P. 1
PESQUISAS CIENTÍFICAS DA TERAPIA DE REFLEXO PARA PACIENTES COM CÂNCER

PESQUISAS CIENTÍFICAS DA TERAPIA DE REFLEXO PARA PACIENTES COM CÂNCER

|Views: 1.108|Likes:
Publicado porSandro Pedrol
Pesquisa feita pelo terapeuta Sandro Pedrol, em busca de informações científicas para o uso da TERAPIA DE REFLEXO (TR) por parte dos profissionais de saúde em auxílio aos portadores de câncer em estágios avançados, visando a melhoria de sua saúde e qualidade de vida.
Pesquisa feita pelo terapeuta Sandro Pedrol, em busca de informações científicas para o uso da TERAPIA DE REFLEXO (TR) por parte dos profissionais de saúde em auxílio aos portadores de câncer em estágios avançados, visando a melhoria de sua saúde e qualidade de vida.

More info:

Published by: Sandro Pedrol on Oct 08, 2009
Direitos Autorais:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF or read online from Scribd
See more
See less

11/02/2012

pdf

A TERAPIA DE REFLEXO (TR) E OS EFEITOS EM PACIENTES COM CÂNCER

Uma revisão de 13 estudos conduzidos em seis países (ESTADOS UNIDOS, COREIA DO SUL, ITALIA, JAPÃO, SUÍCA) mostrou que os pacientes com câncer experienciaram melhoras e mudanças significativas em cada categoria pesquisada. Sintomas comuns tais como dores, ansiedade, náusea, vômitos e fadiga para estes, que estavam debaixo de tratamento quimioterápico foram todos diminuídos. Em adição houveram melhoras observadas nos sinais vitais, tristeza e sensação de pernas pesadas. Os resultados foram imediatos após uma sessão de 10 minutos em um estudo, e em uma sessão de 30 minutos em outro estudo. Aqueles que estavam tendo um tratamento paliativo reportaram os resultados após as sessões de Terapia de Reflexo, tais como: sensação de relaxamento, conforto e alívio em seus sintomas. Todos os envolvidos na pesquisa relataram alívio de seus sintomas, por exemplo, na fisionomia, apetite, respiração, comunicação (médicos), comunicação (família), comunicação (enfermeiros), concentração, constipação, diarreia, medo do futuro, isolamento, micção, mobilidade, náusea, dores, tristeza, sono e cansaço como segue abaixo algumas das pesquisas mencionadas.

Terapia de Reflexo (TR) Aplicada Efeitos nas dores decorrentes do câncer e ansiedade. Proposta/Objetivos
Comparar os efeitos da aplicação da Terapia de Reflexo podal pelo parceiro e os cuidados usuais na atenção aos pacientes com dores e ansiedade.

Projeto
O projeto experimental de pré-teste/pós-teste do parceiro que aplica a Terapia de Reflexo foram randomizados em dois grupos, um experimental e a um grupo de controle.

Dados
Quatro hospitais na região sudeste dos Estados Unidos participaram do estudo, com seguinte dados: 42 grupo experimentais e 44 grupo de controle, total de 86 de pacientes com câncer em metástase e seus parceiros de TR, pacientes apresentando 16 tipos diferentes de câncer, 23% dos pacientes tinham câncer no pulmão, seguidos por seios, colorretal, cabeça/pescoço e linfoma. Os sujeitos tinham em média a idade de 58.3 anos, 51% eram mulheres, 66% tinham nível superior ou médio de educação, 58% eram Caucasianos, 40% eram Afro-Americanos e 1% eram Filipinos.

Métodos
A intervenção incluía de 15 a 30 minutos de treinamento de uma sessão de TR podal por um terapeuta certificado, uma sessão opcional de TR para o parceiro, e uma sessão de 30 minutos aplicadas pelo parceiro no paciente. O grupo de controle recebeu uma sessão de 30 minutos de seus parceiros em cada caso. Variáveis de pesquisa: Dor e ansiedade.

Resultados

Seguindo o inicio da aplicação pelos parceiros que aplicavam a TR podal, os pacientes relataram uma diminuição significativa na intensidade da dor e ansiedade.

Conclusão
Uma enfermeira que aplicava a TR ensinou aos parceiros dos pacientes como fazer uma forma de reflexologia nos pacientes com câncer em metástase que sofriam de dores, resultando numa redução imediata da dor e ansiedade, mudanças mínimas foram observadas no grupo de controle quais recebiam atendimento padrão para seus sintomas.

Implicações para a Enfermagem
Os Hospitais poderiam ter profissionais qualificados para oferecer a TR como terapia complementar e ensinar aos parceiros de pacientes interessados esta modalidade de reflexologia. Stephenson NL, Swanson M, Dalton J, Keefe FJ, Engelke M. Oncology Nursing Forum. 2007 Jan;34(1):127-32. School of Nursing, East Carolina University, Greenville, NC, USA. stephensonn@mail.ecu.edu PMID: 17562639

Câncer, Dor e náusea Resultados do estudo
A terapia modificou os sintomas estressantes de dores e náuseas em pacientes hospitalizados com câncer. 87 pacientes participaram no estudo onde cada um recebia uma sessão de 10 minutos de TR podal (5 minutos cada pé). Os resultados revelaram que o tratamento produziu um significativo e imediato efeito na percepção de dor, náusea e relaxamento nos pacientes, após mensuração em uma escala análoga de destes dados. O uso da TR podal como método complementar é recomendado como uma intervenção simples na aplicação para pacientes com náuseas ou dores relacionadas ao câncer. Os resultados foram tão positivos que os pesquisadores recomendaram mais pesquisas com um número bem maior de pacientes em estudos controlados em triagens, para efetivar os efeitos da TR em aliviar dores, náusea e ansiedade no controle destes sintomas pelos familiares em casa quando necessário. Grealish, L. Lomasney, A., Whiteman, B., "Foot Massage: A nursing intervention to modify the distressing symptoms of pain and nausea in patients hospitalized with cancer," Cancer Nurse 2000, June;23(3):237-43

Câncer, Qualidade de vida
Resultados do estudo: 100% do grupo beneficiado com a TR tiveram uma melhora na qualidade de vida tais como: fisionomia, apetite, respiração, comunicação (com os médicos), comunicação (com as enfermeiras), comunicação (com a família), concentração, constipação, diarreia, medo do futuro, isolamento, micção, mobilidade, tristeza, náusea, dores, sono e cansaço. No grupo de controle de TR, os participantes reportaram uma melhora, em todos os componentes medidos em escala nos termos de qualidade de vida em relação ao grupo de pacientes tratados com placebo (dos quais 67.5 % reportaram melhoras). Entretanto, este estudo sugere que a aplicação da TR para os pacientes com cuidados paliativos em geral se mostram benéficos. Os pacientes deste estudo não somente gostaram desta forma de

intervenção, mas estes também se mostraram mais “relaxados”, “confortados” e aliviados de alguns de seus sintomas físicos. Hodgson, H. "Does reflexology impact on cancer patients' quality of life?," Apr. 2000, Nursing Standard , 14, 31, pp. 33-38

Câncer, Dores e ansiedade Resultados do estudo
TR podal aliviou a ansiedade e dor de 23 pacientes com câncer nos seios e nos pulmões. Os pesquisadores notaram uma diminuição na significativa na ansiedade em pacientes diagnosticados com câncer nos seios ou pulmões e uma significativa diminuição nas dores em pacientes com câncer nos seios. “Estas são são importantes implicações na prática da enfermagem bem como de outros profissionais e pessoas que podem ser ensinadas uma forma simples de TR. A TR é uma técnica simples baseada no toque humano a qual pode ser feita em qualquer lugar, não requer nenhum equipamento especial, não é invasiva e não interfere na privacidade do paciente”. Stephenson, N. L., Weinrich, S. P. and Tavakoli, A. S., "The effects of foot reflexology on anxiety and pain in patients with breast and lung cancer," Oncology Nursing Forum 2000, Jan.- Feb.;27(1):67-72

Câncer e Dor
Trinta e seis pacientes participaram neste terceiro estudo piloto investigando os efeitos da TR podal, onde a dosagem de analgesia foi calculada. A TR podal se mostrou imediatamente positiva nos efeitos de analgesia para pacientes com câncer em metástase que reportavam dores, entretanto não houve diferenças significativas após 3 horas após a intervenção ou 24 horas após a mesma. Mais estudos foram sugeridos para a aplicação pelos familiares em suas residências para o controle das dores em decorrência das dores provindas do câncer. Stephenson N, Dalton JA, Carlson J, "The effect of foot reflexology on pain in patients with metastatic cancer," Appl Nurs Res. 2003 Nov;16(4):284-6 PMID: 14608562

Câncer, Vômitos, Náusea e ansiedade em crianças tratadas com quimioterapia
O objetivo deste estudo era para determinar os efeitos da TR nas mãos para o tratamento das náuseas, vômitos e ansiedade em crianças com leucemia aguda tratadas com altas doses de quimioterapia. Os sujeitos deste estudo consistiam de 15 pessoas no grupo experimental e 15 pessoas no grupo de controle. Todos foram diagnosticados com Leucemia Aguda e tratadas com altas doses de quimioterapia no Centro Médico Universitário em Seul, Coreia do Sul. A TR foi aplicada em sessões de 10 minutos, duas vezes ao dia durante três dias no grupo experimental, mas não no grupo de controle. Para validar os efeitos da TR nas mãos, foram usados o índice de náusea e vômitos de Rhodes et al e o inventário do estado de ansiedade de Spielberger para mensurar os dados antes e após o experimento em ambos os grupos. Também foi mensurado o nível de pressão sanguínea como meio de avaliação complementar de ansiedade, onde foram tomados os dados antes e após a TR.

Os resultados que se seguem mostraram: 1- O número de crianças com vômito e náusea diminuíram no grupo experimental, mas não no grupo de controle, houve uma diferença significativa dos sintomas (vômitos e náusea) entre os dois grupos; 2 – O número de crianças com estado de ansiedade diminuiu no grupo experimental, mas aumentou no grupo de controle, onde após a segunda tomada de dados das crianças, as diferenças entre as crianças do grupo que recebiam a TR e o grupo de controle ficaram mais evidentes ainda; 3 – Não houve diferença na tomada de pulso dos dois grupos; 4 – Houve uma diferença significativa na pressão sistólica entre os dois grupos, nas crianças do grupo experimental houve uma diminuição enquanto no grupo de controle houve um aumento desta; 5 – O nível da pressão diastólica dos dois grupos diminuíram durante o tempo das tomadas de dados. A conclusão é que houve uma melhoria no estado de saúde e qualidade de vida das crianças com leucemia aguda tratadas com altas doses de quimioterapia que receberam o aporte da TR em relação às que não receberam a TR. Ji-Eun Han, Master, RN, Young-Im Moon, PhD, and Ho-Ran Park, PhD. College of Nursing, Catholic University of Korea, Seoul, none, South Korea, "Effect of Hand Massage on Nausea, Vomiting and Anxiety of Childhood Acute Lymphocytic Leukemia with High Dose Chemotherapy," Presented at Back to Evidence-Based Nursing: Strategies for Improving Practice, Sigma Theta Tau International, July 21, 2004

Câncer (TR podal: náusea, vômitos e fadiga em pacientes com câncer nos seios tratadas com quimioterapia) Proposta
O propósito deste estudo foi identificar os efeitos da TR podal na náusea, vômitos e fadiga nos pacientes com câncer nos seios tratadas com quimioterapia.

Método
A pesquisa foi feita num estudo “quase experimental” usando um modelo não equivalente, que foi conduzido de 26 de Janeiro a 20 de Março de 2004. Os sujeitos consistiam no total de 34 pacientes, com 18 no grupo experimental e 16 no grupo de controle. Um pré teste e 2 pós testes foram conduzidos para mensurar náusea, vômitos e fadiga. Para o grupo experimental TR podal, o qual consistia de 4 fases de 40 minutos cada sessão, sendo feita por um pesquisador e 4 assistentes. Os dados coletados foram analisados, por repetida mensuração ANOVA usando o programa SPSS WIN 10.0.

Resultados
Houve uma significativa queda estatística na náusea, vômitos e fadiga no grupo experimental comparados ao grupo de controle em dois tempos diferentes de tomada de dados.

Conclusão
A TR podal foi efetiva no controle das náuseas, vômitos e fadiga nos pacientes com câncer no seio recebendo quimioterapia neste estudo. Entretanto a TR podal pode ser usada como uma intervenção no campo da enfermagem oncológica para os pacientes com câncer nos seios recebendo quimioterapia. Yang JH., "The effects of foot reflexology on nausea, vomiting and fatigue of breast cancer patients undergoing chemotherapy" (Korean), Taehan Kanho Hakhoe Chi . 2005 Feb;35(1):17785.

Câncer e Quimioterapia Proposta
Este estudo foi feito para investigar os efeitos da TR podal nos sinais vitais, fadiga, tristeza e pés cansados nos pacientes recebendo quimioterapia.

Método
Os dados foram coletados de 11 pacientes admitidos no Hospital Universitário. Mudanças na pressão sistólica, diastólica, pulso, fadiga geral, estado de tristeza e sensação de pés cansados foram analisadas antes e após a sessão de TR podal onde foram analisados o teste de Wilcoxon e de Friedman com um nível de 0.05 de significância.

Resultados
Houve uma significativa diferença nas tomadas de dados de PS(p=.009), PD(p=.014), Pulso(p=.015), fadiga geral (p=.015), estado de tristeza (p=.007), sensação de pés cansados(p=.007) entre o pré e o pós teste da TR podal.

Conclusão
A TR podal pode melhorar os sinais vitais, fadiga geral e dos pés mais o estado de tristeza, assim nós recomendamos a TR podal como uma abordagem de cuidados em enfermagem para pacientes tratados com quimioterapia. Won JS, Jeong IS, Kim JS, Kim KS.,"Effect of Foot Reflexology on Vital Signs, Fatigue and Mood in Cancer Patients receiving Chemotherapy," J Korean Acad Fundam Nurs. 2002 Apr;9(1):16-26. Korean. Department of Nursing, Seoul Health College, Korea; Department of Nursing, College of Medicine, Pusan National University, Korea; Head Nurs of GS Dept, Dondaemoon Hospital of Ewha Woman's University, Korea; College of Nursing, Seoul National University, Korea. kimks@snu.ac.kr

Câncer e Ansiedade Proposta
Examinar a eficácia da TR podal nos pacientes hospitalizados com câncer debaixo de um segundo ou terceiro ciclo de quimioterapia.

Bases
Desde os anos 70, estudos tem demonstrado a eficácia da resposta do organismo aos tratamentos que promovem relaxamento no controle de náusea e vômitos, bem como de outros efeitos colaterais associados à quimioterapia.

Métodos
O estudo consistiu em 30 pacientes sendo admitidos na unidade de oncologia no Hospital de Pesquisas Científicas na Itália. Somente 15 dos 30 participantes receberam massagem terapêutica. Os sujeitos reportavam ansiedade (mensurados pelo inventário técnico de Spielberger) e foram tomados dados antes e após 24 horas da intervenção.

Resultados
Houve um decréscimo de 7.9 pontos no estado de ansiedade na escala de pontos para o grupo em tratamento e de 0.8 pontos no grupo de controle (P < 0.0001).

Conclusões
A TR podal pode ser considerada como tratamento de suporte usada em combinação com o tratamento médico convencional, executadas por um profissional qualificado na ajuda às pessoas com câncer sendo tratadas com quimioterapia, ajudando-as a sentir-se melhor e a lidar melhor com sua doença. Quattrin, R, Zanini A, Buchini S, Turello D, Annunziata D, Vidotti, C, Colobatti A, Brusagerro S, "Use of reflexology foot massage to reduce anxiety in hospitalized cancer patients in chemotherapy treatment: methodology and outcomes" Journal of Nursing Management 2006 Mar;14(2):96- 105 PMID: 16487421 Chair of Hygiene, DPMSC School of Medicine, University of Udine, Udine, Italy. r.quattrin@ med.uniud.it

Reflexologia, aromaterapia, escalda pés e fadiga em pacientes com câncer
Fadiga é um dos sintomas mais estressantes para pacientes com câncer em estágio avançado. Aromaterapia, escalda pés e reflexologia são maneiras populares de cuidados de saúde no Japão, entretanto a eficácia de cada tratamento para a fadiga decorrentes do câncer não era totalmente estabelecida.

