P. 1
aula de óptica

aula de óptica

|Views: 1.135|Likes:
Publicado porMauricio R Meneses

More info:

Published by: Mauricio R Meneses on Aug 26, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/20/2010

pdf

text

original

2

CONTEÚDO

PROFº: PINON

01
A Certeza de Vencer

CONCEITOS INICIAIS – ÓPTICA GEOMÉTRICA
KL 140208

Fale conosco www.portalimpacto.com.br

1 - Introdução à Óptica Geométrica 1.1 - A luz A luz é uma onda eletromagnética e, portanto, pode se propagar até mesmo no vácuo. Sua velocidade de propagação varia de um meio para outro. No vácuo ela atinge sua maior velocidade (denominada c):

c) Opacos: São aqueles que não permitem a passagem da luz. Ex.: parede, corpo humano, madeira...

No ar sua velocidade de propagação é menor que no vácuo, no entanto, o valor é muito próximo de c, devendo-se considerar para efeito de cálculos: vAR = c. 1.2 - Raio de luz: É um elemento hipotético, apenas de aspecto geométrico, que simboliza o trajeto da luz. 2 - Princípios da óptica geométrica 2.1 - Propagação retilínea: Nos meios transparentes, homogêneos e isotrópicos, a luz sempre se propaga em linha reta.

1.3 - Feixe de luz: É o conjunto de raios de luz. Os feixes são classificados em:

2.2 - Independência dos raios de luz: Dois raios de luz ao se cruzarem, continuam sua propagação como se nada tivesse acontecido. O cruzamento não interfere na direção de propagação de cada raio.

1.4 - Fontes de luz: É todo corpo que emite luz e, por conseguinte, pode ser visto. As fontes se classificam em: a) Fontes primárias ou corpos luminosos: Emitem luz própria. Ex: Sol, estrelas, lâmpada ligada, vela acesa... 2) Fontes secundárias ou corpos iluminados: Refletem a luz proveniente de outra fonte. Ex: Lua, as paredes que você vê as pessoas... 1.5 - Tipos de meios: a) Transparentes: São meios que permitem a passagem quase total dos raios de luz, de forma regular. Ex: vidro liso, ar, água em pouca quantidade, ... 2.3 - Reversibilidade dos raios de luz: A trajetória percorrida por um raio de luz na ida, será a mesma trajetória percorrida na volta, para fazer o percurso entre os mesmos pontos.

Aplicações do principio da propagação retilínea Sombra Uma sombra é uma região escura formada pela ausência parcial da luz, proporcionada pela existência de um obstáculo. Uma sombra ocupa todo o espaço que está atrás de um objeto com uma fonte de luz em sua frente.

Penumbra é o ponto de transição entre a luz e a sombra, uma sombra incompleta. É uma gradação entre a sombra ou escuridão total e a luz. Diz-se das àreas de penumbra que estão iluminadas à meia-luz.
FAÇO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!

VESTIBULAR – 2009

b) Translúcidos: São meios que permitem a passagem apenas parcial dos raios de luz e, geralmente, de forma irregular. Ex.: vidro fosco, vidro martelado, “box” de banheiro...

Fale conosco www.portalimpacto.com.br

Eclipse Solar Um eclipse solar assim chamado, é um raríssimo fenômeno de alinhamentos que ocorre quando a Lua se interpõe entre o Sol ocultando completamente a sua luz numa estreita faixa terrestre. Do ponto de vista de um observador fora da Terra, a coincidência é notada no ponto onde a ponta o cone de sombra risca a superfície do nosso Planeta.

02. (FUVEST) A luz solar penetra numa sala através de uma janela de vidro transparente. Abrindo-se a janela, a intensidade da radiação solar no interior da sala: a) permanece constante. b) diminui, graças à convecção que a radiação solar provoca. c) diminui, porque os raios solares são concentrados na sala pela janela de vidro. d) aumenta, porque a luz solar não sofre mais difração. e) aumenta, porque parte da luz solar não mais se reflete na janela. 03. Verifique se a afirmação abaixo feita por um aluno verdadeira ou falsa; justifique a sua escolha. é

Eclipse Lunar Um eclipse lunar é um fenômeno celeste que ocorre quando a Lua penetra totalmente ou parcialmente o cone de sombra projetado pela Terra, em geral sendo visível a olho nú. Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos. Por isso o eclipse lunar só pode ocorrer quando coincidem a fase de Lua cheia e a passagem dela pelo seu nodo orbital. Este último evento também é responsável pelo tipo e duração do eclipse.

"Para podermos enxergar um objeto, é necessário que ele esteja iluminado por uma fonte secundária." 04. Se uma pessoa vê os olhos de uma outra através de um complicado jogo de espelhos, é possível que a segunda pessoa veja os olhos da primeira? Caso sua resposta seja sim, qual o principio utilizado para explicar? 05. (VUNESP-SP) Em 03 de novembro de 1994, no período da manhã, foi observado, numa faixa ao sul do Brasil, um eclipse solar total. Supondo retilínea a trajetória da luz, um eclipse pode ser explicado pela participação de três corpos alinhados: um anteparo, uma fonte e um obstáculo. a) Quais são os três corpos do Sistema Solar envolvidos nesse eclipse? b) Desses três corpos, qual deles faz o papel de anteparo? De fonte? De obstáculo?

À medida que a Lua viaja ao redor da Terra ao longo do mês, ela passa por um ciclo de fases, durante o qual sua forma parece variar gradualmente. O ciclo completo dura aproximadamente 29,5 dias. As fases da Lua resultam do fato de que ela não é um corpo luminoso, e sim um corpo iluminado pela luz do Sol.

06. O plano da órbita da Terra em torno do Sol e o plano da órbita da Lua em torno da Terra são quase coincidentes: o ângulo entre esses planos é de 5º. Por isso, de tempos em tempos, esses astros se alinham, ocasionando os eclipses, como ilustra a figura abaixo. Este fenômeno é possível devido o Princípio da Propagação Retilínea da Luz. Com base em sues conhecimentos, que tipo de eclipse e qual fase da Lua iríamos observar se o ângulo fosse 0º? Justifique sua resposta.

Questões de Vestibulares 01. (FAAP) Um quadro coberto com uma placa de vidro plano, não pode ser visto tão distintamente quanto outro não coberto, porque o vidro: a) é opaco b) é transparente c) não reflete a luz d) reflete parte da luz e) é uma fonte luminosa

FAÇO IMPACTO – A CERTEZA DE VENCER!!!

VESTIBULAR – 2009

07. (FATEC) Uma placa retangular de madeira tem dimensões 40cm x 25cm. Através de um fio que passa pelo baricentro, ela é presa ao teto de uma sala, permanecendo horizontalmente a 2,0m do assoalho e a 1,0m do teto. Bem junto ao fio, no teto, há uma lâmpada cujo filamento tem dimensões desprezíveis. A área da sombra projetada pela placa no assoalho vale, em m2, a) 0,90 b) 0,40 c) 0,30 d) 0,20 e) 0,10

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->