P. 1
Edgar Allan Poe - A Queda Da Casa de Usher

Edgar Allan Poe - A Queda Da Casa de Usher

|Views: 1.324|Likes:
Publicado porpehdefigo

More info:

Published by: pehdefigo on Oct 03, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/05/2013

pdf

text

original

fDcnn

nilnn

POI

flISTONINS

TXTNNONDIÌIflNINS

CIP- Brasil. Catalogação-na-Fonte

Câmara Brasileira do Livro, SP

Tradução de Brenno Silveira c outros

P798h

Histórias extraordinárias / Edgar Allan Poe ; traPaulo : AbriÌ duçáo de Brenno Silveira e outros - Sáo 1981. Cultural,

Poe, Edgar

Allan, 1809-1849'

l. Contos estadunidenses I' Título'

8l

-0348 l.
Índice Para catálogo sistemático: Contos : Literaturaestadunidense 813

cDD-813

BDITOR: VICTOR CIVITA

Capa: Antirnio Migucl Cotrin Ilustração das guardas: (ìravura dc Gustavc I)orú

A QUEDA DA CASA DE

USHER

Título original:
Tales of the Grotesque and Arabesque

Copyright desta ediçáo, Abril S.A. Cultural c lndustrial' São Paulo, 1978. Tradução Publicada sob licença da Editora Civilização Brasilçira S.A', Rio de Janeiro'

lulll \ttsP('tdtt; Stttt 'ls'íiht'tst'trr í'sí un il

q,tuu

tt'

tttut'ttc

';J:j';ï;i

cscuro' sonrbrio' Durante urn <Jia intciro cle outtlno' nuvens pairav,am' h1]xas c opress()silcnciostl, cm que as sozinho' por umiì ,oi, nnt céus. passava cu' a cavaltl'quando as sonlbras c' rcgiãtl singularmcntc mon(ltona diantc dlt rla noite sc cstcnolam, finalmentc mc eincontrci miì\' a() ftli ctlmo ìnelancólica Casa cle Ushcr' Nao sci tlc olhar lançaJo ì construçiìo' uma scnsaçatl primeircl invacliu o cspíriti'r. Digo insupori,r-ïõ*a"J trisrczii mc por csslì ìrl".i. pni. aquclc scntimcnto trittl cra alcnuado o' n:Ì::l qtlt cmoção ntcl() iÌgreìoavel. meio poéticu' 1:- naturals mals ..pirìtn rcccbc. im gcral' mcsmo as imagcns a cena cluc Contcmplci ;;ï;;;ì cla dcsolaçãõ e do tcrrívcl'casa' a simples.plris.agcm clc mim -- a simplcs tinha cliantc muros' as ìl.lnelas .iirr,.t.ri*ti.. cla propriccladc' os friosalgumits filciras clc a cllhos vazios' quc sc asscmclhavam unla comcarriçt-ls e uns tiÌntos troncos apodrccidos

apro;;;;;i.pt;tsão de alma, que não RtLs,s1^comparar'excgt') outriì sensaçàt-t terrena' priatlamcnte, a ncnnuma vicìado cm tipic-l' com' ü coÌn a qur- scnte, ,ao despertitr' o a atroT- dcscida do veu' iÌnlarglì volt:ì a vrcra cotidiana' com c.isa gelacìa' unt abatimcnÌ.' Ë;;'..i;;,;ì.ìtrçan .rt alguma irrcnlccliávcl cle pcnsaì.lm apcrt(ì n.-, ..,r,,çãn, ïma ariilczpodcria clcvat' lììcnt() quc ncnlìum itiit"ufo da imaginação dctivç-mc it pcnsâr -' aquilo rr,.r sublinlc. Quc cra lt (luc cra ucluilo quc tantò lìÌe cncrvavlÌ' it() contenrplitr clc ttltlcl instllúvcl: niio (''rrsa dc Usïrcr'.' Et^--u* rnìstéritl
t .\t'tt t'ttrtti tut t; ttDt ttltttitlt' rlrrorr. í.\'. t/o Itl fl/r/)í'tÌ'r(), tàrt !ogtt d Q('tlll tt lttttt' i'lt

--

c()m

podia lutar contra as sombrias visões que se amontoavam sobre mim enquanto pcnsava naquilo. Fui obrigado a rccorrer à conclusão insatisfatória de aue existem. sem a menor clúvida, combinaçõcs cle objctos nãturais muito simples que têm o poder de afetar-nos desse modo, embora a análise desse poder se baseie em considerações que ficam além de nossa apreensão. Era possível, refleti, que um arranjo simplesmente diferente de particularidades da cena, dos detalhes do quadro, fosse o bastante para modificar, ou talvez, para aniquilar aquela impressão dolorosa. Agindo de acor-

do com essa idéia, dirigi meu cavalo até a margem escarpada do negro e sombrio lago, que estendia o seu tranqüilo brilho junto à casa, e fitei, mas com um estremecimento

ra, desde tempos imcmoriais, por uma peculiar scnsibiÌidc temperamcnto, rcvelada, através dos séculos, cnl muitas obras clc arte dc cxaltada inspiração e manifesta<ja' havia muito, cm rcpcti<ìos atos dc cstupcnda mas rccatada caridadc, bem como por unta apuixonada dcvoção às dificuldades, talvez mais do quc às bclczas facilmentc reconhecívcis c ortttcloxas cla ciência musical. Tive também notícias do fatc'r, bastantc notável. de quc do tronco da cstirpc dos Usher, por ntais antigtt c glorioso quc fossc. nao surgira nuncr, em tcmpo algum, qualquer ramo cluradouro; cm outras palavras, sabia qtrc a família se perpctuariì scÍnprc cm linha dircta, salvo insignificantes c passüclacic

ainda mais vivo do que antes, as imagens reconstituídas e invertidas dos carriços cinzentos, dos troncos fantasmagóricos e das janelas que se assemelhavam a olhos vazios. Não obstante, propunha-me permanecer algumas semanas naquela lôbrega mansão. Seu proprietário, Roderick Usher, tinha sido um de meus joviais companheiros de infância; mas haviam transcorrido muitos anos desde o nosso último encontro. Uma carta, porém, me chegara recentemente às mãos, quando me encontrava numa parte distante do país, uma carta dele, cuja natureza, bastante urgente, não admitia senão uma resposta pessoal. A letra revelava evidente agitação nervosa. O autor da carta falava de uma enfermidade física aguda, de um transtorno mental que o oprimia, e de um desejo ardente de ver-me, como a seu melhor e, efetivamente, seu único amigo pessoal, julgando encontrar, na jovialidade de minha companhia, algum alívio para o seu mal. Foi a sua maneira de dizer tudo isso, e muito mais 4 1114pei1a suplicante pela qual me abria o seu coração o que não mc permitiu quaÌquer hesitaçãcr -, e, por conseguinte, obedeci incontinenti ao que, ainda assim, me parecia um convite muito estranho. Embora, quando meninos, houvéssemos sido companheiros bastante chegados, eu, na reaÌidade, pouco sabia de meu amigo. Sua reserva fora scmprc exccssiva c habitual. Sabia, contudo, que sua família, muito antiga, se distingui8

