Você está na página 1de 4

APRENDEMOS:

11% ouvindo 83% vendo

LEMBRAMOS:
20% do que ouvimos 50% do que ouvimos e vimos 85% do que ouvimos, vimos e participamos

COMUNICAMOS:
8% com a voz 33% com o tom da voz 55% com gestos e expresses faciais.

O SERMO TIPOS
* !picos *"xpositivo *#iogr$fico %narrativo& * extua'

CUIDE:
( )ontua'idade ( *ua apar+ncia ( ,-sicas certas %inicia', fina', outras...& ( )-.'ico a'vo ( /nterrup0es ( 12o pe0a respostas ( *ermes de outros %nunca fa0a igua'& ( "xa'te a 3risto4

SUA FORMA:
Introduo: um preparo do assunto, o porque do tema, sua import5ncia

Corpo: 6 o desenvo'vimento em partes ou t!picos Concluso: 7evar o ouvinte a uma nova decis2o

INTRODU O: D!"! s!r:


#8"9" : /1 "8"**;1 " </="8 >? 1@> > ", ; ,>* 8;8 > 8?,> 1@> )8>," "8 <",;/* 1@> )"</8 <"*3?7);* 1@> 3>1 ;8 )/;<;* "9/ ;8 *"1*;3/>1;7/*,> )><" *"8 ?, "A >B #C.'ico, Drase 36'e.re.pensam. )8>#7",; >? )"8E?1 ;* /7?* 8;F@> 7>3;7 >? ,>,"1 > "*)"3/;7

CORPO
<> 3>1G"3/<> );8; > <"*3>1G"3/<> ;)8"*"1 ;F@> E8;<?;7, 7HE/3;, )8>E8"**/9;, 38>1>7HE/3; ? /7/=" D8;*"* 3?8 ;* "9/ " > "A3"**>%30 tipos de crist2os& ? /7/=" /7?* 8;FI"*B atuais, pessoaisJ 3;<; K ,/1? >*, ?, 1>9> ; 8; /9> "1G; ; D>1 " <;* /1D>8,;FI"*

)"8*/E; > ",;, 1@> </9;E?"... )8");8" );8; ; 3>137?*@>

CONCLUSO:
<eve ser preparada. 8esponder a introdu0ao. ;marrar as partes do sermao. L o fecMamento. er um ape'o positivo, o.Netivo. <eve ser pessoa'. 1ao trazer novos t!picos. 1unca pergunteB )osso continuarJ "vite rodeios % e para terminar...& /)>*B ( ;pe'o, ( ora0ao, (verso, ( i'ustra0ao .reve, (pergunta para deixar no ar...

TODO SERMO DE#E TER:


1O ?so da #C.'ia 2O ?ma i'ustra02o ou testemunMo 3O ?ma novidade PO ?ma ape'o. 5O "xa'ta02o de 3risto e sua vinda.

$EMAS PRECIOSAS:
12o s2o as capacidades que agora possuCs ou Maveis de possuir que vos dar2o +xito. L o que o *enMor pode fazer por v!s. <everCamos depositar muito menos confian0a no que o Momem 6 capaz de fazer, e muito mais no que <eus pode fazer para cada a'ma crente. "v. 2Q2 " quando nos entregamos a 3risto numa consagra02o de toda a'ma, os anNos se a'egram de poderem fa'ar por meio de nossa voz, para reve'ar o amor de <eus.*3 R

O P%LPITO NO &:
S 7ugar para desfi'e de moda. S >portunidade para fa'ar T.onitoT. S <ec'amar poesia. S "xi.ir qua'idades ou exa'tar o eu. S ,omento para desforra pessoa' ou do grupo. S 3ontar Mist!rias gregas ou outras inventadas... S >portunidade para ganMar confian0a das pessoas. S )ara promover atividades ou setores n2o evange'Csticos. S )a'anque po'Ctico. S 7oca' para tentar Tenro'arT. S TUue.raOga'MoT S 7oca' para atitudes grosseiras ou pa'avras Vsperas. S 3Mance para contar uma piada interessante.

O P%LPITO &:
S ?m p2o a ser repartido. S ?ma verdade preciosa da #C.'ia para ser conMecida ou 'em.rada. S ?ma cMance para reve'ar o E8;1<" ;,>8 <" <"?* ao ser Mumano em todos os tempos... S ,ostrar o interesse de <eus no Momem, seu cuidado, seu p'ano 8edentor e restaurador para aque'e que 1e'e crer. S *ervir espiritua'idade, comunM2o e consagra02o. S8eve'ar a grande esperan0a da vo'ta de Wesus.

RECEP O d' M!ns'(!)


1. 3artazB 20% 2O ,ura'B 25% 3O DaixaB 25% PO #o'etimB 50% 5O Da'ado em Gor$rio n2o no.re 30% QO Da'ado em Gor$rio 1o.re 50% Col'*or'o d! Pr+ Ir,n!o E+ -oc./ D,r!tor d' R0d,o No"o T!)po/ ! 1or)'ndo !) Co)un,c'o n' Un,"!rs,d'd! Tu,ut, !) Cur,t,*'/ PR2 3oc.4'sp+or(+*r