P. 1
Facilitando Sua reunião de Célula

Facilitando Sua reunião de Célula

4.5

|Views: 6.482|Likes:
Publicado porAnderson Menger

More info:

Published by: Anderson Menger on Feb 14, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/14/2013

pdf

text

original

TADEL – IGREJA DA PAZ DE PORTO VELHO

1

FACILITANDO A REUNIÃO NA CÉLULA I Co. 14:20 – Tudo, porém, seja feito com decência e ordem.
I.

A principal característica do Grupo Familiar é a espontaneidade e a liberdade de expressão, tanto do Espírito, quanto dos homens. A. Não há como “padronizar” a reunião. O Espírito age como quer, e o dirigente deve estar ciente disso. B. Por outro lado precisamos de princípios que nos ajudem a sermos bem mais sucedidos no desenrolar da reunião do célula. Obs.: Precisamos ter em nossas células basicamente duas coisas. 1. Unção do Espírito 2. Revelação da Palavra.

II.

O dirigente é a peça fundamental para um bom processo de desenvolvimento da reunião do Grupo Familiar. (Obs). Não tente copiar os cultos da igreja na sua célula Lembre-se que na célula. a dinâmica é diferente da dinâmica dos Cultos de Celebração. A. Sensibilidade ao Espírito. B. O dirigente deve ser o líder.
1. 2. 3.

4.
5.

6. III.

Ele deve levar toda a célula. à oração. Preparando o povo para o que Deus quer fazer. Se perceber um ambiente frio deve levar a célula. ao “fogo”, ou seja, devem pedir para os irmão se abraçarem, profetizar um na vida do outro, etc. Lance uma pergunta de descontração no início da reunião. Deve demonstrar alegria e nunca constrangimento ( I Pe.5:1-4 ) e ter sempre Uma palavra de ânimo e fé. Se envolvendo de verdade no louvor e adoração de célula. Não prolongue demais o louvor.

Levando o povo a experimentar de Deus. A. Coloque as cadeiras em forma de círculo. B. Apresente os visitantes ( De preferência chame-os pelo nome ) C. Compartilhe algumas bênçãos de Deus em sua própria vida. D. Dê os avisos necessários. E. Tempo de Louvor e Adoração F. Use uma forma de “descontração”. 1. 2. 3. Introduza-a. Você mesmo comece. Passe pelo círculo.

TADEL – IGREJA DA PAZ DE PORTO VELHO

2

4.

Faça questão que todos participem.

G. Apresente o tópico para aquela noite. H. Facilite a conversa. I. Compartilhe a visão da célula. ( Visão de Comunhão, Discipulado, Evangelismo e Multiplicação ) J. Termine com oração. L. Tempo de comunhão. IV. Os níveis de compreensão.
A.

O Grupo Cognitivo (O grupo de adquirir conhecimento) 1. Exige um professor 2. Comunicação em forma de classe 3. Usa a lógica 4. Lida com conhecimento

B.

O Grupo Eficaz ( Célula ) 1. Exige um facilitador
2.

Comunicação na forma de Círculo Lida com valores

3. Usa a revelação
4.

V.

Como ser um bom um bom facilitador no Grupo Familiar. Ensino Providencia informação Classe- Comunicação entre o professor e aluno Destaca conclusões lógicas Requer provas Facilitando Providencia experiência Círculo- Comunicação entre todos As conclusões são descobertas Mudança observada na vida dos membros

VI.

Facilitando a reunião da célula.

TADEL – IGREJA DA PAZ DE PORTO VELHO

3

A. Três formas de ajudar alguém a ser um facilitador. 1. Compartilhar de Vida 2. Oração conversacional. Mostrando para a célula “como é que se ora”. 3. Aplicação prática da Palavra. a. Nós não estamos interessados em apenas aumentar o nosso conhecimento bíblico, mas sim em como podemos por em prática as verdades aprendidas.  Quando estes três aspectos forem observados e postos em prática produzirá crentes saudáveis e equilibrados. B. Participação é a chave O alvo de o líder Ser um facilitador e encorajador, e não um autoritário ou professor. A maneira de sentar Vai fazer diferença na participação dos membros da célula. A melhor forma sempre é de círculo, tendo uma ou duas cadeiras vazias. 3. Regra Não pressione ninguém a orar, ler ou falar.
1. 2.

C. Esteja sensível à toda e qualquer necessidade surgida e atenda-a.
1. 2. D.

Ajudando imediatamente a quem repartiu uma necessidade profunda em sua vida. O amor verdadeiro não responde “amanhã”, mas imediatamente.

Ensine pelo seu exemplo. 1. O dirigente se abrindo e compartilhando áreas de sua própria vida e pedindo perdão. 2. Quando tiver uma necessidade na sua própria vida, peça ajuda na sua própria célula. 3. Não tente passar uma idéia de super espiritualidade.

E.

Encoraje todo mundo da célula. 1. Cada pessoa deve sentir que suas idéias e perguntas são importantes. 2. A única pergunta errada é aquela que não foi feita. 3. Lembre-se que pessoas com problemas emocionais profundos devem ser levadas ao aconselhamento fora da célula, um a um.

F. Não permita discussões doutrinárias. G. Pratique edificação mútua.
1.

Ajude cada membro do sua célula a desenvolver uma auto- imagem saudável de si mesmo.

H. Dirija com Amor. A célula é um lugar onde apoio espiritual e emocional são providenciado para cada membro. Ë o lugar onde todos podem compartilhar. Mas para isso, cada pessoa deve sentir-se em um ambiente de Apreciação, Aceitação e Apoio ( em outras palavras: Amor ). I. Encoraje a presença de novos membros.

TADEL – IGREJA DA PAZ DE PORTO VELHO

4

1. Usando estratégias: A cadeira Vazia, etc. J. Não permita que um irmão confesse as falhas ou pecados de outros. K. Não permita que um membro só controle a reunião. L. Seja sensível ao Espírito (Aspecto pessoal) 1. Vida limpa de pecado. 2. Sujeito à atuação do Espírito em sua vida 3. Ser cheio do Espírito. M. Continue aprendendo. Não tente ter todas as respostas. 1. Não queremos que todos os dirigentes tenha todas as respostas, mas que sejam “bons alunos”. Os melhores líderes foram e são bons liderados; os melhores professores foram e são bons alunos e os melhores dirigentes foram e são bons membros! N. Seja alegre e bem humorado. 1. Isso libera a tensão, relaxa o corpo e descansa o nosso espírito. 2. Todo o Grupo Familiar vai perceber se o dirigente for melancólico.
O.

Lembre-se de que é Cristo e não nós que estamos realmente liderando a reunião.

VII.

Comunhão. A. C. D. E. F. Lanche. Descontração. Envolvimento na vida do visitantes e novos convertidos. Evitar “panelinhas” O líder sendo o exemplo: Ele deve dar atenção à todos indistintamente.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->