P. 1
para entender o antigo testamento.pdf

para entender o antigo testamento.pdf

|Views: 499|Likes:
Publicado porendrio

More info:

Published by: endrio on Jan 10, 2014
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/27/2015

pdf

text

original

• .1

9!

p

4..-  -

O estudo da Sagrada Fitura des-

perta cada vez maior Interêsse em
nossos dias. Os problemas da hora

presente têm obrigado os homens a

recorrer sequlosamente às fontes onde

possam encontrar a sabedoria da vi-
da, as normas para proceder no mo-

mento atual. Ora entre essas fontes

se acham em lugar eminente os livros

da Biblia, que contêm os princípios
sõbre os quais se construiram quase
20 séculos de civilização cristã.

que explica que estudiosos de corren-

tes assaz diversas estejam voltando

atenção crescente para a Escritura

Sagrada e as questões a elas atinen-

tes; haja vista o grande Interésse

com que têm sido analisados por ca-
tólicos, protestantes, judeus e racio-
nalistas os manuscritos recéxn-desco-

bertos junto ao Mar Morto (alguns
julgaram poder haurir dêles nova

compreensão da civilização contem-
porânea). Em particular, aos fiéis ca-

tólicos impõe-se a necessidade de

aprofundarem seus conhecimentos de

Sagrada Escritura, já que esta é o
manancial por excelência da vida e

da piedade cristãs.

Contudo não é fácil, ao primeiro

contato, compreender os livros da Bi-
blia; foram redigidos em épocas muito

remotas (os mais recentes datam do
fim do séc. 1 d. O., enquanto os mais

antigos são do séc. XIII a. O.), em
ambiente semita ou helenista e se-

gundo modos de falar bem diversos
dos que hoje estão em uso. Principal-

mente o Antigo Testamento apresenta

dificuldades, não raro ventiladas em

conferências ou em simples conversas

de amigos. Católicos e não-católicos
nessas ocasiões gostariam de conhe-

cer melhor a mentalidade, a alma

religiosa, que movia os judeus do An-

tigo Testamento; gostariam também
de possuir normas objetivas, deriva-

das da moderna filologia, arqueologia,

etc., que os ajudassem a interpretar
as passagens controvertidas.

Foi em vista de tais dlficuldade,

que o presente livro se originou.
A obra começa por propor algumas

noções concernentes á redação dos li-

vros sagrados: o conceito de inspira-
ção biblica (esta não dispensa, mas,

ao contrário, utiliza o cabedal de

cultura, rica ou pobre, de um autor

humano), a mentalidade e os modos
de falar característicos dos judeus (o

"gênio" da língua hebraica), o em-

prêgo de antropomorfismos, nomes e

números na literatura semita. Vêm

depois questões referentes ao conteú-
do dos livros sagrados: antes do mais,
é exposto o significado positivo, o va-

lor perene que o Antigo Testamento

(continua na 2.11 orelha)

-

t..

'  I

PARA ENTENDER

roi

ANTIGO TESTAMENTO

DOM ESTÊVÃO BETTENCOURT O.S.B.

PARA ENTENDER

ANTIGO TESTAMENTO

"Quando nasceu..., padeceu, ressus-

citou e subiu aos céus, Cristo abriu o livro

do Antigo Testamento, pois realizou por
atos quanto ali por figuras era insinuado".

(Berengáudio, séc. IX).

1956

L2vrarza AG 1 R &dgarc,

RIO DE JANEIRO

Copyright de

ARTES GRAFICAS INDÚSTRIAS REUNIDAS S. A.

( A G I R )

NIHIL OBSTAT

Côn. J. A. de Castro Pinto

Rio, 9-7-1956

PODE IMPRIfl-SE

Rio, iO de julho de 1956

Mons. Caruso

Vigário Geral

CUM PERMISSU SUPERIOR UM ORDINIS

L2vrana AG 1 R

Rua Bráulio Gomes, 125

Rua México, 98-E

Av. Afonso Pena, 919

(ao lado da Bibi. Mun.)