pcnsava cu, cngciras cxccçocs. Scntclhantc dcficiênçi1s quanto rcpâssava cm minha imaginaçãrt- a pcrfeita concordância cxistcntc cntrc o câriìtcr duquclas prcmissas c a índ.llc atribuícla àclucla gcntc, c cnqualìto rcflctia sobrc a possívcl inl'luência quc urìl dc scus ranros podcrie tcr cxcrcido. crit durantc a longa pussagcm dos sócuÌos. sclbrc o outro a aqucla dcliciência clc linhagcnr coliticral. talvcz, c -, conscqücntc c dircta transnrisslìo clc plri parlr lilho. do patri-

mônio c do nonrc, o qtrc havirt. por finr, iclcntificacltl a ambos, acabrndo por unir o título originlrl cla prclpricdadc ì arcaicl c ccluívt'rclr clcnorrtinaçlio tlc "Citslt clc Ushcr". denominaçiìo cluc parccia irtcluir. rto cspÍrito rlos clttc a u\iìvlÌm. Illnt() lr Illttílilt e (ìtìl(ì ll lììlttìslìo. Já clissc quc o único ctcito tlc nrinhrt cxpcrii'rtcil trrrt ltti t()Íniìr tantt-l pucril l clc Íitttr, crlbaixo. o lago air.rda nrtis protundl aclucla printcira inrplcssiìo. Nao podc havcr dúvida clc quc a consciência do riipiclr ltunrcnto clc ptlis, ptlr quc nittl d.'fini-la assinr'l rninha supcrstiçiìo 'l'lrl scrviu principalrncntc piìril lìccntLlar aquclil scnsaça<). é, cclmo sci dcsdc hh muito, lt lci paracloxitl tlc todos os scntimcntos bascadtts t1() tcrror. E talvcz lossc ptlr csslt única razão quc, ito crgucr novamcntc tls tllhtls plÌrlt it casa, afastando-os da imagcrn rcflctida no lago, surgitr cm mcu cspírito uma cstranha visittl -- rcaltttctttc tiìo cstranlìa c ridícula, quc apcnas lì tttcltciott<l pltra dcrlrtlrtstrar a vivit ftlrça das sensltçtìe's quc nle (ìpfilÌlilìlì1. Minhrr imaginaçào trabalhara tanto, quc mc parccilt Ìravcr rcrtl'

mente, cm torno da mallsiìo c suas adjacências, ulÌ'la atllìos-

fera pcculiar, quc nada tinha cm comum com () ltr Llos céus. mas clue òmanaua clas árvores apodrecidas' das paum vapor pestilcnttl redes cinzentas c do lago silcncioso opaco, pcsado, mal discernível, cor de chumbo. c místico, Afastanclo cle mcu cspírito o que não podia sct senão um sonho, cxaminei mais atentamente o aspecto reaÌ da casa. Sua caractcrística principal parecia ser a de uma excessiva antigüidade.

tinha sido gran<Ie. Minúsculos cogumelos estendiam-se por todo o exterior, pendendo, em emaranhada c fina tessitura, dos beirais. Mas nada disso implicava qualquer estrago extraordinário. Nenhuma parte da aÌvenaria desmoronara, e
parecia haver uma vioÌenta contribuiÇão entre aquela ainda perfeita adaptação das partes e o estado das pedras desgurto.lur. Aquilo me lembrava muito a enganadora integriãacle clas esiruturas de madeira apodrccidas, durante longos anos, em alguma abóbada esquecida, sem contato com

A

descoloração causada pelos séculos

ó sopro do ar cxterior. Afora cssa indicação de ostensiva tlecadência, a casa não apresentava sinal algum de instabilidade. Talvez o olhar de um observador meticuloso puclcsse.ter clcscoberto uma fenda mal pcrceptível, que, estendendo-se desde o telhado da fachada, descia em ziguezaguc até perder-se nas hguas sombrias do lago.

pcrtavam cm minha imaginaçào. Numa das. escadas' depaici com um mcíclico da família' Sua fisionomia, penset, revelava um misto de astúcia e perplcxidade' Saudou-me' um tanto perturbado, e passou. O mordomo, então' abriu uma portil c conduziu-mc ì prcsença de seu amo' O aposento cm quc me cncontrei era muito amplo e alto. As janelas, compridas, estrcitas e ogivais, achavamsc a tal distância do negro assoalho de carvalho, que se tornavam inteiramente inãcessíveis por dentro' Fracos raios tle luz avermelhada atravessavam as vidraças guarnecidas <le gelosia, tornando suficientemente claros os principais objõos ali existentes' O olhar, no entanto, esforçava-se em vãô para alcançar os cantos mais distantes do aposento' ou ni; ,Ë."rro, do tcto abobadado e trabalhado a cinzel' Esgeral ."."t irp"çurias cobriam as paredes' O .mobiliário livros lncomodo, antigo e estragado' Muitos cra excesslvo, e instrumentos musicais jaziam espalhados em torno' mas não .onr"guiam dar vitálidade alguma ao ambiente' Etl sentia que rcspirava uma atmosfera de tristeza' Um ar de

rr.".ir.'profunda e irremissível melancolia pairava
turjo. envolvia tudo.

sobre

Observando essas coisas, atravessci' a cavalo, um curto caminho que conduzia à casa' Um lacaio tomou o meu cavalo e penetrei pelo arco gótico do vestíbulo. Um morclomo, de passos furtivos, conduziu-mc, em silêncio, através cle muÌtos corredores cscuros e intrincados' ao gabinete de trabalho de seu amo. Muitas das coisas que cncontrei em mcu caminho contribuíram, não sei por quê, para

A minha entrada, Usher levantou-se do sofá em que estava esten<Jido por completo, e me saudou com calorosa conforme pensei a princípio vivaciaade, na quaÌ havfa - o obrigado esforço de um hoexagelacla córdialiclade,
olhar ao seu rosto para que me convencesse de sua perfeita

- dã sociedade ennuyéel . Contudo, bastou-me lançar um mem
sinceridade. Sentamo-nos e' durante aìguns momentos' enquanto cle permaneceu calado. olhci-o com um sentimcnto iliti. o. pieoaae e pavor. Seguramente, jamais homem algum sofrera tão terrível transformação, em tão curto espaço ã" t.rnpn, como Roderick Usher! Era-me difícil persuadir-

acentuar as vagas sensações a que já me refcri' Os obietos os entalhes dos tetos, as sombrius oue mc rocleavam t'apcçarias clas pareclcs, a negrura de ébano. dos assoalhos c os'ïantasmagórìcos troféus de armas quc tilintavam ìt minha eríìm, para mim, coisas mttito ctlnhccidas, cont passagcm qtúit estaváÌ familiarìzado dcsdc a inl'ância, e, emboru "r não'hcsitasse cm rcconhccêlas comtl tais, fiquci surprestr rÌnte iìs visões insólitas quc aquclas imagcns ordinárias des-

;; J.'q;" a identidade do homem abatido que tinha. à inminha ficnte era a mesma cla de meu companheiro de fância. Contudo, o caráter de sua fisionomia fora sempre rctável. Tez cadavética, olhos grancles, transparentes, lumipáÌinosos sem comparação; lábios um tuntn finos c muito

) Entediadu. (N. do

T.)

t0

ll

dos, nras dc linhas incttmparltvclmcntc bcllrs, nlrriz dc dcltcirdo tiptl hebraico, nras dc narinas largas, iltcottttttls .'nt scnrclhantc I'ornra; qucixo I'inamcnte- modclaclo, it rcvclat. om sua falta dc procminência, ausência dc cncrgia mttral; cabclos que lcmbravant a maciez e a suuvidade cle uma tcia de aranha.'fodos csscs traços aliados a um dcscnvolvimcnto frontal cxccssivo compunham, cm conjunto, uma lisionomia quc não sc csquecia com facilidade. E, naquelc rnomcnto, no simplcs fato dc sc achar accntuadtl o carálllostravan.ì, notava-sc tal mudança, quc Èu duvidava do honrcm com qucm Ïalava. A palidcz espectral da pele c tt brilho agora extraordinário dos olhos me surprgcndiam sobrcmaneira, chcgando, mcsmo, a atcrrar-mc. Além disso. clcixara crcsccr, scm nenhum cuidado, os cabclos sedosos, c, conro acluela contextura dc teia dc aranha mais flutuav:t do quc caía stlbre o rosto, não mc cra possível, mcsmo com esforço, rclacionar a sua exprcssão ltrabesca com qualquer rdóia dc simples humanidadc. ccrta contradição Chocou-me logo ccrta incocrência na\ rlanciras dc mcu anrigo. Não tardei em verificar - aquilo proccdia dc pc'que'nos e' inútcis csforços no senclLrc uma u-xccssiva titìo de vcnccr uma pcrturbação habitual lgitação ncrvosa. Eu cstava prcparaclo para clualqucr coisa tlcssc gêncro, nix'l sti clevido iì sua cat'ta, c às lcmbranças clc algLrns dc scus traços infantis, ben.r como pelas conelust-rcs dccluzidas dc sua pcculiar conformação física c dc scu tcn-Ìpcranìcnto. Seus atos cranl, altcrnadame ntc, clra vivos. oru solurnos. Sua voz variava rapidamentc de tom' pussando du- ut1ìiì trêmula indecisão (quando sctt arclor palccilr cuir cnr contplcta inaçao) iì csslì cspócic clc c<lncislltr 11111i1 cnórgicu. a cssa cnunciaçao abrupta. pcsada, lcn[x a cssa mancira clc lalar gutLrral, pÌuntcrrrrnciaciìo oca hc;r. cqtrilibrltda-. pcrfcitame-ntc rtlorltrladlt, qLte sc p()Lle c ,,irscrr'ur rro bêbadtl pcrdido tltÌ IÌo itlcort'igívcl ILrnrantc dc i,pirr" tiunttttL'os pcríodos clc stta ttrais itrtcttslt ltrlitltçlìo. F'oi lssinr. pois, clue clc [alttu cltl objcto clc nrinha visita. rle scu vivo dcscjo clc vcr-nrc- c do alívio (lue espcriìva qtlü cu lhe propttrciottltssc. Rclcritr-sc. clurittllc bastlttlte lenìp().

sobre tt quc pcnsava accrca da natureza clc sua e nlcrmtdlt-

tic. Era.'clissc. um mal ctlnstitucior.ral dc lamíliu. para ()
tluul ntlo tinha cspcrança dc cncontritr rcméditl; uma sinrsem dúvicla' Plcs afccçiicl ncrvilt,t, acÍcscclltou l()go' cluc. irao turclariiÌ a passar. Manifcstava-sc nttnllt variaçàtt clc scnsaçõcs nitcla naturiris. Algunlas, onquant() clc- as pttrIilCnclrizava, mc intercssarant c confunclirant, clÌÌboÍa talvcz
se

()s tcrmos cmprcgaoos c a mancira gcral da nart'açãtl influís-

tcr

prcclominantc daquclas fcições,

c na cxprc55llr

clur'

Íìl bastântc'paia isso. Stlfria nlr-rittl clc urra agudczlt lllrirbida r,los sentidos: suportaviÌ s()Íncnlc os alimt-ntos nlltis tr.iviais; nno poclia usar scnlitt roupas cle clctcrminacìos tccidosl o aroma dc toclas as florcs o oprimia: u luz, por mrtis lracaqucl.tlssc'ttlrturava-|hctlsolhos sol.rs pcculiarcs, os cltls instrumentcls clc c<lrda, nãtl lhc causlìviìm horror.

Vi quc cra escravo f<lrçado dc unla cspócie
I

anômalla

clc

Tlsys morrcr desta dcplodiqsc-mc \,{i111ç1L-i -, lrivcl loucura. Assim, assim, c nãtl clc otltril moncirlì, t'
L'ornt) devtl

crror.

rrio por si prtiprios, mas pcltls scus rcsultatlos. Trcmo atr l)crìsur nlesrrìo n() Ínais trivial incidcntc, pclo cfcito .quc possa tcr sobrc esta intcllcrávcl agitaçiro clc minha alma Niìtt re'ccic'1, clctivamentc, o pcrigo' cxccto ct.t.t scu cfcitt'r nc-sta larrbsoluto: o tcrror. Ncstc estado dc cxcitaçiìtl .

morrcr. Aterrltm-mc tls actttìtccimcnttls futurtls.

rÌìcÌrtltvcÌ condiçilo . . . sinto quc chcgarár logo o nlomcnto r'rÌì (luc dcvcrci abanclonar. ao mcsfiìo lcmpo' a vloa c a ,,,rrìl.ì, cnr alguma luta conr tl horrcnclo fantasma: ct ntedtt'
rrrilrçircs intcrrompiclâs c ambíguas, dc outra particularitlacle

l'ambém tomci conhccimcnto,

a intcrvalos' por

insipor

',irrgular clc sua òoncìição mcntal. Estava.

1ç1111"cnt1clo

,, 11rrs imprcssõcs supcrsticiclsas rclativlts à mitnsiìo L-m quL' rivilr. dc onclc. durantc muittls anos, não ousara satr" r,l:rlivas a unìa iniluência cuia suposta Ítlrçlt erit por clu , \r)r'cssiì cm tcrmos clcrnasiado sombritls plrra scrcm lrqui r,lrt'litlos, uma inlluôncia quc algumas pcculiaricladcs cxisr rrrL's Itlr sirnplcs fornta c rnatéria clc suit mansão solarcnglt clizia clc --' , , ìrì\r'gtliráìm, lr custa clc longtl sclf rime nttl r, ,, .'r sobrc o scLr cspírito um cfcitil quc o li çrcrr clas
l-l

rl

paredes e das torrcs cinzcntas, bem como

do cscuro lago

em que tudo se refletia, acabara por fazer pcsar sobre o

essc pcríodo, esforcei-me vivamente

loi mcncionado nem por Usher, nem por mim, e, durante por aliviar a melan-

trwrul dc sua cxistência. Admitia, porém, embora com hesitação, que grande parte da peculiar tristeza que o afligia podia ser atribuída a uma origem mais natural e muito mais palpável; à sua severa e contínua enfermidade . .

de uma irmã ternamente amada, sua única companheira durante longos anos, e sua última e única parenta sobre a terra. disse ele, com uma amargura que jaSua morte fará de mim (o desesperançado, mais poderei esquecer o fraco) o último representante da antiga raça dos Usher. Enquanto falava, Lady Madeline (pois assim se chamava
evidentemente próxima. . ela) passou, lentamente, pela parte mais distante do aposento e, sem ter notado minha presença, desapareceu. Olhei-a tomado de profundo assombro, não destituíde ds fs1161 e, no entanto, percebi que me era impossível explicar tais de estupor me oprimia, ensentimentos. Uma sensação quanto meus olhos seguiam seus passos que se afastavam'

.

.

à morte e à decomposição

t'olia do meu amigo. Pintávamos e líamos juntos' ou, então, t'u cscutava, como num sonho, suas vibrantes improvisaçocs à guitarra. E assim, à medida que uma intimidade cada vez maior me permitia penetrar, sem certas reservas, rìo recesso de seu espírito, mais amargamente percebia a inutili<tade de qualquer tentativa no sentido de alegrar um cspírito cujo negrume, como se fosse uma qualidade positiva e inerente, se esparzia por todos os objetos do munclo físico e moral, numa irradiação incessante de tristeza. Conservarei sempre a lembrança das muitas horas sole-

Quando, por fim, uma porta se fechou atrás dela, meu olhar procurou, instintiva e ansiosamente, o rosto de seu irmão mas ele havia afundado o rosto nas mãos, e so pude observar que uma palidez muito maior que a habitual se estendera pelos dedos descarnados, através dos quais gotejavam lágrimas ardentes. A enfermidade de Lady Madeline desafiara durante longo tempo a ciência de seus médicos. Uma apatia constante, um esgotamento gradual de sua pessoa, bem como freqüentes mas passageiros ataques em parte epilépticos, eram o singular diagnóstico. Até então, ela suportara com firmeza a pressão de sua doença, sem que se dispusesse a recolher-se ao leito; mas, ao cair da tarde da minha chegada à casa, sucumbira (como seu irmão me disse, à noite, com inexprimível agitação) ao pocler prostrador do mal, e soube que o olhar que dirigi à sua pcssoa scria, provavelmente, o último: que aquela clama, pelo menos enquanto
vivesse,

(ìontudo, não me seria possível tentar dar uma idéia do caráter exato dos estudos, ou das ocupações, em que ele rnc envolveu, ou aos quais me conduziu. Uma idealidade cxacerbada, descontrolada, lançava sobre todas as coisas rrma luz sulfúrea. Suas longas improvisações fúnebres ressoavam sempre em meus ouvidos. Entre outras coisas, lembrcl-me penosamente de certa perversão singular, amplificada, da ária impetuosa da última valsa de Von Weber. Quanto às pinturas a que se entregava a sua incansável l'antasia e que se transformavam, traço a traço, em

ncs que passei só em companhia do dono da Casa de Usher.

t;ualquer coisa de vago que me fazia estremecer com maior quanto rÌmoção, pois eu estremecia sem saber por que -, ir cssas pinturas (tão vívidas, que suas imagens ainda se :rcham presentes em meu espírito), eu em vão procuraria extrair delas a mínima parte que pudesse estar contida no irrnbito das simples palavras escritas' Pela extrema simplicidade e nudez de seus desenhos, ele detinha e subjugava :r atenção. Se é que algum mortal jamais pintou uma idéia, ('ssc mortal foi Roderick Usher. Para mim, ao menos nas tircunstâncias que então me cercavam, surgia, das puras :rbstrações que o hipocondríaco conseguia lançar em suas Ir'lus, um teiror intenso e intolerável, cuja sombra não senti 1:rrnais na contemplação dos devaneios, sem dúvida reful r,,('rìtcs, mas demasiado concretos, de Fuseli. Uma das concepções fantasmagóricas de meu amigo, em ,;rre o espírito de abstração não participava de maneira tão
l-5

já não seria mais

vista.

Por espaço de vários dias consecutivos, seu nome não

l4

rígi<la, pode ser csboçada, cmbora debilmente, com palavras. Um pequcno quadro rcpresentava o intcrior de uma abóbada ou túncl imcnsamente longo c retangular, de muros baixos, lisos, brancos e sem interrupção ou adornos' Certos pontos acessórios clo desenho serviam bem para dar a idéia de que aquela escavação se achava a grandc profundidade, sob a supcrfície da terra. Não se via nenhuma saída ao longo de sua vasta extensão, nem se observava clualqucr archote ou outra fonte de Ìuz artificial; não obstante, uma onda de raios intensos inundava tudo, banhando o seu interior de um csplendor lívido e inadequado. Já me referi à condição mórbida dc seu nervo auditivt.r, que lhe tornÉÌva toda música intolcrável, exceto a de certos instrumentos de corda. Eram, talvez, os limites estrei-

.tlrruiris rtrrr scralim cspaìmou a asa sobrc ttl.tì ctlifício só metade tão belo'

il
solrrc o scu telhado ondulavam. flutuavam' (lsso, tutlo isso, aconteceu há muito, rnrritíssinto temPo') l: ('lìì citda brisa suave que soprava' rrrtltrclcs doces dias, ;rtr lortgo cios muros pálidos e empcnachados' s,' clcvava um artlma alado.

lrstlutditrtcs amarelos, gloriosos, dourados'

tos a que ele se limitava ao tocar guitarra que haviarn dado, cm grande parte, aquels caráter fantástico às suas execuções. Mas, quanto à férvida facílidade de suas im-

Ill
('arrrinhantes que passavam por esse valc fcliz viirm, através de duas janelas iluminirdas, espíritos quc sc mclvianr musicuìmentc rrrr som clc um ulaúclc hem alinado. cÍì torno de um trono onde, sentado, ( Porl'irogênitol) com majestade digna dc sua gloria'
rrparccilt o senhor do rcintt.

provisações, era coisa quc não se podia explicar dessc mo-

do. Tinham dc ser, e o eram, tanto nas notas como nas palavras de suas loucas fantasias (pois ele, não raro, se acompanhava por mcio de improvisações verbais), resuÌtado tle intcnso recolhimento e concentração mentais, a quc mc refcri como scndo obscrváveis somcnte em momentos da mais alta cxcitação artificial. Lembro-me bem das palavras de uma clessas rapsódias. [sso me impressionou tanto rnais fortcmente quanto me pareceu pcrceber, pcla primcirà vez, plcna consciência, por parte dc Usher, do dcsmoronamento dc sua sublime razão no trono em que sc achava. Os versos, intitulados O palácio assontbrado, eram, pouco ;nais ou menos, cmbora não ao pé da letra, os scguintes: I Ncl mais verdc de nossos valcs,

IV
E tot.la refulgentc de pérolas c rubis cra a lincla Porta do Palácio'

através da qual passava, passava e passava' a refulgir sem cessar' umlr turbu tlc cctls cuju grata missãtt era iìpenas cantar, .nrn u,.,rat clc inexcedível bcleza,

o talr'nttr c o subcl tlc scu rci'
V

- clomínios Nos
lír sc achava

habitado por anjos bons. rntiganrente um belo c impclncntc plrlircitr sc clgui'1. um palácio radiantc
ckr

rci

Pcnsltntcnttt,

ç:lel

Mas scres maus, trajados de luto, assaltaram o alto trono do monitrcil; t1

ì6

1rrlr, lamentemo-nos, visto que nunca mais a alvorada dcspontará sobre ele, o desolado!) c, em torno de sua mansão, a glória, que, rubra, florescia, não passa, agora, de uma história quase esquecida dos velhos tempos já sepuÌtados.

VI
E agora os caminhantes, nesse vale, através das janelas de luz avermelhada, vêem grandes vultos que se movem fantasticamente
ao som de desafinada melodia; enquanto isso, qual rio rápido e medonho, através da porta descorada, odiosa turba se precipita sem cessar, rindo mas sem sorrir nunca mais.

a prova daquela sensibilidade A prova cstava dizia ele (e-eu me sobressaltei ao ouvir tal r'oisit) na gradual mas evidente condensação, por cima tl;rs riguas e em redor dos muros, de uma atmosfera que thes ('riì própria. O resultado era discernívsl 3ç1s5çentou rrrr silcnciosa mas importuna e terrível influência que, dur':rrrtc séculos, moldou os destinos de sua família, e que fizert dcle aquilo que eu via aquilo que ele era. Nossos livros os livros que durante anos haviam - não pequèna da vida mental do int'onstituído uma parte vrilido estavam, como se pode bem imaginar, em perlt'itrr acordo com aquele caÍâler fantasmal. Estudamos, cuirl:rtlosamente, obras como Velvert et Chartreuse, de Gresset; o Belphegor, de Maquiavel; O céu e o inÍerno, de Swcclcnborg; I viagem subterrânea de Nicolau Klimnt,
rnrovcis do lago.

-

tlc Holberg; a Quiromancia, de Robert Flud, Jean D' Irrclaginé e De la Chambre; a Viagem pelo espaço azul,

homensr também assim pensaram), mas devido à tenacidade c.gT que ele a mantinha. Essa opinião, em sua forma geral,

Lembro-me muito bem de que as sugestões suscitadas por essa balada nos conduziram a uma série de pensamentos em^.que se tornou manifesta uma opinião de Uìher a que me refiro não apenas devido à sua novidade (pois outios

tle '[-ieck, e A cidade do sol, de Campanella. Um de seus vtrlumes prediletos era a pequena edição in-octavo do Dlrt't'!rtrium inquisitorum, do dominicano Eymeric de GirortlÌ(\ e havia passagens, em Pomponius Mela, sobre os ;rntigos egipanos e sátiros africanos, diante das quais Usher
sorrhava durante horas inteiras. Sua principal delícia, no t'rrricrso
,

dizia respeito à sensibilidade de todos os seres vegãtais.

dono a essa convicção. Tal crença, porém, se relaciona (como já o insinuei) às pedras cinzentas da mansão de seus antepassados. As condições da sensibilidade estavam aí cumpridas pensava ele no método de colocação de tais pedras.- .. na ordem do seu arranio, bem como na dos numerosos fungos que as cobriam e das árvores doentias que se erguiam em redor mas, sobretudo, na imutabilidade daquela disposição e - seu desdobramento nas águas em

Mas, em sua desordenada imaginação, a idéia assumiia um caráter ainda mais ousado, e invadia, sob certas condições, o reino das coisas inorgânicas. Faltam-me palavras para exprimir toda a extensão ou todo o fervor de sel abàn-

t'ntanto, ele a encontrava na leitura atenta de um raro e o manual de uma igrelivro gótico inquarto
jrr csquecida

ltorum

ecclesiae

intitulado Vigiliae mortuorum secundum
maguntinae.

Nao pude deixar de pensar no estranho ritual desse livro (' crn sua estranha influência sobre o hipocondríaco, quan-

I

Watson, Dr. Percival, Spallanzani e, em prtrticular, o bispo de Landaíf . Ver Chemical Essays, vol. V. (Nota de Edgar Allan poe.)

thr, uma noite, tendo sido informado, abruptamente, de tlrrc l-ady Madeline já não existia, ele me manifestou a irrtcnção de conservar o corpo, durante quinze dias (antcs rlr' seLl sepultamento final), numa das numerosas criptas .,ìtrradas no interior das paredes principais do edifício. A r:rzlur profana, porém, atribuída a esse singular procedirrrento, era uma dessas coisas que eu não tinha liberdade ,1,' rliscutir. O irmão fora levado a essa resolução (segundo rrrL' clisse) devido ao caráter incomum da doença da morta r' :t ulÌÌâ certa curiosidade importuna e indiscreta por parte l9

l8

de seus médicos, bem como à localização distante e exposda fisionomia sinistra do homem com que deparei na escada, no dia de minha chegada à casa, não senti nenhum deseio

ta do jazigo da família. Confesso que, ao lembrar-me

maciço, tinha sido também igualmente protegida. Seu imenSo peso fazia com que produzisse um som agudo e áspero, ao mover-se em seus gonzos. Após depositar o nosso lúgubre fardo sobre uns suportes, naquela região de horror, abrimos um pouco a tampa do ataúde, que não estava ainda parafusada, e contemplamos o rosto da morta. Chamou-me a atenção, antes de mais nada, a extraordinária semelhanca existente entre irmão e irmã, e Usher, adivinhando, talvez, os meus pensamentos, murmurou algumas palavras, pelas quais fiquei sabendo que a morta e ele eram gêmeos, e que sempre existira enire ambos certa simpatia de natureza quase inexplicável. Nossos olhares, porém, permaneceram pouco tempo fixos sobre a morta, pois não podíamos olhála sem experimentar certo terror. A enfermidade que levara Lady Madeline ao túmulo em plena juventude deixara, como ocorre comu20

masmorra e, em épocas posteriores, depósito de pólvora ou qualquer outra substância "orno altamente inflamável, pois uma parte de seu assoalho e todo o interior de uma longa abóbada, que atravessamos para chegar até lâ, eram cuidadosamente revestidos de cobre. A porta, de ferro

inteiramente a entrada de qualquef claridade. Achava-se situada, a grande profundidade, exatamente na parte da casa que ficava embaixo de meus aposentos. Ao que parecia, fora utilizada, nos remotos tempos feudais. como

de me opor a uma coisa que me parecia, a.final de contas, apenas uma precaução inofensiva, mas, de modo algum, insólita. A pedido de Usher, ajudei-o pessoalmente nos preparativos daquele sepultamento temporário. Pusemos o corpo no ataúde e, nós dois, sozinhos, o colocamos no lugar dã seu l'epouso. A cripta em que o deixamos (e que estivera fechada durante tanto tempo que os nossos ãrchotes, semiapagados naquela atmosfera sufocante, não nos permitiam quase nenhuma investigação) era pequena, úmida e vedava

t: tho tcrrívcl na morte.
trrnrpa
<1o

nìt:lìtc cnì todas as doenças de caráter estritamcnte cataIt'ptico, a ironia dc uma ligcira coloração sobrc o seitl c o losto c, nos lábios, essc sorriso equivocamcntt- parado, cìut-

tlo I'crro, voltamos de novo, com dificuldade, aos nossos ;rposcntos na parte superior da casa, os quais nào eratl
rììcnos tristes.

Recolocamos c purafusamos ll ataúde cm scu lugar e, depois de fcchar a porta

Então, decorridos aÌguns dias dc amargo pL-silr. ve'rilicou-se uma transformação visívcl nos sintomas da cnfc-rnriclacle mental de mcu amigo. Suas maneiras habituais Iraviam clesaparecido. Suas ocupaçõcs ordinárias foram ncgligenciadas ou esquecidas. Andava de um aposcnto para ()utro com passos apressados, dcsiguais c sem finalidade. A palidez dc seu rosto adquirira, se possívcl, um tom mais a luminosidadc de seus olhos se discaclavérico

sipara por completo. Não sc ouvia mais, nt) tom tlc sua v()2, certa aspercza ocasional, como acontecia antcs, e um trên.rulo balbucio, como dc extrcmo terror, caracte'rizlvu rrgora, habitualmente, as suas frascs. Havia momentos, r'trntudo. em quc cu pcnsava quc scu cspírito, inccssunlerrrcnte agitado, se achava em luta com algum scgredcl ()prcssor, que ele não tinha coragem de divulgar. Outras vczes, era obrigado a atribuir tudo aquilo a mcras e inexplicáveis fantasias produzidas pela loucura, pois o via a olhar para o vazio durante horas seguidas, numa atitudc tla mais protunda atenção, como se escLltasse algum som irnaginário. Não era de estranhar qlle sua condição me :rtcrrorizasse . . . que me contagiasse. Sentia que sc iam :ìrrastando sobre mim, de modo lento, mas certo, as violcntas influências de suas fantásticas, impressionantes supcrstições.

Foi, particularmente, uma noite, no sétimo ou oitavo dia tlcpois de termos ciepositado o Çorpo de Lady Madeline na rììlrsmorra, que experimentei toda a força de tais sentirÌrcntos. O sono não queria aproximar-se de meu leito' ('rìquanto passavam e repassavam as horas. Lutei por ;rlustar, por meio do raciocínio,..o nervosismo que se apotlr'rrìÍâ de mim. Procurei convenòer-me de que muito, scnão
LI

tuclo, do cluc sentia cra dcvido iì influência pcrturbadora tlo sombrio mobiliário do aposento clas ncgras c esfrangalhadas cortinas quc, agitadas pelo sopro dc uma tempcstade que sc iniciava, oscilavam de um lado para outrcl nas paredcs e farfalhavant inquietas cm torno dos adornos do lcito, Mas mcus esfclrços foram em vão. Irreprimível dc sobrcssaltos scm causa. Afastando-o com esforço, arquejantc, crgui-me sobre os travesseiros e, ìançando um olhar pcrscrutador pela intcnsa escuridão do quarto, suyi nf,s sei como, cxceto que alguma coisa instintiva me aguçou o cspírito certos ruídos vagos c indefinidos, que vinham, através das pausas da tormenta, não sci dc onde. Dominado por intcnsa sensação dc terror, inexplicável mas, não obstante, insuportável, vesti-mc às pressas (pois sentia quc não poderia mais dormir aquela noitc) e procurei livrar-mc, andando dc um lado para outro pclo quarto. do lamcntávcl cstado cm quc mc cncontrÍÌviì. Tinha clado apcnas umas voltus pc-lo qulrrto, quanclo uns pass()s lcvcs, numa cscacla próxima, mc atraíram a atenção. Rcconheci ktgo os passos cle Usher. Dccorrido um momcnto, batcu de lcvc cm minha porta e cntrou, carregandtl um castiçal. Seu rosto cra, como sempre, dc uma palidcz cadavérica; mas havia, ainda, uma espécie de Ìouca hilaridadc cm seus olhos c, em toda a sua pcssoa, uma histcria cvidentcmente contida. Seu aspccto ms nts1161l2su mas qualqucr coisa era prefcrível à soÌidão por mim suportada durante tanto tempo, e acolhi sua prcsença quase como

trcmor invacliu, pouco a pouco, o meu cspírito c, no Iim, pousou sobrc o mcu coração um verdadeiro -pesadclo

\r'rit. cspantosamcntc singular enl seu tcrror e cnl sua bclr',/1. Unr rcdcmoinho, 3o que plrccia, concentrara toda a .,rrrr lorçit nas imcdiaçòr.'s, pois sc (ìperavllm freqücntes c r iolcntas altcraçõcs na dircção do vcnto, e a cxcessiva densitlrrrlc das nuvcns (tão baixas que parcciiìm pcsar sobre ,s lon'ct-rcs da casa) ni-ìo ncls impcdia dc obscrvar a viva relocidadc com quc se ilproxinìltvltm umlìs das outras, vintlrrs rlc totjos cls pontos, sem quc sc pcrdcsscm na distância. l)igo c1r.rc ncm a sua cxccssiva densidadc impcdia quc per,.'hôsscntos tal fato c, contutJo, nllo vislumbrávamos ncm rr lrur ncm as cstrclas, como tampouccl havia lampcjo algurn ,lc rclâmpagos. Mas, sob a supcrfícic das intcnsas massas ,lc ugitado vapor, bcm como sobrc to(los os objctos tcÍreil()s cluc rlos ccrcavam, rcsplandecia uma clariclaclc sclbrcnrrtural, uma cmaniìção gasosa quc pairava sobrc a casa ( iì cnvolvia numa mortalha luminosa c bcm visívcl. disVocê nito dcvc... você não contcmplarh isto! -trêmuÌo, a Ushcr, c o levci, conì sutìve violência,-cia jase , E'lsas apariçõcs' qLlc o transtofrrclu para uma cadeira. rurrn, nãcl passam clc fcnômcnos clétrictls nada cxtraordirrli,,(

rrrirrsmas fétidos do lago. Fcchemos csta jancla. O ar cstir gclado e é pcrigoso para a sua saúdc. Aclui cstá um dc scus r'(ìrì11Ìnccs prcfcriilos. Vou lê-lo para você... c. assim. pus-

lios.

