Você está na página 1de 2

Curs o Ci enti fico – Huma nís tico “ Art es Vis uais ”

Intr odu ção à Multi médi a Disci plin a “ Of icin a Multi médi a B” 12º An o

Texto em e para Multimédia Digital

O primeiro meio de comunicação (média): Oral


O contacto directo, por exemplo entre alunos e professor numa sala
de aula, pode ser visto como uma média (através da oralidade).
Na pré-história, como não existia nenhuma tecnologia da informação,
esta era a única média existente. A transmissão do conhecimento neste
caso é feito de pessoa para pessoa, baseada na memória. Um contador de
histórias, provavelmente ouviu as suas histórias dos seus pais ou amigos,
recriando-as toda a vez que as conta (quem conta um conto, acrescenta um
ponto). Para manter a atenção dos seus ouvintes e facilitar a comunicação
usa de mitos, metáforas e ambientes adequados, por exemplo em volta da
fogueira.

Até a escrita ser inventada, o homem vivia num mundo acústico: sem
limites, direcção e horizonte, no escuro da mente, no mundo da emoção

Toda a média é tornada viável através de tecnologias próprias:


A média escrita, por exemplo, exige o uso de lápis, caneta, papel.

A segunda média: Escrita


A média escrita (impressa) permitiu a criação da história, através da
acumulação de conhecimento na forma de cartas, livros, enciclopédias,
cartazes, jornais. No mundo hoje infelizmente cada vez mais as pessoas tem
dificuldade de trabalhar com a escrita, ler um livro, escrever uma carta.
Uma das razões para isso está no fato de que o processo de ler e escrever
exige um esforço de interpretação, havendo necessidade de uma visão
crítica e o uso de imaginação: o que o autor quis dizer?; em que ambiente a
história se desenvolveu ?

Pelo contrário,
A multimédia interactiva usa muito pouco a imaginação. Da mesma
forma que um filme de Hollywood, a narrativa multimédia usa um tipo
específico de representações que muito pouco é deixado na mente. Ao
contrário, a palavra escrita dispara imagens e evoca metáforas cujo
significado vem na sua maioria da imaginação e experiência do leitor.
Quando se lê um romance, a maior parte das cores, som e emoção vem da
pessoa que o lê.
Nicholas Negroponte – Vida Digital

Formas de apresentar texto:


Curs o Ci enti fico – Huma nís tico “ Art es Vis uais ”

Intr odu ção à Multi médi a Disci plin a “ Of icin a Multi médi a B” 12º An o

Jornais, Revistas  entretenimento e informação


Cartazes publicitários, Anúncios televisivos  atracão visível
Obras literários  Outros  entretenimento e emoções expostas,
legendas, contrato, esclarecer
Texto digital  todos os outros prenunciados