Você está na página 1de 1

Sobre a modernizao

Falar, debater sobre o processo de individualizao, processo que se amplifica atualmente, necessrio compreender a dinmica social desenha este quadro, investigar a natureza do fenmeno. A individualizao est enraizada nas instituies modernas, talvez mais do que isso, seja a prpria base da sociedade moderna. Os pensadores iluministas foram os primeiros a traduzirem esta caracterstica da sociedade, o sujeito portador de liberdades negativas comea a ser desenhado, esta liberdade que significa a ausncia de regras que force o indivduo a fazer ou deixar de fazer algo. Thomas Hobbes, John Locke, Jean Jacques Rousseau e entre outros, ajudaram a delinear os significados de individualidade e liberdade modernos, o ideal de sociedade livre e de direitos que consolida-se no sculo XX, representando a vitria do projeto de modernidade. E a partir desse vitria que observa-se o processo de decadncia e intensificao das caractersticas da sociedade moderna, o indivduo, o mercado e a dinmica tecnocientifica, o que leva a crer que que o atual estgio de mudanas seja caracterizado pela radicalizao da modernidade e no pela ruptura com este modelo. Estamos em um processo de hipermodernizao, onde ambivalncias invadem as esferas pblico e privadas da vida. Neste cenrio possvel acreditar que a sociedade est se realocando, reconfigurando-se dentro dos mesmos elementos fundantes, mas levados at as ultimas consequncias, atravs de um processo de autoconfrontao, o que leva a crer o carter reflexivo da modernidade, no sentido que Beck e Giddens preconizam.