Você está na página 1de 86

LIVRO DE CÂNTICOS

GRUPO DE JOVENS KAIRÓS

LIVRO DE CÂNTICOS GRUPO DE JOVENS KAIRÓS Cantemos todos! Cantemos "músicas com letras que façam pensar;

Cantemos todos! Cantemos "músicas com letras que façam pensar; letras com músicas que façam sentir"; letras e músicas que transformem a vida e lhe dêem marcas do Criador.

PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO - FARO

A música cristã na Pastoral da Igreja

A poesia e a música, desde sempre, foram as formas mais sublimes do Homem exprimir o que lhe sopra a

alma e ventila o coração. A obra do poeta e do músico "é ser mais alto, é ser maior… e dizê-lo cantando a toda a gente".

É neste sentido que assumimos a Música na Pastoral da Igreja, entendida como "ministério" e como arte

funcional. A música cristã é um "tesouro de inestimável valor, que excede todas as outras expressões de

arte, sobretudo porque o canto sagrado, intimamente unido com o texto, constitui parte necessária ou integrante da Liturgia da Igreja."

Através dos acordes e do canto perpassa a vontade de contagiar a todos com a Boa Nova da Fé e da Esperança; de testemunhar a presença viva e reconfortante de Jesus nas nossas vidas; de disponibilizar uma orientação que a todos conduza ao louvor e a gratidão por tudo aquilo que, em nós, Ele vai operando

Neste contexto, a Eucaristia apresenta-se como o espaço preferencial, onde a presença de Jesus Cristo é ponto central e referência viva para toda a vida cristã. Ela é o banquete do encontro, a festa da comunhão entre Deus e o seu Povo.

Sinto a música como "princípio de todos os encantos da vida." Ela é importante na vida de qualquer pessoa, mas de modo muito particular na vida daqueles que se orientam, através do ministério sacerdotal, para o serviço do povo de Deus.

Na minha relação com Deus a música tem sido a forma mais bela e mais genuína de manifestar: alegria, tristeza, paz, louvor, gratidão … inunda-me a alma e liberta-me para uma relação/comunhão mais intensa com Deus. As letras, os ritmos dos cânticos e as melodias assumem, em mim, a importância de um estilo e asseguram, tantas vezes, a sobrevivência do espírito… No fundo, a música traduz-se para mim na autêntica e indispensável afinação entre o Homem e o seu Criador…

Parece-me urgente que também na Igreja se reconheça à música o lugar e importância devidos. Ela não pode ser tida como entretenimento, numa perspectiva mundana! A música, acima de tudo, é um canal de adoração a Deus e como tal deve ser valorizada.

Recordo que o livro de maior dimensão na Bíblia é um hinário - os Salmos - por isso, a música e o canto são parte da nossa vida cristã individual e colectiva, desde a ancestralidade Eclesial.

Cantemos todos! Cantemos "músicas com letras que façam pensar; letras com músicas que façam sentir"; letras e músicas que transformem a vida e lhe dêem marcas do Criador.

Pe. Marcos Alvim, Diocese de Lamego in Agência Ecclesia (http://www.agencia.ecclesia.pt)

ESCOLHA DE CÂNTICOS PARA A EUCARISTIA 1

A importância do canto

importante cantar!

É

O canto na celebração eucarística promove um clima coletivo, para a elevação do ambiente de oração

e de louvor.

A participação através do canto deve favorecer a criação de sentimentos que necessitam da existência

de espaços de silêncio, espaços de música instrumental, espaços de diálogo coro-assembleia, espaços

de canto coletivo (entre outros) a fim de se dinamizar a celebração.

O canto é um dos elementos fundamentais na Liturgia para a distinção dos tempos litúrgicos.

Recordemos que

Recordemos que o canto na Eucaristia tem de estar integrado no momento concreto, no tempo litúrgico concreto e no carácter litúrgico concreto que convenha dar à celebração e que, portanto, não se deve pensar e escolher os cânticos simplesmente porque “são bonitos”. Recordemos, ainda, que nenhuma festividade não litúrgica celebrada na Eucaristia deve sobrepor outros cânticos face aos cânticos ligados à Liturgia. Recordemos que o canto na Eucaristia não se pode conceber como uma espécie de “ilustração musical” mas deve fazer parte do que a própria celebração é na sua totalidade. Recordemos que há alguns textos existentes desde os inícios da Liturgia da Igreja (como o Santo, o Glória ou o Pai-Nosso) que não devem ser alterados ou mesmo substituídos por outros, ao cantá-los.

