Conceito de parágrafo Parágrafo (do grego: paragraphos, "escrever ao lado" ou "escrito ao lado") é uma unidade auto-suficiente de um discurso, na escrita

, que lida com um ponto de vista ou ideia particular. O início de um parágrafo é indicado iniciando-se numa nova linha; por vezes, esta primeira linha é indentada; por vezes ela é indentada sem que se inicie uma nova linha. Ocasionalmente o início de um parágrafo é indicado através de um pé-de-mosca: Um parágrafo consiste tipicamente de uma ideia, pensamento ou ponto principal que o unifica, acompanhado por detalhes que o complementam. Um parágrafo de não-ficção costuma se iniciar com algo mais geral e avança rumo aos específicos, de maneira a propor um argumento ou ponto de vista. Cada parágrafo constroi sobre o que veio antes, e prepara para o que vem adiante, e pode consistir de uma ou mais orações. Quando o diálogo é citado em obras de ficção, um novo parágrafo é usado cada vez que há uma mudança da pessoa que está sendo citada.

Texto Narrativo Estrutura da Narração A ação da narrativa é constituída por três ações: Intriga, Ação principal e Ação secundária.
  

Intriga: Ação considerada como um conjunto de acontecimentos que se sucedem, segundo um princípio de casualidade, com vista a um desenlace. A intriga é uma ação fechada. Acção principal: Integra o conjunto de sequências narrativas que detêm maior importância ou relevo. Acção secundária: A sua importância define-se em relação à principal, de que depende, por vezes; relata acontecimentos de menor relevo.

A narração consiste em arranjar uma seqüência de fatos na qual os personagens se movimentam num determinado espaço à medida que o tempo passa. O texto narrativo é baseado na ação que envolve personagens, tempo, espaço e conflito. Seus elementos são: narrador, enredo, personagens, espaço e tempo. Dessa forma, o texto narrativo apresenta uma determinada estrutura: Esquematizando temos: - Apresentação; - Complicação ou desenvolvimento; - Clímax; - Desfecho. Texto Dissertativo Dissertação é um trabalho acadêmico baseado em estudo teórico de natureza reflexiva, que consiste na ordenação de ideias sobre um determinado tema. A característica básica da dissertação é o cunho reflexivoteórico. Dissertar é debater, discutir, questionar, expressar ponto de vista, qualquer que seja. É desenvolver um raciocínio, desenvolver argumentos que fundamentem posições. É polemizar, inclusive, com opiniões e com argumentos contrários aos nossos. É estabelecer relações de causa e consequência, é dar exemplos, é tirar conclusões, é apresentar um texto com organização lógica das idéias. Basicamente um texto em que o autor mostra as suas ideias. Partes que compõem a dissertação
 

Introdução - deve ser breve e anunciar ao leitor o que será desenvolvido no texto, acompanhado da opinião. Desenvolvimento - é o corpo do texto; aqui serão utilizadas as ideias propostas na introdução, defendendo o ponto-de-vista através de argumentos.

deve apresentar também uma interpretação do autor a respeito daquilo que descreve. trata-se de um resumo da dissertação como um todo. Há também o uso do futuro do presente. A qualificação pode estar no campo objetivo ou no subjetivo. na sua maioria. Descrição Subjetiva X Descrição Objetiva:  Objetiva . Sendo assim. a aproximação pelo pensamento de dois elementos que pertencem a domínios distintos. o que diferencia aquele elemento descrito de todos os demais de sua espécie. um objeto. como forma de enriquecimento do texto. ou seja. Descrição Caracteriza-se por ser um “retrato verbal” de pessoas. sentimentos.serve para finalizar o que foi exposto. o Sugestão . animais. O0 essencial é saber captar o traço distintivo. Texto descritivo Uma descrição consiste em uma enumeração de parâmetros quantitativos e qualitativos os quais buscam fornecer uma definição de alguma coisa. Qualificar o elemento descrito é dar-lhe características.proposta para que o problema discutido seja solucionado. Pode ser feita através de comparações ou metáforas. ou conto. particular. Uma descrição completa inclui distinções sutis úteis para distinguir uma coisa de outra. cenas ou ambientes. objetos. quando o objeto ou ser. Os verbos são. a descrição consiste justamente em interrompê-la. Uma forma muito comum de qualificação é a analogia. uma descrição não se resume à enumeração pura e simples. Ela pode ser feita de duas maneiras: o Síntese . detendo-se em um personagem. necessária para a “pintura” ser a mais verídica possível. e a subjetividade que torna o texto bem mais interessante e agradável. O ideal é que uma descrição possa fundir a objetividade. Desta maneira. é possível construir a caracterização tanto no sentido denotativo quanto no conotativo. Os elementos mais importantes no processo de caracterização são os adjetivos e locuções adjetivas. empregados no modo imperativo.  No terreno objetivo temos as informações (dados do conhecimento do autor do texto: livro comprado em Lisboa). Já no subjetivo. que tem como base a desobediência e simples. a descrição deve ir além do simples “retrato”. Enquanto uma narração faz progredir uma história.Quando há a interferência da emoção. Texto Injuntivo Indica como realizar uma ação. deve ser breve e não pode conter nenhuma idéia nova e nenhum exemplo. isto é. as caracterizações (dados que estão no objeto de descrição: livro vermelho).resumo do que foi dito durante o texto. e os atos alucinogenicos. etc A qualificação constitui a parte principal de uma descrição. estão as qualificações (impressões subjetivas sobre o ser ou objeto: livro interessante). Subjetiva . Conclusão . Entretanto.Quando o objeto ou ser são narradas ou apresentadas como realmente são fisicamente na realidade. Utiliza linguagem objetiva. são transfigurados pela emoção do autor. um lugar. e desobjetiva. apresentar um julgamento sobre ele. É também utilizado para predizer acontecimentos e comportamentos. .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful