P. 1
Trabalho de Quimica - Tabela Periodica (Periodic Table)

Trabalho de Quimica - Tabela Periodica (Periodic Table)

4.0

|Views: 34.954|Likes:
Publicado porHadilson Chim Jin

More info:

Published by: Hadilson Chim Jin on Aug 27, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/27/2014

pdf

text

original

ESCOLA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA-BEIRA

Tema: - Historial da Classificação dos elementos
- Lei periódica de Mendeleyev - Caracteristicas e Importância da Tabela Periódica

Discíplína:

Química

Dicentes: Alex Alberto n°2 Hadilson José Chim Jin n°15 João Baúque n°18 Ronit Jamnádas n°30

Docente: Prof. Cristina A. Docane

Beira aos, Maio de 2009

Índice
Introdução---------------------------------------------------------------------------1 1. Historial da Classificação dos Elementos segundo: 1.1Döbereiner----------------------------------------------------------------------2 1.2 Newland------------------------------------------------------------------------3 1.3Mendeleyev---------------------------------------------------------------------4 1.4 Moseley-------------------------------------------------------------------------5 2. Lei Periódica de Mendeleyev-------------------------------------------------6 3. Caracteristícas da Tabela Periódica RAIO ATÓMICO-------------------------------------------------------------------7 VOLUME ATÓMICO--------------------------------------------------------------7 ELECTRONEGATIVIDADE------------------------------------------------------8 AFINIDADE ELECTRONICA (OU ELECTROAFINIDADE)-------------------9 DENSIDADE-----------------------------------------------------------------------10 4. Importância da Tabela Periódica---------------------------------------------11 Conclusão--------------------------------------------------------------------------12 Bibliografia------------------------------------------------------------------------13

i

ii

Introdução

O presente trabalho que introduzimos tem como tema: historial da classificação dos elementos, lei periódica de Mendeleev, caracteristícas e importância da tabela periódica. A primeira classificação, foi a divisão dos elementos em metais e não-metais, isso possibilitou a antecipação das propriedades de outros elementos, determinando assim, se seriam ou não metálicos. Visto a importância do tema esperamos assim que o leitor adquíra mais conhecimentos acerca do assunto ao longo do trabalho investigativo.

1

1. Historial da Classificação dos Elementos segundo:
1.1 Döbereiner TRÍADES DE DÖBEREINER Em 1829, Johann W. Döbereiner teve a primeira idéia, com sucesso parcial, de agrupar os elementos em três – ou tríades. Essas tríades também estavam separadas pelas massas atómicas, mas com propriedades químicas muito semelhantes. A massa atómica do elemento central da tríade, era supostamente a média das massas atômicas do primeiro e terceiro membros. Lamentavelmente, muitos dos metais não podiam ser agrupados em tríades. Os elementos cloro, bromo e iodo eram uma tríade, lítio, sódio e potássio formava outra.

Elemento Cálcio Estrôncio Bário

Massa atômica 40 88 >>> (40 + 137)/2 = 88,5 137

1829 - Lei das tríades de Döbereiner

Cloro, bromo e iodo; A tríade da primeira tentativa. Um começo sem muito sucesso.

2

1.2 Newland

LEI DAS OITAVAS DE NEWLANDS

Um outro modelo, foi sugerido em 1864 pôr John A.R.Newlands (professor de química no City College em Londres).Sugerindo que os elementos, poderiam ser arranjados num modelo periódico de oitavas, ou grupos de oito, na ordem crescente de suas massas atômicas. Este modelo, colocou o elemento lítio, sódio e potássio juntos. Esquecendo o grupo dos elementos cloro, bromo e iodo, e os metais comuns como o ferro e o cobre. A idéia de Newlands, foi ridicularizada pela analogia com os sete intervalos da escala musical. A Chemical Society recusou a publicação do seu trabalho periódico (Journal of the Chemical Society). Nenhuma regra numérica, foi encontrada para que se pudesse organizar completamente os elementos químicos numa forma consistente, com as propriedades químicas e suas massas atômicas. A base teórica na qual os elementos químicos estão arranjados actualmente número atômico e teoria quântica – era desconhecida naquela época e permaneceu assim pôr várias décadas.

1864 - As leis das oitavas de Newland

3

1.3 Mendeleyev TABELA DE MENDELEYEV Em 1869, enquanto escrevia seu livro de química inorgânica, organizou os elementos na forma da tabela periódica atual. Mendeleyev criou uma carta para cada um dos 63 elementos conhecidos. Cada carta continha o símbolo do elemento, a massa atômica e suas propriedades químicas e físicas. Colocando as cartas em uma mesa, organizou-as em ordem crescente de suas massas atômicas, agrupando-as em elementos de propriedades atomica. Finalmente, Dimitri Ivanovitch Mendeleyev apresentou uma classificação, que é a base da classificação periódica moderna, colocando os elementos em ordem crescente de suas massas atômicas, distribuídos em oito colunas verticais e doze faixas horizontais. Verificou que as propriedades variavam periodicamente à medida que aumentava a massa atômica.

1872 - A tabela periódica de Mendeleyev. Os espaços marcados com traços representam elementos que Mendeleyev deduziu existirem mas que ainda não haviam sido descobertos àquela época. Os símbolos no topo de cada coluna são as fórmulas moleculares escritas no estilo do século XIX.