Caixa Postal 3291

Caixa Postal 733

Caixa Postal 6040

'rei.:  2-3038

'rei.: 34-8300

Tel.:  42-8327

Belo Horizonte

São Paulo, S. P.

Rio de Janeiro

Minas Gerais

ENDEREÇO TELEGRAFICO: "AGIRSA"

INDICE

Págs

ABREVIATURAS E EXPLICAÇÕES  9

PREFACIO.........................................................11

CAI'. 1—OPROBLEMA BÍBLICOE SEU PRINCÍPIODE SOLUÇAO.. 15

§  l.° O problema  ........................................ 15

§ 2.° O princípio  de  solução  ............................. 19
o tema da Sagrada Escritura ............... 19
a Escritura, patrimônio da Igreja ........... 21

CAI'. ri— LIVROINSPIRADOPOR DEUS ........................... 25

§  1.0 Que se entende por inspiração bíblica 9

25
2.° A Sagrada Escritura e as Ciências Naturais ....... 30

§ 3.0

Como o israelita escrevia a História  ................ 32

CAP. m -PARTICULARIDADES DE LINGUAGEM DOS SEMITAS.. 39

§  1.0 Ogénio da língua hebraica  ......................... 40

2.0 Os  antropomorfbsmos bíblicos  ...................... 52

1. A  natureza  personificada  .......................... 52
2. Deus semelhante ao homem no Antigo Testamento .. 53

a)  o significado geral dos antropomorfismos .. 54

b)  o sentido de alguns antropomorfismos em

particular  ................................ 57
Apêndice -Ovalor da linguagem shnbolista .............. 60

CAI'. IV -NOME E NÚMEROS NA SAGRADA ESCRITURA .......... 61

§ 1.0 A  filosofia  do  nome  ............................... 61

* 2.0 Os números nos textos bíblicos  ..................... 65
Os números simbolos de qualidades  ................ 65

Alguns aspectos do simbolismo dos números ........ 67
A -Osimbolismo do número como tal ........... 61
E -Osimbolismo peculiar de alguns números

68
a)  o  número  sete  ........................... 69
b)  o  número  três  ........................... 70
c)  o  número  dez  ........................... 70
d)  o  número  doze  .......................... 71
S.Enumerações proverbiais e arredondadas  .......... 71
Números mal transmitidos  ......................... 74
Sentido exclusivo e sentido precisivo  ............... 17

6  PARA ENTENDER O ANTIGO TESTAMENTO

Págs.

GAP. V - O SIGNIFICADO DO ANTIGO TESTAMENTO ............19

§ 1.0 Diversas etapas eumasómeta.....................80
§ 2.0 Os tipos bíblicos ...................................86

CAP. VI— AS LINHAS MESTRAS DA SAGRADA ESCRITURA ...... 93

§  1.0 A artériacentraldaSagradaEscritura: afigurado

Messias.......................................... 94
§ 29 OsfioscondutoresdoAntigoTestamento........... 98
O temadaescolhagratuitaoudafôrçadeDeusque

semanifestanafraquezadohomem............. 98
O  tema da Aliança ................................ 101

O temadaprevaricaçãoedarestauraçãocorres-

pondente ........................................ 103
O  tema do deserto ................................. 105
O temadahabitaçãodeDeus ..................... 105
O  tema do maná  .................................. 107
O  tema da videira ................................ 110
O  tema dopastor  .................................. 112

CAP. VII - A MORALIDADE DO ANTIGO TESTAMENTO (1) - O

HERDEIRO EM IDADE INFANTIL .................. 115

CAP. VIII— A MORALIDADE DO ANTIGO TESTAMENTO (II) - OS

DESMANDOS DA CRIANÇA ......................... 123

§ 1.0 A  lei  do talião .................................... 123

§ 2.0 O  externiinlo dos inimigos ........................ 125

§ 3.0 As imprecações .................................... 132

§ 4? Poligamia,  divórcio e incesto ...................... 134
poligamia .................................. 134
divórcio .................................... 137
e)  ulteriores aspectos ......................... 138

