Você está na página 1de 13

PÓS-IMPRESSIONISMO

 Pós-Impressionismo é o nome que se dá a


diferentes estilos e tendências artísticas cuja
origem encontra-se no Impressionismo,
tanto como uma reação contrária a ele
como também visando um
desenvolvimento maior do movimento.
 Para os artistas desse movimento, o
impressionismo era superficial e
retratava apenas cenas passageiras, sem
dar muita importância nem aos sentimentos,
nem aos acontecimentos políticos e sociais.
 Outros ainda sentiam-se insatisfeitos e
limitados com a técnica impressionista. A
expressão Pós-Impressionismo foi usada
para designar a pintura que se desenvolveu
de 1886, a partir da última exposição
impressionista, até o surgimento do
Cubismo, com Pablo Picasso e Georges
Braque.
-
Características da pintura:
- Os movimentos modernistas devem
muito ao pós-impressionismo,
principalmente pela figura de Paul
Cézanne (1839 - 1906) e sua obstinação
em alcançar a natureza real atrás das
aparências, criar uma arte com vida
própria, “concretizar“ suas impressões
pessoais e “realizar o motivo”.
 O rompimento com as linhas mestras do
impressionismo verifica-se pelo acento
colocado na pesquisa científica da cor,
que dá origem ao chamado
pontilhismo. Aí, os trabalhos se
orientam a partir de um método preciso:
trata-se de dividir os tons em seus
componentes fundamentais. As inúmeras
manchas de cores puras que cobrem a
tela são recompostas pelo olhar do
observador e, com isso, recupera-se a
unidade do tom, longe do uso não
sistemático de cores.
Os Artistas e os Temas - CÉZANNE
 Temas favoritos: retratos,
naturezas-mortas com frutas,
paisagens de Mont Sainte-
Victoire, L’Estaque.

 Um mosaico de múltiplas
facetas, como se refletida num
diamante.

 Marcas: Desenho equilibrado,


manchas chapadas, quadradas,
de cor em gradações de tom;
formas geométricas simples.
SEURAT – PONTILHISMO E MISTURA DE CORES

 Temas: atividades de lazer em


Paris.
 Cores vivas em pontos
minúsculos (Pontilhismo) –
sistema de mistura ótica no olho
do receptor.
 Marcas: superfície granulada,
figuras estilizadas em aura de luz
“Irradiação”.
 Desenho chapado e preciso.

Esse trabalho foi feito da partir obra "Tarde de Domingo


na ilha de Jatte", de Seurat (acima).
Uma aula de reciclagem – latinhas.
GAUGUIN – CORES VIVAS PARA EXPRESSAR EMOÇÃO; PAISAGENS
NATIVAS DO TAITI E CAMPONESES NA BRETANHA; PRIMITIVISMO
EXÓTICO; FORMAS SIMPLIFICADAS EM CORES NÃO-NATURAIS,
CONTORNOS FORTES EM PADRÕES RÍTMICOS.
VAN GOGH

• Temas: autorretratos, flores,


paisagens, naturezas-mortas.
• Assinatura: pinceladas agitadas,
em espiral.
• Preocupação: reação emocional ao
tema através da cor, pincelada.
• Marcas: Impasto grosso em
pinceladas cortadas ou faixas
onduladas; formas simples em cores
puras, brilhantes; ritmos em caracol
sugerindo movimento.
Manifesta sua simpatia particular pelos trabalhadores e pelos homens mais pobres da
sociedade no século XIX.
TOULOUSE-LAUTREC – ESTILO GRÁFICO

 Tema: Vida noturna de cabaré.


 Marcas: desenho esboçado, centro vazio e figuras cortadas nas margens;
cores fantásticas, de interior e fora de tom, caricaturas, traços semelhantes a
máscaras.
 Primeiros cartazes artísticos usados para propaganda.
A forma das pinturas, o tratamento das cores ou a linha podiam
ser objetos de discordância entre os impressionistas.

Toulouse-Lautrec Van Gogh


Sede de Viver
 Música - tributo a Van
Gogh (Meus vídeos)
 ..\..\..\..\Meus vídeos\
Downloads do
RealPlayer\Van Gogh
- Sede de Viver (Legendado).
flv
 Fontes de pesquisa
- STRICKLAND, Carol. Arte comentada: da
pré-história ao pós-moderno. Rio de Janeiro:
Ediouro, 2003.
- PROENÇA, Graça. História da Arte.
- www.historiadaarte.com.br
 Aula elaborada pelo arte-educador Wagner
Bôa Morte.
 Sugestões para o e-mail
wagnerboamorte@yahoo.com.br
 As imagens são de uso exclusivamente
educacional.