4

1.4 Moseley A DESCOBERTA DO NÚMERO ATÓMICO

Em 1913, o cientista britânico Henry Moseley descobriu que o número de protões no núcleo de um determinado átomo, era sempre o mesmo. Moseley usou essa idéia para o número atômico de cada átomo. Quando os átomos foram arranjados de acordo com o aumento do número atômico, os problemas existentes na tabela de Mendeleyev desapareceram.Devido ao trabalho de Moseley, a tabela periódica moderna esta baseada no número atômico dos elementos. A tabela atual se difere bastante da de Mendeleyev. Com o passar do tempo, os químicos foram melhorando a tabela periódica moderna, aplicando novos dados, com as descobertas de novos elementos ou um número mais preciso na massa atômica, e rearranjando os existentes, sempre em função dos conceitos originais.

Henry Moseley

5

2. Lei Periódica de Mendeleyev
Em Março de 1869 surgiu a 1 tabela periódica e enunciou-se dessa forma a lei de Mendeleyev que dizia: “As propriedades dos elementos

químicos variam periódicamente com o aumento da massa atómica”. Isto quer dizer que Mendeleyev organizou os
elementos químicos em ordem crescente das massas atómicas de modo que se obtenha grupo de elementos com propriedades semelhantes.

1869 - Dimitri Ivanovitch Mendeleyev

6

3. Caracteristícas da Tabela Periódica
RAIO ATÓMICO O raio atómico pode ser considerado como uma medida do tamanho do atómo.

O raio atômico aumentada direita para a esquerda ao longo dos períodos e de cima para baixo ao longo dos grupos.

Representacao esquematica dos raios atómicos dos elementos.

VOLUME ATÓMICO É o volume ocupado por 1 mol do elemento (6,02 x 1023 atómos) em determinadas condições de pressão e temperatura. A variação periódica do volume atómico é a seguinte: nos período, o volume atómico aumenta do centro para as extremidades; nas famílias, cresce de acordo com o número atómico.
7

ELECTRONEGATIVIDADE Electronegatividade é a capacidade que um átomo tem, de atrair electrões de outro átomo quando os dois formam uma ligação química.

8

Quanto menor o átomo e maior o número de elétrons na última camada, maior é sua electronegatividade.

AFINIDADE ELECTRONICA (OU ELECTROAFINIDADE) Existem átomos que, apesar de já possuírem todos os seus próprios electrões, podem ainda receber electrões extras com muita facilidade. Essa capacidade é conhecida como afinidade por electrões ou electroafinidade.

Ao percorrermos um período da esquerda para a direita, o raio atómico diminui. Com isso, a atracção que o núcleo exerce sobre os electrões se torna maior, o que aumenta a afinidade electrónica.

9

DENSIDADE A densidade dos elementos e uma propriedade fisica que apresenta periodicidade dentro da disposicao da tabela periodica, embora as variacoes de densidade nao sejam muito regulares, pois diferentes caracteristicas estruturais influenciam na densidade da substancia. Num periodo, a densidade aumenta das extremidades para o centro. Nos grupos, ela aumenta de cima para baixo. A figura ilustra esquematicamente essas tendências da densidade, considerando que os valores de densidade foram obtidos a temperatura de 25o C e pressao de 1 atm. Nestas condicoes, o elemento mais denso da tabela periodica e o osmio (Z = 76).

10

4. Importância da Tabela Periódica
A tabela periódica é uma parte essencial da linguagem da química. Ela tem muito em comum com um tesouro, oferecendo um guia para semelhanças e diferenças entre os elementos. Desde a forma como os elementos estão organizados na tabela periódica, podemos predizer seu comportamento e escrever formúlas químicas de compostos utilizando apenas algumas orientações gerais. Usando essas regras não é o mesmo que compreender porquê elementos em determinadas àreas da tabela periódica comportam-se como eles são, mas as tendências que surgem a partir da disposição dos elementos na tabela periódica permite um químico recordar factos úteis sobre os tipos de compostos formados a partir de elementos especificos e suas reacções químicas. Ela também organiza os elementos de forma lógica apresentando em familias e grupos que tem caracteristícas similares que permitem que as relações entre diferentes elementos possa ser comparadas com maior facilidade.

11

Conclusão
Desde os primórdios, os químicos são responsáveis pela evolução do conceito de periodicidade química (periodicidade significa ocorrer regularmente ou intermitentemente), dentre os quais o químico russo Mendeleyev que criou a primeira lei periódica. Desde então tem se notado uma vasta importância da tabela periódica moderna que é o desenvolvimento de outras classificações . Esperamos assim que a nossa investigação forá de uma mais valia para o leitor visto falar de um tema muito importante na química.

12

Bibliografia
- GOLDANI, Eduardo, DE BONI, Luis A. B., Introdução Clássica à Química Geral, Rio de Janeiro, Grupo Tchê Química, 2004. - http://www.bookrags.com/research/periodic-table-wop/ - http://www.lite.fae.unicamp.br/papet/2005/el767a_1s2005/sacktxt.htm - http:// www.merck.com.br/quimica/tpie/menuprin.htm - Mendeleyev, D.; Journal of the Russian Chemical Societ 1869, 1, 60. - Mendeleyev, D.; Zeitscrift für Chemie 1869, 12, 405. - Moseley, H. G. J.; Phil. Mag. 1913, 1024.

13

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->