2. 57 Ficha de Trabalho 23 4. 2. ar. 1.5 O húmus aumenta a espessura do solo. 3. Drenagem: escoamento do excesso de água existente no solo. formigas. 2. 3. calcário. por isso a amostra corresponde a um solo argiloso.4 A resposta depende do tipo de paisagem da tua região. 2. não faz efervescência com ácidos. xisto.2 Em ambas as fases a água não desceu para o gobelé.2 2) Horizonte C. Solo franco – B). 1.3 A mina do lápis. água. 3. a forma da rocha mudou. à semelhança do basalto. 4. irrigação e lavra. Solo argiloso – C). basalto. algodão e amostra de terreno. 1.4 O solo da amostra é impermeável à água. pois os solos arenosos são permeáveis. 55 Ficha de Trabalho 22 1. 5. 2. 1.4 O agente responsável foi a água.2 Por exemplo: alteração da rocha-mãe. 4. um gobelé.5 O constituinte do solo predominante é a argila. não escalar falésias ou escalar apenas as que reúnem condições de segurança. pois não se deixou atravessar por ela. 2. 3.1 A permeabilidade de um solo refere-se à capacidade com que um solo se deixa atravessar por água. 5.3 A resposta depende do tipo de paisagem da tua região.5 Por exemplo: não estender a toalha nem caminhar debaixo ou perto das rochas. permite o desenvolvimento de plantas e constitui o habitat de diferentes seres vivos. Solo arenoso – D).1 Os minerais. 2.4 As galerias facilitam o arejamento e a distribuição de água no solo. 4.2 Não. na Natureza existem rochas em estado líquido. permitindo a produção de electricidade durante todo o ano.3 Um funil de vidro. grilos. devido à origem vulcânica das ilhas do arquipélago dos Açores. 2. 53 Ficha de Trabalho 21 ar na seringa e tapar o orifício de saída do ar com o dedo indicador.1 Seringa. 2.4 O húmus é uma matéria orgânica fina e escura. 1. T A E D R R S S A T U A P O A S L O R R I T T D R Z R E N E G D C A Z I L O F Y E T O O R I R N E V S O S T X D U R F T P X M T U R G S N T Y I C C L A O O Y I Y F T T I O O U D Z O T M R S U I G Q Y N F C T I O X P K I T F I S G E U U I V E O D A K C L U E O D D S N U C B L I E E U O I H R P F A R O I A N E S C S H M A Y A N K S T J M O M S A A D G B W V J P L X C H K A K T Z R G C U R B K R A C M G I O U Y C B W A R T J U O U A O D O D A T M O S F E R A Y T G Q N F L F O U F N H Z N Y K T I A R E T P G P I C O I T T R I R S E E R H A T L J O A T X E S L E T D S A J Q S K H R S T C I D O S A R A X K A E F G L E V I T S U B M O C N I S V D K D C K B L F V D C P X V Y E A S L O V E N T A X O M A A B R R S E Ç S B R M Ç V N S B V T G T T X 1. 3. 3.Pág. por exemplo o petróleo. ficou retida no funil. empurrar o êmbolo e. 1.1 64 Propostas de resolução . A lavra consiste em revolver o solo. O solo é uma camada fina que existe à superfície da Terra proveniente da acumulação de diversos materiais e restos de seres vivos. variações de temperatura e acção dos seres vivos.5 A areia. 2. 1. 3) Horizonte B. O ar tem forma e volume variáveis. mantendo o dedo indicador a tapar a abertura da seringa. 1. 4) Horizonte A.3 O ar é elástico. pois é onde a velocidade média do vento é mais constante desde Janeiro a Dezembro.3 Por exemplo: minhocas.4 É o basalto. 2. não é constituída por grãos soltos. 3. 5) Horizonte 0 ou manta morta. cheira a barro quando bafejada.5 Sim.

.

ISBN 978-972-799-269-0 www.com www.sebenta.pt .leya.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful