Você está na página 1de 1

dipo Rei e lbum de Famlia Possveis interaes corporais. Destino irrevogvel e decis marginal.

Na Grcia antiga, o autor Sfocles escreveu a tragdia dipo Rei, na qual, em linhas gerais, o protagonista mata o prprio pai, Laio, e casa com sua me, Jocasta. Sculos mais tarde, o autor brasileiro Nelson Rodrigues escreve a obra lbum de Famlia, onde Senhorinha trai o marido, Jonas, com Non, seu prprio filho. A partir da, uma srie de traies e incestos passam a ocorrer na famlia, levados at as ltimas consequncias pelo autor. Segundo Aristteles, o termo ktharsis (catarse) se originou da linguagem mdica grega e significa purgao, purificao; a hybris designa uma violncia feita a si prprio e aos deuses imortais, o que provoca a nmesis, o cime divino. Por cometer a hybris, o heri grego percorre seu destino trgico gerando a catarse no espectador. Para despertar tal efeito, que o que pretende o gnero tragdia, utiliza-se o terror (phobos) e a piedade (eleos). Da, assim como personagens de dipo Rei os personagens do texto de Nelson Rodrigues passam pela hybris atravs do corpo. Tambm pelo corpo que o pblico se identifica, se purifica e/ou se aterroriza. Este trabalho visa explorar e identificar as possveis relaes corporais existentes nestes dois textos teatrais, considerando os conceitos supracitados. Para tal, desenvolveu-se a leitura e anlise comparativa de trechos das obras e uma possvel relao com conceitos clssicos definidos por estudiosos da rea. O trabalho est em fase de processo, portanto ainda no h resultados definidos para esta pesquisa.

Os efeitos da Memria de Trabalho no DEL (Dficit Especfico da Linguagem): um estudo exploratrio (ttulo provisrio)