. ou podc scr que tcnham stla origcm tcrrívcl nos

srrrcmos juntos esta

um alívio.

Então você ainda não viu isso? disse ele abruptamcnte, depois de haver-mc fitado alguns momentos em silêncio. Então você não viu? Mas cspcrc! Você vcrá! Enquanto assim falava, resguardanclo com a mão a luz do castiçal, aproximou-se ds uma das janelas c escancaroua para a tempestade. A impetuosa fúria das rajadas quasc nos crgue u do solo. Era, realmente, uma noite tempestuosa, mas de uma beÌeza
22

l.runcclot Canning; mas cu disscra que era um dos livros llrvoritos dc Ushcr mais cm tom de tristc graccjo dcl que a si'r'io. pois, na vcrdadc, com a sua rude c pobrc prolixidatle, pouco atrativo pocìeria ofereccr i\ elevada c cspiritual itlcliiclacìc de mcu amigct. Era, no cntanto, o único livro quc e cntrcguci-me iì vaga ( u tiÌlhiì imcdiatamcntc à mão r'sl,ìcrânÇiì de quc a cxcitaçãro quc cntão agitava o hipocon,lr'íucc'r talvez pudcssc cncontrar alívio (pois a histílria das
(lr'sordcrìs mentais está chcia de scmclhantes anomalias) atÓ rìÌ('slìlo no cxagero clas loucuras quc cu iria lcr. A julgar pell atitudc de intenso c ardcnte intcrcssc com quc cscuta\r, ()Lt parecia cscutar, as frascs da narrativa, eu bcm po,lr'r'ia tcr-ÍÌc congratulado pelo êxito dc mctt intcntt.r'

noitc terrívcl. O volumc antigo quc apanhei era o Mad Tri.rl, dc

Sir

Chcguei ao tlccho bastante conhccido da história em oue Ethclred, o herói do Tri.çt, tcndo tcntacÌo em vão entrar iacificamentc na morada clo crmitão, resolve lá cntrar ì foça. Aqui, como sc rccrtrclará, as palavras da narrativa são as
scguintes:

rl

tlttclt tltre uqui (tttrur, r'en('ed()r '\eru,' ..llrtelc tlrtt' tttale tt dragatt, tt etctrdo gwtlruni

"E Ethclred, qLrc tinha por naturcza um coração valentc, r: quc agora sc scntia, alóm disso, muito forte, devidcl err cfeito do vinho cluc bebera, não espcrou mais tcmpo parit l'alar cont o crmitilo, quc tinha, realmcntc. o ânimo propenso iì obstinaçiro c à malícia, c, scntindo a chuva cair-lhc sobrc os onrbros, c tcmcndo quc sc clcscncatleassc a tormcnta. lcvantou sua n.taça c, com rcpctidos golpcs, abriu cntão Lrnr caminho atravós das tábuas da porta, fazendo uso clc scus gLÌantcs; dcpois, puxando cclm clcs vigorosamcnte as tábuas, fcz cont que tudo cstalassc c sc partissc em pecla_ ços. dc tal nrodo cluc o ruíckl du madcira, scco c oco, ecoou por tocla a florcsta". Ao tcrnìinar clc lcr cssl triÌsc, estrcrltcci c, por unÌ nì()ÌÌrcrìto. fiz uma paustr, pois rrrc purcccra (crnbora logo c<tnc'luíssc cluc n'rinhu cxcitadu irnaginaçiro ntc havia enganildo).c1uc, tjc urna purtc nruito distantc da mansao, chcgava indistintanìcntc aos mL-us t'ruvidos unt ruídtt quc, pcla surÌ cxrìtiÌ scmclhança, dir-sc-ia [rn] cc() (mas sufclcaclo c surdo, ccrtamcnte-) clos prírprios cstaliclos c cstragos dcscritos, dc mancira tao nrinuciosa, por Sir l.auncclot. Era, scnr clúvida algunra, apcnas a coinciclência cluc mc atraíra a rlcnçlìo, visto quc, cm mcit:r do batcr inccssantc dos caixiìhos das janclas c dos ruídos quc sc misturavam à tempcstadc ainda crcsccntc, aqucle barulho nada tinha, por. ccrto, cìuc ntc pudcssc intr_-rcssrrr ou pcrturbar. Continuci, pois, a história: "Mas o bom campeão Ethclrcd, tranqucanclo cÍltiÌo ir porta, ficou dolorosamcntc pt-rplcxo c irlrekr, ao não cncontrar sinal algum do malicioso crmitao, rnas sim, cm lu_ gar dclc, unt dragão dc aparênciu cscumucla c prttcligiosa, com língua dc fogo, cìuc montava guardir antc ulÌì palácio
dc ouro, com assoalhos dc prata; c s<lbrc a purccle- havia um escudo brilhantc, no qual sc lia a scguintc lcgenda:
24

"lrFthclrcci crgucu lt sua mltça c tlcslcrir'r um golpc.na tlo drlrgacl, quc caiu cliirntc tlelc, c cxalou o scu hiilito pcstilcnt(). com um gl'ito taitl cstridcntc. aspero c mc,l,rrrlro. quc Fthclrcd te vc tle lilpiÌr (ìs -()tlvitltls ctrm us mã()s' Irurr supttrttìr aquclc tre-mcndo barulho, tíìo lortc como lilrrÌlris tluvira itntes". ,,\11ui. liz dc novtt ulÌìa pa[lsiì subita.. agora conl uma scrlt'rrbeç'lr

rlc violcnto lssombro, ptlis nlìo havia dúvida dc cluc'' \'\sil vcz. rluvira (crnbora mc ftlssc impossívcl dizcr de quurlircçrìo acluilo vinha) trnr ruídtl Iraco c aparcntcmente distrrìtú. nlas xspcro. prolongadtl. singttlarmcntc agudo c dis\()rì:ìrìtc rr contrapitrtc cxati.r do grito sobrcnatural lança(l() llcl() drlrgiìo. titl ctlmtl (.ì rtlmltncistlt tl tlcscrcvera c cu
'rrç'a,r
rrrurgitìlt t'lt.

