Você está na página 1de 20

IMPLANTAÇÃO DA REPÚBLICA

5 de Outubro de 1910
MONARQUIA

Portugal foi, desde a sua fundação, ao tempo de D. Afonso


Henriques, governado por reis. A essa forma de governo
chama-se Monarquia.

No entanto, nos finais do século XIX, havia muitas pessoas


que achavam que a Monarquia não era a melhor forma
de governar um país.
Na rua, exigia-se a queda da Monarquia.
RAZÕES DA QUEDA DA
MONARQUIA
A população vivia mal

O desenvolvimento de   As capacidades
Portugal era governativas do rei
insuficiente eram questionadas

O País tinha Estava no horizonte


grandes dívidas ao  
uma guerra com os
estrangeiro ingleses…

Havia grande agitação e contestação


RAZÕES DA QUEDA DA
MONARQUIA
O MAPA COR-DE-ROSA

Segundo a Lei Internacional, os territórios africanos pertenciam


aos países que os ocupassem.

Assim, Portugal exigia o


direito de ocupar os
territórios
compreendidos entre
Angola e Moçambique
– o chamado Mapa
Cor-de-Rosa.
RAZÕES DA QUEDA DA
MONARQUIAO ULTIMATO INGLÊS

Em Janeiro de 1890, a Inglaterra enviou a Portugal um Ultimato:


ou os Portugueses desocupavam os territórios situados entre
Angola e Moçambique ou o governo inglês declarava guerra a
Portugal.
O Rei e o Governo não tiveram outro remédio a não ser aceitar o
Ultimato, o que provocou manifestações de descontentamento. Em
14 de Janeiro de 1890, o Partido Republicano Português organizou
uma grande manifestação em Lisboa, acusando o rei D. Carlos e o
Governo de terem traído os interesses dos Portugueses em África.
A MONARQUIA A CAMINHO DO FIM

As pessoas estavam desejosas de mudança e achavam


que seria bom para o país uma forma diferente de
governar.

Era preciso instaurar um regime diferente: a República.


O REGICÍDIO – ASSASSINATO DO
REI

O destino da Monarquia
estava traçado! Em 01 de
Fevereiro de 1908, em
Lisboa, deu-se um
atentado contra a Família
Real. O Rei D. Carlos e o
Príncipe Herdeiro, D. Luís
Filipe, foram
assassinados.
O ÚLTIMO REI – D. MANUEL II

Um outro filho de D. Carlos, D.


Manuel II, com apenas
dezoito anos, foi aclamado
Rei. Apesar do apoio de
todos os partidos
monárquicos, o novo rei não
conseguiu que os
republicanos desistissem de
acabar com a monarquia em
Portugal.
O ÚLTIMO REI – D. MANUEL
II

“Depois do Buiça começar a fazer fogo, saiu de debaixo da


Arcada do Ministério um outro homem que atirou uns
poucos de tiros sobre o meu pobre pai: uma das balas
entrou pelas costas e outra pela nuca que o matou
instantaneamente… Lembro-me perfeitamente de ver a
minha adorada mãe de pé, na carruagem, gritando… A
confusão era enorme.
Quando, de repente, olhei para o meu queridíssimo irmão,
vi-o caído com uma ferida enorme de onde o sangue
jorrava…”.

“Diário” de D. Manuel II
5 DE OUTUBRO DE
1910
Em 05 de Outubro de 1010, nos Paços do
Concelho (actual Câmara Municipal), em Lisboa, foi a
proclamada a República.

Nesse mesmo dia, D. Manuel II partiu para


Inglaterra com a restante família real, ficando aí a viver,
no exílio.
ÚLTIMA BANDEIRA DA MONARQUIA
A REPÚBLICA

A implantação da República fez com que Portugal


mudasse vários dos seus símbolos, nomeadamente a
Moeda, a Bandeira e o Hino.
DINHEIRO/MOEDA DA
MONARQUIA
DINHEIRO/NOTA DA MONARQUIA
DINHEIRO/MOEDA DA REPÚBLICA
DINHEIRO/NOTA DA REPÚBLICA
HINO MONÁRQUICO, 1834-1911
I - Ó Pátria, Ó Rei, Ó Povo, II – Ó com quanto desafogo
Ama a tua Religião, Na comum agitação
Observa e guarda sempre Dá vigor às almas todas
Divinal Constituição. Divinal Constituição.

III - Venturosos nós seremos IV - A verdade não se ofusca,


Em perfeita união O Rei não se engana, não,
Tendo sempre em vista todos Proclamemos Portugueses
Divinal Constituição. Divinal Constituição.

Viva, viva, viva ó Rei


Viva a Santa Religião
CORO Vivam Lusos
valorosos
A feliz Constituição
A feliz Constituição
HINO NACIONAL - “A PORTUGUESA”

Heróis do mar, nobre povo,


Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria, sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!
BANDEIRA NACIONAL

Interesses relacionados