Cântico de Entrada

Escolhido a partir da Antífona de Entrada

Deve acentuar o tom litúrgico do dia

Consistente (a Assembleia deve sabê-lo bem)

Carácter de marcha e hino

Suficientemente longo para dar um sentido coletivo, de assembleia reunida, acompanhada pelo sacerdote que, ao chegar ao altar, continua a cantar com o seu povo

Caso não se consiga encontrar um cântico relacionado com a Antífona de Entrada do dia, escolha-se um cântico standardde Entrada, com as características acima referidas (ex.:

Vinde louvar o Senhor; Louvemos o Senhor, etc.)

Ato Penitencial

Importante cantar a invocação “Senhor, tende piedade”

Caso se cante a invocação noutra língua (como em grego), toda a assembleia deve saber o que canta

Na Quaresma e Advento e em celebrações de carácter penitencial - deve ser acentuado

Glória

É um hino e, como tal, deve ser sempre cantado

Carácter vibrante e de louvor

Salmo Responsorial

Deve sempre ser cantado, já que é Palavra de Deus destinada a ser cantada

Não deve ser substituído por nenhum outro cântico, mesmo que parecido

Não deve ser cantado por quem fez a primeira leitura

Aclamação ao Evangelho

Deve ser sempre cantada

Carácter jubiloso

Dê-se primazia à Antífona do Evangelho do dia ao invés de se cantar outra estrofe

1 Adaptado de Josep LLIGADAS, Como escolher e dirigir os cânticos, Lisboa, Ed. Paulinas, 2000.

Apresentação dos Dons

Momento de “distensão”: após a Liturgia da Palavra e a Homilia, a assembleia deve voltar a sua atenção para o altar, onde se prepara a Eucaristia

Momento mais de silêncio ou de música de fundo a fim de não distrair a assembleia da sua reflexão sobre o momento que se vai seguir

A cantar-se, que sejam cânticos relacionados com o momento em questão, com a entrega de Cristo e com a nossa própria entrega (ex.: Em teu altar; Tomai, Senhor e recebei; Vasos de barro, etc.)

Em dias ou tempos próprios (como no Advento) pode cantar-se um cântico mariano, como sinal de entrega de Maria e de Cristo para sacrifício

Em tempos como a Quaresma ou o Advento deverá ser substituído por silêncio (sem instrumental)

Santo

Deve ser sempre cantado

Carácter vibrante e de louvor

Refrão: “Hossana” (e não Santo)

Cordeiro e Momento da Paz

Primazia ao Cordeiro

Abraço da Paz: Paz em Cristo e não momento de simples cumprimentos; logo, dê-se a paz a quem estiver mais próximo de forma célere a fim de se preparar e cantar o Cordeiroenquanto o sacerdote parte a hóstia

Comunhão

Escolhido a partir da Antífona de Comunhão

Carácter meditativo e reconfortante

Suficientemente longo ou então alternado com momentos de música instrumental

Caso não se consiga encontrar um cântico relacionado com a Antífona de Comunhão do dia, escolha-se um cântico standardde Comunhão, com as características acima referidas (ex.:

Pão do Céu; Meu Pão sagrado; Como o Pai Me amou, etc.)

Pós-Comunhão

Pode-se cantar por vezes, não sendo sempre necessário.

Pode-se, neste momento, dar primazia ao silêncio meditativo e de ação de graças

Cântico de Envio

A Introdução Geral ao Missal Romano não o prevê

No entanto, pode cantar-se como último gesto coletivo da assembleia

Deve ser suficientemente curto para a assembleia poder cantar sem preocupações em sair da igreja

Mensagem de envio, evangelização

Em dias ou tempos próprios (como no Advento) pode cantar-se um cântico mariano

Noutros momentos da Eucaristia, o canto pode ter um papel importante (nas Preces, no Pai-Nosso, nas respostas da assembleia, etc.).

Tabela de prioridade dos cânticos

Esta tabela, não pretendendo ter valor dogmático, poderá servir de excelente auxílio na escolha de cânticos para as celebrações eucarísticas:

* Importância reduzida *** Importância elevada

Entrada

***

Ato Penitencial

***

Glória

***

Salmo Responsorial

***

Aclamação

ao

***

Evangelho

Apresentação

dos

*

Dons

Santo

***

Momento da Paz

*

Cordeiro de Deus

***

Comunhão

***

Pós-Comunhão

*

Envio

*

1. A oração

2. Abriu-se a manhã

3. Aceita, Senhor, a nossa vida

4. Aleluia (Ir. Maria do Carmo)

5. Aleluia (Karen Lefferty)

6. Aleluia (Renovamento Carismático)

7. Aleluia (Tarcízio Morais)

8. Ave Maria, Gratia Plena

9. Braços no ar

10. Caminhos para a Vida

11. Cantando o teu Amor

12. Cantarei ao Senhor (Cl. Fraysse)

13. Cantarei ao Senhor (Taizé)

14. Canto Aleluia ao Senhor

15. Como o Pai me amou

16. Cordeiro de Deus (Pe. Marcos Alvim)

17. Cordeiro de Deus (Tarcízio Morais)

18. Deus de Amor

19. Discípulo da Palavra

20. E tu, porque Me persegues?

21. Em teu altar

22. Emanuel

23. És filho

24. Estrela polar

25. Evangelizar

26. Felizes os que amam o Senhor

27. Fica junto a nós

28. Glória, glória a Deus (Tarcízio Morais)

29. Grão de trigo

30. Hino ao Senhor da tempestade

31. Hoje é Páscoa

32. Igreja reunida

33. Louvemos o Senhor

34. Maravilhas

35. Maria, és a única flor

36. Meu Pão sagrado

37. Na longa estrada

38. Nada nos separará

39. Nada temo

40. Não tenhas medo

ÍNDICE

41. Ninguém te ama como Eu

42. O auxílio vem-me do Senhor

43. O Senhor é meu pastor (N. Tovar de Lemos)

44. O Senhor é meu pastor (Tarcízio Morais)

45. O Verbo de Deus acampou

46. Onde Deus te levar

47. Oração de S. Inácio

48. Oração de S. Pedro

49. Pão do Céu

50. Partilhai a riqueza

51. Pedacinho de Deus

52. Pegadas na areia

53. Perdão (Eu sei que errei)

54. Perdoa, Senhor, o nosso dia

55. Permanecei em Mim

56. Queremos ver-Te, Jesus

57. Quero cantar o teu Amor

58. Renasce em Mim

59. Santo (CUPAV)

60. Santo (Soraia Niquice e Carlos Martins)

61. Santo (Tarcízio Morais)

62. Se Deus está por nós

63. Senhor, aqui nos tendes

64. Senhor, tem piedade de nós (S. Pedro)

65. Senhor, tem piedade (Tarcízio Morais)

66. Somos testemunhas

67. Tão perto de mim

68. Tomé

69. Tu és a água viva

70. Tu tens palavras de Vida

71. Tu, vem e segue-Me

72. Vasos de barro

73. Vem, Senhor, Jesus

74. Via de Amor

75. Vida, glória, paz

76. Vim aqui

77. Vinde e louvai-O

78. Vinde louvar o Senhor

79. Vós todos sereis meu Povo

A ORAÇÃO

Maresia

4

4

| D

|

| G

G

|

|

D/F#

|

D/F#

|

Quando quiseres contemplar o céu

|

G

|

G

|

D/F#

|

D/F#

|

Leva-me contigo para estarmos sós

|

G

|

G

|

D/F#

|

D/F#

|

E em silêncio, em oração

- Vamos ver o que Deus fez.

|

Bm

A

|

G

|

G

|

|

D

-

A

|

Bm

-

A

|

G

|

G

|

Vamos ver o que Deus fez.

 

Solo:

|

G

|

G

|

D

|

D

|

|

G

|

G

|

D

|

D

|

|

Bm

-

A

|

G

|

G

|

Vamos ver o que Deus fez.

- Vamos ver o que Deus fez.

A

|

|

D

-

A

Bm

 

|

G

|

G

|

D

|

ABRIU-SE A MANHÃ

Grupo das Terças

4

4

|

D

|

Bm

|

A#

|

Abriu-se a manhã

|

A

|

A

|

E

eu te encontrei,

 

|

Em

|

Em

|

A

chama brilhou

|

F#

|

F#7

|

E

o seu fogo entrou em mim.

|

D

|

Bm

|

A#

|

Mesmo se distantes,

| A

|

A

|

Para nós o longe é perto;

|

Em

|

Em

|

O nosso horizonte

| F#

|

F#7

|

É o céu unido ao mar.

| D

|

D

|

Amar é a partida

| A

|

A

|

De um sonho sem chegada,

| Bm

|

Bm

|

Voar nas asas do vento

|

G

|

A

|

E

subir ao infinito.

 

|

D

|

D

|

A

|

Bm

|

Não há fronteiras que separem

| Bm

|

A

|

A7

|

Nossa amizade em sermos um só.

| D

|

A/C#

|

Bm

|

Bm

|

G

|

Em

|

Só o amor faz renascer a vida em nós,

| D

|

A

|

Bm

|

Bm

|

A vida em nós, em nós.