()prirlido. com() por cctt() tu cstüvil. cliantc daquclu sc-. cxtrattrdinltria coi'cidência' p.r mil scnsitçtìcs c.n',,,,,.i,, rrrrrlittiriirs. cntrc lls qtrais prcclonlinavam um assombro c rÌìr piì\r()Ì' cxtrcmos. conscrvci. niì() obstante , suficicntc prc:r'rrç:u de cspírito para tcr o cuitlrttlo de nllo cxcitar' cttm

,;rrulclucr observaçi'rcl. l scnsihilidadc ttcrvtlslt tìL' mcu c(ìmdc que ele ti1ïrrnheiro. Dc nrttclo algum niìo tinha ccrtcztr \r'\\ü notitd(l tls ruícir'ls cm tlucstiìtr, cmh(ìra. ccrtiìmcntc' ilÌÌÌiÌ L'stranha altcraçzio sc httuvcssc vcrificaclo, nos últimos rììirìutos. cm suâ atitudc. Scntadtl, a princípio, à minha llt'rttc. Iizcrlt, atls p()uc()s' girrrr it cirdeira. de modo a ficar \(Ììtircl() conl o t'tlsto vtlltitd() para a portil dtt ltposento' \s:inr. niio nte- cra possívcl vcr scnão unla partc de sua fi\ì()n()nliiì. cnttrctra pcrccbcssc quc scus lábios trçmiam como

\,

üstivcsscm murmurando palavras inaudíveis' A cabcça mas. não obstantc. sabia quc não ,;rinr-lhc sobrc o pcito , sllva adclrmcciclo. pois o olho quc eu cntrcvia do perfil de seu l)r'rmanecia abcrto c l'ixtl. Além disso, o ntovimcnti.l visto que sc balançava' de um , or.1.lo contraclizia taÌ idéia, lir(l() DiÌrA outro. com suavc. mas consÌanÌc e uniforme oscilrtlìo. Tcnc.lt) notado, rapidamcnte, tudo isso. prossegui o ri l;rto clc Sir Launcelot, cìue continuava assim:
25

cJragao,

os dcstroços de scu caminho c avançou, corajosamente. pclo pavimento clc prata do castelo, na direção do cscudo
que cstava prcso à parcde, o qual, na verdade, não csperou que cle chegassc até perto, caindo-lhe aos pés, sobre o assolrlho tie prata. com violento c tcrrível ruído". Mal cstas últimas sílabas foram pronunciadas e como se, na rcaliiaclc, um pcsatJo cscucio r.le bronzc houvesse cuído, naquele momento, sobre um assoalho de prata ouvi -, o eco claro, profundo, metálico e cstridentc, embora, aparcntementc, abafado. lnteiramente excitaclo, pus-mc tìe pc< dc um salto; mas o movimento oscilante e compassado cle Usher continuou, imperturbávcl. Seus olhos achavam-se fixos cliantc de si, e sua fisionomia sc contraía numa rigidcz pétrca. Mas, ao colocar a mão em seu ombro, um cstremcci, mcnto percorrcu-lhÈ todo o corpo, um sclrriso imperceptívcÌ trcmcu em scus lábios e vi que falava num sussurro apagado, rápìdo, como sc não tivcsse consciência da minha prcscnça. Inclinando-me sobre ele, pude, afinal, compreendcr o significadcl horrcndo de suas palavras: Não ouvc, agora? Sim, cu o ouço, e ouvi antes. Du-

crìcantíÌmento que sobrc clc pcsava cstava <jesfeito, afastou

"E cntiìo, cl campcão, tcndo cscapado da terrívcl fúria do c lcmbrando-sc clo cscudo de bronze c dc que o

Niìo ouvi os seus passos na escada? Não percebo o bater lrorrível de seu coração? Louco! Nesse momento, ergueu-se de um salto, proferindo estritlcntemente as sílabas, como se, naquele esforço, a alma se lhe exalasse do peito: Louco! Digo-lhe que ela estd aSora atrds da porta! - mesmo instante, como se a energia sobre-humana de No suas palavras houvesse adquirido a força de um encantamento, as enormes e antigas folhas da porta que ele indicava entreabriram, lentamente, as suas pesadas mandíbulas de óbano. Aquito era obra de uma rajada d-e vento, mas' no marco daqìela porta, surgiu alta e amortalhada, a figura de Lady Madeline de Usher. Suas alvas vestes estavam manchadas de sangue, e havia sinais de violenta luta em toda t sua pálida figura. Durante um momento, permaneceu' trêmulá e vacilante, sobre o umbral; depois, com um grito abafado e queixoso, caiu pesadamente sobre o irmão e, em sua violentâ e, agora, finál agonia, o arrastou para o chão

rantc muito, muito tempo, muitos minutos, muitas horas, . Mas não me atrevia oh, não me atrevia . . . não me uÍrevia a falar! Nó.ç a colocamo.s viva em sue tumba! Nã,o lhc dissc que os meus scntidos estão aguçados? Digo-lhc, (tgora, quc i.luvi os seus primeiros e quase imperceptíveis movimentos dentro do ataúde. Ouvi-os, há muitos, muitos
muitos dias, tenho ouvido. . rniserávcl infeliz quc sou !

clias...

mas não ousava... não otlsava Íalar! E agora... csta noite. . . Ethelred ah. ah, ah! --, o arrombamento

da porta do crmitão, o grito de morte do dragão e o

es-

trondo do escudo. . . diga-sc antes, o destroçar de scu ataúde, o rangcr dos gonzos de ferro dc sua prisão e a sua luta dentro da cripta revestida de cobrel Oh, para onde fugirci? Não cstará cla logo aqui? Não estará cla correndo ao mcu encontro, para censurar-me peìa minha precipitaçãoÌ
26

já cadáver, vítima dos terrores que havia previsto' Fugi, aterrorizado, daqueles aposentos e daquela mansho. Ã tempestade se desèncadeava ainda com toda a sua lúria, quanão atravessei o velho caminho' Súbito, uma luz intensa se projetou diante de mim, e voltei-me para ver de pois somenonde provinhá uma claridade tão estranha tc a imensa mansão e suas sombras se achavam para trás' A irradiação provinda da lua cheia, de um vermelho cor clc sangue-, já Èaixa no horizonte, brilhava agora através.daquela Tendá antes mal perceptível, a que i9 me referi,^e ,tu" ,. estendia, em zigúezague, desde b tethado do edifício até sua base. Enquanto a olhava, a fenda alargou-se rasoproü violenta rajada de vento, em redepidamente - o disco inteiro do satélite irrompeu de repente e iroinho ì minha -vista. Meu cérebro se transtornou quando vi as pest<1as paredes se desmoronarem, partidas ao meio; ouviusc longo e tumultuoso estrondo, como o reboar de mil caturatas e o lago fétido e profundo, a meus pés, se fechou,

lótrica e silencioiamente, sôbre os restos da Casa de Usher'

27

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->