Você está na página 1de 1

FICHAMENTO

Pitta, I. P. R Iniciao teoria do Imaginrio de Gilbert Durand. Rio de Janeiro: Atlntica Editora, 2005.

Para Gilbert DURAND o ser humano dotado de uma significativa faculdade simbolizadora em sua vida scio-cultura - p. 13: Quando e como surgiu no ocidente o estudo do imaginrio? O ser humano atribui significados que vo alm da funcionalidade dos atos ou objetivos. Desse modo aquilo que poderia parecer natural (gua, fogo, rvore) transformado pelas diversas culturas para atribuir significado. Enfim, nada para o ser humano insignificante. E dar significado implica entrar no plano do simblico. Simbolizar faz parte da condio humana os estudos se davam de forma desorganizada Gaston Bachelard (1884-1962) inicia um estudo sistemtico e interdisciplinar sobre o smbolo. - Descobre que o imaginrio, muito longe de ser a expresso de uma fantasia delirante, desenvolve-se em torno de alguns grandes temas grandes imagens que constituem para o homem os ncleos ao redor dos quais as imagens convergem e se organizam. Discpulo de Bachelard, Gilbert Durand em 1967 funda um centro de pesquisa sobre o imaginrio (influenciado por Bachelard e Jung) -p. 15 O imaginrio isto , o conjunto de imagens e de relaes de imagens que constitui o capital pensado do homo sapiens nos parece como o grande denominador fundamental onde vm se arrumar (ranger) todos os procedimentos do esprito humano. - Do smbolo ao simblico ao imaginrio Abordagem fenomenolgica - ....completar (p 16, 17) p. 17 - A partir dessa orientaes e outras, Durand vai falar em imaginrio e no em simbolismo, pois o smbolo seria a maneira de expressar o imaginrio. p. 18 A organizao dos smbolos: termos empregados: schme, arqutipo, smbolo, mito. p.19 -