ACEITA, SENHOR, A NOSSA VIDA

Música e Letra: José Luís Souto Coelho

4

4

|

E - C#m

|

A - B

|

1. Aceita tantos jovens peregrinos do infinito

|

Pois carregam nas suas veias a esperança como um hino

E - C#m

|

A - B

|

|

E - C#m

|

A - B

|

Aceita as suas lutas, desemprego e solidão

|

E - C#m

|

A - B

|

Sem escola, habitação e a incerteza do amanhã

|

E - C#m

|

A - B

|

Aceita a melodia que lhes sai do coração

|

E - C#m

|

A - B

|

Como fonte de outro dia, de outra terra prometida

|

E - C#m

|

A - B

|

B

|

Construtores do presente com a seiva do futuro

-

Aceita Senhor a nossa vida que é tua

||:

E

-

A

|

E

B

|

|

E

-

A

|

B

|

e faz deste mundo um mundo irmão

| E

-

A

|

E

-

B

|

caminha connosco e faz-nos caminhar

|

A

-

E

| 1.

A

B

| 2/4

B

:|| 2. 2/4

-

A - B

|

E

|

para sermos a tua imagem, o homem da ressurreição

2.Aceita o trabalho deste povo dedicado Por sua conta ou empregado vai ganhando o seu pão Aceita os operários desta terra em construção Vendedores ou cantores, geram participação Aceita estas mãos duras calejadas do serviço Deste povo que aceita construir a comunhão Com as mãos e no trabalho fazem a libertação

3. Aceita Senhora família tua imagem

Sinal de que tu estás vivo aqui na terra Aceita a união, doação fidelidade Fermento de harmonia, liberdade e crescimento Aceita o compromisso e a aliança dos esposos Que entregam a sua vida p'ra gerar humanidade

E

as crianças são a prova de um amor inseparável

4.

Aceita o pão e o vinho frutos da nossa colheita

São entrega e compromisso desse mundo que há-de vir Aceita a nossa terra semeada de justiça

A alegria e esperança de colher e repartir

Aceita a nossa fome e a sede de infinito

A vontade de aprender a libertar e a servir

Nesta grande acção de graças em Jesus Cristo Senhor.

ALELUIA

Irmã Maria do Carmo

4

4

|

E

|

B7

|

C#m

|

G#m

|

Aleluia, Aleluia,

 

|

A

|

E

|

B

|

B7

|

Aleluia.

 

|

E

|

B7

|

C#m

|

G#m

|

Aleluia, Aleluia,

| A

|

Aleluia.

E

|

B

|

B7

|

| F#m

1. Quando estamos unidos, estás entre nós

| A

|

G#m

|

|

C#m

|

B

G#m

|

|

|

F#m

Bsus4 |

e nos falarás da Tua vida.

2. Este nosso mundo sentido terá

se Tua palavra renovar.

ALELUIA

Karen Lafferty, Maranatha (Original Gospel: “Seek ye First”)

4

4

|

D

-

F#m

|

G

-

D

|

Aleluia, aleluia, aleluia!

 

|

G

-

D

|

A

-

A7

 

|

Aleluia, aleluia!

 

|

D

-

F#m

|

G

-

D

|

Aleluia, aleluia, aleluia!

 

|

G

-

D

|

A

-

D

|

Aleluia, aleluia!

1. Canto a Cristo que me libertará Quando chegar glorioso Então a vida com Ele renascerá Aleluia, aleluia.

ALELUIA

Renovamento Carismático

4

4

|

Bm

|

A

|

G

|

F#7

|

Aleluia, Aleluia, Aleluia!

|

Bm

|

A

|

G

|

F#7

|

Aleluia, Aleluia, Aleluia!

| Bm

|

A

|

G

|

F#7

|

1. Proclamai que o Senhor é bom, é eterno o seu amor.

| Bm

Que o diga a casa de Israel, é eterno o Seu amor.

|

A

|

G

|

F#7

|

2. Na angústia gritei por Ele, o Senhor me escutou.

Ele está comigo, a meu lado, por isso não temerei.

3. O Senhor é a minha alegria, Ele é a minha salvação.

Cantarei as Suas maravilhas ao longo da minha vida.

4. Abri as portas do santuário, entrarei e darei graças.

Esta é a porta do Senhor, por onde entrarão os justos.

5. És meu Deus, Te darei graças sempre, bendito seja o Teu Nome.

Proclamai que o Senhor é bom, é eterno o seu amor.

NOTA: Deve dar-se sempre primazia à antífona do Evangelho face às estrofes do cântico.

ALELUIA

Tarcízio Morais

4

4

Intro: |

G

|

D

|

Em7

| Cadd9

|

|

G

|

D

|

Em7

|

Cadd9 |

| G

|

D

|

Em7

Aleluia, aleluia!

| Cadd9

|

|

G

|

D

| Cadd9

|

G

|

D

|

Aleluia, aleluia!