§ 5.0 Mentira e fraude .................................. 140
afraudulênciadoPatriarcaJacó .......... 140
Judite, Aod eJael: aamabilidadeaserviço

do morticínio ........................... 114

§ 6.0 Pureza e impureza ritual .......................... 146

7.° A  escravatura ..................................... 150

CAP. IX - O "DEUS DE JUSTIÇA" DO ANTIGO TESTAMENTO ..... 151

§ 1.0 Um principio geral ................................ 151

§ 20 O recenseamentopecaminoso ...................... 152

§ 3.0 O "mauespirito" doSenhor  ........................ 154

§ 4.0 O  Deus que fuimina ............................... 157

§ 5.° Conclusão ......................................... 161

ÍNDICE  7

Págs.

CAP. X - SANGUE E VIDA  . 165

1.0 "Semefusão de sangue não há remissão de pecado."
(Hebr  9,22.)  ...................................166

29 "Quemcome a minha carne e bebe o meu sangue

possui a vida eterna." (Jo 6,54.) ................171

CAP. XI - DOENÇAS E SONHOS  ................................... 175

§  1.0  As  doenças  ........................................ 175
Entre  as  nações  pagãs  ............................ 175
No  povo  de  Israel  .................................. 178

§  29  Os  sonhos  .......................................... 183

CAP. XII - A SORTE PÓSTUMA NA EXPECTATIVA DO POVO DE

DEUS............................................... 189

§  1.°  No inexorável fôsso dos mortos  ..................... 189

§ 2.0  A  grande  surprêsa  póstuma  ....................... 196

CAP. XXII - 'PRODIGIOS" E PRODÍGIOS DO ANTIGO TESTA-

MENTO........................................... 201

§ 1»  A mulher de Lote transformada emestátua de sal
(Gên  19,15-26)  .................................. 202

§ 2.°  As dez pragas do Egito  (Êx 7,14-12,36)  ............. 205

§ 3.0  A passagemdo Mar Vermelho e do Rio Jordão

210
A travessia do Mar Vermelho (Êx 14,5-31)  ......... 210
A passagemdo Rio Jordão (Jos 3,7-17)  ............. 212

§ 4.°  A queda dos muros de Jericó (Jos 6,1-20)  ........... 214

§ 5.0  O maná (Êx 16,2-36; Núm11,4-9; Sab 16,20-29)  .. .

219

§ 6.0  Balaã e o asno que falou (Núna 22,22-35)  ........... 223

§  7.0  A história de Sansão  (Jz  13-16)  .................... 226

CAP. XIV - COMO LEREI A BÍBLIA"  ............................. 233

§  10  Os pressupostos de frutuosa leitura  ................ 233

1.  Pré-requisitos  naturais  ............................ 233
A - Boa edição do texto sagrado  ................ 233
B - Noções  introdutórias  ........................ 235
2.  Pé-requisitos  sobrenaturais  ....................... 236

§  20  Itinerário  através  da  Biblia  ....................... 240

§  3.0  Pequena antologia  bíblica  .......................... 245
MAPA ILUSTRATIVO DO ËXODO E, EM PARTICULAR, DA TRA-

VESSIA DO MAR VERMELHO (Êx 12,31-14,31)  .............. 253

TABELA  CRONOLÓGICA  ........................................... 257

LISTA DOS TEXTOS BÍBLICOS MAIS PARTICULARMENTE CONSI-

DERADOS................................................... 261

ÍNDICE DE NOMES E TEMAS  ....................................... 262
ÍNDICE DE AUTORES CITADOS  .................................... 265

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->