Você está na página 1de 1

O MINISTRO DE ESTADO DA SADE, no uso de suas atribuies e, considerando a Poltica Nacional de Medicamentos (Portaria GM/MS n 3.

916, de 15/12/98), que estabelece as diretrizes, prioridades e responsabilidades da Assistncia Farmacutica, para os gestores federal, estaduais e municipais, do Sistema nico de Sade - SUS; considerando o artigo 1 da Portaria GM/MS n 176/99, que estabelece que o incentivo Assistncia Farmacutica Bsica ser financiado pelos trs gestores, e que a transferncia dos recursos federais est condicionada contrapartida dos estados, municpios e do Distrito Federal; considerando a definio dos valores das contrapartidas pactuados nas Comisses Intergestores Bipartites - CIB; considerando o 4 do artigo 2 da Portaria GM/MS n 176/99, que estabelece a necessidade da comprovao da aplicao dos recursos financeiros correspondentes s contrapartidas estadual e municipal, que dever constar do Relatrio de Gesto Anual, com as prestaes de contas devidamente aprovadas pelos Conselhos de Sade; considerando o item I do artigo 4 da Portaria GM/MS n 176/99, que condiciona o repasse de recursos financeiros aprovao, pela CIB, de um elenco de medicamentos para a assistncia farmacutica bsica, resolve: Art. 1.Os recursos financeiros destinados ao incentivo Assistncia Farmacutica Bsica devem ser movimentados na conta de transferncia dos recursos do Piso de Ateno Bsica do Fundo Municipal de Sade ou do Fundo Estadual de Sade, conforme a Portaria/GM/MS 2.939, de 12 de junho de 1998, e de acordo com os pactos estabelecidos na CIB. Pargrafo nico. Os estados e municpios devero depositar suas respectivas contrapartidas no prazo mximo de 30 (trinta) dias aps o repasse fede