P. 1
2.4- Símbolos, Identificação e Unidades

2.4- Símbolos, Identificação e Unidades

|Views: 15|Likes:
Publicado porGeraldo Natanael

More info:

Published by: Geraldo Natanael on Jan 28, 2014
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/26/2014

pdf

text

original

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

Escola Politécnica
Departamento de Engenharia Mecânica

Instrumentação e Controle
Noções básicas de automação e controle de processos
ENG 233 – Ter. e Qui. - 19:00-21:00 – Sala 07.03.02

Professor

Geraldo Natanael
Salvador-Ba 2011.1

Sumário
Plano de Curso – Conteúdo Programático 1. Conceito básicos. 2. Controle de Processo. 3. Pressão. 4. Temperatura. 5. Nível. 6. Vazão. 7. Controle. 8. Transmissão. 9. Noções de projeto.
Instrumentação e Controle

2

Prof° Geraldo Natanael

2- Controle de Processo.

Sumário
Controle de Processo 1. Malha de Controle: elementos funcionais. 2. Conceitos 3. Instrumentos em malha de controle. 4. Símbolos gráficos e Identificação dos instrumentos. 5. Unidades de medida.

4

Instrumentação e Controle

Prof° Geraldo Natanael

2.4- Símbolos Gráficos e 2.4Identificação dos instrumentos

6

 ISA 5.1 (Instrumentation Symbols and Identification): norma internacional que estabelecem símbolos gráficos e para a identificação alfanumérica de instrumentos ou funções programadas, utilizados nos diagramas e nas malhas de controle de projetos de instrumentação.

Norma de instrumentação – ISA-S5

7

 Normas para projeto: estabelecem símbolos para identificação alfanumérica de instrumentos, que deverão ser utilizadas nos diagramas e malhas de controle de projetos de instrumentação.

8

9

Pode-se obter combinações possíveis de acordo com o funcionamento dos dispositivos automáticos.

SÍMBOLO
PIC TIC LIC PT TT LT FQI LSH LSLL PSV PSHH PSLL LSHH LV PV PI LG

SIGNIFICADO
Controlador e indicador de pressão Controlador e indicador de temperatura Controlador e indicador de nível Transmissor de pressão Transmissor de temperatura Transmissor de nível Totalizador e indicador de vazão Chave de nível alto Chave de nível muito baixo Elemento final (válvula) de segurança de pressão Chave de pressão muito alta Chave de pressão muito baixa Chave de nível muito alto Elemento final (válvula) de nível Elemento final (válvula) de pressão Indicador de pressão Visor de nível

10

11

12

Norma de instrumentação – ISA-S5

13

 Simbologias: utilizadas em fluxogramas de processo e engenharia e seguem a Norma ANSI/ISA-S5.1.

Norma de instrumentação – PI&D

14

15

Norma de instrumentação – ISA-S5

16

17

Instrumentação – Sistema de Medidas

18

Controlador Digital Multiloop
• Fluxogramas de processo:

Tanque Atmosférico Range LT: 0-1600 mmca Alarme: 200 mmca LIC: PI

Controlador Digital Multiloop
• Exemplo fluxogramas de processo em cascata:
Trocador de Calor Range TT: 20-120 ºC Alarme: 110 ºC LIC: PID Range FT: 0-200 m3/h LIC: P

Instrumentação – Sistema de Medidas

21

Instrumentação – PI&D

22

Instrumentação – PI&D

23

2.52.5 - Unidades de medida

Instrumentação – Sistema de Medidas
 Sistema Internacional de Unidades – SI: sistema aceito internacionalmente, estabelecido pela Conferência Geral de Pesos e Medidas. Unidades básicas do SI são:

25

26

Sistema Internacional de Unidades - SI
 Unidades básicas do SI: são dimensionalmente axiomáticas, ou seja, são dimensionalmente independentes entre si. A partir delas, derivam-se todas as outras unidades existentes.

Grandeza
Comprimento Massa Tempo Corrente elétrica Temperatura Temperatura termodinâmica Quantidade de matéria Intensidade luminosa

Unidade
metro quilograma segundo Ampere Celsius Kelvin mole candela

Símbolo
m kg s A ºC K mol cd

27

Sistema Internacional de Unidades - SI
 Unidades derivadas do SI: são aquelas que podem ser expressas através das unidades básicas do SI. Há apenas uma unidade do SI para cada grandeza e para cada unidade do SI pode haver várias grandezas. Às vezes, dão-se nomes especiais para as unidades derivadas e símbolo particular.
Grandeza Área Volume Número de onda Densidade de massa Concentração Volume específico Velocidade Aceleração Densidade de corrente Campo magnético Unidade metro quadrado metro cúbico por metro quilograma por metro cúbico mol por metro cúbico metro cúbico por quilograma metro por segundo metro por segundo ao quadrado ampère por metro ao quadrado ampère por metro Símbolo m² m³ 1/m kg/m³ mol/m³ m³/kg m/s m/s² A/m² A/m Freqüência Força Pressão Energia Potência Tensão elétrica Resistência elétrica Capacitância hertz Newton pascal joule watt volt ohm farad Hz N Pa J W V Ω F °C lx Grandeza Unidade Símbolo Dimensional Dimensional analítica sintética 1/s --kg·m/s² kg/(m·s²) kg·m²/s² kg·m²/s³ kg·m²/(s³·A) kg·m²/(s³·A²) A²·s²·s²/(kg· m²) --cd/m² --N/m² N·m J/s W/A V/A A·s/V --lm/m²

Temperatura grau Celsius em Celsius Luminosidade lux

28

Referências Bibliográficas
 ALVES, José L. Instrumentação, Controle e Automação de Processos. Rio de Janeiro: LTC, 2006.  BALBINOT, Alexandre & BRUSAMARELLO, Valner João. Instrumentação e fundamentos de medidas. Vol.1. Rio de Janeiro: LTC, 2006.  BEGA, Egídio Alberto. Instrumentação Industrial. Rio de Janeiro: Interciência, 2006.  BRUSAMARELLO, Valner João. Instrumentação e Fundamentos De Medidas. Editora: Ltc  CAMPOS, Mario Cesar M. M. & TEIXEIRA, Herbert C. G. Controles Típicos de Equipamentos e Processos Industriais. São Paulo: Blucher, 2006.  CAPELLI, Alexandre. Automação Industrial - Controle do movimento e processos contínuos. São Paulo: Érica, 2006.  FIALHO, Arivelto Bustamante. Instrumentação Industrial: Conceitos, Aplicações e Análises. Erica, 2004.  GONÇALVES, Marcelo Giglio. Monitoramento e Controle de Processos. Brasília, 2003.

29

Referências Bibliográficas
 MIYAGI, P. E. Controle Programável: Fundamentos do Controle de Sistemas a Eventos Discretos. São Paulo: Edgard Blücher, 1996.  NATALE, Ferdinando. Automação Industrial. São Paulo: Érica, 2005.  PHILIPPSBORN, Henry E. Dicionário de Tecnologia Industrial. Rio de Janeiro: Interciência, 2006.  RIBEIRO, Marco Antônio. Instrumentação. Salvador: Tek, 1999. (e-book).  SIGHIERI. L.; NISHIARI, A; Controle automático de processos industriais: Instrumentação São Paulo: Edgard Blücher, 1996.  http://www.instrumentacao.net  http://www.fem.unicamp.br  http://www.instrumentacao.com  http://www.levelcontrol.com.br  http://www.fcf.usp.br  http://www.banasmetrologia.com.br  http://www.sia.ind.br/man.html

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->