Você está na página 1de 3

Treinamento de uso correto e conservação de EPI´s

Objetivo
O objetivo principal deste treinamento é conscientizar o funcionário do uso
correto e conservação dos equipamentos de uso individual (E.P.I’s) para a finalidade
que se destina.

Definições
EPI - Equipamento de Proteção Individual
NR 06 – Norma Regulamentadora Nº 06 da portaria 3214 de 08/06/1978

Legislação
Segundo a NR 06, considera-se Equipamento de Proteção Individual -
EPI, todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado
à proteção de riscos suscetíveis

Quando utilizar o EPI´s


A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI
adequado ao risco, em perfeito estado de
conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias:
a) sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os
riscos de acidentes do trabalho
ou de doenças profissionais e do trabalho;
b) enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; e,
c) para atender a situações de emergência.

Obrigações do empregador
a) adquirir o adequado ao risco de cada atividade;
b) exigir seu uso;
c) fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em
matéria de segurança e saúde no trabalho;
d) orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;
e) substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado;
f) responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica; e,
g) comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.

Obrigações dos empregados


Cabe ao empregado quanto ao EPI:
a) usar, utilizando-o apenas para a finalidade a que se destina;
b) responsabilizar-se pela guarda e conservação;
c) comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso; e,
d) cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado
Riscos Ambientais
Riscos Físicos
Ruídos, vibrações, radiações ionizantes e não ionizantes, frio, calor, pressões
anormais e umidade.
Riscos Químicos
Poeiras minerais, poeiras vegetais, poeiras alcalinas, fumos metálicos, névoas,
neblinas, gases, vapores e produtos químicos diversos.
Riscos Biológicos
Vírus, bactérias, parasitas, fungos e bacilos.
Riscos de Acidentes / Mecânicos
Arranjo físico inadequado, máquinas e equipamentos sem proteção,
ferramentas inadequadas ou defeituosas, iluminação inadequada, eletricidade,
probabilidade de incêndio ou explosão, armazenamento inadequado, animais
peçonhentos e ausência de sinalização.

Uso correto

Respiradores

1 º Passo 2º Passo
Com dois dedos de cada mão, pressione a peça de Para verificar o ajuste, coloque as mãos na frente
alumínio de forma a moldá-lo ao seu formato de nariz. do respirador cobrindo toda sua superfície e inale

3º Passo 4º Passo
O ar não deve passar pelas laterais Esta é a forma correta de utilizar este tipo de
respirador

Protetor Auditivo
Passe uma das mãos de trás da cabeça e puxe levemente a parte superior
da orelha e, com a outra mão, introduza o protetor no canal auditivo.

• Não manuseie o protetor com as mãos sujas;


• Utilize os protetores durante todo o período de trabalho;
• Após o uso, guarde o protetor na embalagem;
• Lave regularmente seu protetor auditivo, com água e sabão neutro;
• Para retirar o protetor do ouvido, puxe o protetor pela sua haste.
• Evite puxar os protetores pelo cordão

Calçados de Segurança
Somente podem ser limpos com panos úmidos, e escova de lavar seca,
NÃO PODEM SER LAVADOS EMBAIXO DA AGUA, pois pode ser danificado
pelo sabão e pela forma de secar.
Devem ser engraxados semanalmente se possível para deixar o couro
um pouco mais maleável.

Luvas de PVC, Capacete e óculos de Segurança


Nos horários de intervalos de uso (no almoço e no final do expediente)
devem ser colocados em local arejado para secar a umidade natural do contato
do corpo.
Devem ser lavados com sabão neutro (detergente)

Luvas de Raspas
Nos horários de intervalos de uso (no almoço e no final do expediente)
devem ser colocados em local arejado para secar a umidade natural do contato
do corpo.

Interesses relacionados