Você está na página 1de 1

Uma Proibio Necessria Um assunto que vem despertando a ateno no s da comunidade acadmica, mas da sociedade como um todo, a proibio

o do uso de celulares e bons pelos estudantes na sala de aula. A discusso acirrou-se aps a restrio do uso desses objetos em algumas escolas. Apesar da polmica instaurada, cremos que a vedao a melhor soluo. No que se refere ao celular, a proibio do seu uso em sala de aula uma medida que se harmoniza com o ambiente em que o estudante est. A sala de aula um local de aprendizagem, onde o discente deve se esforar ao mximo para extrair do professor os conhecimentos da matria. Nesse contexto, o celular um aparelho que s vem dificultar a relao ensinoaprendizagem, visto que atrapalha no s quem atende, mas todos os que esto ao seu redor. Quanto ao bon, a restrio de seu uso em sala de aula se deve a uma questo de educao e respeito pela figura do mestre. Deve-se ter em mente que o professor - assim como os pais e as autoridades religiosas - merece todo o respeito no exerccio do seu ofcio, que o de transmitir conhecimentos. Do mesmo modo que mal-educado sentar-se mesa com um chapu na cabea, assistir a uma aula usando um bon tambm o . Por outro lado, alguns entendem que o Estado no poderia proibir os celulares e bons em sala de aula, visto que violaria o direito da pessoa de ir e vir com seus bens. Entretanto, devemos ter em mente que no existe direito absoluto, todos so relativos. E sempre que h um conflito entre eles, deve-se realizar uma ponderao de valores, a fim de determinar qual prevalecer. No caso em anlise, o direito da coletividade (alunos e professores) prevalece sobre o direito individual de usar o celular ou o bon na sala de aula. Desse modo, percebe-se que h razoabilidade nos objetivos pretendidos pela proibio, visto que beneficia toda a comunidade acadmica. Os estudantes devem se conscientizar que escola sinnimo de aprendizagem, e que todo esforo deve ser feito para valorizar o processo de ensino e a figura do professor.
Legenda com o significado das cores Relato da polmica Ponto de vista em relao polmica Argumentao Argumentos que sustentam o ponto de vista Argumentos dos opositores Concluso