 

|

G

|

D

| Cadd9

|

G

|

Cantai ao Senhor um cântico novo

| G

|

D

| Cadd9

|

G

| Cadd9

-

D

|

Cantai ao Senhor, povos da Terra

Louvai ao Senhor, todas as nações E aclamai-O, todos os Povos

(aclamação para a Quaresma)

Glória e louvor a Vós, Senhor! Glória e louvor a Vós, Senhor, Verbo de Deus!

AVE, MARIA, GRATIA PLENA

Letra e Música: SDPJ Lisboa

3

4

|

G

|

D

|

C

|

G

|

1. Eis-me aqui Maria,

 

|

Em

 

|

D

|

C

|

D

|

Eis-me aqui em oração.

 

|

G

|

D

|

B7

|

Em

|

Aceita este dia, é para ti

 

|

C

|

D

|

G

|

G

|

E dá-me o teu amor.

|

G

|

D

|

C

|

D

|

Ave, Maria,

 

|

G

|

D

|

Em

 

|

D

|

Gratia plena.

 

|

G

|

D

|

B7

|

Em

 

|

Dominus tecum;

 

|

C

|

D

|

G

|

G

|

Benedicta tu.

2 - O que eu tenho é teu:

Os meus sonhos e desejos. Mãe de Cristo, minha mãe Apresenta-os ao teu Senhor.

3 - Dia e Noite eu espero

Que essa hora chegue enfim,

Para sentir que o teu olhar Repousa agora em mim.

4 - Diante de ti,

Com a face sorridente Meus pensamentos, minhas palavras Perdem-se no teu abraço.

5 - Tenho confiança

No que tenho e no que sou. Pelas tuas mãos chegue a Jesus

Tudo quanto dou.

6 - Levo a confiança

Que o teu amor deixou. Olha por mim, mãe de Jesus

Contigo agora estou.

BRAÇOS NO AR

Letra e Música: Banda Jota

4

4

|

F

-

C

|

Dm

|

Braços no ar para gritar

| Gm

|

F

-

C

|

Braços a abrir para acolher

| F

-

C

|

A

-

Dm

|

Braços em cruz para dizer

|

C

Aqui, aqui está Jesus

| Gm

-

F

|

| Dm

|

1- Dou-te o braço direito

| Gm

Para abraçar o irmão

|

| Bb

|

Para lhe dar o que tenho

| C

|

Para ser a Tua mão

| Dm

|

Dou-te o braço esquerdo

| Gm

|

Para puxar o arado

| Bb

|

Para lançar as redes

| C

|

Do Teu apostolado

2- Dou-te a perna direita Para andar o caminho Que Tu andaste, Senhor. Nunca estarei sozinho

Dou-te a perna esquerda Para correr apressado Falando de Ti, de Deus Aqui e em todo o lado

3- Dou-te a minha boca Para Te anunciar Para gritar ao mundo:

É tão bonito amar.

Dou-te o meu coração Tudo o que sinto e sou Leva-me onde quiseres Leva-me, contigo vou

CAMINHOS PARA A VIDA

Letra: D. Manuel Clemente

4

4

|

D

-

Em

|

F#m

|

1- Há nascer, há crescer e há morrer

|

Bm

-

A

|

G

|

e

em cada chegada uma partida.

|

Em

-

F#m

 

|

Bm

|

Mas importa que em cada acontecer

| E

|

A

|

haja sempre um caminho para a vida.

| D

-

Em

|

F#m

|

Há nos olhos do outro uma promessa,

| Bm

-

A

|

G

|

cada homem é uma mão estendida.

| Em

-

F#m

|

Bm

|

É preciso que nada nos impeça

| E

|

A

|

daí ver um caminho para a vida.

||:

G

|

A

|

Na Tua luz encontramos a verdade,

| F#m

|

Bm

|

és o dom do Pai, a mão estendida,

| G

- F#m

|

Em

|

és Jesus, a plena liberdade,

|

o

A

| 1.

Bm

:|| 2. D

|

Caminho, a Verdade e a Vida.

2- Há o olhar sereno de quem ama, há a fé das entregas decididas. Há em tudo, afinal, uma só esperança:

de trilhar o caminho para a vida.

Somos jovens do hoje e do amanhã, testemunhas do mundo em mudança. Levamos Jesus no coração

e nas mãos a bandeira da esperança.

CANTANDO O TEU AMOR

Cantando a Palavra

4

4

|

G

-

A

|

D

-

A/C# -

Bm

|

Cantando o teu Amor, contigo eu vou, Senhor,

| G

- A

|

G

-

A

|

Levar tua Luz, levar tua Palavra

-

Para que todos, unidos sejam um.

| G

-

A

|

D

A/C# -

Bm

| G

- A

|

D

|

|

Cantando o teu Amor.

CANTAREI AO SENHOR

Cl. Fraysse

4

4

|

C

-

G

|

Am

|

Cantarei ao Senhor

|

F

-

G

|

C

-

C7

|

Com todo o meu ser

|

F

- G

|

E

-

Am

|

E

proclamarei as suas maravilhas,

|

F

-

Dm

|

G

l

Bendirei o seu nome.

| C

-

G

|

Am

|

Cantarei ao Senhor

|

F

-

G

|

C

-

C7

|

Com todo o meu ser

|

F

- G

|

E

-

Am

|

E

proclamarei as suas maravilhas,

|

F

-

G

|

C

|

Aleluia!

CANTAREI AO SENHOR

Taizé

4

4

|

C#m

-

B

|

E

-

B

|

Cantarei ao Senhor enquanto viver,

| E

|

A

-

B

|

Louvarei o meu Deus enquanto existir;

| C#m

-

A

|

B

|

N’Ele encontro a minha alegria,

| C#m

-

A

|

G#7

|

N’Ele encontro a minha alegria,

CANTO ALELUIA AO SENHOR

CANTO ALELUIA AO SENHOR

2

4

INTRO: | C#m7 - B/C# | C#m7 - B/C# | | C#m7 - B/C# | C#m7 - B/C# |

|

C#m7

|

B

|

C#m7

|

B

|

Canto aleluia ao Senhor!

 

|

C#m7

|

B

|

E

|

E

|

Canto aleluia ao Senhor!

| A

| C#m7

|

A

|

C#m7 |

Canto aleluia, canto aleluia,

| C#m7

|

B

|

C#m7

|

B

|

Canto aleluia ao Senhor!

COMO O PAI ME AMOU

COMO O PAI ME AMOU

4

4

|

D

-

A/C# |

Bm

|

Como o Pai me amou,

-

Eu vos tenho amado.

| G

- Em7

|

A

A7

| D

-

A/C# |

Bm

|

Permanecei no meu amor;

D

permanecei no meu amor.

| G

-

A |

|

| 2/4

Bm

|

D

|

D

|

|

1.

Se guardarem minhas palavras,

|

G

|

A

|

D

|

D

|

e

se amarem como irmãos,

|

A/C# |

A/C# |

 

Bm

|

partilhareis com alegria

|

G

|

Em7

|

A

|

A7

|

o

dom da fraternidade.

2.

Se fizerem o que vos mando

e

se amarem de verdade,

 

fruto dareis em abundância, meu amor manifestar-se-á.

3. Não verão amor tão grande

como aquele que vos dei. Por vós darei a minha vida. Amai-vos como Eu vos amei.

4. Se forem firmes no caminho,

seguindo sempre a verdade, partilharão meu pleno gozo de amar como o Pai me amou.

CORDEIRO DE DEUS

Pe. Marcos Alvim

4

4

Intro: |

D

|

F#m

|

Bm

|

F#m

|

 

|

G

|

F#m

|

G

|

A

|

Asus4

-

A

|

|

D

|

F#m

|

Bm

|

F#m

|

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo

|

G

|

F#m

|

G

|

A

|

Asus4

-

A

|

Tende piedade de nós, tende piedade de nós.

 

|

D

|

F#m

|

Bm

|

F#m

|

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo

 

|

G

|

F#m

|

G

|

A

|

Asus4

-

A

|

Tende piedade de nós, tende piedade de nós.

| D

|

F#m

|

Bm

|

F#m

|

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo

| G

|

F#m

|

G - A

|

D

|

Dai-nos a vossa paz, Dai-nos a vossa paz.

|

G - A

|

D

|

Dai-nos a vossa paz.

|

G - A

|

D

|

Dai-nos a vossa paz.

CORDEIRO DE DEUS

Tarcízio Morais

4

4

Intro: |

C

|

G

|

Am

|

F

-

G

|

|

C

|

G

|

Am

|

Em

|

Cordeiro de Deus, que tiras o pecado do mundo,

| F

|

Em

|

Dm

|

F

|

F

|

G

|

G7

|

Tem piedade de nós, Senhor, tem piedade de nós.

Em

Cordeiro de Deus, que tiras o pecado do mundo,

| C

|

G

|

Am

|

|

| F

|

Em

|

Dm

|

F

|

F

|

G

|

G7

|

Tem piedade de nós, Senhor, tem piedade de nós.

