Você está na página 1de 4

EAC 0480 CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA I Prof. Tânia Regina Sordi Relvas

EXERCÍCIO 01 - DFC

Elaborar a DFC considerando as informações abaixo:

1) Balanço Patrimonial em 31/12/X0 e 31/12/X1 (valores em mil)

ATIVO

31/12/X0

31/12/X1

PASSIVO

31/12/X0

31/12/X1

Circulante

645

860

Circulante

750

690

Disponível

100

120

Fornecedores

220

260

Dupl. Receber

250

350

Empréstimos

450

300

(-) PDD

(5)

(10)

Contas a Pagar

65

105

Estoque

300

400

IR/CS a Pagar

15

25

     

Não Circulante

0

240

Não Circulante

640

730

Empréstimos

0

240

Imóveis

500

500

     

Máqs./Equipamts.

200

320

Patrim. Líquido

535

660

(-) Depr.Acum.

(60)

(90)

Capital Social

400

500

     

Reserv. de Lucro

135

160

ATIVO TOTAL

1.285

1.590

PASSIVO TOTAL

1.285

1.590

2) Demonstração do Resultado do Exercício em 31/12/X1 (valores em mil)

DRE

31/12/X1

Receita de Vendas

3.422

(-) Impostos sobre Vendas

(342)

(-) Custo da Mercadoria Vendida

(1.800)

(=) Lucro Bruto

1.280

(-) Despesas Operacionais:

 

Despesas Gerais

(960)

Despesa de Depreciação

(30)

Desp. Prov. Devedores Duvidosos

(5)

Despesas Financeiras (s/ empréstimos)

(50)

(=) Lucro Operacional

235

(-) Prov. p/ IR/CS

(82)

(=) Lucro Líquido do Período

153

3) Dados Adicionais:

Foram adquiridos novos equipamentos por $120.000 (final de X1);

A diferença entre o saldo inicial e final do capital social refere-se a um aumento de capital integralizado em dinheiro em 30/04/X1;

Foram pagos $128.000 de dividendos aos acionistas.

Do saldo de empréstimos em 31/12/X0 e 31/12/X1, os juros passivos a pagar são, respectivamente R$50.000 e R$20.000.

Abaixo figuram os empréstimos contraídos durante o ano de X1, sendo que o valor do último trimestre foi contraído para pagamento no longo prazo:

 

1º TRIM

2º TRIM

3º TRIM

4º TRIM

TOTAL

Novos Empréstimos

140

140

205

225

710

EXERCÍCIO 02 - DFC

Elaborar a DFC (métodos direto e indireto) a partir das informações abaixo:

(classificar os juros pagos como caixa das atividades de financiamento)

1) Balanço Patrimonial em 31/12/08 e 31/12/09

ATIVO

31/12/08

31/12/09

PASSIVO

31/12/08

31/12/09

Circulante

21.700

34.200

Circulante

21.000

15.000

Disponível

8.000

6.000

Fornecedores

7.600

7.470

Dupl. Receber

12.000

22.500

Empréstimos

10.000

0

(-) PDD

(300)

(800)

Contas a Pagar

1.320

2.412

Estoque

2.000

6.500

IR/CS a Pgar

515

2.318

Permanente

50.300

49.800

ICMS a Pagar

1.565

2.800

Part. em Coligadas

5.300

5.300

Exigível Lgo Prazo

16.000

22.000

Terrenos

12.000

12.000

Financiamentos

16.000

22.000

Máqs./Equipamts.

15.000

20.000

Patrim. Líquido

35.000

47.000

Veículos

20.000

20.000

Capital Social

30.000

37.000

(-) Depr.Acum.

(2.000)

(7.500)

Reserva Lucros

4.000

450

     

Lucros Acumulados

1.000

9.550

ATIVO TOTAL

72.000

84.000

PASSIVO TOTAL

72.000

84.000

2) Demonstração do Resultado do Exercício

DRE

31/12/08

31/12/09

Receita de Vendas

121.951

185.366

ICMS s/ Vendas

(21.951)

(33.366)

(-) Custo da Mercadoria Vendida

(64.000)

(82.000)

(=) Lucro Bruto

36.000

70.000

(-) Despesas Operacionais:

   

Despesas c/ Vendas e Administr.

