Você está na página 1de 1

Acordes Matinais

Lucky de Oliveira

No sei onde estava, Onde meu esprito vagava... E ento comecei a ouvir O chamado do porvir: Um canto mavioso, L longe, nas matas da ribeira... Era meu amigo sabi-laranjeira,

Do jacarand suntuoso, Anunciando o alvorecer. Acordei. Tinha o que fazer. Mas deixei a preguia me abraar, E ento fechei os olhos para me deleitar Com a suave melodia Que anunciava o dia...

Obs: No Portal da Serra Fina (Passa Quatro-MG), os sabis-laranjeira (Turdus rufiventris) cantam o dia inteiro. Mas no alvorecer que ele mostra a riqueza de seu canto, com variados tons, uma verdadeira melodia! Ento, inspirado nele, fiz esse poeminha bobo para homenagear esses cantores das florestas, alis, muito cantado em verso e prosa. No Rancho das guas Claras, em novembro/13, pude me deleitar ouvindo suas melodias... divinas melodias ! (Foto: Arq. Lucky de Oliveira)