Em

Cordeiro de Deus, que tiras o pecado do mundo,

| C

|

G

|

Am

|

|

|

Dá-nos a Tua paz, Senhor, dá-nos a tua paz.

| F

|

Em

|

Dm

F

|

F

|

G

|

G7

|

F

|

Em

|

Dá-nos a tua paz, Senhor,

|

(C)

Dá-nos a tua paz, Senhor.

| Dm

|

F

Fm

|

|

|

DEUS DE AMOR

DEUS DE AMOR

12

8

| G

|

Bm

|

1- Amor tão grande, Profundo e Sublime

| C

Este é o amor do meu Criador

-

D

|

G

|

| G

|

Bm

|

Não há nada no mundo, que possa igualar-se

| C

-

D

|

G

|

Ao terno amor do meu Bom Jesus.

| G

|

Bm

|

Deus de Amor, ó Deus de Amor,

| C

-

Am

|

D

|

Tu és o único, o Deus de Amor,

| G

|

Bm

|

Não há outro Deus fora de Ti,

| C

-

D

|

G

|

Fora de Ti, para mim, não há Amor.

2- Só Ele nos Ama, nos compreende e nos guarda De todos os males que existem aqui Por isso o Adoro, com toda a minha alma Porque me deu o Senhor doce alma.

Outtro:

|

Fora de Ti, para mim, não há Amor.

| C

-

D

|

C

-

Cm

- G

|

(G)

DISCÍPULO DA PALAVRA

Verbum Dei

4

4

|

E

|

A

-

B

|

E

|

1

A ti, discípulo da sua Palavra,

 

|

A

-

B

|

C#m

 

|

A

- F#m

|

B

|

Escolhido por Amor para dar frutos de Vida.

|

E

|

A

-

B

|

E

|

A

ti se dirigiu o seu olhar

 

|

A

-

B

|

C#m

 

|

A

- F#m

|

B

|

E

sonhou fazer de tiUma terra semeada.

|

E

|

A

-

B

|

E

|

Em ti Ele forjou toda uma história

| A

-

B

|

C#m

|

A

- F#m

|

B

|

Com paciência e com Amor passo a passo, dia a dia.

| E

-

A

|

“Eu destinei-te para que vás

|

B

-

G#7

| 2/4 C#m

 

|

E

dês muito fruto,

 

- Um fruto que permaneça

-

|

A

B

|

E

C#m

|

|

A

- F#m

 

|

B

|

B7

|

E

se estenda por toda a Terra.

|

E

-

A

|

 

Serás motivo de alegria,

|

B

-

G#7

| 2/4 C#m

|

Tu, meu amigo;

| A

-

B

|

E

-

C#m

|

Se permaneces unido a Mim

E

Farei que dês muito fruto.”

| A

-

B

|

|

E

|

2 A ti, discípulo da sua Palavra,

Na tua pobreza levarás a riqueza que é a sua Vida. Irás apoiado em sua promessa,

A seu lado avançarás, Ele te dará sua firmeza.

Por ti, aos povos de toda a Terra Minha Palavra chegará e curará suas feridas.

E TU, PORQUE ME PERSEGUES?

Tarcízio Morais

12

8

Capo 2nd fret INTRO: | Em | Cmaj7 | Am | Em | D |

| G |

1. Caminho entre as minhas certezas

| Em |

Procurando os que invocam teu nome

| Am |

Aqueles que seguem tua via

| Em |

Anunciando tua Ressurreição

| Am |

Não posso mais consentir

| Em |

Esse nome, essa história, essa cruz;

| Am |

Persigo a verdade que a tantos ilude,

| B7 |

Verdade que alenta e conduz

| Am |

Perante este escândalo e fé

| Em |

Respiro ameaças de morte

| C - Am |

Corro cego e apressado sem ver que meu lado

| C - D | 2/4 (D) |

É tua voz que me grita e seduz:

| G - D/F# | Em |

“E tu, porque me persegues

| Am | Em - D |

Nessa história de vida que te faz correr sem qualquer Norte?

|

G - D/F# | Em |

E

tu, porque me persegues?

|

C | Am - D | 2/4 (D) |

Estás algemado em teu mundo sem ver que sou Jesus, teu Senhor.”

| Em | Cmaj7 |

Quem és Tu, Senhor, quem és Tu?

| Am | Em |

Perseguido sou pelo teu Amor.

| Em | Cmaj7 |

Quem, quem és Tu, Senhor, quem és Tu?

| Am | D |

Vencedor em mim de tudo o que fui. (CONTINUA NA PRÓXIMA PÁGINA)

2. Surpreendido com o que aconteceu Sem saber que hei-de agora eu fazer, Marcado pela graça de Deus, Venceu em mim quem queria eu vencer.