(31.083)

(43.692)

Despesa de Depreciação

(2.000)

(5.500)

Desp. Prov. Devedores Duvidosos

(300)

(800)

Despesas Financeiras (s/EmprPC)

(1.000)

(100)

Despesas Financeiras (s/ELP)

0

(6.000)

(=) Lucro Antes do IR/CS

1.617

13.908

(-) Provisão IR/CSLL

(617)

(4.908)

(=) Lucro Líquido do Período

1.000

9.000

3) Dados Adicionais:

O ICMS recuperado, nas compras de mercadorias para revenda, foi de R$14.050 em 2008 e de R$18.000 em 2009;

Em 2009, a despesa com materiais consumidos foi de R$5.000 (ICMS recuperado de $1.098); as comissões de vendedores foram de R$ 6.000; a despesa com serviços contratados foi de R$8.228 (ICMS recuperado de $1.350); a despesa com salários e benefícios foi de R$15.464 (já incluído o INSS de $2.550); as despesas com impostos e taxas foram de R$1.000; e a despesa com aluguel foi de R$8.000.

O saldo do empréstimo no PC refere-se a um valor de R$9.000 tomados em 2008 para pagamento em janeiro de 2009. E, o financiamento do longo prazo foi tomado no último dia útil de 2008, com três anos de carência.

EXERCÍCIO 03 - DFC

Elaborar a DFC (métodos direto e indireto) a partir das informações abaixo:

(classificar os juros pagos como caixa das atividades de financiamento)

1) Balanço Patrimonial em 31/12/X1 e 31/12/X2 (valores em mil)

ATIVO

31/12/X1

31/12/X2

PASSIVO

31/12/X1

31/12/X2

Circulante

2.060

2.471

Circulante

2.496

1.982

Disponível

151

181

Debêntures

935

0

Clientes

1.195

1.500

Empréstimos

315

476

(-) PDD

(43)

(52)

Fornecedores

499

681

Estoque

723

801

ICMS a Recolher

405

507

Seguros a Vencer

34

41

Salár/Enc. a Pagar

197

207

     

IR/CS a Pagar

95

76

     

Contas a Pagar

50

35

Não Circulante

3.410

3.925

Não Circulante

687

1.622

Realiz. Long. Pzo.

348

378

Debêntures

0

916

Part. em Coligadas

980

1.274

Empréstimos

601

596

Imobilizado

2.785

3.285

IR/CS Diferido

86

110

(-) Depr.Acum.

(805)

(1.074)

Patrim. Líquido

2.287

2.792

Intangível

305

305

Capital Social

1.190

1.440

(-) Amort. Acum.

(203)

(243)

Reservas Lucros

1.097

1.352

ATIVO TOTAL

5.470

6.396

PASSIVO TOTAL

5.470

6.396

2) Demonstração do Resultado do Exercício (valores em mil)

DRE

31/12/X2

Receita de Vendas

23.056

ICMS s/ Vendas

(4.150)

(-) Custo da Mercadoria Vendida

(10.234)

(=) Lucro Bruto

8.672

(-) Despesas Operacionais

(6.583)

(-) Despesas de Depreciação

(269)

(-) Despesas de Amortização

(40)

(-) Despesas c/ Seguros

(50)

(-) Desp. Prov. Devedores Duvidosos

(9)

(-) Despesas Financeiras (s/Emprest.)

(499)

(+) Rec. Financeiras (s/RLP)

45

(+) Resultado Equiv. Patrimonial

294

(+) Ganho Alienação de Imobilizado

100

(=) Lucro Antes do IR/CS

1.661

(-) Provisão IR/CSLL

(510)

(=) Lucro Líquido do Período

1.151

3) Dados Adicionais:

O RLP refere-se a um empréstimo concedido para a Coligada. No final do ano foram concedidos mais R$100.000 (valor principal). Os juros ativos incluídos no saldo do empréstimo são: R$95.000 em 31/12/X1 e de R$70.000 em 31/12/X2;

Houve integralização de capital em dinheiro no valor de R$250.000;

As debêntures existentes no PC em 31/12/X1 foram restadas no início de 20X2, sendo que do saldo indicado, R$354.000 são referentes a juros e atualização monetária. No final de 20X2 a empresa fez um novo lançamento de debêntures com prazo de resgate para 8 anos.

Durante 20X2 a empresa contraiu novos empréstimos para pagamento no longo prazo, no valor de R$500.000. Os juros passivos incluídos nos saldos das contas de empréstimos (CP e LP) são: R$250.000 em 31/12/X1 e de R$450.000 em

31/12/X2;

No final de X2 foi vendido um terreno do imobilizado cujo valor de baixa foi de R$250.000; e

Do valor provisionado de IR/CS para X2, R$24.000 refere-se a impostos diferidos por diferenças temporárias (postergado).