Você está na página 1de 3

Geometria Anal tica Lista de Exerc cios 1

Prof. Marco Mucha 19 de abril de 2013

Coordenadas na reta
Consideremos um eixo xo nos seguintes exerc cios. 1. Represente no eixo os pontos A, B, C e D com coordenadas 2, 2, 4/3 e tivamente. 2 respec-

2. Represente no eixo todos os pontos cujas coordenadas satisfa cam as seguintes equa co es: (a) |x| = 1; (b) |x + 1| = 1; (c) |1 x| = 2. 3. Represente no eixo o conjunto de pontos cujas coordenadas satisfa cam as seguintes inequa co es: (a) x > 1; (b) 3 x > 2; (c) |x 1| > 3 (d) 1 < x < 1; 3x (e) > 0; x+1 (f) x2 5x + 6 > 0; (g) (x 1)(x + 2)(x + 1) 0. 4. Sejam A e A dois pontos com coordenadas x e x respectivamente. Determine o comprimento do segmento AA nos seguintes casos: 1

(a) x = 3 e x = 7/3; (b) x = 1 e x = 5; (c) x = 0 e x = 2. 5. Determine as coordenadas do ponto m edio do segmento cujos extremos t em coordenadas 3 e 5. 6. Denotemos por A e B os pontos com coordenadas 3 e 4 respectivamente. Encontre a coordenada do ponto C AB tal que dist(A, C) 1 = . dist(A, B) 3

Coordenadas no plano
A seguir consideremos um plano com um sistema de coordenadas OXY xo. 1. Represente no plano os pontos A = (1, 2), B = (1, 2), C = (1, 2) e D = (1, 2). 2. Considere os pontos A = (1, 1), B = (1, 5) e C = (4, 3). Calcule dist(A, B), dist(A, C) e dist(B, C). 3. Calcule a a rea de um quadrado que tem como dois v ertices adjacentes os pontos A = (3, 2) e B = (1, 3). 4. Calcule a a rea de um quadrado que tem como dois v ertices opostos os pontos A = (3, 4) e B = (1, 2). 5. Calcule a a rea de um tri angulo equil atero que tem como dois v ertices os pontos A = (1, 2) e B = (1, 2). 6. Determine os pontos m edios do tri angulo de v ertices A = (2, 3), B = (1, 2) e C = (1, 2). 7. Dados tr es v ertices de um paralelogramo: A = (3, 5), B = (5, 3) e C = (1, 3), determine o quarto v ertice D oposto a B. 8. Sejam A = (1, 3) e B = (4, 3). Divida o segmento AB em tr es partes iguais. Determine as coordenadas dos pontos de divis ao. 9. Determine as coordenadas dos extremos A e B do segmento que e dividido em tr es partes iguais pelos pontos P = (2, 2) e Q = (1, 5). 2

10. Sejam A = (1, 2) e B = (2, 3). Calcule cos , onde eo angulo entre OA e OB. 11. Sejam A = (x, y ) e A = (x , y ) dois pontos diferentes da origem O e tal que A, A e O s ao n ao colineares. Prove que: (a) OA e OA s ao perpendiculares se, e somente se, xx + yy = 0. (b) O a ngulo entre OA e OA e agudo se, e somente se, xx + yy > 0. (c) O a ngulo entre OA e OA e obtuso se, e somente se, xx + yy < 0. e nulo 12. Sejam A e B dois pontos e seja o angulo entre OA e OB. Determine se ( = 0 ), agudo, reto, obtuso ou raso ( = 180 ) nos seguintes casos: (a) A = (3, 4) e B = (4, 3); (b) A = (1, 7) e B = (1, 9); (c) A = (3, 9) e B = (1, 3); (d) A = (1, 3) e B = (2, 6); (e) A = (2, 2) e B = (3, 2); (f) A = (4, 2) e B = (5, 1).