Salvo por quem perseguia, Transformado em Ti por quem sou; Ai de mim se não prego, narrando o Evangelho Que agora em mim se fez dom.

Partilho esta história de fé Ao mundo judeu ou gentio

E entendo que em Cristo seguia pois sou Testemunha, Senhor.

“E tu, porque me persegues?

Em teu silêncio, fraqueza, sou riqueza que te quer de Mim.

E tu, porque me persegues?

A Mim, Jesus, teu Senhor, libertador do pecado e da morte.”

Quem és Tu, Senhor, quem és Tu? Perseguido sou pelo teu Amor. Quem, quem és Tu, Senhor, quem és Tu? Quero ser teu anunciador pela vida sem fim.

EM TEU ALTAR

Tarcízio Morais

4

4

|

D

-

Bm

|

Em teu altar, Senhor

|

Recebes os nossos dons,

- Que se vão transformar

| G

|

-

A

F#m

Bm

|

| G

-

A

:||

Em teu alimento p’ra nós,

| G

-

D

|

Milagre de Amor.

|

G

-

A

|

D

-

Bm

|

1.

Ofereço-te a fome e a sede que tenho de Ti

|

G

-

A

|

Bm

- F#m

|

E

a ternura de sempre sentir teu abraço de paz.

|

G

-

A

|

Entrego agora todo o meu ser

| Bb

-

C

-

D

|

P’ra que seja o teu fermento a levedar este pão.

|

Bb

-

C

|

E

me transformes por Ti em dom de vida

|

A

-

A7

|

Entregue a meus irmãos.

2.

Ofereço-Te as vozes do mundo que sopram sem distâncias

E

esta voz que em meu coração segreda Teu nome.

Desfaço as teias do medo

Que encerram egoísmos e faltas e perdão. Porque agora é tempo da boa nova

E

do partir do pão.

3.

Ofereço-Te o pulsar das nossas vidas, sinal do teu amor.

E

a alegria de sentir tua carícia de silêncio e perdão.

Entrego-te as minhas mãos Que no restolho desta vida querem semear teu trigo Capaz de construir o teu reino

De verdade e comunhão.

EMANUEL

Hino JMJ Roma 2000

4

4

Intro: |

G |

D

| Cadd9 |

G

|

| Eadd9

| Bsus2

|

Do horizonte uma grande luz viaja na história

|

Asus2

|

Bsus2 |

Ao longo dos anos venceu a noite fazendo-se Memória.

| Eadd9

| Bsus2

|

E iluminando a nossa vida revela-nos bem claro

|

Asus2

|

Bsus2 | Eadd9

| Bsus2 | Asus2

| Bsus2

|

Que não se vive se não se busca a verdade.

| Eadd9

| Bsus2

|

O grande Dom que Deus nos dá é Cristo o Seu filho,

|

Asus2

|

Bsus2

-

G#7 |

E a Humanidade é renovada e n’Ele é salva.

|

C#m

|

Bsus2

|

Verdadeiro homem, verdadeiro Deus, é o Pão da vida,

|

Asus2

|

Bsus2 |

Que por todos os homens, seus irmãos, se repartirá.

| C#m

|

G#m

|

Bsus2

|

E aqui, sob a mesma luz

| Asus2

- Bsus2

|

Sob a sua Cruz, cantando a uma só voz:

| Eadd9

| Bsus2

| Asus2

| Eadd9 - Bsus2

|

Emanuel, Emanuel, Emanuel,

 

| Eadd9

| Bsus2

| Asus2

| Eadd9 - Bsus2

|

Emanuel, Emanuel, Emanuel.

| Gadd9

| Dsus2

|

Nós, herdeiros do passado, de séculos de história,

De vidas dadas por amor, de santos que creram. De homens que voaram alto e ensinaram a acreditar Que com Jesus a história havia de mudar.

Chega uma era de Primavera, é tempo de mudar,

É hoje o dia sempre novo para recomeçar.

Num novo rumo, com palavras novas converte o coração,

E diz ao mundo, a cada homem: SENHOR JESUS!

ÉS FILHO

Tarcízio Morais

4

4

Intro: |

|

D

|

G

G

|

|

D

|

G

|

G

|

Olho à minha volta e vejo

|

D

|

G

|

Tantos senhores e tantos escravos

|

D

-

F#m

|

Gm

|

Oiço a cidade a sussurrar

|

D

|

A

|

Bm

|

G

|

Tantos medos, tanta opressão.

|

D

|

G

|

Olho à minha volta e vejo

| D

|

G

|

Servos de deuses dominadores

| D

-

F#m