P. 1
CULTO DE AÇÃO DE GRAÇAS

CULTO DE AÇÃO DE GRAÇAS

|Views: 784|Likes:
Publicado porelon torres almeida

More info:

Published by: elon torres almeida on Sep 18, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/10/2013

pdf

text

original

INÍCIO 19:00 Prelúdio no piano: Lorianna SAUDAÇÕES: Pr.

Elon ORAÇÃO INICIAL: Ken Processional violino: Jéssica ENTRADA DAS FORMANDAS Oração do professor: Dalvanira Leitura bíblica - Salmo 19: Conceição Cânticos: Ministério de Louvor Texto de agradecimento: Lídia Cântigo especial: Ivonete e Lidiane

Ofertório: Música Tu és fiel: Jôse
Tu és fiel, Senhor, meu Pai celeste Pleno poder aos teus filhos darás Nunca mudaste, tu nunca faltaste Tal como eras tu sempre serás Tu és fiel, Senhor (2x) Dia após dia com bênçãos sem fim Tua mercê me sustenta e me guarda Tu és fiel Senhor, fiel a mim Flores e frutos, montanhas e mares Sol, lua, estrelas no céu a brilhar Tudo criaste, na terra e nos ares Todo o universo vem, pois, te louvar Pleno perdão tu dás, paz, segurança Cada momento me guias, Senhor E no porvir, oh! Que doce esperança Desfrutarei do teu rico favor

INÍCIO 19:00 Prelúdio no piano: Lorianna SAUDAÇÕES: Pr. Elon ORAÇÃO INICIAL: Ken Processional violino: Jéssica ENTRADA DAS FORMANDAS Oração do professor: Dalvanira Leitura bíblica - Salmo 19: Conceição Cânticos: Ministério de Louvor Texto de agradecimento: Lídia Cântigo especial: Ivonete e Lidiane

Ofertório: Música Tu és fiel: Jôse
Tu és fiel, Senhor, meu Pai celeste Pleno poder aos teus filhos darás Nunca mudaste, tu nunca faltaste Tal como eras tu sempre serás Tu és fiel, Senhor (2x) Dia após dia com bênçãos sem fim Tua mercê me sustenta e me guarda Tu és fiel Senhor, fiel a mim Flores e frutos, montanhas e mares Sol, lua, estrelas no céu a brilhar Tudo criaste, na terra e nos ares Todo o universo vem, pois, te louvar Pleno perdão tu dás, paz, segurança Cada momento me guias, Senhor E no porvir, oh! Que doce esperança Desfrutarei do teu rico favor

Homenagem aos pais: Leila Mensagem: Pr. Ronaldo Bênçao dos anéis: Pr. José Homenagem em Vídeo Oração de gratidão Pósludio

Homenagem aos pais: Leila Mensagem: Pr. Ronaldo Bênçao dos anéis: Pr. José Homenagem em Vídeo Oração de gratidão Pósludio

ORAÇÃO DO PROFESSOR
Dai-me, Senhor, o dom de ensinar, dai-me esta graça que vem do amor. Mas, antes do ensinar, Senhor, dai-me o dom do aprender. Aprender a ensinar. Aprender o amor de ensinar. Que o meu ensinar seja simples, humano e alegre, como o amor de aprender sempre. Que eu persevere mais no aprender do que no ensinar. Que minha sabedoria ilumine e não apenas brilhe. Que o meu saber não domine ninguém, mas leve à verdade. Que os meus conhecimentos não produzam orgulho, mas cresçam e se abasteçam da humildade. Que minhas palavras não firam e nem sejam dissimuladas, mas animem a face de quem procura a luz. Que a minha voz nunca assuste, mas seja a pregação da esperança. Que eu aprenda que quem não me entender precisa ainda mais de mim, e que nunca lhe destine a presunção de ser melhor. Dai-me, Senhor, também a sabedoria do desaprender, para que eu possa trazer o novo, a esperança, e não ser um perpetuador das desilusões. Dai-me, Senhor, a sabedoria do aprender. Deixa-me ensinar para distribuir a sabedoria do amor. Antônio Pedro Schlindwein

ORAÇÃO DO PROFESSOR
Dai-me, Senhor, o dom de ensinar, dai-me esta graça que vem do amor. Mas, antes do ensinar, Senhor, dai-me o dom do aprender. Aprender a ensinar. Aprender o amor de ensinar. Que o meu ensinar seja simples, humano e alegre, como o amor de aprender sempre. Que eu persevere mais no aprender do que no ensinar. Que minha sabedoria ilumine e não apenas brilhe. Que o meu saber não domine ninguém, mas leve à verdade. Que os meus conhecimentos não produzam orgulho, mas cresçam e se abasteçam da humildade. Que minhas palavras não firam e nem sejam dissimuladas, mas animem a face de quem procura a luz. Que a minha voz nunca assuste, mas seja a pregação da esperança. Que eu aprenda que quem não me entender precisa ainda mais de mim, e que nunca lhe destine a presunção de ser melhor. Dai-me, Senhor, também a sabedoria do desaprender, para que eu possa trazer o novo, a esperança, e não ser um perpetuador das desilusões. Dai-me, Senhor, a sabedoria do aprender. Deixa-me ensinar para distribuir a sabedoria do amor. Antônio Pedro Schlindwein

Comunidade Evangélica Presbiteriana 13 de maio 09 de Agosto de 2009-08-06 Mossoró/RN

Comunidade Evangélica Presbiteriana 13 de maio 09 de Agosto de 2009-08-06 Mossoró/RN

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->