Você está na página 1de 5

1

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
 

OBRA: MBA 824

Página:

1/5

 

MONTAGEM DE FORMAS

Revisão:

00

Rua: Mariz e Barros n° 824

Data:

Março/2011

Tijuca -

Rio de Janeiro - RJ

 

Identificação:

MBA / APT / 03

Elaboração: Mestre de Obras / Encarregado / Técnico de Segurança do Trabalho

Aprovação: Gerente de Obra

DATA REVISÃO MODIFICAÇÃO
DATA
REVISÃO
MODIFICAÇÃO
ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
 

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
 
 

OBRA: MBA 824

Página:

2/5

   

MONTAGEM DE FORMAS

Revisão:

00

Rua: Mariz e Barros n° 824

 

Data:

Março/2011

Tijuca -

Rio de Janeiro - RJ

Identificação:

MBA / APT / 01

Elaboração: Mestre de Obras / Encarregado / Técnico de Segurança do Trabalho

Aprovação: Gerente de Obra

 
 
 

POTENCIAL

 

ETAPAS

RISCO

DE RISCO

MEDIDAS DE CONTROLE

RESP.

Este documento foi desenvolvido pelo SESMT – Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho para Obras da CHL Desenvolvimento Imobiliário S/A onde for aplicável.

1

Transporte de Formas horizontal e entre Pavimentos

  • 1.1 – pessoas durante o Transporte de Formas entre Pavimentos

Queda de

materiais ou

A

1.1.1

prédio.

Não transportar as Formas pela fachada do

Encarregado

1.1.2

– Todas as peças devem estar amarradas durante

Encarregado

o transporte.

 
  • 1.2 - Ferimentos

nas

mãos e

M

 

membros superiores

1.2.1

- Verificar

a existência de pregos arames

ou

 

Carpinteiro

rebarbas nas formas antes de manipulá-las.

Servente

1.2.2

Luvas de

raspa de Couro durante

– transporte e Cinto de Segurança Pára-quedista na

Usar

o

Carpinteiro

Servente

periferia de vãos.

 
  • 1.3 -

Problemas de coluna e

M

1.3.1

- Manter a coluna reta flexionando as pernas ao

Carpinteiro

lombalgias

realizar trabalhos próximo ao solo ou ao levantar peso.

 

Servente

LEGENDA DO POTENCIAL DE RISCO:

B

BAIXO

A

ALTO

T

TOLERÁVEL

C

CRÍTICO

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO OBRA: MBA 824 Página: 3/5 MONTAGEM DE FORMAS Revisão: 00 Rua: Mariz
ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
OBRA: MBA 824
Página:
3/5
MONTAGEM DE FORMAS
Revisão:
00
Rua: Mariz e Barros n° 824
Data:
Março/2011
Tijuca -
Rio de Janeiro - RJ
Identificação:
MBA / APT / 01
Elaboração: Mestre de Obras / Encarregado / Técnico de Segurança do Trabalho
Aprovação: Gerente de Obra
POTENCIAL
ETAPAS
RISCO
MEDIDAS DE CONTROLE
RESP.
DE RISCO
1.3.2
- Solicite a ajuda ou utilize equipamento apropriado
Carpinteiro
ao movimentar ou transportar peso maior do que a sua
Servente
capacidade de força ou se for difícil de ser manuseado.
2
Montagem da Forma de Madeira do
Pilar e da Viga.
2.1
– Queda de materiais ou
C
2.1.1
– Amarrar a Forma durante a Instalação e colocar
Todos
pessoas a instalação do Pilar e
da Viga.
os aprumadores logo após a instalação da mesma.
2.1.2
– Fixar
a Viga
aos
Pilares, logo que colocá-la
Todos
sobre os mesmos.
2.1.3
- Utilizar ferramentas manuais adequadas e em
Encarregado
bom estado.
2.2
- Ferimentos
nas
mãos e
M
2.2.1
- Verificar
a existência de pregos arames
ou
Carpinteiro
membros superiores
rebarbas nas formas antes de manipulá-las.
Servente
2.2.2
Usar
Luvas de
raspa de Couro durante
a
Carpinteiro
instalação, Cinto de Segurança Pára-quedista
na
Servente
periferia de vãos e calçado de segurança e capacete
permanentemente.

LEGENDA DO POTENCIAL DE RISCO:

B

BAIXO

A

ALTO

T

TOLERÁVEL

C

CRÍTICO

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO OBRA: MBA 824 Página: 4/5 MONTAGEM DE FORMAS Revisão: 00 Rua: Mariz
ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
OBRA: MBA 824
Página:
4/5
MONTAGEM DE FORMAS
Revisão:
00
Rua: Mariz e Barros n° 824
Data:
Março/2011
Tijuca -
Rio de Janeiro - RJ
Identificação:
MBA / APT / 01
Elaboração: Mestre de Obras / Encarregado / Técnico de Segurança do Trabalho
Aprovação: Gerente de Obra
POTENCIAL
ETAPAS
RISCO
MEDIDAS DE CONTROLE
RESP.
DE RISCO
2.3
-
Problemas de coluna e
M
2.3.1
- Manter a coluna reta flexionando as pernas ao
Carpinteiro
lombalgias
levantar peso.
Servente
2.3.2
- Solicite a ajuda ou utilize equipamento apropriado
Carpinteiro
ao movimentar ou transportar peso maior do que a sua
capacidade de força ou se for difícil de ser manuseado.
Servente
2.4.1
-
A área
de trabalho deve
ser
mantida limpa e
Todos
organizada.
2.4 - Queda em mesmo nível
M
2.4.2
– Durante a movimentação na laje observar os
Todos
ganchos de ancoragem fixados na mesma.
2.4.3
-
Ande
não corra, observe o local onde pisa,
/
evitando pisar sobre pedaços de madeira, materiais e
etc
2.5
-
Problemas
auditivos
T
2.5.1
- Fornecer aos funcionários envolvidos na tarefa,
Encarregado
provocados
por
ruído
Equipamento de Proteção Auricular e treinar os mesmos
proveniente
de
ferramentas
quanto ao seu uso correto

LEGENDA DO POTENCIAL DE RISCO:

B

BAIXO

A

ALTO

T

TOLERÁVEL

C

CRÍTICO

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
 

OBRA: MBA 824

Página:

5/5

 

MONTAGEM DE FORMAS

Revisão:

00

Rua: Mariz e Barros n° 824

Data:

Março/2011

Tijuca -

Rio de Janeiro - RJ

 

Identificação:

MBA / APT / 01

Elaboração: Mestre de Obras / Encarregado / Técnico de Segurança do Trabalho

Aprovação: Gerente de Obra

POTENCIAL N° ETAPAS RISCO MEDIDAS DE CONTROLE RESP. DE RISCO manuais elétricas.
POTENCIAL
ETAPAS
RISCO
MEDIDAS DE CONTROLE
RESP.
DE RISCO
manuais elétricas.

Rio de Janeiro, 14 de Março de 2011

_______________________________ Encarregado./ Mestre

LEGENDA DO POTENCIAL DE RISCO:

B

BAIXO

A

ALTO

T

TOLERÁVEL

C

CRÍTICO

Elaboração

___________________________________ Técnico de Segurança do Trabalho