Proposta
Para investigar a eficácia de modalidades de tratamento combinadas entre reflexologia, aromaterapia e escalda pés no combate à fadiga, um estudo aberto foi efetuado com 20 pacientes em estágio terminal de câncer. Após um teste inicial os pacientes receberam uma forma combinada das terapias mencionadas acima, sendo que na aromaterapia junto com o escalda pés era feita com água quente contendo essência de lavanda por 3 minutos, seguido por uma sessão de reflexologia podal com óleo de jojoba e lavanda por 10 minutos. A fadiga foi mensurada usando a Escala de Fadiga por Câncer (EFC) antes, 1 hora depois e 4 horas após o tratamento. Resultados: O total da escala mensurada (EFC) melhorou significativamente após este tratamento (de 25.6 +/- 11.0 para 18.1 +/- 10.0, p <0.001) e após três mensurações de EFC os dados físicos e cognitivos também mostraram melhoras significativas (11.3 +/- 6.1 para 6.7 +/6.1, p <0.001 ; 4.5 +/- 3.2 para 2.4 +/- 2.4, p < 0.001) sem reações adversas, pois todos os

pacientes desejaram continuar este tratamento, recebendo o mesmo tratamento oito vezes durante a mensuração de dados.

Conclusão
Esta forma combinada de tratamento consistindo de aromaterapia, escalda pés e reflexologia mostraram-se efetivas no alívio da fadiga em pacientes terminais. Para confirmar a eficácia e fácil acesso desta forma combinada de terapia, maiores investigações incluindo tratamento randomizado se faz necessário. Kohara H, Miyauchi T, Suehiro Y, Ueoka H, Takeyama H, Morita T., "Combined modality treatment of aromatherapy, footsoak, and reflexology relieves fatigue in patients with cancer," Journal Palliative Medicine , 2004 Dec;7(6):791-6. (Department of Internal Medicine, Palliative Care Unit, National Sanyo Hospital, Yamaguchi, Japan. hkohara@bk4.so-net.ne.jp) PMID: 15684846

TERAPIA DE REFLEXO (TR) EM HOSPITAIS
Terapias Complementares estão sendo cada vez mais utilizadas por pacientes com câncer. Os objetivos desta pesquisa foi investigar o impacto da reflexologia na qualidade de vida de 20 pacientes com câncer, para determinar sua satisfação com os serviços prestados, e investigar a aplicabilidade desta forma de terapia nos Hospitais Escoceses. Os pesquisadores descobriram que os pacientes estavam satisfeitos com a redução dos sintomas físicos e emocionais. Também ficou evidente que a aplicação da TR nos hospitais escoceses variavam no sentido de apenas uma pequena parte deles (menos da metade dos Hospitais) disporem desta forma de terapia aos pacientes. Os resultados desta pesquisa sugerem que aplicação da TR poderia ser um tratamento aconselhável para outros pacientes com câncer e requer mais pesquisas para validar os benefícios. Milligan M, Fanning M, Hunter S, Tadjali M, Stevens E, Int J Oalliat Nurs 2002 Oct;8(10):489-96 (PMID: 12419988)

Câncer, e o cuidado do paciente terminal
Na Suíça várias novas enfermeiras são ensinadas a usar a TR. Quando aplicada superficialmente a TR é comparável a uma massagem relaxante e própria para diminuir as sensações de dor, e causar uma sensação de relaxamento no corpo. Tiradas as variantes incontroláveis envolvidas na diminuição da dor e estabelecer uma sensação de relaxamento, este pequeno estudo não tem valor científico. Este apenas tem a intenção de motivar as enfermeiras a olhar para outras formas de cuidado, e integrar os cuidados alternativos para os pacientes em estágio terminal. Nossa proposta para o uso da TR com estes pacientes era para auxiliar na redução da dor destes pacientes, mas percebemos os benefícios emocionais nos pacientes e seus familiares, aliviados por este tratamento. Algo foi feito por eles. Os pacientes expressaram sentimentos de estar menos abandonados, e seus familiares expressaram satisfação ao ver 'alguma coisa' que funcionasse em diminuir o sofrimento de seu parente doente. Em três situações nós ensinamos a um parente como aplicar a TR e o benefício parece ter sido importante tanto para o parente como para o paciente. Os pacientes comentaram sobre como a reflexologia mostra um caminho para faze-los suportar sua situação, e ter a presença de alguém que os ajude em seus últimos momentos. Dobbs, Barbara Zeller, "Alternative health approaches," Nursing Mirror (England), Vol. 160, No. 9, Feb. 27, 1985

INGLATERRA: Terapias Complementares (TC) no cuidado do câncer Bases
As denominadas terapias alternativas ou complementares são usadas por uma pessoa em cada 10 anualmente na Inglaterra, e por 47% das pessoas durante a duração de suas vidas. Um terço dos pacientes procuram alguma forma de terapia complementar para tratamento durante sua doença. Objetivo: Validar o uso e as atitudes dos pacientes nos cuidados do câncer com as terapias complementares no Southampton Cancer Care Directorate – Inglaterra.

Hospitais participantes da pesquisa
Royal South Hants Hospital, Countess Mountbatten and Oakhaven Hospices.

Método
Um questionário base foi realizado entre Janeiro de 2001 e Março de 2001.

Resultados
270 formulários foram distribuídos para os pacientes, 162 formulários foram preenchidos e devolvidos. Os casos de câncer nesta população é típica da comunidade. 32% (n=52) receberam alguma forma de Terapia complementar, e a metade destes recebendo a TC estavam hospitalizados. 49% destes não recebiam a TC mas gostariam de receber também os cuidados desta forma de terapia, 76% de todos os pacientes poderiam pagar por esta forma de tratamento. As cinco mais populares formas de tratamento eram massagens, nutrição, aromaterapia, relaxamento e reflexologia. Enquanto muitos pacientes esperavam receber estas formas de tratamento para o alívio de seus sintomas (n = 49,92%), alguns destes tiveram alguma expectativa irrealística, que esta forma de tratamento pudesse curar sua doença (n = 13,8%). 448 questionários base para os profissionais foram distribuídos, 196 formulários foram preenchidos e devolvidos. 148 (75.5%) destes questionários sendo respondido pelos enfermeiros. 21% dos profissionais responderam ter conhecimento técnico de TC e 2/3 gostariam de receber treinamento destas. As mais populares destas terapias foram as mesmas dos respondidos pelos pacientes. 99% dos profissionais e 98,5% dos pacientes desejaram ver as Terapias Complementares (TC) introduzidas nos procedimentos de Cuidados do Câncer.

Conclusões
O uso das TC para o cuidado dos pacientes com câncer no Southampton Cancer Care Directorate foi geral e consistente. Ficou claramente expresso a necessidade das TC para o tratamento dos pacientes. 2/3 dos profissionais que cuidavam dos pacientes responderam no sentido de receberem treinamento para poderem prover estes cuidados aso pacientes. Há alguns conceitos inadequados dos pacientes sobre a aplicação da TC no tratamento do câncer que precisam ser discutidos e resolvidos. Nós acreditamos que todas as unidades envolvidas no cuidado do câncer devam ter politicas claras e objetivas para o tratamento dos pacientes com as TC. Lewith GT, Broomfield J, Prescott P. "Complementary cancer care in Southampton: a survey of staff and patients," Complement Ther Med. 2002 Jun;10(2):100-6. (University of Southampton, GL3@soton.ac.uk) PMID: 12481958

Contato: Cel.: + 55 (15) 9713-2625 email.: sandropedrol@hotmail.com site: www.sandropedrol.webs.com

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->